História O destino predestinado - Capítulo 85


Escrita por:

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Chrollo Lucilfer, Feitan, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Kalluto Zoldyck, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Maha Zoldyck, Personagens Originais
Tags Gon, Hunterxhunter, Hxh, Killua, Killua Zoldyck, Killugon, Kurapika, Leopika, Romance
Visualizações 145
Palavras 1.108
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


100.000 palavras! 100 favoritos! Muitíssimo obrigado a todos que favoritaram a fic e a fizeram chegar até aqui!! Todos vocês estão aqui no meu kokoro <3. E um cap cheio de referencias para comemorar! Se bem que...

Capítulo 85 - Aquele com as referencias


Fanfic / Fanfiction O destino predestinado - Capítulo 85 - Aquele com as referencias

*Killua on*

          Gon está no quarto terminando de se arrumar enquanto eu estou andando de um lado para o outro na sala de estar com os meus outros companheiros de casa me observando. Eu pediria a mão do meu moreno hoje no jantar e eu estou muito nervoso.

Alluka: Está lembrando-se de levar o anel?

Killua: Obvio que sim.

        Falo isso balançando a caixinha de chocorobot em que o anel estava dentro.

Alluka: Abotoa essa camisa, está parecendo a roupa do Sasuke.

         Ela vem até mim e abotoa minha camisa.

Killua: E vocês não têm mais nada para fazer?

Todos: Não.

Canary: Estamos aqui para te dar apoio nesse dia especial.

         Escuto Gon me chamar.

Alluka: Boa sorte, tigrão.

         Despeço-me deles e vou para o carro com o amor de minha vida em direção a um restaurante chique no centro. Chegamos, fomos levados até a mesa que eu reservei e meu coração batia a mil ansioso para pedir meu amado em casamento. Eu estava esperando o momento certo quando...

XXX: Killua! Gon! Quanto tempo!

         Olho para o lado e vejo ninguém mais ninguém menos que me ex: Nog. Vejo que Gon faz uma careta ao vê-lo e a piorou ao ver que a mesa dele e de seu acompanhante era ao nosso lado. Nog me apresentou a seu novo namorado; fico frustrado, pois agora não posso mais pedir meu amado em casamento... Mas mesmo assim converso educadamente com Nog a noite toda.

*Gon on*

          Hoje só comprova mais o meu medo: o Killua vai realmente me deixar, ele não me deu nenhuma atenção e ficou conversando com o ex dele o tempo todo; ele vai me trocar pelo Nog novamente. Eu não vou deixa-lo roubar o MEU Killua novamente, cabelos espetados! Voltamos para casa ambos frustrados, não sei o porquê dele estar assim também, mas não importa.

           Ele tomava banho quando eu vi o celular dele vibrar e fui ver o que era... Tive um treco ao ver a mensagem do filho da puta do Nog.

Nog: Já sinto falta desses seus lábios. Eu te amo muito, volte bem.

           Ah, então ele acha que pode roubar o MEU namorado de mim? Desista, espetado, esse Zoldyck tem dono! Ele deve ainda amar o meu Kill. Ele deve querer que ele volte para ele. Vá procurar outro, acho que o Milluki ainda está solteiro se você estiver interessado! Eu desbloqueio o celular do albino, eu já descobri a senha faz tempo, e apago a mensagem antes que o Killua termine seu banho e coloco o celular no mesmo lugar.

*Killua on*

          Eu contei a Alluka e a Canary o que rolou noite passada e elas me ajudam a pensar em uma nova maneira de pedir o moreno em casamento.

Killua: Se alguém tiver uma ideia melhor é só me avisar...

Canary: Sabe, meu amigo aluga casas no campo, você poderia alugar uma para o fim de semana e chamar o Gon alegando que é para matar a saudade sem interrupções e tal. E quando chegar lá você propõe.

Killua: Nada mal, eu poderia comprar um buque e colocar velas na sala inteira e então pedi-lo. Vai ser perfeito!

Alluka: Eu levo as coisas antes de vocês irem para que o Gon não tenha suspeitas. Eu não ajudei em ideias então quero ajudar de alguma maneira. Eu preciso provar que sou mais qualificada como madrinha do que ela.

Canary: Eu estou aqui, sabe?

Killua: Meninas, um problema de cada vez. Canary, deixe-me ver essa casa para decidir.

*Gon on*

         Volto para casa cansado, fiquei o dia todo fazendo relatório da minha ultima missão. Parece que não tem ninguém em casa. Vou até meu quarto e me jogo na cama ouço barulhos vindos do corredor.

Killua: Eu achei lindo, mas ainda temos que nos livrar de umas sujeiras.

         Isso é código para mim? Sobre o seu desejo de terminar comigo?

Alluka: Eu passo mais cedo e resolvo esse problema como a boa irmã que sou.

         Essa eu não entendi direito. Sinto meu coração apertar... Ele não pode terminar comigo, pode? Ele entra no quarto com um sorriso nos lábios que logo some a me ver. Você não imagina a dor que senti com essa cena...

Killua: Hey! Você chegou mais cedo que eu esperava!

Gon: Estava com as meninas?

Killua: Sim! A Canary me ajudou a escolher um lugar para nós passarmos o fim de semana. É no campo, eu vi as fotos, o lugar é lindo, não muito longe daqui, umas quatro horas de carro.

Gon: E por que nós vamos viajar esse fim de semana?

Killua: É para compensar o nosso aniversario, baka. Além do mais...

         Ele vem até mim e fica em cima de mim.

Killua com olhar malicioso: Eu preciso matar a saudade do meu moreno.

Gon: É...

Killua se deitando ao meu lado: O que foi? Achei que você ficaria mais animado com essa ideia... Sabe, só nós dois. Está tudo bem, Gon? Você anda meio distante desde a sua ultima missão.

         Bom, se é para acabar que seja o mais cedo possível.

Gon ficando sentado: Por que você faz isso, Killua? Por que se você planeja acabar com o que nós construímos anos atrás?

Killua ficando sentado: Do que você está falando, Gon?     

Gon: Eu ouvi a sua conversa com a Alluka antes de ir, sobre trocar o velho com algo novo é obvio que você falavam sobre mim.

Killua: Não falávamos sobre você.

Gon: Então sobre o que falavam?

Killua: Sobre outra coisa, confie em mim.

Gon: Como eu posso ficar tranquilo se você não me conta? Porque eu tenho o direito de ficar desconfiado com você ficando conversando com o seu ex ao invés de dar atenção a mim e jogar seu charme nele a ponto do mesmo enviar uma mensagem implorando o seu amor de volta.

        Ele se levanta, põe as mãos na nuca dá uma voltinha no quarto e abaixa as mãos revoltado.

Killua: Por que eu não recebi a mensagem?

Gon: O-O que?

Killua: Por que eu não recebi a mensagem?

Gon: Eu talvez tenha a apagado...

Killua: E desde quando eu deixei você tomar as decisões em minha vida?

Gon: Então você teria ficado com ele?

Killua: Obvio que não, mas você está me deixando com uma dificuldade de ficar com você! Você deveria ter me deixado fazer isso por mim mesmo e não ficar controlando minha vida!

Gon: O que você quer dizer com isso?

Killua: Eu vou dormir em um hotel hoje, preciso pensar.

       Ele sai pela porta e a fecha atrás de si.

Gon: Isso! Vai embora, não é como eu não estivesse esperando isso de você!


Notas Finais


Ok, ok... Talvez não tenha sido um cap bom para ser comemorado, mas não sou eu que escolhi o timing das coisas aqui...
C: É tudo culpa sua.
A: Achei que você tinha sumido.
C: Eu tenho que dar uma luz para tanta malvadisse que você faz.
A: Tsc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...