História O Destino - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Visualizações 32
Palavras 607
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Minha primeira vez.


Adrien e Marinette estavam trancados no quarto da azulada já fazia quase uma hora.

Eles tavam vendo as campanhas da garota até que ela grita.

Adrien: Mari o que foi?

Marinette: Tem uma barata enorme bem ali na escrivaninha.

Adrien: Ah Mari esse escândalo é só por causa de uma barata?

Marinette: Adrien Agreste,se você não mata essa barata quem vai morrer é você!

Adrien: Calma calma ...

Adrien em menos de um minuto,matou a barata e jogou fora.

Pronto sua medrosa pode descer da cama

Marinette: Tem certeza Adrien

Adrien: Vem logo Mari.

Adrien segurou a mão de Mari pra ela descer, só que a garota é tão desastrada que ao desceu se desiquilobrou e caiu na cama puxando Adrien junto.

Ambos estavam bem próximos seus narizes estavam quase se tocando.

Marinette: Adrien desculpa.

Adrien: Mari não fala nada.

E em movimento rápido Adrien beija a Marinette. Ela sem perceber começou a beija-lo também.

Estavam tão envolvidos que nem perceberam que já estavam quase sem roupa.

Marinette estava nas nuvens,ela nunca pensou que iria ficar assim com o Adrien. Mesmo ela sendo virgem ela queria ele,estava com medo mas não queria parar.

**********Adrien**********

Eu não acredito que estava fazendo isso, eu estava a beijar a Mari e se continuasse assim agente não ia fica no beijo,me afastei e olhei pra ela,seus olhos azuis me fitando ,ela deu um sorriso sedutor e eu não aguentei,a agarrei de novo e quando me dei por mim,já estava completamente nu e ela também.

Faz tempo que eu não transava com ninguém, estava preocupado de não ser bom o suficiente pra ela,mas não parei.

Eu não aguentei ver ela nua na minha frente,suas curvas eram magníficas. Comecei sugar seus seios divagar,mas ao ouvi ela gemer eu não aguentei e fui acariciar sua intimidade.Comecei acariciar com o dedo e quando fui por penetrar meu dedo dentro percebi que ela era virgem.

Adrien: Mari você é virgem?

Mari: Sou mas porfavor não para.

O pedido dela era uma ordem.

Comecei passa a língua em sua intimidade,ela começou a gemer e chama meu nome. Eu comecei a penetrar a minha língua na vagina dela divagar mas com o tempo comecei a por com um poço de força,ela acabou tempo um gozo rápido na minha boca. E simplesmente eu engoli ,parei e fui beija-la .

Adrien: Você é muito linda Marinette.

Fico feliz em ser seu primeiro e espero que também eu seja o único.

Se doer eu paro ok.

Comecei a penetrar ela,a cada cara de dor que ela fazia eu parava e  a beijava.

Até que rompi completamente a sua barreira.

Eu estava em movimentos lentos,para não a machucar, até que ela pediu pra mim ir mais rápido e eu obedeci. Cada vez que ela gemia chamando meu nome eu aumentava a velocidade, até que agente não aguento mais e chegamos ao ápice juntos.

**********Marinette*************

Quando agente chegou ao ápice eu senti algo quente dentro de mim.

Olhei pro lado vi Adrien me olhando com um olhar meigo nos olhos.

Eu simplesmente sorri e fechei os olhos pra consegui recuperar a força,mas acabei dormindo.

Quando acordei Adrien não estava la.

Marinette: Onde ele foi?

Fui preparar um lanche pra você

Marinette: Obrigado. Eu tô morrendo de fome.

Adrien: Imaginei.

Mari? Foi bom? Eu te machuquei?

Marinette: Adrien foi melhor do que esperei.

Disse dando um beijo em seu rosto. Na verdade eu queria era beija-lo de novo mas tava com vergonha.

Adrien: Mari eu preciso de você. Eu não quero que fique um clima estranho entre agente.

Marinette: E não vai e vou te provar.

Simplesmente colei meus lábios nos dele.

Ele começou a me beijar de volta e subiu em cima de mim. Ficamos nos beijando até ele me olha com uma cara de tarado e eu sabia o que ele queria,ou melhor o que agente queria e quando dei por mim já estava transando com ele de novo




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...