1. Spirit Fanfics >
  2. O Destino nos uni >
  3. Que tal amigos?

História O Destino nos uni - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus sweethearts como vocês estão? Espero que a resposta seja sim. E se não for espero que seu dia melhore! Bem vamos começar com o
cap 7

Capítulo 8 - Que tal amigos?


Fanfic / Fanfiction O Destino nos uni - Capítulo 8 - Que tal amigos?

No capítulo anterior...

Misono: Mahiro Shirota, vire meu servo!

Capítulo atual...

Mahiro: Como?

Misono: Vire meu servo e todos seus movimentos estão sobre minhas ordens a partir de agora

Mahiro ouve tudo atentamente com uma expressão levemente surpresa, não acreditando no que o Misono está dizendo a ele.

Misosno: Suas opções são sim ou sim. Vou logo avisando, não ceito outra resposta alémde sim!

Kuro: Jura? Nem precebi

Lilly corre em direção ao Kuro e Mahiro, desferindo um golpe na direção orizontal, mas Kuro é mais rápido, segura o braço esquerdo de Mahrio o fazendo abaixar ao mesmo tempo que Kuro para desviar do ataque de Lilly.

Kuro: (Não é possível, isso deve ser brincadeira)

Lilly: Espero que possamos resolver isso pacificamente, se for possível. Vai atender ao nosso pedido não vai!?

Lilly se prepara para desferir outro golpe em Mahiro e Kuro, antes disso Kuro pega Mahiro e coloca em seu ombro correndo para saída. Mas Misono está bloqueado a saída sentando em sua cadeira. Para não ter que passar pelo Misono Kuro desce Mahiro de seu ombro, segurando o braço do mesmo tenta dar a volta pelo Misono, mas Lilly chega na frente encurralando Mahiro e Kuro na parede ao lado da saída.

Mahiro: (Ah droga!)

Kuro: Mais que saco

Mahiro: Que egoístas! Ouça o que tenho a falar também poxa!

Misono: Você é lento pra entender não é!? Como é complicado gente como você! 

Mahiro: Gente como eu?

Misono: Plebeus. Odeio esse tipo de gente

Mahiro fica com um pouco de raiva e diz num toma alto e claro para Misono, enquanto segura Kuro em forma sua forma de gato.

Mahiro: Não me importo com o quão rico você é! E por que você é tão arrogante?! E aposto que ninguém iria escutar nada vindo de você depois de serem arrastados e atacados, sem falar que você fala como se você fosse superior aos outros!

Misono se levanta indignado com o que Mahiro acabou de dizer a ele.

Misono: Como é!? Quem você acha que eu sou? E como se atreve a falar assim comigo?!

Mahiro: Já chega disso! Não quero mais te escutar! Já ouvi o bastante. Vamos embora pra casa Kuro!

Kuro: E pra onde mais eu iria?

Mahiro segurando Kuro em forma de gato se dirige a saída, abrindo a porta e saindo de lá enburrado.

Mahiro: (E eu pensando ter encontrado um aliado para nos ajudar. Qual é daquele cara?)

Segundos depois de Mahiro sair correndo com o Kuro.

Misono, Lilly e as duas meninainhas estão parados na porta, olhando para o corredor.

Misono: Aquele ....

Misono da um suspiro.

Lilly: Bem que faremos agora Misono?

Misono: Vamos-

Voltando ao tempo para agora

Mahiro andando com passos longos pelo longo corredor a sua frente se depara com um lugar que se paresse com o pátio do início da mansão do Misono.

Mahiro: Hã? Essa não era a saída da mansão? 

Kuro: Pelo que parece estamos perdidos. Que saco

Mahiro: Você só save dizer "que saco"?

Kuro: Séria um saco dizer outra coisa além de saco, porque a palavra "que saco" tem vários significados como-

Mahiro: Tá tá, já entendi! Pode parar por ai

Mahiro e Kuro olham em volta e percebem que tam várias sombras negras com olhos vermelhos, os observando pelas janelas do local onde eles estão.

Mahiro: São...

Kuro: O que são essas coisas nas janelas?

Mahiro: São crianças (mas é tantas) ..... Não me diga que são todas filhas do Lilly?! Mesmo sendo o oecado da luxúria, mas isso já é demais!!

Diz Mahiro surpresso e espantado aos mesmo tempo com o que acaba de dizer. Logo depois ouve uma risada e se assusta se afastando, ele olha para trás e vê Lilly.

Lilly: É impossível todas essas crianças serem minhas filhas

Kuro: Então quer dizer que você tem filhas?

Lilly: Haha, não não. Essas crianças são minhas sub-classes!

Mahiro: Sub-classes!? O que é isso?

Lilly: Sub-classes são vampiros menores criados por um Servamp. Eles seguem ordens de quem as cria

Mahiro, Kuro e Lilly olham para as janelas onde há algumas crianças os olhando da janela.

Mahiro: Essas crianças são vampiros?

Lilly: Sim, mas os vampiros do Tsubaki estão matando em primeiro várias sub-classes como eles ... sabemos de duas que foram mortas nessa semana

Misono chega ofegante com as costas incurvadas se apoiando nas suas pernas. 

Misono: Você sabe como funciona um jogo de xadrez? 

Mahiro: Misono?!

Misono recupera o fôlego e endireita sua postura, deixando sua coluna ereta e se assenta na sua cadeira.

Misono: Com o progredir do jogo, o número de peças no tabuleiro vai cada vez mais diminuído, Contando que o rei sobreviva, você vence. Mais eu acho que não é assim aue a realidade deve ser! Não me sento no trono para ser protegido ... por isso preciso de mais poder. Muita mais poder do que tenho ágora. Por que razão você utiliza seu poder?

Mahiro: Hã?!

Misono: Só há uma cadeira para cada Servamp. Voce tem a determinação, a decisiva e razão para se sentar nessa cadeira?

Ao falar isso Mahiro tem flash backs do que aconteceu com seu amigos naquala noite onde fez um contrato com Kuro.

Menininha1 e 2: Shirota Mahiro

Mahiro volta a si depois das meninas segurarem uma de suas mãos.

Menininha 1: Você poderia

Menininha 2: Por favor salvar

Menininha 1 e 2: A solitária Alice?

Lilly vai até o lado de Misono e o mesmo está com uma de suas mãos combrindo o próprio rosto. Mahiro faz carinho na cabeça das dua menininhas e vai em direção ao Misono, e o mesmo percebe e levanta seu rosto para cima olhando para Mahiro.

Mahiro: Bem ... depois de ouvir o que você disse, de forma simples, você só quer proteger a todos não é!?

Misono fica surpreso ao escutar o que Mahiro faloi.

Mahiro: Não acho que você tenha que proteger essas crianças sozinho. Eu também quero ajudar aqueles que não podem se proteger sozinho, não só meus amigos mais todos que eu poder proteger. Então Misono, eu e Kuro vamos te ajudar.

Kuro: Hey, não me envolva em seus problemas por vontade própria

Resmunga ele na sua forma normal (de vampiro)

Mahiro: Não como servos, mas como amigos

Mahiro estende a mão para Misono. 

Misono: Se não gosta de ser cahamado como servo, vou deixar as coisas assim. Mas não muda nada, é a mesma coisa no fim das contas 

Diz num tom arrogante mas calmo, desviando o olhar para disfarçar a vergonha. Lilly que está do lado de Misono da uma risadinha.

Misono: Do que está rindo?

Fala num tom meio irritado, olhamdo para Lilly e logo o mesmo se transformá-se em borcoleta se distanciando de Misono. 

Misono: Ei aonde pensa que está indo? Não fuja!

Misono se levanta com raiva e persegue Lilly, mas logo depois se cansa ficando ofegante e encurvando as costas, se apoiando em seus joelhos para recuperando o fôlego.

Misono: Shirota Mahiro. Você ainda não tem uma arma certo?

Mahiro: Hã?! Arma? Ah, sim não tenho

Misono: E planeja enfrentar vampiros e o Tsubaki de mãos nuas? Eves podem usar uma arma personalizada usando poder de seus Servamps

Mahiro: Hã, e existe coisas assim?

Misono solta um suspiro

Misono: ... parece que não tenho ecolha. Vou ensina-lo como usar 

Mahiro: Por favor, vamos nos dar bem Misono

Misono cora de leve e Mahiro sorri gentilmente.

Depois de um tempo Mahiro se encontra numa loja, Kuro está dormindo na mochila de Mahiro e começa a chover bastante.

Mahiro: (começou a chover, ainda bem que trouxe meu guarda chuva)

??: Mahiro!? Esse gato ... começou a cuidar dele?

Mahiro ouve uma voz muito familiar e olha pra tras para ver de quem era a voz. 

Mahiro: (É o 

Sakuya: Tome cuidado! Gatos pretos são azar

Mahiro: ... Tá tudo bem é só um gato normal

Sakuya: Só um gato não é?....

Mahiro: Bom acho que vou comprar essa munhequeira

{Nota/Altora: Pra quem não sabe, munnhequeira é tipo um bracelete só que feitos de matérias diferentes, podem ser feito com lã de tricô, entre outros que são usandos por estilo ou para esportes... eu acho ('°^°) }

Sakuya: Eh?

Mahiro: Perdi a minha em algum lugar por aí 

Sakuya: Ah... bem... se for o caso, ah esquece toma, pegue isso!

Ele diz sem paciência e cora de leve. Mahiro pega a sacola abre a mesma e pegua o que tem dentro.

Mahiro: Hm?! Ah isso é...

Sakuya: É pra você, depois que você avia dito esses dia que você avia perdido sua munhequeira, eu vi essa e comprei. Não tive uma chande de te entregar antes...

Mahiro: Sakuya...

Diz Sakuya cosando a cabeça. Mahiro cora levemente e fica meio sem jeito, fazendo Sakuya ter a mesma reação que Mahiro. 

Sakuya: Não é estranho? Não é seu aniversário ou algo assim do tipo!

Mahiro: Obrigado Sakuya! 

Levemente corado Mahiro da um sorriso fofo para Sakuya, logo o mesmo passa seu ombro em volta do pescoço de Mahiro.

Sakuya: Ora vamos! Você está deixando as coisas vergonhasas com essas reações! ... diga mais uma vez

Eles saiem da loja, cada um com seu guarda chuva, depois de um tempo conversando sobre coisas aleatórias. Mahiro sente algo o observando e olha para trás sem hesitar. Sakuya percebe e olha para Mahiro. 

Sakuya: O que foi?

Mahiro: Hm... não é nada de mais

Sakuya: Ah! Será que não são vampiros dos boatos?

Mahiro se vira pra frente e olha para Sakuya. 

Mahiro: Sakuya... me diga se acontecer algo estranho com você! Vou concerteza te ajudar, não importa o que seja ok?

Sakuya: ... o que é tudo isso derrepente? Você é um exorcista?

Mahiro: Claro que não

Sakuya: Ei... Mahiro, você não esteve agindo estranho ultimamente? Me diga... aconteceu alguma coisa?

Sakuya segura no pulso direito do Mahiro.

Sakuya: Você tem escondido algo de mim? Não está mentindo pra mim não é? 

Mahiro fica um pouco assustado e preocupado com Sakuya agindo daquele jeito estranho.

Mahiro: Do que você está falando? Hahaha...

Ele da uma risada para disfarçar o medo que está sentindo pelo Sakuya e o mesmo solta o pulso do Mahiro. Sakuya da uma risadinha.

Mahiro: (Não se preocupe Sakuya! Tuda vai ficar bem)

Os dois se despedem um do outro, Sakuya procegue seu caminho e logo depois vira uma esquina, saindo do campo de visão de Mahiro.

Mahiro: Bem, não é totalmente mentira que Kuro é apenas um gato, mas também não posso simplesmente dizer que ele é um vampiro

Mahiro volta o caminho que percorreu junto com Sakuya e Kuro solta um bocejo fofo.

Mahiro: Ele deve ter percebido que estava escondendo algo, provavelmente eu estava muito excitante na hora... (com o poder do Kuro percebi que percebi que eu tinha que proteger tudo... só...)

Sakuya está andando para casa quando aparece um vulto negro pulando em cima do mesmo que o faz soltar seu guarda chuva.

Mahiro: (O que eu esperava poder proteger?)


Notas Finais


E é isso o cap de hoje chegou ao fim espero que vocês tenham gostado, eu continuaria esse cap mais tô ficando com dor de cabeça então por enquanto é só isso msm e até o próximo cap bay bay meus sweethearts!! Bjs a todos e uma boa noite, boa tarde e bom dia!
(Não sei que horas vcs cap ler isso então meh :v)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...