1. Spirit Fanfics >
  2. O Destino da Espada >
  3. Capítulo - 60 Resgate

História O Destino da Espada - Capítulo 60


Escrita por:


Notas do Autor


Eu agradeço pela compreensão de vocês e lamento pelo tempo em hiato, mas tudo foi necessário pq eu precisava de um tempinho pra colocar as coisas no lugar. Eu resolvi retornar em meio a essa pendemia que estamos atravessando com intuito de poder ajudar vocês de alguma maneira, inclusive incentivo que vcs leiam bastante outras histórias nesses tempos tempestuosos pq todo tipo de entretenimento é MUITO necessário agora. Eu pensei muito sobre a questão debilitada de Verônica e resolvi poupa-lá por motivos óbvios. Boa leitura, estamos oficialmente de volta as atividades! Eu posso surpreender vcs a qualquer momento com um novo capítulo.

Capítulo 60 - Capítulo - 60 Resgate


 

Lauren decidiu refletir um pouco no silencio de seus aposentos...

 O cheiro de Camila estava impregnado em todo local, como se ela ainda estivesse presente. A mulher fechou os olhos e inalou o ar para dentro de seus pulmões; lapsos de memórias invadiram sua mente com todos os momentos maravilhosos que passou ao seu lado e uma forte angustia tirou sua concentração.

 A mulher abriu os olhos e fechou os punhos!

 Estava decidida a ir até o inferno se fosse preciso, mas retornaria com Camila!

 A cavaleira suspirou com pesar, levantou de seu leito e partiu apressadamente para fora de seus aposentos.

Ela caminhava pelo grande corredor do castelo em passos incessantes e o som de suas passadas apressadas ecoava no local cortando o silêncio absoluto do ambiente. Seus passos se limitaram no grande compartimento do castelo e sua presença chamou a atenção de todos os cavaleiros presentes que não se moveram do lugar aguardando suas ordens.

Seu retorno imediato causou apreensão em todos que admiravam a mulher com atenção. 

 Lauren era como uma bomba relógio que estava sempre prestes a explodir!

Os cavaleiros continuavam reunidos e aguardavam ansiosos por seu comando e sua voz bradou firme cortando o silêncio:

— Meus amigos é chegada a hora... Preparem –se, nós partiremos imediatamente! A mulher fechou a expressão e subiu as escadas partindo para o grande arsenal no castelo.

Os cavaleiros se retiraram do local sem dizer uma palavra, estavam prontos para se preparar para a batalha. 

 A mulher selecionava suas armas. Lauren buscou uma pequena adaga de combate e a guardou na empunhadura de sua armadura, capturou sua espada em seguida e retirou a lamina da bainha; analisava a arma e viu seus olhos refletidos na peça metal.

 Seus olhos estavam opacos em um verde indecifrável e denso! 

Flash back on...

—  Lauren, você precisa matá-lo!

 A imagem debilitada de sua amiga apertou seu coração e sua mão agarrou firme o punho da espada.

 Vingançaaa! A mulher bradou enfurecida e lançou um golpe no ar.

— Lauren... Heitor invadiu o local com receio e chamou a atenção da amiga. A mulher guardou sua espada e tentou manter a naturalidade.

— Estão todos prontos para partir?

— Sim, estamos prontos.

— E você como está? O homem indagou preocupado.

— Eu estou bem...  Ela tentou convencê-lo, embora sua expressão não fosse uma das melhores.

— Não deixe que a ira consuma sua concentração.

— Não há com o que se preocupar, agora vamos!

Os dois partiram do local na direção dos aposentos de Verônica. Dinah se colocou em seu caminho e tentou impedi-lá, mas Lauren clamou compassiva.

— Dinah, por favor, deixe que eu me despeça.

— Lauren...

A mulher não disse uma palavra, mas Dinah viu em seus olhos o quanto estava sofrendo com tudo aquilo e resolveu não impedi-lá.

— Tudo bem, mas seja breve! Ela precisa repousar, eu lhe dei sedativos e talvez ela adormeça em alguns minutos. Dinah lamentou com pesar e deu passagem, ela não seria capaz de impedi-lá...

Lauren invadiu seus aposentos ao lado de Heitor e lamentou por um segundo por interromper a interação de sua amiga com Lucy.

A mulher estava ao seu lado como sempre e mantinha suas mãos unidas.

Verônica agarrava firme suas mãos e parecia apreciar sua presença, mas a presença de seus amigos chamou sua atenção.

— Lucy, você poderia nos dar um minuto? Verônica pediu compassiva e a mulher se despediu lhes dando privacidade. 

Lauren acenou em agradecimento e sorriu docemente para Lucy que partiu de seus aposentos.

— Meu coração está partido! A arqueira lamentou com grande pesar e um choro se prendeu em sua garganta.

— Eu lamento não poder acompanha-lá desta vez...

— Veja, mal posso me colocar de pé! Seus olhos fitaram o chão e lagrimas escorreram de seus olhos.

— Minha irmã, está tudo bem... Lauren tentou conforta-lá, embora também estivesse fragilizada ao vê-lá naquela situação.

— Eu nunca partiria sem você, mas é necessário...

— Eu quero que nos dê sua localização. A arqueira secou suas lágrimas e uma forte ira ardeu em seu peito.

— Eles estão no norte de Milford e há abrigos nos campos protegidos com uma fortaleza de mais de cem soldados! 

— Lauren tome cuidado! Caso tente invadir o local diretamente esteja pronta para ser surpreendida por um ataque de arqueiros nas seteiras, mas impeça que isso aconteça e avance pelos abrigos furtivamente. Vá pela floresta e surpreenda os cavaleiros com golpes imobilizantes, isso poderá lhes dar mais tempo...

— Lauren, está acontecendo diferenças internas entre Alejandro e Austin. Eles não estão em acordo e isso poderá ser uma boa oportunidade de dissuadir o duque a agir pela razão. Alejandro não é tolo e já percebeu que está pagando um alto preço como consequência de seus erros, e você poderá convencê-lo a desistir de seus planos. Ele não recusará sua oferta, pois assim terá uma forte aliada e isso livrará sua pele. Ele não arriscaria a sua vida e a vida de sua filha com as loucuras de Austin!

— Eu vi Austin pedir reforços em sua busca. Camila está sobre a guarda de seus cavaleiros e nem mesmo Alejandro será capaz impedi-lo! Os cavaleiros do duque estão em menor número e o homem parece desafia-lo cada vez mais...

— Eu sei que é difícil aceitar, mas o duque também é uma vítima!

— Verônica você enlouqueceu? O que está dizendo? Lauren gritou enfurecida

— Lauren, acame-se!

— Alejandro teme por sua vida e pela vida de Camila!

— Ele salvou a minha pele e poderá ajuda-lá caso Austin tente contra sua vida, e isso é só uma questão de tempo! Eu posso garantir que você deve confiar nele, ele me deu sua palavra de que não é seu desejo participar desse jogo doentil de Austin, pois ele sabe que logo também será seu novo alvo!     

— Camila está correndo perigo, os cavaleiros do palácio, e inclusive o duque Alejandro!

—  Nada vai me impedir de resgata-lá e ter minha vingança! A mulher ralhou enfurecida e parecia disposta a cumprir sua promessa.

— Vocês enfrentarão a ira dos cavaleiros de Austin e devem tomar muito cuidado!

— Eles não poderão ser efetivos contra nossa tática em conjunto! Heitor fechou os punhos confiante em suas habilidades.

— Sim Heitor, mas não subestime seus homens, pois eles estão com Camila e não sossegaram até usar isso para mata-lá! Verônica apontou para Lauren.

— Sim, não será tão fácil dessa vez... Heitor lamentou.

— É, eu sei...

— Por favor, tomem cuidado!

— Eu vou me vingar por tudo que fizeram a você! 

— Não seja imprudente e controle sua ira, lembre-se que você tem uma promessa à cumprir! Verônica agarrou firme em seu punho e sorriu.

— Lauren, prometa que vai se cuidar...

— (...)

— Eu prometo! A mulher sorriu, mas sua expressão fechou e ela partiu de seus aposentos, parecia ter pressa em partir.

Heitor estava pronto para acompanha-lá, mas Verônica chamou sua atenção:

— Heitor, meu amigo... Verônica agarrou seu punho e impediu seus passos unindo suas mãos.

— Você sabe que ela não vai parar, mas desta vez ela estará sem mim e precisa de sua ajuda!

— Eu sei, ela nunca para... O homem sorriu e suspirou cansado.

— Proteja sua retaguarda.

— Eu a protegerei com a minha vida! O homem garantiu com um firme aperto de mãos. A mulher sorriu fraco e o homem depositou um beijo no topo de sua cabeça e partiu.

— Boa sorte! A mulher acenou receosa.

— Não se preocupe, descanse um pouco e logo ficará bem! Heitor sorriu docemente antes de sumir completamente de sua vista.

(...)

Os cavaleiros montaram em seus cavalos e partiram.

Continua...


Notas Finais


Curto pq eu preciso de um tempinho pra respirar, vou mandar ver em outro hein? fiquem espertos kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...