História O Crush - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bts, Jungkook, Kook, Kookie, Kookv, Tae, Taehyung, Taekook, Taetae, Tentativa De Humor, Vkook
Visualizações 79
Palavras 1.730
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Fluffy, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi docinhos!! Estou eu com mais uma fic, espero que gostem dessa oneshot..

EU TENHO UMA NOVIDADE!! Mas só vou falar nas notas finais, por favor leiam.




Perdoem os erros e Boa Leitura....

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction O Crush - Capítulo 1 - Capítulo Único

 

- KIM TAEHYUNG! - ixi, lá vem.

- O QUE? - gritei do meu quarto.

- DESCE AQUI, RÁPIDO!

- TÔ INDO! - aff, a pessoa não pode nem fazer show particular no quarto que vem gente atrapalhando.

Larguei a escova, ou como prefiro chamar "microfone", na cama e fui saber o que a minha omma queria. Estava descendo as escadas como uma diva que sou, parecendo uma modelo nas passarelas. O vento até quis dar um ar da sua graça me fazendo jogar minha franja para o lado, estava me sentindo uma verdadeira deusa. 

Mas o meu "momento Gisele Bündchen" foi atrapalhado quando tropecei nos últimos degraus da escada, foi o momento mais vergonhoso da minha vida. 

Talvez você pense: Porque foi tão vergonhoso cair na frente da sua mãe? MAS AÍ TÁ O PROBLEMA! NÃO ERA SÓ MINHA MÃE QUE ESTAVA LÁ.

Na verdade a causa do meu tropeço foi por ter visto na minha frente o meu deus grego, mais conhecido como Jeon Jungkook. Tem como prestar atenção ao seu redor quando o crush tá na sua frente?

- Tae! Você está bem? - perguntou preocupado, o meu namorado – embora ele ainda não saiba que é.

- A-ah, tô sim. - respondi envergonhado. Corei.

- Você fica muito adorável corado, hyung. - riu de leve. Desviei o olhar para o chão.

Aish. Porque ele tem que ser tão fofo?

- Kim Taehyung? Adorável? - gargalhou mamãe. A fuzilei com os olhos. 

Ela tinha que tentar queimar minha fita com o crush.

- Eu acho, ele é muito fofinho. - sorri vitorioso para minha mãe. RÁ! TOMA ESSA!

- Talvez com você ele seja mesmo. - sorriu maliciosa. - Já que ele gost..

- OMMA! - gritei. Jungkook arregala os olhos assustado com meu ataque repentino. - Omma querida, você não está com o bolo no forno? Acho que estou sentindo cheiro de queimado. - falei sorrindo falsamente.

- AI MEU DEUS, MEU BOLO! - ela dá um pulo e sai correndo feito bala para a cozinha, deixando Jungkook e eu sozinhos.

- Vem hyung, deixa eu te ajudar a levantar. - estendeu a mão pra mim. 

E foi aí que tive uma ideia. 

Será que se eu colocar força ele acaba caindo em cima de mim e me beijando que nem nos doramas? Bom, nunca vou saber se não testar né hehe...

- Obrigado Kookie. - encenei. Estendi a minha mão e segurei a sua, quando ele me puxou coloquei um pouco mais de força para baixo o fazendo cair sobre mim e...

- AI JESUS, QUE DOR! EU ACHO QUE VOU MORRER! - gritei, colocando minhas mãos na testa.

Meu plano foi um fracasso. Em vez dele cair e me beijar que nem nos doramas ele quase me fez um de Harry Potter da vida. Os dentinhos de coelho foi logo em direção da minha testa e cacete, dói demais. Tadinho, deve ter quebrado os dentes.

- Aiiii... - gemeu. Vi colocar a mão direita sobre a boca com uma careta.

- Desculpa Kookie. Tá doendo muito? - perguntei arrependido.

- Uhum. - seus olhos se encheram de lágrimas.

- Ah pelo o amor! Por favor não chora. - me desesperei. Por que sou tão burro? - Senta no sofá, vou pegar gelo pra você. - nos levantamos e o deixei sentando.

- Passar gelo no dente hyung? - falou baixinho. Deveria estar doendo muito.

Mas aí me liguei no que ele disse. Quem é que coloca gelo no dente depois de machucar? 

- Sei lá! Bota em cima da boca, vai que serve. - sai em disparada para a cozinha.

- Que pressa é essa menino? - perguntou omma. Ela estava jogando um carvão no lixo, ou seja, o nosso falecido bolo.

- O Kookie bateu o dente e vim pegar gelo pra ele. - respondi enquanto colocava alguns gelos em um saco.

- Bateu o dente? Onde?

- Na mi... Não importa onde. - ela ia tirar sarro se soubesse, conheço muito bem minha mãe.

- Claro que importa! Se você está desesperado assim é porque foi feio. - disse se virando para me encarar. Quando ela o fez de repente arregalou os olhos e explodiu em risadas. - Não acredito nisso!

- O que? - indaguei confuso.

- Que é isso na sua testa? - apontou para a minha cabeça.

- O que tem minha testa? - passei minha mão sobre ela, senti uma marca de dois dentinhos nela.

- Não importa onde o Jungkook bateu o dente, hã? - riu alto. - Estava tentando fazer o que? Abusar do menino? - debochou.

- OMMA! Aish! Ele só foi me ajudar a levantar e acabou caindo por cima de mim. - expliquei, fazendo a maior cara de inocente.

- Caiu? Tem certeza que você não puxou ele? - levantou a sobrancelha.

- Claro que não! - neguei na cara dura. - Eu jamais faria isso. Aliás, pra que eu o faria? 

- Pra beijar ele que nem nos doramas. - respondeu simples, meu rosto esquentou. Sou tão óbvio assim?

- Omma, eu não sou assim. - me fiz de ofendido.

- Ah lógico que não e você também não saiu de mim. Meu filho, eu te conheço muito bem. - suspirei derrotado, ela percebeu e sorriu vitoriosa.

- Tá, foi isso mesmo. Mas não deu certo. - falei cabisbaixo.

- Percebi. - riu. Novamente a fuzilei com os olhos.

- Isso, ri da minha desgraça. Continua, enquanto eu me afogo na minha tristeza. - dramático? Que nada!

- Eu não estou rindo pelo seu plano ter dado errado. - a fito confuso. - Olha pra trás e você vai saber porque estou rindo. 

Me virei em câmera lenta e quando olhei pra trás desejei não ter nem me virado. 

Jungkook estava lá. Parado, encostado no vão da porta com os braços cruzados e um pequeno sorriso nos lábios. 

- K-Kookie! O q-que está fazendo aqui? Era pra você estar me esperando levar o gelo. - gaguejei. Meu dia dá para melhorar?

- Então você estava querendo abusar da minha inocência? - sorriu divertido. Descruzou seus braços e se aproximou.

Inocência? Que inocência você ainda tem? Queria dizer isso, mas deixei pra lá.

Jungkook poderia ser o virgem que for, mas eu já peguei ele vendo um pornozão que até eu me senti constrangido. E agora vem falar de inocência pra cima de mim?

- D-do que está falando Kookie? - perguntei hesitante.

- Da cena de beijo que queria fazer comigo. - alargou o sorriso.

É impressão minha ou o crush tá me crushando?

- Puff. De onde tirou isso? - abanei as mãos rindo sem graça.

- Eu escutei Tae. - se aproximou mais um pouco de mim.

- Está escutando demais. Acho que tá precisando lavar os ouvidos. - tentei fugir. Olhei para os lados para pedir ajuda a omma, mas não a achei. Ela saiu e eu nem vi.

- Ou estou escutando certo e só falta você admitir. - aproximou mais. Por reflexo comecei a andar para trás. - Está fugindo de mim hyung?

- Porque eu fugiria de você? - meu nervosismo estava a mil.

- Não sei. Talvez por medo de... - já não tinha mais para onde ir, minhas costas encostaram na parede. Jungkook aproveitando, colocou suas mãos apoiadas na parede cada uma do lado da minha cabeça. - Dizer que gosta de mim.

Prendi o ar. Então ele descobriu?

- J-Jungkook...

- Não minta hyung. Diga a verdade, você gosta de mim? - cravou seus olhos intensos nos meus esperando uma resposta.

- Gosto. - sussurrei, abaixando a cabeça.

- Que bom. - levantou delicadamente minha cabeça segurando a ponta do meu queixo. - Porque eu também gosto muito de você, hyung. - sorriu docemente, mostrando aqueles dentinhos salientes que tanto amo.

- V-você gosta de mim? - arregalei os olhos. COMO ASSIM O CRUSH ME CRUSHA?

- Sim. - abri um sorriso tão grande que estou com medo do Jungkook achar que incorporei o coringa. 

- Kookie! - o abracei forte. É tão bom sentir o cheirinho dele.

- Porque não me falou antes hyung? - colocou o nariz entre meu pescoço e fungou. Arrepiei até os pelos que não deveria.

- Sei lá, medo de não gostar de mim também. - me afastei só o mínimo para olhar seu rosto.

- Quem não gostaria de você? - sorri.

- Realmente, você seria um idiota se não gostasse de uma diva como eu. - falei fazendo-o revirar os olhos.

- Estragou o clima romântico hyung. - resmungou.

- Yah! Eu tenho que me dá o valor. - brinquei.

- Tem que parar de se achar, isso sim. - retrucou.

- Você não fala que sou bonito por isso que eu mesmo tenho que dizer. - fiz bico.

- Não preciso dizer que é lindo porque só de se olhar no espelho não tem como contestar, mas se você quiser que eu diga: Kim Taehyung, você é a pessoa mais linda desse mundo. - aah, agora sim. Sorri alegre.

- Agora estou satisfeito. - Kook ri. - Mas tem mais uma coisa que quero que faça.

- O que?

- Me beija.

Jungkook sorri e aproximou o rosto. Fechei os olhos em expectativa, senti seu hálito quente contra minha boca, cada vez mais o sentia próximo. Seus braços rodearam minha cintura e eu coloquei os meus cruzando atrás de seu pescoço. Nossos corpos colados, nossos lábios a centímetros e finalmente eles se encontram.

Quase pulei de felicidade quando senti os lábios de Jungkook sobre os meus, mas como isso iria quebrar o contato decidi aquietar meu fogo. Entreabri minha boca para um contato mais profundo, meu dongsaeng fez o mesmo.

- AI! - exclamou Jungkook cortando o contato.

- O que foi?

- Meu dente hyung. Ainda está doendo. - fez biquinho.

- Eu já tinha me esquecido! Vem cá, senta na cadeira. - o fiz sentar e fui pegar um saco pra colocar gelo, já que o outro tinha descongelado. - Toma, coloca com cuidado. - pus sobre sua boca.

- Isso dói. - resmungou.

- O que quer que eu faça? - inclinei minha cabeça para o lado.

- Já ouviu dizer que dar um beijinho no machucado sara? - falou com um sorriso sapeca. Ri.

É. Talvez meu plano não tenha fracassado.


Notas Finais


Então povinho? Gostaram? :D
Não liguem pro meu humor, talvez não tenham rido, talvez sim. Mas juro que tenho bom humor, quem sabe no nível do Jin? kkkkkk

Agora é sério. Tenho um aviso pra vocês. Eu tinha parado um projeto meu, mas decidi voltar. Do que se trata? É DA MINHA LONGFIC! ISSO MESMO, UMA LONGFIC!
Não sei direito quando vou começar a postar, acho que nesse fim de semana ou no outro. Eu quero ter alguns capítulos antes de postar e como já comecei, escrevi algumas coisas e estou cheia de ideias. Então, aguardem.

É só isso, até breve!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...