História O controlador 2 ( Park Jimin) - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung
Visualizações 115
Palavras 1.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de começar , por favor Armys sejam maduras o suficiente para entender , Park Jimin em uma entrevista no Ellen show , agora desse ano de 2018 , falou que está namorando , então dêem amor a namorada dele também, e entendam que ele é um ser humano , e merece ser feliz !


Boa leitura !

Capítulo 14 - O livro das páginas brancas !


Fanfic / Fanfiction O controlador 2 ( Park Jimin) - Capítulo 14 - O livro das páginas brancas !


" Psiu , não olhe pro escuro "

>©<

Uma semana se passou e ainda estou aqui nessa maldita casa fingindo não lembrar de nada , e onde estou nesse momento ? Tomando café na mesma mesa do inimigo , que por sua vez não tirou aquele seu maldito sorriso de satisfação do rosto , se não fosse pelos seus olhos , as cicatrizes no braço e esquerdo e a tatuagem em seu peito que por sua vez era nítida por conta do tecido fino da camisa que deixava - o praticamente despido, por um milésimo de diferença facial , ele se passaria por Jimin em qualquer outra situação , facilmente .

- Algo lhe encomoda minha querida ? - perguntou ele colocando a chicara de café a mesa .

- Sim , andei pela casa e não vi um livro si quer , é tedioso ficar trancada aqui e não poder conhecer ou reconhecer nosso próprio bairro , e sem falar que ficar quase o dia inteiro sem fazer nada , sempre rodiada de pessoas que me tratam como se fosse um objeto precioso é literalmente chato . - disse ao mesmo .

- Vejo que não está feliz , querida , nos mudamos a alguns meses para esse bairro não se lembra ? Você queria um lugar calmo longe da cidade e então o fiz , lhe trouxe para essa mansão , são poucos vizinhos que temos e todos trabalham , a não ser pela senhora que mora em uma casa a poucos quilometros daqui , ela vive em casa e tem muitos livros , se quiser uma das nossas empregadas pode pedir um livro emprestado a mesma .- disse ele .

- Não , se é a poucos queilometros daqui eu quero ir , uma das empregadas pode me acompanhar , ou se preferir um dos seguranças de sua confiança , pode ir comigo , ou até você mesmo si preferir .- disse ao mesmo .

Ele me encarou por alguns instantes e eu o encarei de volta .

- Certo , Cassandra irá acompanhá-lá, ela irá com você depois do café , não vou lhe acompanhar por que preciso trabalhar . .- disse ele .

- Quem é Cassandra ? - perguntei ao mesmo. 

- Sou eu senhora ! - disse a garota que estava me ajudando .

- Já que está tudo resolvido querida , estou me retirando , volto logo prometo . - disse o mesmo antes de si levantar .

Ele passou por mim e segurou em meu rosto e beijou minha testa , um nojo se instalou por todo o meu corpo e uma vontade de desferir a faca que segurava em minhas mãos nele era enorme , mas por sua vez me contive .

- Tenha um bom dia querido , por favor volte logo - disse segurando o ranço .

O mesmo saiu da sala de jantar e me deixou a sós com as empregadas , não pude terminar meu café por que simplesmente não sentia fome .

- Vamos Cassandra ! - disse me levantando da cadeira .

- Sim senhora ! - disse a mesma me acopanhando .

Subi para o quarto onde me estalava e andei em direção ao banheiro , liguei a torneira em água quente e lavei meu rosto como si quisesse que minha alma ficasse limpa .

- Como te odeio seu nojento , asqueroso ! - disse me olhando ao espelho .

Peguei a toalha que estava ao meu lado e sequei meu rosto , sai do banheiro e depois do quarto e Dei de cara com Casandra .

- Vamos , preciso de livros ! - disse a mesma .

- Sim senhora! - disse ela .

Saímos da casa e começamos a caminhar , estavamos um uma zona rural , com uma pequena estrada que desviava atrás da mansão onde estava com aquele monstro , caminhando mas um pouco , antes de chegar na tal casa da senhora , havia uma placa que indicava que Daegu era a 150 Km da zona rural .

- Daegu ? , estamos tão longe da cidade assim ? - perguntei a Cassandra como si não quisesse nada .

- Senhora por favor tente si lembrar de tudo o que aconteceu , a senhora precisa si lembrar ! - disse a mesma .

- Eu vou me lembrar , não si preocupe ! - disse a mesma com um leve sorriso .

Ele deu um breve suspiro e olhou para o chão , não havia dito a ela que havia me lembrado de nada , pôs como a mesma disse " Não confie em ninguém " , e nesse caso , não confiaria nela também .

- Acho que é ali ! - disse apontando uma casa ao longe .

A mesma era pequena e ficava a beira de um pequeno lago , havia uma senhora sentada a cadeira de balanço que balançava sem pressa , enquanto fazia seu tricô, me aproximei da mesma e então ela olhou para mim por cima do óculos.

- Bom dia senhora ! - disse ao me aproximar .

- Bom dia ! - disse a mesma com um Largo sorriso .

Ela me olhava e olhava para a empregada e nos media por completo .

- O que trás uma moça tão jovem até minha humilde casa ? - perguntou a mesma.

- Soube que a senhora tem livros , e queria saber se pode me emprestar algum , moro naquela mansão , por mas que seja grande parece que não há espaço para livros e nem para pequena estante de poeira ! - disse a mesma .

A mesma me olhou e me encarou por alguns segundos .

- Cornelia Brudoew ! - disse a mesma ao si levantar .

- É um prazer senhora Brudoew! - disse a mesma .

- Entre , vamos acabar com essa sua sede de livros ! - disse a senhora ao abrir a porta.  

Entramos na casa da senhora , a mesma era cheias de móveis antigos e uma extensa prateleira cheia de livros .

- Sabe uma jovem como você amante de livros é raro hoje em dia . - disse a senhora indo até a cozinha .

- A leitura deve ser bem apreciada , livros são como um refúgio para um alma aflita . - disse detalhando os livros .

- Aceitam um chá ? - perguntou a senhora entrando a sala .

O cheiro de flor de lótus purificou todo o ar daquela casa , e eu sabia que ela estava entendo o que queria dizer .

- Flor de Lótus tem um perfume tão doce , assim como Jasmim ! - disse me sentando com o livro em mãos.

Sentei de frente a senhora que me servia o chá calmamente , a empregada olhava atentamente cada detalhe da casa , a senhora que logo me serviu o chá pegou um pequeno caderno e me olhou por cima do óculos, seu olhar me fez perceber , que ela havia entendo os meus códigos . 

- Tome O chá e relaxe ! - disse a mesma com um Largo sorriso .

Começamos a conversar de uma forma que só ambas conseguíamos entender , encontrei naquela mulher uma maneira de sair das garras daquele louco.

Logo a conversa acabou e tornei a mansão .

- Querida onde esteve ? - perguntou Kim-Seung ao descer as escadas .

- Na casa da senhora ao lado , desculpe a demora , demoramos tanto conversando sobre livros e antiguidades que perdi completamente a hora, me desculpe.  disse ao mesmo .

- Não se preocupe , está tudo bem , o importante é que você conseguiu alguns livros , se isso lhe deixa feliz , me deixa feliz também - disse o mesmo .

- Vou para o quarto , tomar um banho e relaxar lendo um livro . - disse ao mesmo e começando a subir as escadas.

- Quer companhia ? - perguntou ele segurando meu braço . 

- Não é necessário , boa noite querido ! - disse antes de subir as escadas .

Naquele momento eu estava torcendo para que aquela mulher conseguisse contato com Jimin e que ele me tirasse daquele pesadelo .

[ Park Jimin ON ] 

- Quanto tempo mas vou ter que aguentar ? - disse andando pela sala .

- Calma , vamos encontrar ela . - disse senhor Kim .

- Vocês disseram isso a uma semana é até agora nada. - disse me sentando ao sofá.

- Eu sei mas..... - ele foi interrompido por Jasmin.

- Papai , quando a mamãe volta ? - perguntou a pequena ao sentar em meu colo .

- Em breve meu amor , em breve ! - disse abraçando a mesma .

- Jimin , você conhece alguém chamada Cornelia Brudoew? - perguntou Taehyung Taehyung.

- Não , por que ? - perguntei ao mesmo .

- Chegou uma mensagem da mesma em seu e-mail - disse Taehyung.

- Entendo , pode apagar . - disse ao mesmo .

- Tem certeza ? - perguntou ele .

- O que diz a mensagem ? - perguntei a ele .

- " Quando uma rosa branca se encontra na escuridão..... - Jasmin o interrompeu .

- " Uma doce e pequena luz surge em uma longa estrada ao longe , mostrando o caminha que deve seguir " - terminou a pequena .

- Como sabe disso princesa ? - perguntou Taehyung a pequena.

- É um pedido de socorro da mamãe. - disse ela.

Naquele momento olhei para ela e depois para Taehyung , a coloquei ao chão e segui em direção ao computador onde o mesmo estava , abri a mensagem e então comecei a ler ....

" Senhor Park Jimin , em poucas palavras lhe direi o que si passa com sua esposa e onde ela está , as cordenadas de sua localização está logo a abaixo em uma imagem do mapa que enviei , si por algum acaso o senhor recebeu essa mensagem e não leu , haverá uma outra mensagem que vai ser enviada automaticamente para sua linda filha, e si viu essa mensagem por favor seja rápido e salve sua esposa , ela é um amor de pessoa que por sua vez me proporcionou uma longa e doce conversa , venha logo e a tire desse inferno , provavelmente assim que lhe enviar esse e-mail estarei morta , por ajudar sua doce esposa. Seja rápido. " 

Continua . .   


Notas Finais


Até o próximo capítulo !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...