História O destino - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orphan Black
Personagens Alison Hendrix, Cosima Niehaus, Dra. Delphine Cormier, Elizabeth "Beth" Childs, Felix "Fee" Dawkins, Sarah Manning, Siobhan Sadler "Sra. S"
Tags Cophine Romance
Visualizações 46
Palavras 3.754
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - O Jantar


Fanfic / Fanfiction O destino - Capítulo 30 - O Jantar

Pov Delphine : 

Acordo com alguém batendo na porta olho para o lado e Cosima está dormindo ainda então dou um beijo na bochecha dela e levanto e coloco um short para abrir a porta .

Quando eu abro a porta eu tenho uma surpresa e de malas 

D - Senhor e Senhora Niehaus ?! - Falei meio surpresa

N e S - Delphine - correram para me dar um abraço

N - Já falamos para nos chamar pelo nome , agora é da família não prescisa de formalidades - falou desfazendo o abraço

S - O apartamento está como a gente deixou - falou olhando para todos os lados 

N - Cadê Cosima ? 

D - Ela está dormindo , vou acorda-la - Falei indo em direção para o quarto 

Cheguei no quarto ela estava dormindo ainda 

D - Cos - mexi ela - Seus pais estão aqui- mexi ela - E trouxeram as malas 

C - O que ? - falou assustada - era para eles virem 1 dia antes do casamento - falou levantando e indo para a sala 

D - Cosima pera aí - ela parou - Você esta de calcinha ainda - ela riu 

C - Aé , levei um susto que até esqueci - falou indo em direção ao guarda roupa e colocou um short e foi para a sala e eu fui atrás 

S - Aí está ela - falou olhando para Cosima

Ela comprimentou os dois 

C - Vocês trouxeram as malas - falou sorrindo 

N - Achamos que não fosse encomendo,e como eu sei que aqui tem um quarto de ospedes...- Cosima corto 

C - Tudo bem , podem ficar aqui - ela olhou para mim como um pedido de Socorro 

D - Será um prazer - falei sorrindo 

S - Cosima o apartamento está como a gente deixou 

C - é eu não quis mudar nada 

N - O que acham da gente marcar um jantar aqui na sua casa hoje a noite para conhecermos a família da Delphine 

C - É que a família dela ... - eu a cortei 

D - Vamos sim - ela olhou para mim - Só não liguem muito para o que minha mãe falar

S - Por que ? Vocês .... 

D - A gente não se dar muito bem 

S - Por que ? 

C - Mãe é delicado ...- Cortei Cosima

D - Tudo bem , não me importo de falar- olhei para S - Ela só não foi uma mãe normal como as outras , ela trabalhava muito e não me dava atenção 

S - A queria eu sinto muito - falou chegando mais perto 

D - Tudo bem 

N - Se quiser não prescisa chamá-la 

D - Não tudo bem , eu vou chamar-la , tô tentando deixar ela entrar na minha vida agora

C - Então cadê a Alisson? - falou mudando de assunto

N - Ela vai vim 1 dia depois com o Donnie

C - Há sim , vamos tomar café então - falou indo para a cozinha 

S e N - Vamos - falou a seguindo 

D - Eu vou ligar para a minha família já estou indo 

Fui para o quarto ligar para o Felix, no quarto Toc ele atendeu 

F - Fala linda 

D - Felix me ajuda 

F - O que foi ? 

D - Os pais da Cosima estão aqui e vão dormi aqui em casa até o casamento 

F - Que como assim o que Cos falou ? 

D - Ela concordou né , vai falar o que ? Vai expulsar eles ?

F - Calma priminha só perguntei 

D - Foi mal , estou nervosa , eles querem conhecer a minha mãe - ele riu - não eu tô falando sério 

F - Caraca o que vai fazer ? 

D - Vou chamá-la e voce e sara vão vim me ajudar a segurar essa barra 

F - Hoje a noite ? 

D - Sim , não me diga que tem compromisso

F - Eu posso desmarcar 

D - Te amo , te amo , te amo 

F - Eu também - ele riu - Então vou avisar a Sara e a noite estamos aí 

D - Tá bom , tô te devendo uma 

F - Ta mesmo - eu ri - Até mais tarde então - desligamos o celular 

E eu liguei para a minha mãe 

SC - Delphine ? - Ela falou surpresa

D - Tô ligando para te chamar para um jantar que vai ter aqui em casa com os pais da Cosima e eles querem conhecer você , queria saber se pode vim , se não quiser também não Tem problema 

SC - Tá bom filha eu vou 

D - Mesmo ? - felei supresa 

SC - Por que não ? 

D - Nada 

Pov Cosima : 

Acordei hoje com Delphine falando que meus pais estavam aqui e de malas. 

S - Estou muito orgulhosa de você filha - eu sorri - Cresceu virou uma Mulher independente, tem sua casa , seu carro , seu trabalho , vai se casar 

N - Eu também estou muito orgulhoso-falou sorrindo 

C - Obrigada - Falei com os dois - Vou ir ali pegar um negócio e já volto - falei saindo 

Eu não conseguia ficar sozinha perto dos meus pais , então eu fui para o quarto atrás de Delphine e quando eu cheguei lá ela estava falando no telefone com a mãe olhando para a janela com a mão na cabeça ela não tinha me visto então eu fiquei da porta olhando ela 

D - Antes de desligar queria te falar que eu vou me casar - ela sorriu e uma lágrima saiu do rosto dela - E estou muito feliz - eu sorri - E queria saber se você pode ir para a festa , não vai ser algo muito grande , vamos nos casar no cartório e depois vamos fazer uma festa , é muito importante para mim se a senhora fosse - ela sorriu com a resposta da mãe e depois ficou séria - Mãe eu não sei se vamos ter filhos - a mae dela falou - Eu sei que é o meu sonho , mais eu a amo tanto que se ela não quiser eu também não quero - a mãe dela falou - Eu sei , Eu sei - ela olhou para trás e levou um susto - Mãe vou desligar , até mais tarde - a mão dela falou - tchau - desligou o telefone e enchugou as lágrimas

C - Está tudo bem ? 

D - Sim , sim , você estava aí a muito tempo ? 

C - Não cheguei agora - menti pois não queria entrar na discussão de filhos , não agora - Eu não consigo mais ficar perto deles sozinha então fuji um pouco até você voltar

D - Vem eu vou te ajudar - Falou pegando na minha mão e fomos para a cozinha

Chegamos na cozinha

D - Minha mãe vira para o jantar e meus primos também 

S - Que bom querida - falou sorrindo 

N - Hoje eu e sua mãe vamos fazer o jantar - levantou da cadeira - Vamos ir às compras - estendeu a mão para S e ela pegou 

S - Vamos naquele mercado aqui perto mesmo , podem fazer o que vocês fazem nos dias normais finjam que não estamos aqui , não queremos atrapalhar 

C - Vocês não atrapalham 

N - Vamos passear um pouco por aqui como nos velhos tempos - olhou para minha mãe com uma cara de safado - e depois vamos as compras . Vocês querem alguma coisa ? 

D - Não obrigada - falou sorrindo 

C - Eu também não 

S - Então tá , tchau meninas até mais tarde - falou saindo de mãos dadas com meu pai 

D - Eles são tão fofinhos juntos - falou quando eles saíram 

C - São mesmo 

D - Meu Deus você está pálida - falou chegando mais perto de mim 

C - Assim que eu fico perto deles , eu fico muito nervosa - Ela riu - Tô falando sério 

D - Sei como é , é assim que eu fico quando estou com a minha mãe 

C - Sabe o que a gente podia fazer para tirar esse nervosismo ?! - falei colocando a mão na bunda dela 

D - O que ? - Falou com uma cara sapeca 

C - Tomar banho - Eu cheguei mais perto do rosto dela quase encostando nossos lábios - Juntas - falei sussurando

D - Eu acho uma ótima idéia - falou sorrindo e depois me beijando 

Fomos nos beijando até o banheiro e lá eu tirei a roupa dela e ela a minha e transamos no chuveiro .

Depois ficamos no sofá vendo filme agarradas,a casa já estava toda arrumada

D - Você está nervosa para o casamento?- Perguntou deitada olhando a TV, no meu colo e eu fazendo cafuné nela

C - Pra caralho - ela riu - Eu sou muito tímida para essas coisas ainda mais que a minha família vai estar lá - falei passando a mão nos seus cabelos e olhando para ela - e você ? 

D - Tô no mesmo nível - falou me fazendo rir e se virando para me olhar 

C - Tem um cravo aqui - Falei tocando no rosto dela - Posso tirar ? 

D - Mais vai doer 

C - Para de ser fresca eu amo tirar cravos e outra você é uma mulher ou uma rata - ela riu 

D - tira então - eu estava espremendo o cravo - aaaaaiiii - o cravo saiu 

C - Caramba que cravo grande - falei olhando para o cravo na minha mão - Deixa eu espremer só mais um ? 

D - Só mais um - eu sorri , e comecei a espremer - Aaaaaaaai , essa poha dói , meu rosto é sensível 

C - Coitadinha dela - falei zuando ela e acabando de espremer - Pronto , morreu ? 

D - Não , você fica tão linda espremendo cravo - falou passando a mão no meu rosto e sorrindo 

C - Você também fica bonita gritando de dor - dei um beijo nela 

D - Agora volta a fazer cafuné na minha cabeça - falou se virando para a TV de novo 

C - Sim senhora - Falei fazendo cafuné nela 

Em menos de 20 minutos ela tinha dormido no meu colo , e eu desliguei a Televisão para não acorda-la e fiquei mexendo no meu celular no sofá com ela no meu colo dormindo. Meus pais chegaram as seis da noite e foram para a cozinha fazer a janta e a gente continuou no sofá.


Pov Delphine :

7:30: 

A campainha tocou

D - Deixa que eu atendo - falei dando um selinho na Cos e saindo do sofá 

Quando eu abri a porta era Felix e Sara 

D - Graças a Deus vocês vieram - falei abraçando eles - Cadê a Kira ? 

S - Hoje é o dia dela ficar com o pai 

F - Então vamos entrar ? 

D - Claro , eu esqueci , estou tão nervosa - falei dando passagem para eles 

C - Fe - Falou dando um abraço nele 

F - Tá bonita hein - falou olhando para ela 

C - Foi mais você não faz o meu tipo - ela brincou fazendo a gente ri - Oi sara - falou abraçando ela 

S - Oi Cos - falou sorrindo e retribuindo o Abraço

C - Venham vou apresentar meus pais a vocês - Fomos para a cozinha - Pai , mãe esses são Felix e sara - falou apontando para eles

D - Eles são os meus primos , mais considero como irmãos - falei sorrindo 

N - Muito prazer - falou apertando a mão deles 

S - Oi , desculpas não vou poder apertar a mão de vocês por que está suja , mais muito prazer - falou rindo 

F - Tudo bem - falou sorrindo 

S - Prazer 

Fomos nós 4 para a sala e Ficamos conversando e rindo até a campainha tocar 

D - Puta que pariu - falei fazendo eles rirem - Deve ser ela - falei levantando e me olhando no espelho e me arrumando 

F - Calma é só a sua mãe 

D - Esse é o problema,é a minha mãe , vem vamos comigo - falei puxando Cosima do sofá 

C - Calma amor vai dá tudo certo - falou quando estávamos chegando na porta 

D - Tomara - falei abrindo a porta 

SC - Oi meninas - falou dando um abraço na gente - Parabéns pelo noivado , eu não sabia o que dar então eu trouxe esse cheque de 5 mil dólares 

D - Não podemos aceitar , o valor é muito alto 

SC - Se não aceitar vou ficar chateada com vocês - Eu olhei para Cosima e ela para mim 

D - Tá bom obrigada - falei pegando o cheque e colocando no meu bolso 

C - Vem senhora Comier vou te apresentar aos meus pais 

SC - Pode me chamar de Isabel , agora somos da mesma família - falou sorrindo 

C - Tá bom - falou sorrindo - A cozinha é por aqui  - guiou ela até a cozinha - Mãe ,pai essa é a senhora Comier , quer dizer Isabel - ela também estava nervosa 

N - Prazer - apertou a mão dela - Sou o pai de Cosima 

S - Olá , muito prazer - falou indo abraça-la -Pode me chamar de S , sou a mãe da Cosima 

I - Prazer conehcer os pais da noiva da minha filha - falou sorrindo - Vocês querem alguma ajuda aí ? 

S - Claro , pode lavar as alfaces por favor ? - perguntou sorrindo 

I - Claro - falou colocando as mangas do casaco para cima 

Eu e Cosima estávamos saindo de fininho 

S - Meninas podem colocar as coisas na mesa ? 

A gente se virou 

C - Sim senhora - falou sorrindo 

Eu e Cosima colocamos as coisas na mesa e minha mãe e os pais da Cosima estavam conversando na cozinha .

Estávamos todos na mesa comendo 

I - Então Sara como vai Kira ? - perguntou para a sara 

Sa - esta bem , está na casa do pai

I - Sua mãe me disse que terminou com seu marido 

Sa- Sim , mais já estou conhecendo uma pessoa nova 

Nessa hora todos olharam para ela 

F - Você não me disse irmãzinha

Sa - Ainda estamos conversando , talvez um dia eu apresente a vocês 

F - Quero só ver 

D - Essa comida está ótima 

Sa - Obrigada querida , é um segredo brasileiro.

I - Vocês são brasileiros ? - perguntou surpresa

N - Sim viemos aqui para o casamento e depois estamos indo em bora

I - Nossa que legal - falou sorrindo 

S - Então Meninas estão animadas ? 

C - Estou mais nervosa - Falou fazendo a gente rir

D - Eu também estou , bastante na verdade 

I - Mais vocês vão se sair bem - falou sorrindo

Sa - No que trabalha Isabel ? 

I - Eu sou Cardio cirurgiã

N - Nossa que legal ! Como é ser médica?

I - Você trabalha muito para colocar comida na mesa e ainda tem gente que reclama - olhou para mim 

Quando eu ia falar Cosima apertou a minha coxa por debaixo da mesa para mim ficar queta mais eu não liguei

D - Então não tenha filhos se quiser ser médica por que tem que trabalhar muito e não tem como dar atenção - falei olhando para ela 

E todo mundo ficou queto 

C - Então Felix como vai as suas exposições de artes ? - Cosima mudou de assunto 

F - Está ótimo , cada vez mais está crescendo 

N - E o seu pai Delphine ? Você nunca falou dele

C - Vamos mudar de assunto 

I - Ele morreu - Minha mãe já estava me tirando do sério

N - Desculpas eu não sabia 

D - Tudo bem - falei sorrindo 

Sa - Então voces pretende ter filhos ? 

Eu olhei para a Cosima , para ela responder 

C - Ainda não sabemos 

Sa - Por que ? - Cosima respirou fundo 

C - É um assunto delicado , eu só não me vejo como mãe 

I - Pensa bem , mais muito , Por que filho só sabe falar mal de tudo e não dar valor ao que tem - Falou olhando para mim 

D - É verdade , para ser mãe também não pode trair a filha com o primeiro namorado dela - falei fechando os meus pulsos 

I - Eu já pedi desculpas 

D - Como se isso resolvesse alguma coisa

Sa - Ouvi falar que as praias do Brasil são muito lindas - Sara falou mudando de assunto 

I - Você quer que eu faça o que ? Não tenho como voltar ao passado - falou olhando para mim 

D - Claro por que se tivesse nem teria engravidado 

S - São bem lindas mesmo - falou com Sara 

I - Voce é uma ingrata - a não agora ela passou dos limites 

D - O que ? Eu engrata ? - Cosima apertou a minha coxa de novo e eu continuei- Eu nunca pedi coisas matérias , o que eu queria era o seu amor a sua atenção e a única coisa que você fez foi trair eu e meu pai e agora você vem me Chamar de ingrata ?- falei olhando para ela 

I - Seu pai também não fez muito ele também trabalhava 

D - Sim ele trabalhava , mais a noite quando ele chegava ele sempre ia no meu quarto perguntar como foi o meu dia e me dar um beijo de boa noite , quando ele estava em casa a tarde ele me levava para tomar sorvete e você ? 

Ela ficou queta 

D - Ata foi isso que eu pensei .

C - Então tem sobremesa ? - falou mudando de assunto 

N - Sim , tem sim , vou pegar , por que não me ajuda amor ? - falou olhando para a S

S - Tá bom - eles foram para a cozinha pegar a sobremesa 

F - Então Sara me conta sobre esse boy misterioso 

S - Só posso contar que ele é professor

I - Eu já vou indo - falou levantando  e os pais da Cosima chegaram com a sobremesa

Sa - Ja Vai ? 

I - Sim , amanhã eu tenho que trabalhar cedo - falou olhando para o relógio de pulso

D - Só isso que ela sabe fazer - falei meio baixo mais deu para ela escutar , e ela preferiu ficar queta 

I - Foi muito bom conhecer vocês - Falou indo dar um abraço nos pais da Cosima 

S - O prazer é todo nosso - falou sorrindo 

I - Tchau para vocês dois - deu um abraço no Felix e na Sara - Manda um abraço para a Mãe de Vocês e fala para ela me ligar para a gente marcar alguma coisa 

F - Falo sim - falou sorrindo 

I - Tchau Cosima 

C - Eu acompanho a senhora até a porta - falou levantando

I - Tchau Delphine 

D - Tchau mae , e pode levar isso - Falei dando o cheque na mão dela - Não quero nada que venha de você - ela pegou o cheque e saiu e Cosima foi atrás 

D - Delculpas Gente por isso , eu não sei por que ainda insisto nisso

Sa - Tudo bem 

Pov Cosima :

Que Climao na mesa de jantar , a mãe de Delphine estáva toda hora implicando con Ela e eu sabia que ia chegar uma hora que ela ia explodir .

Estava caminhando até a porta da saída, a mãe dela parou e olhou para mim

I - Toma - Ela entregou o cheque - eu sei que não é muito , mais quero que fiquem com isso .

C - obrigada - falei pegando o cheque 

I - Só cuida dela , faz por ela o que eu não fiz , ela não prescisa de muito , ela só prescisa ser amada - falou olhando para mim com lágrimas nos olhos 

C - Eu vou , eu a amo muito , Só dá um pouco de tempo para ela 

I - Só que eu não tenho mais tempo 

C - Por que ? 

I - Por que eu estou com câncer, e eu não sei como contar

C - Senhora , sem querer ser grossa , mais ela é a sua filha , ela tem que saber das coisas 

I - Eu sei , mais ela está tão feliz , que eu não quero estregar a felicidade dela , vou contar quando vocês voltarem da lua de mel.

C - A senhora que sabe 

I - Bom eu já estou indo - me deu um abraço - Fico muito feliz por você fazer a minha filha Feliz , ela merece - eu sorri e ela foi em bora e eu fechei a porta .

Eles vieram e sentaram no sofá com a sobremesa e ficaram conversando , eu fiz a mesma coisa , peguei minha sobrimesa e fui para a sala com eles . 

Conversamos sobre tudo , e estávamos rindo muito , Depois Fe e Sara Foram em bora e meus pais foram para o quarto de ospedes e eu e Delphine para o nosso quarto .

C - Está tudo bem ? - perguntei para ela na cama e ela estava no banheiro escovando os dentes 

D - estou ótima , não vai ser a minha mãe que vai estragar a minha felicidade - falou saindo do banheiro

C - Família é uma coisa tão estranha , por exemplo eu , não consigo ficar perto dos meus pais sozinha 

D - E eu só Sei brigar com a minha - falou deitando na cama e olhando para mim e eu virei para ela 

C - Eu te amo - ela sorriu 

D - Eu também te amo - passou a mão no meu rosto - Só nunca vai em bora 

C - Só vou se você for , mais eu vou atrás de você - ela riu 

D - Você me completa - me beijou 

C - Você também - falei sorrindo 

D - boa noite Thuthuquinha - falou me dando vários selinhos e depos me abraçando e entrelaçando nossas pernas

C - Boa noite Loirinha - falei fazendo cafuné nela 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...