1. Spirit Fanfics >
  2. O despertar da paixão (Kakashi e Hanare) >
  3. Um dia normal de trabalho

História O despertar da paixão (Kakashi e Hanare) - Capítulo 1


Escrita por: MaliaHale4

Notas do Autor


A capa dessa história foi feita pela @Ceyana e confesso que amei nao consigo parar de olhar 🥰

Capítulo 1 - Um dia normal de trabalho


༺𖧋𖧋𖧋кαкαѕнι-нαтαкє𖧋𖧋𖧋༻

Nesse momento estou tomando o meu cafe, não posso chegar atrasado afinal sou o chefe da empresa, estou usando um terno preto, com uma camisa social branca por baixo, meus sapatos também são sócias da cor preta, minha empregada estava na cozinha nesse momento lavando a louça da noite interior, apesar que não era muito pois na maioria das vezes eu não dormia em casa,bebo o último gole de café e dou uma última mordida no bolo de chocolate que a Ayumi preparou, pego as minhas coisas e vou em direção a porta,Miguel que é o mordomo da minha casa abre a porta e não demoro muito para passar por ela e sair da minha casa. Meu motorista esta me esperando em frente ao estabelecimento, vou caminhando ate o carro, o motorista desce do veículo e da a volta para abrir o lado do passageiro, entro e fecho a porta, ele então entra e coloca a chave ligando o automóvel, aperto o botão para abrir um pouco a janela afinal odeio ficar em lugares fechados

-Para onde vamos senhor?
-Para a empresa!
-Ok

Coloquei os cintos só para garantir mesmo, senti o carro se mover, estávamos no afastando da minha casa pouco a pouco, acabei me esquecendo de me despedir da minha amada esposa Kurenai Yuhi somos casados há cinco anos não temos filhos somos só eu e ela nessa momento,já estávamos quase chegando faltava pouco enquanto isso fiquei pensando sobre a minha vida e como tudo mudou da noite pro dia, meus pais morreram há 2 anos atrás e desde então estou aqui na empresa deles assumindo a responsabilidade e fazendo de tudo para continuar com o legado da minha família, as vezes acabo nem dormindo em casa por conta do trabalho muitas coisas para resolver, acabei não me dando conta quando o carro parou, desci do carro e fui direto para o prédio, peguei o elevador e apertei para o 7 andar, quando as portas estavam se fechando vejo uma mulher correr e pedir para a manter aberta, e assim eu faço, a moça entra e as portas se fecham, notei que a garota estava me encarando mais não fiz nada em relação a isso, não demora para chegar em meu destino que no caso é o meu escritório, saio do elevador e vou direto para a minha sala como de costume, vi que todos estavam trabalhando corretamente assim que passei no corredor que dava acesso ao meu escritório


Abrir a porta entrando e logo o fecho, coloco a minha pasta sobre a mesa e me sento abrindo o computador para fazer algumas alterações, sou o CEO dessa empresa sempre tenho que pensa em algo e é claro colocar em prática, nosso departamento é de advogacia e olha não quero me gabar mais eu nunca perdi uma audiência, estou nessa momento revisando alguns casos pedi para a minha secretária olhar a minha agenda e não marcar nada ate o dia da audiência, estou bem concentrado quando escuto 3 batidinhas leves na porta

-Entre!
-Com licença!

Diz a mulher entrando na minha sala com o seu laptop, ela se aproxima ficando alguns passos longe da minha mesa

-Bom o senhor tem uma audiência daqui há três dias, creio que já tenha visto do que se trata
-Sim acabei de revisar, algo mais?
-Ah ligaram da empresa Kurama o senhor Namikaze quer marcar uma reunião com o senhor
-Ótimo, poderia marca pra daqui há 1 hora?
-Claro, posso me retirar?
-Sim qualquer coisa eu te chamo
-Ok com a sua licença eu me retiro

A moça sai da minha sala fechando a porta delicadamente, agora que percebi era a minha secretária que estava no elevador acabei não notando afinal não reparo muito nos meus funcionários, mais tenho que reconhecer que ela é excelente e bem educada, a senhorita Shizune acabou me enviando essa moça já que a minha antiga secretária pediu demissão por causa da minha esposa, ela não aguentou a pressão e nem sei como essa mulher esta aguentando, suspirei e voltei a estudar o caso do senhor Gaara Sabaku, pelo o que vejo o homem assinou um contrato e atualmente as pessoas estão pedido demissão da sua empresa sem nenhuma explicação o que me deixou bastante intrigado para ser sincero, coloco a minha mão sobre o queixo e começo a pensar

Humm preciso ver esse contrato.....

Chamo a senhorita Hanare novamente afinal preciso conversar com esse homem e ver o contrato que ele assinou, ela entra de imediato parando logo na minha frente

-Pois não?
-Poderia marcar uma reunião com o senhor Sabaku?
-Sim claro, qual o horário?
-Humm marca para as 17:20 afinal tenho uma reunião com o senhor Namikaze
-Certinho, vou ligar para ele e marca, precisa de mais alguma coisa senhor Hatake?
-Por hora não, te aviso se caso precisar, pode se retirar
-Ok, com licença

E novamente a mulher sai, tenho que admitir que ela é bem prestativa, a senhorita Shizune tem um bom olho para escolher as suas secretarias, Hanare é bem inteligente percebi isso quando fiz uma viagem a negócio e ela foi comigo pois eu precisei de uma assistente e secretária no caso, e a resposta que a mulher deu deixou todos os acionistas de boca aberta inclusive eu, notei que a mesma entende bem de finanças o que me ajuda bastante aqui na empresa, estou um pouco casando não estou conseguindo descansar por esses dias por conta da correria

Em outro lugar

Hanare esta nessa exato momento marcando a reunião com o senhor Namikaze e logo após ela ligaria para o Gaara o cliente do senhor Hatake, marquei as duas reuniões e me encostei na cadeira confesso que estou bem casada a vida de uma secretária não é nada fácil tenho que admitir, reviso algumas coisas no laptop para ver se não deixei passar nada,soltei um suspiro quando terminar de revisar tudo, fechei os meus olhos por um momento para pensar um pouco, e quando resolvo abri-los vejo uma ruiva bem na minha frente, dei um pulinho na cadeira pois não há vi entrar

-Minha nossa, não faça mais isso por favor!

Fala a moça com as mãos no peito tentando recuperar o fôlego foi um baita susto

-Credo, parece que viu um fantasma amiga
-Pois é estou vendo um na minha frente
-Nossa! Grossa!
-Estou brincando boba, precisa de algo?
-Ah só vim conversar um pouco
-Uhum deixa o nosso chefe ouvir isso viu
-Qual é? Falando em nosso chefe como anda a sua relação com o senhor Kakashi?
-Normal por que?
-Sério? Deve ser ruim gostar de um homem que é casado né?
-Fala baixo criatura, e sim é péssimo e o pior que as vezes não consigo me controlar perto dele
-Também né com razão ainda, acho que  quando ele passa acidentalmente várias calcinhas aqui da empresa ficam molhadas
-Olha a boca mulher
-Só falei a verdade, por que não tenta ser amiga dele pelo menos?
-Não dá, ele é muito sério e grosso as vezes
-Não dá ou você não quer?
-As duas coisas afinal ele é casado
-Hum você quem sabe

Quando ela pensa em dizer algo o seu celular vibra, havia chegado uma nova mensagem do seu chefe "senhor Hatake" imediatamente a garota abre a mensagem para ver do que se tratava

"Senhorita Hanare poderia buscar o meu almoço? Estou muito ocupado e não vou poder sair do escritório"

A mulher bufa e chega a ficar um pouco vermelha de tanta raiva que sentiu "estou ocupado" ela repetiu isso mentalmente como se a garota também não estivesse ocupada

-As vezes eu não gosto dele
-O que foi?
-Nada demais o senhor Kakashi pediu para mim ir buscar o seu almoço por que ele esta "ocupado"
-Calma amiga não é pra tanto
-Calma nada ele fala como se eu também não estivesse ocupada
-Para de reclamar e vai logo buscar o almoço do homem
-Ta né daqui a pouco eu volto
-Ok se cuida
-Você também

Karin sai da minha sala, suspiro novamente me levantando da cadeira, estou usando um vestido preto com um "v" no meio dos meus seios, um cinto dourado em volta da minha cintura e um salto fechado, o comprimento do vestido batia um pouco acima do meu joelho, e por último um sobretudo da cor branca com alguns detalhes digamos que o meu corpo fica perfeito nesse tecido, já o cabelo estava solto literalmente, em meus lábios tem batom meio avermelhado, a verdade é que não sei me maquiar igual a minha amiga então só faço o básico, depois de ajeitar a minha roupa pego o cartão da empresa que estava na minha bolsa respiro fundo e saio da minha sala, dava para ouvir perfeitamente o barulho dos meus saltos no piso, caminhei ate o elevador e apertei o botão esperando ele subir o que não demorou muito, já do lado de fora resolvo pegar o meu telefone e ligar naquele restaurante que o meu chefe frequenta, pedi uma comida italiana e para acompanhar uma sobremesa é claro adoro ver a sua expressão quando o assunto se trata de doce, assim que faço o pedido desligo o telefone e vou até o restaurante que não é muito longe dali, chegando lá passo o cartão e pego o pedido que ja estava lá prontinho, o doce que eu escolhi é japonês um dos sabores favorito dele, agradeço a mocinha com um sorriso e saio do restaurante, estava um vento gelado aqui fora então não demorei muito para não pegar um resfriado

Peguei o elevador novamente, esfrego as minhas mãos uma na outra para aquecer um pouco, não demorei para chegar no 7 andar, sorrio para algumas pessoas que estavam ali no corredor e vou caminhando ate a sala do meu querido e "adorável" chefe, antes de entrar vejo alguem esperando na recepção, decido ir até lá para saber do que se tratava

-É com licença, o senhor esta procurando alguém?

O homem se vira ficando de frente para mim, se não me engano é o senhor Minato Namikaze e nossa ele é mil vezes mais bonito pessoalmente, dou um pequeno sorriso para não parecer tão séria

-Oh sim, tenho uma reunião marcada com o senhor Kakashi Hatake
-Ah vou avisa-lo, só um momento, pode se sentar se quiser não vou demorar
-Obrigado
-De nada

Sorrio novamente e peço licença, dou 3 batidinhas na porta e logo escuto um "entre"

-Licença,aqui esta o que senhor me pediu

Caminho ate a sua mesa deixando a comida e o doce sobre a sua mesa

-Qual o prato de hoje?
-Comida italiana e um doce japonês comprei naquele restaurante que o senhor frequenta
-Olha ate decorou os lugares que frequento
-Claro é pra isso que eu sirvo senhor
-E serve pra outras coisas também

Fiquei confusa com esse último comentário o que será que ele quis dizer com isso?!

-Entendi, ah só pra avisar o senhor Namikaze esta te esperando na recepção
-Certo, diga há ele que sou vou almoçar e logo mandarei chama-lo
-Ok, vou dar o recado, precisa de mais alguma coisa?
-Por enquanto não, pode se retirar
-Ok, licença

Quando me viro para sair escuto a sua voz novamente então me viro para ver se o mesmo precisava de algo

-Senhorita Miyazaki?
-Pois não?
-Ah nada, pode ir
-Ok

Esse é o meu sobrenome e ele só me chama pelo segundo nome quando tem algo de importante para dizer, caminho até a porta e a fecho, e novamente me aproximo da sua mesa ficando ali imóvel feito uma estátua

-Por que a senhorita não saiu?
-Desculpe mais ah acabei notando que o senhor só me chama pelo o sobrenome quando quer falar algo sério, esta acontecendo alguma coisa?

E pela primeira vez vejo um mine sorriso se formar em seus lábios, nesse momento o meu coração errou uma batida, o meu chefe é simplesmente perfeito a esposa dele tem muita sorte de te-lo ao seu lado

-Hanare você me conhece muito bem

E agora que fiquei mais chocada ainda, o moreno não usou o "senhorita" antes de pronunciar o meu nome

-Conheço bem pouco, quer conversar?
-Não quero falar desse assunto, mais agradeço pela a sua preocupação
-Ta bom, se precisar conversar o senhor sabe a onde me encontrar, com licença

O platinado balança a cabeça somente e logo aquele pequeno sorriso some, minha vontade era de abraça-lo pena que infelizmente eu não posso fazer isso, é muito antiético, saio da sua sala e fecho a porta com bastante cuidado, me aproximo do senhor Namikaze dizendo que daqui há 10 minutos o senhor Kakashi iria atende-lo, caminhei para a minha sala e novamente levo um pequeno susto, a ruiva estava lá de novo, respiro fundo e me sento em minha cadeira

-Mais tu é muito medrosa
-Sou nada
-É sim, e o chefe esta bem?
-Por que esta me perguntando isso?
-Pela sua expressão, você não saiu com uma carinha boa da sala dele
-Pois é Karin, o senhor Kakashi esta com problemas só que ele não me disse
-E como você sabe?
-Digamos que eu o conheço um pouco, meu chefe só me chama pelo sobrenome quando quer me dizer algo importante
-Até isso a senhorita decorou? Meu Deus amiga você realmente esta apaixonada
-Não me diga?! Acredita que só percebi agora?
-Para de ser sarcástica isso não combina com você sua boba
-Boba é tu

Ficamos um tempo conversando quando de repente ouço um homem com a voz alterada na recepção, Ino Yamanaka estava tentando acalma-lo o que não estava adiantando muito, reviro os olhos e me levanto abro a porta da minha sala a deixando aberta mesmo, vou caminhando ate a recepção a loira é a recepcionista, suspiro, Karin estava ao meu lado, não demorou para o senhor notar a minha presença, ele parecia esta bem alterado

-Posso ajudar?
-Pode cade o seu chefe?
-No momento ele esta ocupado
-Quero falar com ele agora!
-Ei abaixa o seu tom por favor
-E quem é você afinal?
-Sou a secretária e assistente do senhor Hatake

O homem colocou uma de suas mãos atrás das costas a princípio eu pensei que ele estava com dor, me aproximei e nesse momento o moço saca uma arma na frente de todos ali presente e advinha pra quem essa arma estava apontada?

-Quero falar com ele agora!
-Moço por favor abaixa essa arma

Coloco as minhas mãos para cima tentando acalma-lo, a ruiva estava assustada dei um sinal mando ela sair da recepção e chamar o Kakashi,confesso que estou morrendo de medo, ninguém nunca apontou uma arma para mim, o moço se aproxima e coloca a pistola na minha cintura me guiando ate a sala do chefe, fiquei em silêncio sem dizer uma única palavra, agora só queria entender o por que esse senhor esta tão revoltado com o moreno, Karin volta correndo e junto com ela estava o Hatake seus olhos estavam sobre mim, consegui ver que ele estava preocupado

-Estou aqui, poderia soltar a minha secretária por favor?
-Não, só vim saber o por que o senhor não pegou o meu caso em? Me diz?
-Não defendo bandidos, o senhor matou 4 pessoas, estrupou uma criança, roubou a empresa Kurama  e entre outras coisas que prefiro não citar, desculpe mais não posso pegar o seu caso
-Desgraçado, então não vai mudar nada se eu atirar nessa mulher

Ele aperta a arma na minha cintura, meu corpo todo esta tremendo, minha respiração esta descontrolada, fiz o máximo possível para não chorar ali mesmo, estou com medo e não sei se esse homem vai me deixar viva, estou sendo o alvo dele só por que o senhor Kakashi não quis pegar o seu caso

Continuaaaaaaa



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...