História O DESAPARECIMENTO p. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Qsemeianoite, Saiko, Tawo Meiaum, Ycro
Visualizações 15
Palavras 362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu vi a estrela de davi brilhar no céu

Capítulo 2 - CAPITULO 1- "que porra ta acontecendo"


Fanfic / Fanfiction O DESAPARECIMENTO p. - Capítulo 2 - CAPITULO 1- "que porra ta acontecendo"

Estava lá, André Felipe Sessenta e Um, dormindo que nem um  ̶d̶e̶s̶o̶c̶u̶p̶a̶d̶o̶  homem que não dorme a uma semana dentro da paróquia depois da quermese do dia de são joão quando se empanturrou de paçoca, quando saiko chega quebrando a janela com raiz de pé de cana e grita:
-MEIA UM ACORDA PORRA TODO MUNDO SUMIU SÓ TÁ MEU GATO E MEU CACHORRO EM CASA, ACORDA CARAI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
-meu,vamo ver se o ycro ainda tá
-ok
então eles vão pra casa do ycro e veem que ele tá dançando ao som de "a-Ha-Take on me" então saiko arromba a porta com raiz de mandioca e ycro, na hora, tranca o c* e pensa:
-meu deus vão me matar vão me estrupa vão me segura e bater na minha barriga
então  ycro vê a sombra e não passa mais nem uma agulha no c* de ycro que pensou:
-PUTA QUE O PARIU VÃO ME DESACORDAR E ME JOGAR DENTRO DE UM COMPARTIMENTO DE UM BARCO DE ME LARGA EM SANTA HELENA COMO ESCRAVO.
daí a sombra aumenta e não passa um átomo no c* de ycro que pensa:
-EU VO MORRE, EU VO MORRE, EU TENHO TANTA COISA PRA VIVE, EU NEM ME DESPEDI DOS MEUS AMIGOS EU NEM CONSEGUI DANÇAR EM CIMA DA CHAMINÉ DA PIZZARIA.
então aparece um fio de cabelo na batente da porta e ycro desmaia, na hora, pensou:
-Eles não vão me matar se eu parecer morto.
então Saiko e Meiaum chegam e veem ycro caído, e saiko fala: pega a vela e o fosforo que eu arrumo o corpo.
então, saiko só coloca o corpo encima o estrato da cama com a vela e começa a recitar:
-"Domine Jesu Christe! Rex gloriae!
Libera animas omnium fidelium
Defunctorum..."
quando ycro acorda, saiko já havia colocado ele na kombi de um vizinho com a vela apagada e jogada fora, e saiko havia roubado uma toca e meium estava em outro carro, ycro ve um cara com a toca dele levando ele, então ele gritou:
-QUE PORRA É ESSA .
e saiko para a kombi e saikorrendo daquele lugar o mais rapido possivel
e com essa piada acaba o primeiro capitulo
 


Notas Finais


o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...