História O destino é trapaceiro - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Será Ciúmes?


Sakura

Acabamos por adormecer em cima do sofá.Eu estava de um lado completamente torta e ele do outro dormindo calmante,o que me irritou eu tava toda torta e ele la me empurrando cada vez mais pra fora do sofá.

-Espaçoso - resmunguei enquanto tentava me levantar,vi que a televisão ainda estava ligada, talvez ele tivesse caido no sono que nem eu.

Sai da sala e fui em direção ao meu quarto, pegando uma muda de roupa para poder tomar meu banho, peguei uma regata rosinha e um short jeans, queria ficar confortável e aproveitar o máximo meu sábado,dessa vez eu não ocuparia meu tempo vago em estudar,eu estava completamente esgotada, tava na dúvida se eu estava daquele jeito por causa da universidade ou porque Sasuke quase me matou esmagada.

Entrei no chuveiro sentindo a água fria cair sobre meu corpo,eu adorava a sensação que o banho me trazia era uma certa tranquilidade. Fiquei ali esfregando o sabonete no meu corpo, até que escutei uma certa voz atrás da porta

-SAKURA ABRE A PORTA!

-Pra que? - disse bem tranquila .Afinal não era o Uchiha que iria estragar meu santo e digníssimo banho.

-EU PRECISO DE UM SABONETE!

-Um eu não vou abrir você tem o seu banheiro, dois eu to nua! -ouvi sua mão bater forte na parede.

-Por favor Sakura, coloque a toalha e deixa eu pegar a merda do sabonete - sua voz saiu rouca e bem mais tranquila

-Acho que ver filme clichê não adiantou muito né? - eu disse com um tom humorado, continuando a lavar meu corpo

-Sakura eu preciso muito tomar banho, você me chutou a noite inteira,eu to só o pó, preciso muito tomar a merda de um banho. - me enrolei na toalha abrindo a porta.

-"Você me chutou a noite inteira" - fiquei incrédula com as palavras do o Uchiha,e imitei sua fala fazendo gestos de aspas com as mãos- eu fui esmagada a noite inteira pelo seu corpo de pedra seu imbecil.

-Poxa pena que não morreu,tava muito boazinha ontem pra ser verdade.

-Você ta falando que meus chutes te machucou? porque eu perto de você sou como uma pena. E aliás por que quer o MEU sabonete?- fiz questão de alterar a voz na parte do meu pra deixar bem claro que o sabonete me pertencia

-É que ontem acabou o meu.

-E você vem pegar o meu?

-Como se fosse grande coisa - ele entrou bateu a porta na minha cara,bufei com sua atitude, pelo visto o Uchiha arrogante e mal humorado tinha voltado de novo.

-Você vai limpar tudo o que sujar,ok.

-Acho que você esqueceu que essa casa é minha- ele gritava com sua voz rouca.

Agora o novo apelido dele é Cinderela troquei o cara de bosta por cinderela, por dois motivos um por ser mais bonito e dois pelo afeito do seu humor durar menos que a dança da cinderela com seu príncipe,psé príncipe acho que nossa felicidade não é pra sempre, pelo menos a minha não.

...

-Sakura, precisamos fazer compras - vi o senhor macho alfa parado no batente da porta. Eu tava tentando ser mais agradável juro, mas ele sempre me dava patadas ou me ignorava, ele quase sempre me chamava de irritante, ele só foi "bonzinho" comigo quando tive os pesadelos no começo do mês e ontem quando me chamou pra assistir filme,isso que me deixava meio pistola,seu humor era irônico não da pra entender nada com ele.

-E porque eu preciso ir?

-Talvez porque querendo ou não você mora aqui.

-Tudo bem Sasuke,eu vou,mas se for pra ficar com essa cara de bunda eu saio do mercado e te deixo la sozinho.

-Como se eu me importasse. - ele disse seco

-Idiota... 

-Me chamou do que irritante?

-De idiota disso que você acabou de ouvir ou vai me falar que além de ser idiota é surdo agora.

-Você me irrita.

....

O caminho pro mercado foi em total silêncio,nem um nem outro se atrevia a abrir a boca.

Ja havíamos chegado no super mercado,eu peguei o maior carrinho que tinha lá, afinal tinha um dragão e uma draga em casa que não podia ver um pacote de comida aberto que já ia atacar.

Eu empurrava o carrinho e me apoiava nele sendo levada por ele,era divertido eu gostava disso.

-Você vai cair. - ele disse analisando minha situação com o carrinho, não tava muito longe deu cair com várias compras em cima de mim mas como eu sou orgulhosa só olhei pra ele e ignorei.

-Sakura! - quando eu olhei pra frente tinha uma moça lá tentei desviar mas acabei batendo numa montanha de café.

-Merda - resmunguei para mim mesma,tentando levantar com o carrinho que tinha caído sobre mim.

-Que porra Sakura o que eu falei -eu não fiz nada só fiquei olhando pra cara dele.

"Mais que merda é essa por que meus olhos estão querendo mareja"

-Você ta chorando? - fingi não ter ouvido o comentário dele,enquanto tentava me livrar de vários e vários pacotes de café

-Você se machucou moça?quer ajuda? - vi um dos moços que trabalhalam lá tentando tirar um pouco dos pacotes de café de cima de mim

-Só um pouco. - pelo menos ele de preocupa né porque se depender do cinderela ali eu morro.

O moço me pegou no colo vi que os olhos do Uchiha estava em chamas será ciúmes?

-Deixa que eu cuido dela - ele falo extremamente grosso com o rapaz.

-Tudo bem- o rapaz me colocou em pé no chão - quer água ou passar na enfermaria?- eu não tinha entendido o porque da enfermaria até que olhei pra minha perna e tinha um puta corte e vários pequenos cortizinhos.

-Não obrigado- sorri pro rapaz, ele saiu pelos corredores me deixando a sós com o Sasuke.

- Ignorante! ele estava sendo muito mas gentil comigo do que você que ficou parado igual a um saco de batata - falei irritada,acho que Sasuke ja tirou toda a paz do meu sábado.

-Queria que eu fizesse o que?- como assim ele fala isso,eu olhei com os olhos marejados pra ele e sai.

-Sakura onde você vai? - eu não respondi só sai andando com passos rápidos e longos.

Fiquei ali no banco de trás do carro,eu não iria entrar mais naquele mercado.

Depois de alguns longos minutos la vinha ele, carregado de compras no braço,eu até poderia ajudar mas fiquei la dentro observando,depois de colocar tudo nos portas malas ele entrou.

-Sakura.

-hum

-Desculpa - não vou negar que fiquei de boca aberta ao ouvir isso,quem diria Sasuke pedindo desculpas e melhor ainda é pra mim .Eu não respondi nada, fiquei la atras fingindo estar ocupada contando quantos carros pratas tinha lá. 

O silêncio tomou conta e isso era meio desagradável. Eu tava bem la atras do carro até que senti as mãos do Uchiha pegando na minha,eu lancei um olhar pra ele de canto.

"Mas que merda da acontecendo aqui…ta a mão dele é bem confortável,e eu não posso negar que tenho um quedinha por esse imbecil,mais que merda é essa?"

-Sasuke... - ele suspirou soltando lentamente minha mão.

-hum.

-O que foi isso? - ele não falou nada,ficou em silêncio.

Sasuke

Suspirei vendo ela lá,com vários pacote de café no corpo,eu ria muito por dentro acena era muito engraçada,eu não tinha como ajudar ela se eu ajudasse eu acabaria rindo então fiquei la parado olhando pra ela com cara de tacho, até que veio um dos rapazes que trabalhavam lá e pegou ela no colo, jurei que tinha chamas em meus olhos, ninguém tocaria nela,nenhum homem tinha a permissão de toca-la,por mais que eu tentasse não sentir e nem demonstrar nada eu sei que eu estou tão perdido no nela Senti uma onda de ciúmes pelo meu corpo,eu não havia nem tocado nela direito entre esse mês e em menos de dois segundos ele pegou ela no colo.

Jurei que iria matar ele por toca-la,porém como ele tinha ajudado ela eu não teria motivo nenhum pra matar ele.

Suspirei tentando não demonstrar a imensa onda de ciúmes que circulava meu corpo,eu não quero que ela saiba que estou assim por ela,eu sei que não vou conseguir aguentar não tocar nela por muito tempo, ela tem um chamado deperdição que fica me irritando toda a hora.Ela é tão bonita seu corpo é perfeito tudo na medida certa,seu jeito e sorriso é mais ainda,ela me deixava louco.

...

Quando entrei no carro ela tava la no banco de trás,meus lábios foram mais rápidos do que meu raciocínio e quando vi ja tinha pedido desculpa,eu estava fazendo tudo no impulso segurei sua mão sentindo seu toque suave, larguei rapidamente sentindo que se continuasse me alto torturando daquele jeito eu e ela acabaria se machucando.Eu não queria forçar nada com ela, por isso fingia que sua existência não fazia a mínima importância,eu tenho medo de assusta- la afinal alguma coisa fazia que ela sentisse medo,eu fiquei bem feliz quando Ino me disse que esse medo ja estava sendo tratado e que ela não tinha medo de mim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...