História O despertar de END - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Aquarius, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Charlie, Doranbolt, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Romeo Conbolt, Scorpio, Taurus, Wendy Marvell, Zeref
Tags Nalu
Visualizações 184
Palavras 900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello desculpe a demora . tinha coisas a fazer (mentira!só deu preguiça! Hihihi)

Capítulo 7 - O aviso noturno.


Era escuro e sombrio. Nenhuma luz surgia do ambiente apenas passos eram ouvidos.Logo uma voz se pronunciou, fazendo Natsu se assustar de início ao ver sua própria imagem a sua frente. 

-Olá, Natsu. 

-Quem é você? -indagou a fitar a si mesmo. Era assustador ver-se a si próprio a olhar-te com desdém e curiosidade. 

-Eu sou END, e é um prazer conhece-lo,Natsu! - frente a frente, ele estendeu a mão em comprimento. 

-END ,É? - questionou em dúvida. 

-sim. 

-Nunca achei que seria tão educado! -falou ainda a encara-lo. 

-E você a ser tão mal educado, para não comprimentar-me!-gesticulou, ainda esperando. 

-Não espere um comprimento de mim ,criatura !-rebateu a mão do outro com força. 

-Tisc. ...tanto faz! -rosnou baixo. -Nós somos a mesma pessoa, então se me chamar de 'criatura' ,estará chamando a si mesmo.

-Sei disso. Mas, onde estamos? -percorreu seus olhos pelo ambiente. Nada além de escuridão. 

-Seu subconsciente. 

-Porque? 

-Você já deve estar sofrendo bastante com tudo que está acontecendo. ......

-fale logo! 

-Tenho uma proposta a lhe fazer. 

-Fique com ela! -devolveu sem exitar. -Não quero nada de você! 

-Não acho que deveria falar assim comigo! -rosnou ele causando um arrepio em Natsu 

-A é?!

-Sou eu quem assume quando você perde o controle! Sei que anda esquecendo de coisas, mas já esqueceu desse detalhe ? -zombou ele conta um sorriso satisfeito. 

-Tisc. ...estou ouvindo. 

-você já deve ter percebido o que está acontecendo. 

-Sim, e daí? -deu de ombros, mas algo o fez voltar sua atenção ao rosto sério de END. 

-Nós estamos em desarmonia, Natsu!- Avisou. 

-E?

-O caso é, se continuarmos assim, eu despertarei inteiramente e você será banido ao fundo de sua própria consciência! -falou calmo e sereno para a ocasião. 

-E qual é a proposta? -cruzando os braços, Natsu o fitou, esperando a resposta da criatura a frente. 

-Você é eu, seremos um  só ser. Nos fundiremos e continuaremos a existir. 

-Isso não faz sentido! Por que não quer despertar? -questionou surpreso com ele-Você se apossaria inteiramente de mim! 

-Se eu despertasse inteiramente, a minha natureza de eliminar Zeref viria a tona e  viria à me prejudicar. 

-Você não quer matar Zeref? -sua expressão de surpresa e desentendimento era evidente. 

-Não, isso levaria a minha morte e consequentemente a sua. 

-O que? -Realmente isso ele não sabia. 

-Sim, se meu criador morrer, eu morro e junto, você! 

-Então é por isso que quer se fundir, minha natureza irá suprimir a sua? -seu raciocínio estava a mil. 

-Exato. 

-E se eu aceitar, o que você....nós. ...iremos fazer? -havia a possibilidade dele matar tudo e a todos, isso era apenas uma possibilidade. 

-Quero viver. 

-O que? -indagou surpreso." Como assim viver? "Pensou. 

-Quero viver. Viver propriamente dito, não enxergar o mundo por de  trás de seus olhos! -seu olhar perdeu-se por segundo antes de retornar a sua expressão de calma e despreocupada.  

-Irá fazer o que? -agora sua curiosidade havia lhe tomado conta. 

-Quero ter uma casa em algum lugar distante e pacífico. Longe o suficiente do Conselho e de seus amigos também!-Sua expressão era surpreendente animada para um demônio temido por todos os mago do continente. 

-Longe de  meus amigos? Por que? 

-Nós estaremos fundidos e se formos ameaçados, matarei qualquer um que se aproxime. Quem não mostrar ameaças, viverá em paz e sobre minha proteção, se necessário. -Sua face serena distribuía uma paz incontestável no ambiente. -Seus amigos não estão em meu caminho, mas podem vir a estar. E como já era de seu próprio plano uni-los novamente para parar-te, não acho que seria necessário elimina-los. 

-Você não quer mata-los? -tudo estava começando a parecer coerente para Natsu. END fora posto em seu corpo para traze-lo a vida . Desde aí ele ocupou a vida que era de END. 

-Eles são seus amigos e sua família, de certa forma, já sofrerão o suficiente com tudo que acontecerá. 

-Você está preocupado com eles? -"por que? Eles são seus inimigos! Então por que não mata-los? "Pensou .

-Não exatamente, nosso desequilíbrio deixa minha interferência de controle instável, uma morte indesejada seria um impecilho para convence-lo futuramente. 

-Você é bem esperto! -"Apesar de ter seus próprios interesses . "

-Você também pode vir a ser! 

-Você não é  tão mal como dizem! -balbuciou o rosado quebrando um leve sorriso que havia sido formadores nos lábios de END.

-Vocês humanos me rotulam! Eu sou o que sou. 

-Um demônio! -brincou Natsu com um sorriso cálido, um tanto forçado. 

-Um ser  criado para matar, que quer apenas viver. -um riso fraco saiu da criatura. -Que  irônico. 

-Realmente.

-Eu tenho tanto a lhe falar, mas no momento não é necessário. Então....qual é a sua resposta? 

-E se eu me negar? -cogitou, talvez não aconteceria  nada. Talvez. 

-Irei controla-lo e matarei cada um de seus amigos, em quanto assiste por trás de seus próprios olhos, o massacre que realizarei!-seus olhou brilharam em vermelho em leve fúria, dando um calafrio junto a medo, que juntos, percorreram a espinha de Natsu.

-Irei pensar. 

-Não demore ou irei tirar alguém próximo dessa vez!-depois de ter avisado, virou-se, juntando-se a escuridão do ambiente. -É apenas um aviso.

-Lembrarei.

-Bom, até outro momento, Natsu! -ecoou antes de tudo desaparecer. 

Com um baque subíto, ergueu-se da cama em surpresa. Mergulhado em suor, exitou ao notar Happy ao lado a dormir serenamente. Agradeceu mentalmente por não te-lo acordado. 

-Isso não é bom. -sussurrou para si. Antes de voltar a deitar-se e voltar a tentar  dormir. 


Notas Finais


Agradeço


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...