1. Spirit Fanfics >
  2. O Destino, e Você >
  3. Num passado - Parte final

História O Destino, e Você - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!
Pessoal, já viram o comeback?
Eu enrolei pra ver, mas assim que eu vi pqp...Gente o Yuta é perfeito. Não é a toa que é meu bias aaaa
Aliás, o comeback vai ser colocado na fic, não se preocupem ok!
Boa leitura ;3

Capítulo 13 - Num passado - Parte final


Fanfic / Fanfiction O Destino, e Você - Capítulo 13 - Num passado - Parte final

Naquele mesmo dia
     Agora na galeria, no segundo andar você limpava as lentes das câmeras enquanto Joo limpava o piso do andar - Devíamos contratar alguém pra isso...- a menina rica diz, já cansada do trabalho que nem era árduo.
     - Hm... Talvez- você concorda, completamente distante da realidade e ainda pensando no que aconteceu hoje há algumas horas.
     Como eu ia saber que ele ia ficar tão mal com isso?
     Pensa.
     Ele não me contou algo, eu só não sei oque.
     Bufa ao pensar.
     - Tá tudo bem?- Joo pergunta e estaciona a vassoura perto da escada. Ela vai até você e se senta no chão, a sua frente.
     - O Shin ele...Sabe, eu sei que algo mudou, mas hoje ele me fez ter certeza...
     - Uma briga?- ela pergunta.
     - Digamos que sim, ele simplesmente não suportou eu dizer que nosso relacionamento um dia vai acabar...Aish, sinceramente- rola os olhos - Até parece que ele não teve outros relacionamentos...Tinham tantas garotas paquerando ele em Barcelona! Até os caras!
     - Ele é atraente mesmo...- Joo fala baixo e você ri - Oque?
     - Não precisa esconder, eu sei que ele é - oque você não sabe é o desejo que ela tem por ele.
     - Bem...Você na verdade é a primeira namorada dele, ele não te contou?- Joo afirma e se levanta. Cruza os braços na sua frente.
     - Oi, não!? Como assim!?- você olha perplexa - Uau...Meu Deus...
     - Ele não vai saber lidar com término, só te avisando...- Joo pega a vassoura perto da escada.
     - E você acha que vamos terminar? Por acaso?- franziu a testa. Não gostou nada da afirmação dela.
     - Não! Poxa! S/n! - os olhos da mais nova agora parecem olhos de cão olhando para um dono enquanto pede comida. Brilhantes e inocentes - É que ele é difícil de lidar - ela bufa ao dizer.
     - Sim...Verdade, mas ele não está se abrindo! Tudo fica mais difícil!- por um instante você se pergunta se tomar decisões tão rápidas com ele foi certo. Vocês não se conhecem tanto assim pra morarem juntos, ou até pra namorarem.
     Exige muita maturidade, e você sabe disso.

     Do outro lado de Incheon
     Shin recebe uma ligação de DongKyo. Uma das crianças ricas que o acompanharam em Barcelona.
     -"Ah! Hyung! Eu tenho ótimas notícias!"- DongKyo diz.
     -Hm...- totalmente desanimado, sentado no pequeno sofá ele murmura - Perdeu o cabaço? Por que me ligar assim do nada, tava fazendo algo importante - nada de importante, na verdade. Ele só tinha acabado de cochilar.
     -"Por que tanta grosseria?"- DongKyo ri em resposta. É seu amigo desde o Ensino Médio, sabia como lidar com ele. Era só não se afetar, coisa que S/n não faz bem -"Olha, eu consegui uma audição privada pra você na SM".
     - Que?- ele ficou desacreditado por instantes. Começou a rir, quase como uma hiena. Cobriu a boca e então respirou fundo. Se acalmou.
     - "Ficou animado, né? Mais que isso até, você deve tá feliz pra caralho...Mas convenhamos, eu sou um bom amigo..."- DongKyo se gabava no telefone enquanto Shin apenas andava de um lado pro outro já pensando oque dançaria na audição.
     - Pera, pera, pera- se deu conta.
     Não era algo que ele tinha conseguido por conta própria. Seu amigo conseguir algo assim pra ele, claro que era bom, mas ele queria reconhecimento além disso - Dong...Como que você fez isso?
     -" Eles precisam de trainees. Saíram vários desde o debut do NCT...Só que eles não acham ninguém que preste já tem um tempo e você sabe, eles não debutam qualquer um"- DongKyo tem contatos, por isso sabe de tudo isso. Shin leva vantagem, mas não sabe se deve aproveitar ou não.
     -Isso é errado...- ele pensa e diz em voz alta-...Imagina quanta gente tá tentando isso há tempos e você me vem com essa proposta assim...
     -"Olha, eu posso ser aquele que tá te oferecendo a oportunidade, mas só você pode chegar lá e mostrar seu potencial"
     -...Bem- ele não queria pensar demais-...Ok! Eu aceito! Que dia!?
     -"Próximo mês, ao meio dia, mesma data de hoje! Vou te mandar o endereço, enquanto isso...Foco na dança, vai que vai!"- ele grita por fim, animado com a possível conquista do amigo e então desliga.
     - Uau...Ah...Uau- Shin se sente extasiado de uma hora pra outra e só pôde pensar nisso agora.

     16:26
     Você chegava mais cedo do trabalho.
     Não havia muito mais a fazer, e talvez fosse uma oportunidade pra conversar com Shin - Olá...- você fecha a porta de casa e ao entrar, se depara com ele a dançar na frente do espelho - Ué - você ri baixo.
     Ele se concentra, nem parece que você está lá.
     Os fones que ele usa ajudam a reforçar a sensação de solitude.
     - Hm, ok- você dá a volta por trás dele para ir ao banheiro. Precisava de um banho urgentemente.

     16:50
     Saiu do banho.
     Abriu a porta do banheiro e se deparou com Shin sentado na beira da cama. Havia tirado os fones e agora apenas olhava para a tela do celular enquanto suspirava e transpirava. 
     - Uau, acho que alguém precisa de um banho - você diz. Ele te olha por fim - Tudo bem?
     - Ah...Tudo sim - ele sorri de orelha a orelha. Nem parecia o mesmo de hoje cedo. Era confuso demais pra você - Eu nem te vi entrar, só percebi que chegou quando ouvi o chuveiro.
     - Você tava tão concentrado que eu não quis atrapalhar - você diz, indo até o guarda roupa que ficava ao lado da porta do banheiro. Na parede ao lado do mesmo, o espelho onde Shin se via agora a pouco.
     Você tira a toalha e a joga na cama.
     Ele te encara.
     - Que foi? Parece que nunca me viu pelada - você fala ao virar um pouco seu corpo pra ele.
     - Já tem mais de um mês que não transamos...Por isso eu te olho assim - ele ri da ironia e continua a te olhar.
     Verdade. Só agora eu percebi.
     Pensa.
     Depois do dia em que ele pegou as latas e o veludo na galeria, Shin simplesmente não tocou em você. Nenhuma carícia, nenhum beijo. E você não percebeu, talvez por que não fez diferença pra você.
     - Vou pro banheiro...Deixar você se trocar - ele diz. Se levanta da cama.
     - Ué, porque? Ei - você o para na frente da porta, o impede de sair do quarto - Você pode me ver assim, não tem problema.
     - É que é tão estranho- ele diz e ri baixo mais uma vez.
     - É que nosso relacionamento está ficando estranho - você o empurra levemente pra trás e o faz sentar na cama - Mas não precisa ser, tá tudo bem, não é?- você se senta no colo dele e inicia um selar. Logo ele para o beijo e olha para o lado - Ei, não faz isso.
     - Você quer mesmo começar? Quer transar assim, do nada? - ele indaga.
     Mas como eu devia fazer? Te pedir permissão?
     Você pensa.
     - Quero sim- diz. A ideia de permissão parecia ridícula, até por que, apesar de não estar excitada, você queria dar algo a ele e ver se essa tensão toda passar.

    17:30
    - S/n...Faz um esforço, sua puta - ele sussurrava enquanto você quicava em cima dele - Ahn...Caralho - ele geme.
    - Oppa...Não seja tão...Agressivo - você fala com dificuldade.
    - Eu vou ser do jeito que eu quiser...Você aceitou estar aqui agora - ele sussura e então retira você do colo. Te joga na cama, aquilo machuca suas costas.
    - Ah...- você sente a dor, mas ele não se importa.
    Ele estava descontando tudo em você, tudo de maneira sexual. Ele acha que você merece, e não, pra ele não é culpa dele. Você aceitou tudo isso.

    18:00
    Depois de gozar e se satisfazer, ambos estavam deitados na cama olhando para o teto. 
    - Você...- S/n começa -...Me machucou.
    - Você também - ele responde e ri, agora de modo sarcástico - Engordou nesse último mês, né? Por que tava difícil te segurar além do que eu pude ver todas a sua celulite com você de quatro.
    - ! - você se levantou imediatamente - Lee Shin, mas que porra! Oque eu fiz pra você!? 
    - Oque? Tô te falando a verdade, devia entrar numa dieta...Aquela academia que você paga não serve pra nada - ele se sentia nas nuvens agora que tinha recebido a notícia de DongKyo.
    Se você podia não ligar para as emoções dele, ele também podia não ligar para as suas, e fazer pior.
    - Você não fala assim do meu corpo, ok?- diz com calma, porém muito chateada e machucada.
    - Vamos cortar os gastos com a carne de porco por que já temos a vaca toda em casa - ele continuou, e ria na consciência.
    - ... - você olhou pra baixo e cobriu o corpo com os braços. Ele se levanta indo até você.
    Se aproxima e aperta o corpo dele no seu. Você fica imóvel.
    - Vai amamentar quantos com essas tetas grandes e nojentas, hm?- ele aperta seus seios e aquilo dói.
    - PARA! SAI DE PERTO DE MIM!- você finalmente reage o empurrando para a cama - QUE ISSO?HM? OQUE EU FIZ! HEIN!?
    - Seja eterno enquanto durar - ele responde. A expressão seca em seus olhos.
    Ele pega algumas roupas, as coloca rapidamente e sai do apartamento.
    -...Não dá- você sussurra pra si mesma- Não posso, não pode ser assim.

    Um mês se passa
    Shin só voltara uma vez para o apartamento naquele tempo. Pegou algumas roupas e também o violão e a guitarra. Quando ele veio, você só pôde abrir a porta e esperar que ele saísse logo. Não conseguia nem olhar nos olhos dele.
    Hoje, era o dia da audição dele na SM.
    Você não sabia de absolutamente nada.
    Além da audição, ele planejava fazer um grande pedido de desculpas que explicaria tudo que aconteceu com ele. O presente, o passado e oque ele deseja para o futuro.
    - Tá levando sua identidade?- Joo pergunta. Ela mesma se voluntariou para ir com ele naquele dia. Agora, sentandos no metrô, eles checavam tudo com medo de terem deixado algo em Incheon.
    - Não, tá aqui também - ele retira da pequena mochila - Tudo aqui, carteira, água...Ainda bem que veio comigo, achava que ia acabar esquecendo algo...
    - Conhecendo você, era capaz que ficasse mais nervoso do que vai estar - ela complementa.
    - Verdade...Me lembre de comprar as flores pra S/n na saída - ele pede, já pensando como seria bom te rever e ter a chance ao menos de se redimir.
    - Hm...você acha mesmo que é uma boa ideia?
    - Joo...- ele estranha.
   Mais uma pergunta.
   Mais alguma coisa estranha assim, oque você tem pensado?
   Ele reflete por segundos no pensamento.
   - Joo, é algo que eu quero fazer, você não precisa aceitar - ele diz.
   - Uau, ok- ela sentiu levemente a patada.

     Chegaram na unidade de Gangnam da SM.
     Um staff os recebeu na porta e os levou até o segundo andar.
     - Esperem um pouco aqui - ele diz, os deixando numa sala de espera. Algumas poltronas aqui e ali, além de uma televisão e uma vista para a rua através de uma grande janela.
     - Ok, sem problemas - ele responde - Uau...- o staff fecha a porta. Shin se senta numa poltrona macia e olha pela janela que está a sua frente.
     - Oppa...Esse lugar não é estranhamente romântico?- Joo senta ao lado dele, numa outra poltrona.
     - Hm...Não sei, você acha?- ele olha para o lado e vê de repente como a mais nova havia se inclinado na direção dele.
     Propositalmente, Joo colocara uma regata branca e um sutiã preto. Fazia os seios dela saltarem, especialmente naquela posição, inclinada na direção dele.
     - Hm...- ele murmura e a encara por instantes-...Fica melhor assim...- ele pega uma revista que estava o lado da poltrona, numa mesinha, e a coloca entre o colo e a face de Joo.
     - Ah...Está preocupado com os pervertidos?- ela indaga, rindo.
     - Não, eu tô preocupado com oque você tá pensando - ele responde.
     Isso não é nada bom.
     Ele pensa.
     - Você não reparava se não quisesse - ela diz, praticamente sussurrando.
     - Caso você não tenha percebido, eu ainda tenho uma namorada - ele afirma, se colocando para trás e se distanciando da mais nova.
     - Tem?- ela pergunta e em seguida ri.
     - Que isso? - ele se assusta. 
     Quando sua risada ficou tão maléfica e sarcástica?
     Pensou.
     - Oppa, ela não liga pra você, pare de mentir pra si mesmo, pare de tentar...Quando tem alguém muito mais dedicado a você bem aqui!- ela sorri de modo malicioso. Pega na mão de Shin, que tenta recuar, mas ela é rápida. Coloca a mão no seio esquerdo e diz - Estou disposta a dar meu coração por você - ela lambe os lábios e sorri em seguida.
     - ... - ele fica pálido.
     - Vamos, eu sei que você quer isso mais do que eu - ela começa a falar com um ar sem graça. Não era exatamente oque ela esperava dele. Conhecendo a natureza sexual dele, apenas esperava um beijo molhado, no mínimo.
     - Joo, tem algo que você pode estar certa...- ele retira a mão do seio da mais nova e ajeita sua regata -...Talvez ela nunca me ame ou tenha me amado, mas eu tenho absoluta certeza de que você tem alguma influência nisso - ele diz.
     - ?! - ela fica perplexa.
     - Se eu passar hoje... Com certeza meu futuro com ela será impossível - ele afirma - Não sei oque o universo quer de mim, mas com certeza não quer que eu tenha nada com ela...Mas você não precisava ser uma amiga bastarda, ridícula que coloca pilha num relacionamento que tinha esperança até você me lembrar do meu trauma de infância - ele diz. Os olhos dele viram fornos do inferno.
     - Lee Shin?- um staff de repente abre a porta - Estamos prontos.
     Shin se levanta.
     - Não quero nunca mais ver a sua cara - ele sussurra e assim da adeus a ela.
     Mais tarde, o adeus foi para você, mesmo que não soubesse.
     Ele passara na audição e não pensou que iria te encontrar de novo, até agora...


Notas Finais


Yay!
Agora já sabem da história do relacionamento deles.
Se quiserem colocar nos comentários oque acharam, seria muito legal ^^
Então, depois deste capítulo voltamos a programação normal da fic ksksksks de vez em quando talvez eu faça flashbacks e coisas do tipo pra focar em detalhes dos dois.
Eu não sei se percebem, mas eu tento deixar os personagens fiéis ao máximo com a realidade quando se trata de personalidade e história nesta fic. Por isso, fica mais interessante explorar o passado da S/n pra entender como ela é, e ao mesmo tempo o presente dos meninos. Faz sentido?
Espero que sim sksksks
Vejo vocês em breve e...VIEW EM PUNCH ou seu filho vai nascer com cara de dedão (?).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...