1. Spirit Fanfics >
  2. O demônio do meu chefe >
  3. 06

História O demônio do meu chefe - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus chuchus, desculpem a demora eu estava tendo alguns problemas familiares.

Espero que gostem desse novo capítulo

Boa leitura

Capítulo 6 - 06


Jimin On

Eu encarei o ser humano que estava em minha frente e me indignei com a situação, como um pessoa poder me fazer passar tanta vergonha assim.

Me levantei e segui em direção do homem que antes dissera ser meu alfa

JM: O que acha que está fazendo? Perguntei o encarando bravamente.

???: O que você acha? Você é meu....

JM: E quem disse isso? Perguntei já o empurrando para fora do local.

JM: Você não devia estar aqui Jeon, e eu não sou seu ômega, então pare com essas paranoias e volte ao seu escritório....

Ele nada disse, deu meia volta e sumiu da minha vista. Eu suspirei e voltei ao restaurante, me sentei e com muita vergonha disse.

JM: Me desculpa Dean, eu sinceramente não sei o que deu não cabeça daquele idiota.

DN: Tudo bem meu amor, eu entendo ele.... com um garoto lindo como você até eu teria essa mesma reação.

JM: Pare com isso, eu não sou bonito desde que eu tive a minha filha, eu só me arrumo um pouco para trabalhar.

DN: Para mim você continua lindo

Ele era muito galanteador disso me encantava nele. Almoçarmos calmamente e depois voltamos ao trabalho.

Eu passei o dia todo sem falar um “A" para Jeon, ele até tentava puxar assunto porém eu sempre o ignorava.

Eu sei que isso é errado porém nada é mais ruim do que ser envergonhado na frente de seu novo namorado e de várias outras pessoas.

Ele nem pensou em como eu me sentiria com suas ações, ele nem se quer considerou a hipótese de me chamar em um canto e se declarar. Ele preferiu ser machista e idiota na frente de várias pessoas.

[...]

O expediente havia terminado e eu estava aqui preso novamente cumprindo minhas horas extras sem recebimentos por puro capricho do meu chefe.

JM: Idiota.... Foi tudo o que eu consegui dizer

Passei horas e horas preso naquela sala e quando me dei conta já era 05:00 a.m então não compensaria eu voltar para casa.

Desci até o estacionamento e peguei uma muda de roupa, subi novamente mas agora eu fui para o vestiário onde tinha chuveiros. Tomei um banho um tanto demorado e logo me arrumei.

Desci até a cafeteria e peguei um café bem forte e um lanche natural com mais algumas guloseimas, como eu não havia jantava eu estava morrendo de fome e isso bastou para eu ficar de mal humor até próximo ao almoço.

Depois que me alimentei meu humor tinha melhorado um pouco porém ainda estava puto. Subi até meu andar e novamente segui até minha mesa voltando a trabalhar.

[...]

Já era quase o horário de almoço e Jeon nem tinha dado as caras na empresa, eu iria almoçar novamente com Dean e estava muito animado.

Todos estavam perguntando se realmente eu estava comprometido e sempre que eu concordava os ômegas me elogiava e os alfas e betas diziam o quanto invejavam o meu alfa.

Eu estava muito feliz mas uma coisa eu não contava, eu estava preste a sair para o almoço mas algo ou alguém me impediu me empurrando para trás bruscamente.

Quando e olhei para cima dei de cara com Jeon furioso.

JM: Diga o que quer ?

JK: Eu quero você, não está vendo?

JM: Vendo eu estou mas não estou acreditando a sua casa de pau. Vai deixa eu sair, eu estou atrasado para encontrar o Dean.

JK: Não hoje você está preso a mim, e se ele quiser terá que vir até mim para TENTAR te tirar do meu lado.

Daime paciência meu senhor. Pensei me sentando novamente em meu lugar.

Não demorou muito para que Dean batesse na porta e Jeon e fez questão de abrir, então eu me levantei e assim que estava preste a abrir o alfa idiota me agarrou e me beijou, eu tentei o empurrar porém acabei por ceder e antes de me dar contar eu ouvi um estrondo e ao o empurrar eu encarei o olhar sem vida de Dean.

Aquele olhar deixou meu coração em pedaços e a culpa de tudo aquilo era de Jeon. Eu no encarei e tentei avançar no alfa que era meu chefe porém um rosnar me fez parar.

Quando me dei conta os dois já estavam trocando socos, chutes e xingamentos. Eu tentei de tudo para para-los mas nada adiantou então eu tive que apelar.

Eles estavam sedentos de ódio ódio que nem me ouviram então eu parei e me agachei chorando baixinho. Senti braços me rodearam e ao erguer minha cabeça eu me surpreendi com quem era...


Notas Finais


Espero que todos tenham gostado.

Comentem, compartilhem e favoritem.

Adoro opiniões e críticas (aceito todas)

Até mais meu chuchus

Beijos da tia Japa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...