História O (Des)Manual de Choi Youngjae de Como Ser Sociável - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Colégio Interno, Comedia, Got7, Jackson Hippie, Markjin, Markson, Yaoi, Youngjae Antissocial, Yugbam
Visualizações 137
Palavras 2.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGUEI NESSA MADRUGADA DE SEXTA AAAH
hoje eu vim ao sou de Beyoncé
SMACK IT IN THE AIR, SMACK IT, SMACK IT THE IN THE AIR 🎶
Aproveitem ai meus bb :3

~Coloquei essa foto na capa do capitulo porque gosto dela e eu não sei, to meio na brisa aqui

Capítulo 3 - Faço cosplay de castiçal


Fanfic / Fanfiction O (Des)Manual de Choi Youngjae de Como Ser Sociável - Capítulo 3 - Faço cosplay de castiçal

Eu queria dizer que Jackson sorriu com a pergunta, eles se abraçaram, fomos apresentados e saímos todos juntos pra comer pizza, e que eu beijei o cara, nos apaixonamos e agora estamos namorando. Só que eu estaria mentindo.  Não foi isso que aconteceu. Na verdade, não chegou nem perto disso.

O que realmente aconteceu? Bem, vou te dar um spoiler.

- Eu falei pra você ficar longe de mim! - Jackson disse e me puxou junto pra fora da sala de jogos, pisando forte e rápido.

Eu estava com medo dele.

Eu estava realmente com medo dele.

Minha vontade era perguntar quem era aquele cara e o que infernos estava acontecendo, mas se você estivesse no meu lugar, percebendo e absorvendo a aura da Rochelle de Todo Mundo Odeia o Chris em final de episódio no Jackson, você saberia tão bem quanto eu que era bem melhor ficar calado. Ele me arrastou assim, irritado de um jeito que chegava a assustar - já que ele era sempre calmo e alegre - até a porta do meu quarto no dormitório, onde ele soltou meu braço.

- Youngjae, nem me pergunte - Ele se apressou, antes que eu dissesse alguma coisa - Eu não quero falar sobre isso.

- Mas eu... - Tentei protestar, porém ele enfiou a mão no bolso e me interrompeu

- Isso é pra você. Eu fiz hoje de manhã... - Jackson me entregou uma pulseira, fechando minha mão com ela dentro - Até amanhã, Youngjae

E ele sumiu pelo corredor. Olha, eu não estou entendo nada. Na verdade, estou mais perdido do que criança sem a mãe no mercado. Ainda sem entender absolutamente nada, abri a palma da mão para ver a pulseira. A pulseira era diferente da outra, era de contas, contas de letras com contas de desenhos como smiles, corações, trevos de quatro folhas e etc. As letras formavam Youngjae Best Friend. Por algum motivo, receber aquela pulseira de Jackson me deixou mole. Me derreteu como manteiga na pipoca. Como picolé na mão de criança. Como neve na manhã seguinte. Como… Okay, okay, você me entendeu.

Enfim, aquela expressão que o pessoal usa no Twitter, Não me toca que eu to sensível.

Jackson confiava em mim, em dois dias eu virei o melhor amigo dele. Antes de mim, ele estava sozinho. Eu não podia trair a confiança dele. Por isso, naquela hora, decidi. Eu não ia fazer pergunta nenhuma sobre aquele garoto. Eu iria esperar até Jackson sentir que deveria me contar.

Era o mínimo que eu devia fazer.


 

Quando eu acordei dessa vez, meu colega de quarto ainda estava dormindo. Eu levantei e fui direto pro banho, sem me importar com o horário. Durante o banho, pensei sobre o dia anterior. Eu não sabia o que esperar de Jackson, será que ele estaria estranho? Ou ele iria agir como se aquilo nunca tivesse acontecido?

Só me dei por si quando estava saindo do banheiro, com o uniforme, de meias, procurando meus sapatos. Assim que apareci no quarto, meu colega me olhou, com os olhos semi-cerrados de sono, me fitando.

- Bom dia, seu celular estava tocando - Ele falou, se espreguiçando.

Ele se espreguiçando parecia uma minhoca com câimbra.

‘Tá, tudo bem, sem comentários.

Peguei meu celular e achei várias ligações perdidas do Jackson. Esse estava desesperado. Retornei a ligação, antes que ele fizesse a centésima nona tentativa de me ligar.

- Youngjae! Por que não me atendeu?

- Eu estava no banho, Jack-ah - Me sentei na cama para amarrar o cadarço do sapato, coloquei o celular no ombro no maior malabarismo

- Ah, então tá…

Silêncio do outro lado.

- Enfim, Youngjae, eu estava ligando pra avisar que hoje não tem aula.

- Como assim não tem aula? - Terminei de amarrar o cadarço e peguei o celular.

- Reunião de professores, cara, sobre o que eu não sei

- Ah, entendi, mas como você já sabe?

- Isso não importa.

Confiar, Youngjae, confiar.

- Bem, então sem uniforme hoje? - Observei a pulseira de contas no meu pulso

- Sem uniforme hoje.

- Te encontro onde? - Perguntei, mas ele já tinha desligado.

Deixei o celular de lado e me estiquei, pensando. Será que ele ia me buscar? Ou ia estar na sala de jogos? Ou na biblioteca? A escola é enorme, onde é que eu vou achá-lo?

- Hoje não tem aula, então? - Me assustei ao ver Taehyung sair do banho, com a toalha na cintura

- N-não, não tem aula - Desviei o olhar na hora.

Ele namora, Youngjae. Não fique olhando.

- Hum, eu posso ficar com você hoje então? Se hoje não tem aula, provavelmente Hoseok vai ficar treinando com o pessoal do time então…

Ouvi a porta do guarda-roupa abrindo. Ah, amém!

- Ah, acho que não tem problema, mas… Eu vou estar com o meu amigo, e…

- Não tem importância! Eu não me importo, não, quanto mais gente melhor!

Eu achava que pessoas desinibidas eram um mito, como pégasos e sereias. Não acho mais.

Acho que agora posso realizar meu sonho de infância de ser a nova pequena sereia.

- E ai? Não vai se trocar pra sair? Ou vai ir de uniforme mesmo? - Já vestido, ele sentou de frente pra mim, de sobrancelhas franzidas

- Ah, tô indo! - Eu abri minha gaveta, peguei a primeira calça e a primeira camiseta que achei e fui direto pro banheiro.

Fiz uma nota mental para nunca ficar sozinho com Taehyung.


 

Talvez fosse algo óbvio que eu já deveria ter imaginado - se eu não fosse a anta que eu sou - que eu iria encontrar Jackson no gramado, no mesmo lugar que eu o encontrei, por acaso, da última vez. Ele ainda estava descalço, com a calça jeans rasgada, mas dessa vez, ao invés da camisa tie-dye, ele usava uma camisa havaiana. Estava trançando uma pulseira multi-colorida, com os fones no ouvido, cantando baixinho. Assim que me viu, abriu um sorriso e me chamou com as mãos, e assim que viu Taehyung, franziu o cenho.

- Hey, sou Taehyung, colega de quarto do Youngjae, pode me chamar de Tae - Taehyung sorriu, Jackson devolveu o sorriso, tirando um dos lados do fone de ouvido

- Sou o Jackson, melhor amigo do Youngjae - Ouvir ele dizer que era meu melhor amigo me fez sorrir igual um idiota.

Falo como se eu não fosse um idiota.

Quando me sentei ao seu lado, percebi que ele não ouvia música com o celular e sim com um toca-fitas portátil.

É apenas Jackson, nada de estranho.

- Ei, Jack-ah, ouvindo o que? - Falei, batendo de leve em seu ombro

- Don’t Let Me Down, dos Beatles - Jackson riu, tirando o outro fone e guardando a pulseira no bolso junto do toca-fitas - Vamos dar uma volta? Com certeza vocês não querem ficar aqui sentados sem fazer nada

Impressão minha ou Jackson e Taehyung se acostumam muito rápido com a companhia das pessoas?

- Vamos pra onde? - Me levantei com ajuda de Jackson, Taehyung dispensou ajuda ficando de pé em um pulo.

- Que tal a quadra? Se não me engano o time de vôlei ‘tá treinando agora - Jackson falou, eu não tinha ideia melhor então dei de ombros

- Ah, por mim tudo bem - Taehyung riu, colocando as mãos nos bolsos

E lá fomos nós pelos corredores malucos da escola.

Eu juro pra vocês, os corredores dessa escola são tão confusos que eu não me impressionaria se um dia eu achasse a passagem para Nárnia abrindo alguma porta errada.

Apesar disso, parece que Jackson é uma bússola humana, porque em menos de dez minutos, estávamos chegando na quadra. Jackson e Taehyung passaram o caminho todo jogando conversa fora sobre o final de Caverna do Dragão e eu, boiando.

- YUGY! VOCÊ CONSEGUE! VOCÊ É MESTRE NO SAQUE! ISSO! ISSO! - Ouvi alguns gritos no fundo do corredor e nessa hora eu tive certeza que estamos mesmo perto da quadra

- Bambam é mesmo um escandaloso - Taehyung riu, revirando os olhos, ao ouvir os gritos

- Bambam? - Esse era um nome engraçado, tive que segurar a risada

- Ele é namorado do Yugyeom, que joga no saque, o nome dele não é Bambam, é Kumpi… Kumpi… Ah, Kumpi alguma coisa Wakul, ninguém sabe pronunciar, então chamamos ele de Bambam - Taehyung pareceu pensativo - E ele é mesmo um escandaloso, lembro de quando fizemos uma festa do pijama e eles fugiram de madrugada pro banheiro, olha não dava pra dormir com aquela gritaria…

Informações demais na minha opinião.

Adentramos a quadra, indo direto pra arquibancada. Poucos garotos assistiam o treino. Um deles era alto e orelhudo, não gritava igual a Bambam - que identifiquei como o garoto de cabelo castanho arruivado que gritava para o tal Yugyeom -, só observava ansioso. Tinha outro com uma boca digna de uma Kardashian (não que eu saiba muito sobre), que assistia ao treino aparentemente irritado - e talvez um pouco chateado - e um loiro platinado, que estava sorrindo bobo pra um dos caras que jogava. Todos eles pareciam estar juntos dos namorados. Será que esse internato tem uma regra pra não aceitar caras héteros? Eis a questão.

- Taehyung! Achei que não ia aparecer no treino hoje! - O loiro platinado disse, ao ver Taehyung com a gente

- Ah, Minhyuk, você sabe que não sou muito fã de ficar aqui ouvindo o Bambam gritando sem fazer nada - Ele riu, Minhyuk veio sentar mais perto da gente

- Desculpa ai, Taehyung... - Bambam deu risada, desviando um pouco sua atenção - Alguém aqui tem que torcer, sabe?

Taehyung só deu risada

- Como você e o Hyunwoo estão, Minhyuk? - Supus que Hyunwoo era o moreno que Minhyuk fitava quando chegamos

Jackson já tinha puxado um colar do bolso e não estava prestando atenção. Jackson e seu bolso mágico.

- Nossa, Taehyung, se eu te conto você nem acredita! Ele não ficou enrolando o ano passado todinho? Ontem ele tomou iniciativa! Me pediu em namoro na aula de matemática! - O loiro platinado então se virou pra mim e para Jackson, curioso - Quem são?

- Ah, desculpa, esse é Youngjae, meu novo colega de quarto - Ele apontou pra mim e eu acenei, escondendo falhamente a vergonha, queria muito imitar um avestruz naquela hora - E esse loiro é o melhor amigo dele, Jackson

- Prazer, meninos, sou o Minhyuk - Jackson que tinha escutado seu nome, acenou antes de voltar pro seu colar, disperso

Ele não parecia tão focado assim no colar. Parecia pensativo, achei melhor não incomodá-lo.

- Que feio, Taehyung, nem apresenta os amigos - Bambam falou, deixando o treino um pouco de lado.

Minhyuk riu.

- Bambam, aquele ali é Youngjae, colega de quarto do Taetae, o loiro é Jackson, melhor amigo dele - Ele explicou, simples - Youngjae, esse é o Bambam, aquele orelhudo ali no canto é o Chanyeol e o mal-humorado ali é o Hyungwon

Ele trocou um olhar rápido para Hyungwon, que não prestava atenção e sussurrou no meu ouvido

- Ele e Wonho, que na verdade chama Hoseok, longa história, brigaram hoje cedo, por isso ele está com essa cara murcha

Minhyuk voltou pra posição anterior como se nada tivesse acontecido.

- Pausa! - Hyunwoo, provavelmente o líder do time, anunciou

Todos os garotos que jogavam agora vinham pra arquibancada, mais desidratados do que o deserto do Saara.

- Bambam, você não precisa ser tão escandaloso - Um moreno riu, dando um beijo em Bambam. Aquele devia ser Yugyeom.

Ele sentou ao lado de Bambam, que começou a secar o suor dele com a toalha e entregou ao namorado uma garrafa d'água. Pareciam apaixonados como pombinhos.

- Novos amigos, Taetae? - Um garoto de cabelo castanho, que julguei ser Hoseok, deu um beijo em Taehyung, que assentiu, abraçando o namorado

- Hyunwoo, sabe que eu te amo não é? - Minhyuk disse, abraçando o outro e assim como os outros, se beijaram.

- É claro que eu sei, Min, você sabe que é recíproco - O moreno riu

Hyungwon discutia com o suposto Wonho, pareciam tensos. Uma DR.

Até Chanyeol se encontrava beijando um garoto mais baixo. Que descobri pela camiseta que se chamava Baekhyun. Era o único usando o uniforme do time.

Eu me senti um castiçal segurando tanta vela.

Cheguei até em considerar puxar Jackson para um beijo.

Não, esquece, isso ia ser estranho.

Youngjae, você só pensa besteira.





 


Notas Finais


~Jackson, bipolaridade é um problema sério
Sense not for sale
Teorias sobre o que está se passando?
Amo teorias gent kkk
Inté <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...