História O despertar: A princesa do fogo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags O Desperta, Paixão Secreta, Revelaçoes, Segredos, Traição
Visualizações 15
Palavras 1.918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi amores...como estão?
Espero q bem!
Boa leitura!

Capítulo 5 - O inicio da queda


Kiara. 

Os príncipes de Nevada tiveram a “excelente” ideia de ficar para o café da manhã. Pois Harry, o mais velho teria uma reunião com o meu pai. Bruno estava sentado em minha frente na mesa do café da manhã, as vezes o seu olhar me dava náuseas. Ele se quer disfarçava o desejo que sentia ou que confia senti. 
-Porque está tão distante? -perguntou me fazendo olhar para ele. 
-Estou cansada. -menti. 
Na verdade, eu queria está em qualquer lugar menos naquela mesa olhando para ele. 
-Sabe o que dizem, que formamos um belo casal. -disse me fazendo revirar os olhos. -Você já esqueceu a nossa noite? 
Tomei um gole do café e o fuzilei. 
-Claro, eu estava bêbada. -falei o olhando como se fosse arrancar a sua cabeça. -Continue falando essas bobagens que em menos de dois segundos acabo com você. 
-Essa é a Kiara que conheço. -disse sorrindo. -Essa versão madura que criou, não corresponde a que eu conhecia. 
-As pessoas crescem. -desviei o olhar para o café. -Você não tem as responsabilidades que tenho. 
-Concordo, mas soube que seu pai irá mandar você para a academia. -senti um tom de preocupação em sua voz. 
-As notícias voam, talvez. -falei levando um pedaço de bolo para os lábios. 
Realmente eu e o Bruno combinávamos, tínhamos o mesmo tom de pele, Seus olhos eram de um tom de castanho claro com o cabelo loiro acinzentado. Já deu pra nota que gosto de homens com olhos claros... 
Bruno era alto, porém não tinha o corpo musculoso e o ombro Largo que Enzo possui. Em questão de personalidade, ele me lembrava um moleque mimado e cheio de não me toque. 
Mantive meu olhar fixo no café quando ouvi um risada. 
-Olha quem eu vejo em plena manhã, vocês voltaram e não fiquei sabendo? -Brenda brincou em voz alta. 
-Para de fala bobagem. -seu um sorriso aliviado. 

Enzo. 

Naquela manhã estava na Guarda. Brenda me olhou como sempre fazia, um olhar de julgamento. Porém a escutei dizer ao ver Kiara e Bruno no Jardim tomando café da manhã.  
-Olha quem eu vejo em plena manhã, vocês voltaram e não fiquei sabendo? -disse em alto e bom tom. 
Parecia que queria que mais alguém ouvisse. Ignorei tal informação. Kiara parecia aliviada com a chegada de Brenda. 
Mantiver a minha postura. 
Mais tarde encontrei o meu pai, parecia confuso e quando percebeu  as minha presença, logo tentou mudar a sua feição. 
-O  que houve? -perguntei o vendo dar um meio sorriso. 
-Coisa de gente grande. -disse batendo em meu ombro. -Vamos treina? Acho que estou um pouco enferrujado.
Meu pai era do tipo que não esquentava a sua cabeça atoa, isso o me preocupo, algo estava acontecendo e ele não queria me conta! 
-Claro pai. -falei desconfiado. 

Em casa olhei Theo questionar a minha mãe, ele vivia a desafiando. 
-Viu como a Kiara estava bonita ontem? -Theo perguntou para minha mãe.  
-Ela é velha demais para você, mocinho. -disse a minha mãe passando a mão no cabelo do meu irmão. 
Meus olhos viajavam pela sala, havia uma foto do casamento de Dário e Melanie. A foto era da minha mãe abraçada a Melanie, como se fossem melhores amigas. 
Olhei para a minha mãe notando que o tempo foi generoso com as duas. 
-Uma moedas pelos seus pensamentos. -disse me tirando da hipnose. 
Seus olhos azuis eram debochados.
-Nada, mãe. -falei subindo a escada. 

-Enzo? -chamou com uma rajada de vento me fazendo desequilibrar e precisar me segurar no corrimão. 
-Qual é! -falei notando o seu olhar pesar sobre minhas costas. 
-Tenho a impressão que está me escondendo algo, quer me conta ou quer que descubra sozinha?
- Porra mãe, tenho 18 anos, da pra para de ser tão protetora? -perguntei a vendo relaxar. 
-Vocês... O Felipe tem razão,  pegamos leve com vocês! -disse no plural. 
Eu e a Kiara, suponho. 
-Mãe. 
-SÓ me preocupo... você quase acabo com a nossa relação com a Melanie e o Dário. -disse me fazendo ajeitar a coluna. 
-Não somos um deles, os meus erros vai passar longe dali. -falei me sentindo irritado. 
-Encarar o Dário sobre o castigo dado a Kiara...o que você estava pensando? Tá querendo perde a posição? Você não conhece o Dário...
-Aquele lugar não é pra alguém como Kiara, ela iria enlouquecer no primeiro dia. Dizem que ela é fraca, egoísta e outras coisas...o egoísta até que concordo! -falei dando a metade do meu rosto para ela. 
-Enzo, a sua obrigação não é cuida da Kiara, você sabe disso não é? -perguntou com um certo deboche. -Você também é exagerado quando o assunto é proteção...não acha? 
Minha mae era irritante. 
Fui para o meu quarto, o teto parecia ser a coisa mais confortante que vi nesse dia. Odiava pensar que a minha mãe está certa. Se eu conhecia Kiara tão bem, porque agia como se fosse uma garotinha fraca? 
Kiara. 
Dias se passaram e o meu pai praticamente me obrigou a ir para aquela academia. Eu me sentia um peixe fora d’água, não por ser uma princesa herdeira, mas por saber que seria tratada assim. 
Meu pai não parecia arrependido, parecia até decidido. Meus olhos se focaram na construção próximo ao Reino de Ônix. Havia campos de flores, eram flores selvagens, tão raras de se achar em um campo aberto. Borboletas, pássaros voavam pelas flores, podia sentia energia de lobos e outros bichos.
-Essa floresta possui...
-Lobos. -falei o vendo concorda. 
-Não se preocupe, não é tão ruim quanto pensa, na sua idade estava em uma guerra. 
Revirei os olhos antes de sai do carro. 

DÁRIO. 
Kiara me tratava como se fosse o seu inimigo. Mesmo todos falando que Kiara era Aparecida comigo, via nela as qualidades de Melanie, a bondade e o senso de justiça. Kiara era uma versão melhorada minha e da minha esposa. 
Kiara não disfarçava a raiva que estava sentido, ao contrario de Melanie que criava situações para se vinga, Kiara esperava o momento certo. 
Lembro quando peguei a minha menina no colo pela primeira vez, ela me olhava como se pudesse ler alem dos meus olhos, era de se tocar a alma. 
Kiara era a mais calma dos meninos, ganhava ate mesmo de Danilo. 
Quando tinha 6 anos a encontrei dentro do seu quarto que estava em chamas, a sua dominação se manifestou quando tinha apenas 6 anos, acabou por incendiar o seu quarto. 
Seus olhos refletiam medo, lembro que o seu desespero me atingiu, controlei as chamas ate que cessaram, a peguei no colo e a sua pele estava mais quente que o normal. 

"Melanie estava incomodada por receber as filhas da natureza, mesmo tendo sido sua ideia. Kiara estava mais controlada naquele dia, Mel conseguiu que Andres saísse com Kiara.
Ela andava de um lado para o outro.  Rubi entrou sem cerimonia, como se fosse a sua casa. Melanie a olhou e notei que Rubi a olhava a altura. 
-O que devo a voce? -perguntou olhando fixamente em meus olhos. 
-A Kiara despertou a sua dominaçao. -falei vendo o olhar de Rubi se despertar. -Algo me diz que voces podem me dizer o que esta acontecendo. 
Rubi deu um riso baixo e olhou para Melanie. 
-Tem algo que voce não sabe. -disse para minha esposa. - com toda a certeza voce nao se lembra. 
Melanie me olhou pelo canto dos olhos, eu não sabia do que aquela louca estava falando. 
-Quando voce foi o hospedeiro do Deus do Fogo, pediu para que ele não tocasse em Melanie. -Rubi revirou os olhos. -Entao, o acordo feito foi que uma parte do deus do fogo vivesse dentro de voce ate que...-Rubi olhou para Melanie. -Eu ate hoje não sei o que voce tem, mas o Deus do fogo gostou de voce, entao quando voces dois tivesse um filho, essa parte iria para o seu filho. Diferente dos outros filhos dos Deuses, Kiara tem a chave dos 4 portais. 
-Portais? -Melanie deu um passo para frente. -As 4 dominações? 
Melanie riu e olhou para mim.
-Se ela abrir os demais portais, Kiara sera uma semideusa entre os seres de carne. E uma profecia antiga, a princesa do fogo...Ela tera acesso aos demais deuses.
-Baboseira! -Melanie disse nervosa. -Eu não sei o que voces fazem... 
-Melanie. -falei pegando em seu pulso. -Se acalma. 
-Nao é facil abrir os outros portais, talvez ela nem abra. -disse Rubi, porem ela riu logo em seguida. -Sendo filha de voces, duvido que não abra. 
-Se essa historia... -Melanie começou a fala, porem Rubi a interrompeu. 
-Os demais reinos não saberão disso, a cabeça da garota estaria em risco, Kiara é o equilíbrio de tudo, ela pode ter o que quer, quando quer. Eu gosto da garota, sua filha é a coisa mais linda que já vi, podemos bloquear os demais portais. 
-Eu não confio em voces. -Melanie disse seria e preocupada.  
-Acho que voces não tem escolha. -disse quase em um tom de ameça." 

KIARA 
Meu pai parecia estar viajando, com o olhar longe e pensativo. Sentia os olhares alheios  perto de mim, sentia pontadas de ódio e impaciência. 
Revirei os olhos e respirei fundo. 
-Eu odeio esse lugar. -sussurrei e olhei para o meu pai. 
O todo poderoso Dario apenas deu um sorriso de canto. 
Ao longe, percebi que Enzo estava em uma fila no canto, os alunos eram divididos em níveis, 1, 2 e 3. Enzo correspondia a turma do nível 3. 
Fabricio me olhou e cumprimentou o meu pai antes de ponta para a fila do nível 3. 
O salão de chegada era todo de concreto, o sol queima a minha pele dos braços.  caminhei para fila e me posicionei no fim da fila. 
-Acho que ela não aguenta uma semana. -disse uma garota qualquer.
-Um mês no máximo. -ouvia a voz de Enzo que a minha raiva subiu. 
Como que aquele idiota tinha a audácia de falar mal de mim! Mordi a língua para não falar umas verdades para ele.  
Fechei os meus olhos e pensei na frase que sempre dizia a mim mesma. 
Sendo eu a princesa de Onix, aquela que possui o poder, devo servi de exemplo para os demais reino.
-Meus olhos não estao vendo o que realmente esta na minha frente. -ouvi uma voz feminina que conhecia ate mesmo no fundo da terra. 
Diana era a amiguinha querida de Enzo,  a garota com qual ele traiu Brenda. Eu a conhecia e o nosso ódio era reciproco.  
Eu tinha que ser superior a essa garota. 
-O gato comeu a sua língua, Kiara? -sussurrou atras de mim. -Seu pai deve ter vergonha de voce como o reino de Onix tem. 
-Terminou? -falei virando o meu rosto para ela. -Continue me odiando, tentando me colocar pra baixo...no final da história, o seu trabalho é me obedecer. 
-Voce é uma garota mimada. -disse irritada. 
-Tao original da sua parte, querida. -debochei ouvindo algumas risadas. 
-Ta rindo do que Ivini? -escutei Diana falar para alguem. 
Cruzei os braços.
Aquele lugar parecia uma prisão, era feito de concreto que deixava o lugar frio, depressivo e ate mesmo obscuro. ja tinha vindo nesse lugar antes, os dormitórios eram de lateral a salas de aula e ao campo de combate.  Os dormitórios eram divididos entre dois blocos, o da direita era o feminino e o da esquerda masculino. Visualmente não havia diferença. 
Houve um discurso do meu pai e do meu tio Andres. Estava impaciente e queria ir embora...porem lembrei que Enzo duvidava de mim, aquilo me irritava! Era quase que decepcionante. 


Notas Finais


Gostaram? Tomara que sim! Até a próxima amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...