História O destino que nos uni - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Casamento, Dulce, Eldarya, Ezarel
Visualizações 205
Palavras 1.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Forçado mas bom


Fanfic / Fanfiction O destino que nos uni - Capítulo 8 - Forçado mas bom

Eu sabia que ele estava alterado por causa da bebida,então eu acho que eu não posso culpar ele, logo no outro dia ele não vai se lembar de nada. Eu sai do banheiro e andei a passos apressados até a porta, mas antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, fui puxada pra trás e ele me jogou contra a parede que estava do lado da porta, eu fui tentar sai mas ele colocou seus braços na parede me impedindo de sair, sua boca foi até o meu pescoço e distribuiu beijos pelo mesmo, sentir um leve arrepio com seu toque no meu pescoço, sentir ele sugar a minha pele,  me fazendo arfar. Suas mãos rodearam minha cintura, me apertando e colando nossos corpos. Coloquei minhas mãos em seus ombros tentando o empurrar, ele subiu os beijos até meu queixo, tentei virar o rosto mas ele rapidamente beijou minha boca, ele praticamente enfiou sua língua na minha garganta, e o pior era que eu estava o beijando de volta, eu sentia o gosto forte de bebida mas também sentia o gosto doce de seus lábios.  Ele não estava bem que me forçando,mas acho que não posso dizer isso,se estava devolvendo o beijo, era por que com certeza eu estava gostando. Ezarel desceu os beijos e sua mão esquerda subiu até meu ombro,e afastou a alça do meu vestido deixando meu ombro nu,pude notar o sorriso em seus lábios, então ele fez uma trilha de beijos do lóbulo da minha orelha até meu ombro,suas mãos foram até o decote do meu vestido tentando os colocar pra baixo, abri os olhos e so então percebi o que eu estava preste a fazer, minhas mãos estavam nos seus ombros.

Dulce: Para...-falei tentando o afastar- Me larga!- usei todas as forças que tinha para o empurrar, sai em disparada do quarto 

Corri sem parar até a cozinha, eu precisava respirar direito,eu não ia mas voltar a olhar para aquele quarto, não acho que me sentiria confortável, mas eu não podia fazer simplesmente isso, não podia ficar o evitando, então não ia ter jeito, ele só esta bebado mesmo. Mas ele nunca tinha tocado em mim quando estava bebado as outras vezes, por que agora ele resolve me beijar e tentar algo a mais? Não faz sentido. Respirei fundo e ajeitei meu vestido, eu ainda tinha que tomar banho, andei calmamente até meu quarto,eu espero que ele não encoste em mim de novo. Eu abri a porta e vi ele deitado na cama, entrei no quarto e fechei a porta atrás de mim,pelo menos ele estava vestido com uma box, o que era um alívio pra mim. Peguei um pijama pra mim e fui pro banheiro, eu so quero relaxar um pouco, um pouco de sossego, e tranquilidade nas últimas horas,sei que no dia anterior vai voltar tudo de novo.

Ezarel 

Eu abri os olhos mas logo voltei a fechá-los pela claridade, esfreguei os olhos com as mãos,  e me sentei na cama, olhei em volta e percebi que estava no quarto, mas eu não me lembro de como vim pra cá, so me lembro de entrar no banheiro e depois não me lembro de mais nada,espero não ter feito nenhuma besteira ontem, me levantei da cama e fui para o banheiro. Entrei de baixo do chuveiro e o liguei, sentir meus ombros arderem assim que a água caiu sobre eles, olhei para eles e vi marcas de unhas... O que? O que realmente aconteceu aqui?  Eu espero que nada.

Sai do banheiro com uma toalha enrolada na cintura, fui até o guarda roupa e peguei uma roupa pra mim.

Sai do quarto prendendo o meu cabelo com o elástico verde, tudo parecia muito confuso pra mim,eu sei que fiz algo,mas não sei o que. E aliás eu ainda não tinha visto Dulce, estranho, eu sempre acordo e me deparo com Dulce abrindo a cortina, mas hoje não, a cortina ja estava aberta, o que quer dizer que eu dormi, dâââ! Claro,só pode ser isso! Escutei passos apressados vindo até mim,me virei e me deparei com Dulce vindo até mim,com uma expressão séria 

Dulce: Até que enfim,ia dormir até quando? - falou como se eu fosse a pior pessoa do mundo,o que a de errado? Eu so me atrasei um pouquinho- Tem um vampiro querendo falar com você, ele ficou te esperando faz um tempo, e ainda esta te esperando! - desviei meu olhar para o seu cabelo que cobria o seu pescoço, mas não o suficiente para notar que ela tinha uma marca vermelha no mesmo,não deu pra ver o que era por causa do cabelo,ela se virou para sair,mas segurei seu pulso com força,e a puxei,segurei seu queixo, e virei seu rosto pro lado,afastei seu cabelo, e então pude notar que era sim uma marca vermelha, junto com marca de dentes

Ezarel: Que isso?-ela suspirou e se remexeu para se soltar, e deu dois passos pra trás, ela se virou e começou a andar,sentir meu sangue ferver e fui atrás dela,segurei seu braço e a virei pra mim-  Não dá as costas pra mim!- altei a voz e ela me fuzilava com o olhar

Dulce: Não encosta em mim!- ela também estava com a voz alterada, ela tentou puxar seu braço mas eu o apertei com mais força,e ela fez uma expressão de dor- Me solta,você esta me machucando! 

Ezarel: Não me interessa, fala pra mim!- a empurrei contra a parede

Dulce: ME DEIXA!!- Dulce foi tentar me empurrar, e isso so me deu mais raiva ainda,segurei suas mãos e as coloquei acima de sua cabeça

Ezarel: O que aconteceu com você? - eu ja estava perdendo a paciência, queria que ela me respondesse logo

Dulce: Foi você!-ela praticamente cuspiu na minha cara, eu não me lembro o que tinha feito- Você me beijou, e tentou transar comigo! 

Ezarel: Mas nada aconteceu né? - diz que não, diz que não 

Dulce: Não aconteceu por que eu não deixei!- eu a soltei e dei alguns passos pra trás-  Da próxima vez que você beber,nem pense em volta pra cá, senão eu mando jogar você na rua!- eu realmente fiquei impressionado com sua atitude,ela demonstrava isso com tanta firmeza, e segurança 

Ezarel: Não pode fazer isso, eu sou o rei!

Dulce: So que eu tenho mais autoridade que você! - engoli em seco- Eu sou a herdeira,você so é rei por que se casou comigo! Eu tenho mais que você!

Nevra: Com licença! -eu não olhei para o lado, fiquei encarando Dulce que também me encarava-  Atrapalho algo?

Dulce: Não,eu estava de saida!- ela me lança um último olhar,e então sai andando e Nevra se aproxima, tenho certeza que ele ouviu tudo!

Dulce 

Assim que dobrei o corredor, me encostei na parede e soltei o ar que tinha prendido,eu nunca tinha o desafiado assim, foi tão fácil falar tudo aquilo nos olhos dele,e admito que eu gostei sim. Foi tão legal,por que eu não fiz isso antes? Agora eu sei como fazer ele me obedecer, me aguarde Ezarel! 

Christie: Do que a senhorita esta sorrindo?- olhei para Christie que cruzou os braços me olhando com uma sobrancelha erguida

Dulce: Eu vou te contar tudo,vem cá! - segurei a mão de Christie e a levei para algum lugar para termos privacidade 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...