1. Spirit Fanfics >
  2. O dia a dia dos Yamada's >
  3. Yamada e Aizawa

História O dia a dia dos Yamada's - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Yamada e Aizawa


A um pouco mais de quinze anos atrás: 

"O moreno gaguejou quando o loiro o prendeu na parede da biblioteca da escola, o loiro no caso, era seu Senpai, Yamada Hizashi, e ele não entendia o interesse que ele tinha por si.

Na sua escola apenas para meninos havia uma regra que ele particularmente achava desnecessário, todo menino ao chegar no nono ano teria um Senpai para que lhe ajudasse nas matérias, pelo o quê Yamada explicou, os Senpai's ganhavam alguns pontos por ajudarem eles, e conforme fosse a sua avaliação mais pontos tinham e isso poderia os ajudar quanto a faculdade.

Mas bem, o seu Senpai embora muito inteligente, sempre deixou claro que tinha interesses diferentes em si, não que isso o incomodasse, mas depois que passou dos flertes ele começou a se sentir meio nervoso, como borboletas em seu estômago, sempre que via o loiro.

E no momento parece as borboletas estão dando uma festa dentro de si, o loiro abaixado o prendendo entre os braços o deixava corado.

- Hmm? Está vermelhinho, que gracinha. - O loiro comentou e riu, e o mesmo virou o rosto para o lado, por não ter lavado seus longos cabelos negros no dia anterior, eles estavam presos em um rabo de cavalo baixo, e assim que ele virou o rosto seu pescoço clarinho ficou a mostra e o loiro achou uma oportunidade que ele não poderia perder, deu uma leve mordidinha no local e depois um lambida.

Arregalou os olhos quando o mais novo soltou um baixo gemido, quando foi o encarar viu que seu rosto todo vermelho estava coberto com sua mão sobre a boca, ele parecia envergonhado.

- Você é mesmo uma graça, não é, Shota? - Ele riu quando o moreno lhe encarou puxou as mãos dele de cima da boca e as abaixou, puxou ele pela cintura e colou seus lábios, em um selinho, logo pediu passagem com a boca e ele cedeu, iniciando um beijo tímido.

- Yamada para de assediar o garoto e vem me ajudar, poha, o festival é depois de amanhã! - Nemuri, a melhor amiga de Yamada grunhiu no final do corredor.

 

                               ~ . . . ~

 

- Eu não bebo, Yamada! - Aizawa repetiu pela terceira vez naquela festa, já estavam namorando a um ano e Hizashi não tinha de adotado ao fato do adolescente não beber.

- Oras, que adolescente não bebe? Não faz sentido nenhum! - Ele reclamou e puxou o copo que ele estava oferecendo para Aizawa e o próprio tomou, sentindo o gosto doce do drink.

Molhou o próprio lábio e deu um selinho em Aizawa que lambeu a boca.

- Ótimo, só o que me faltava. - O moreno revirou os olhos e o loiro riu.

- Tá querendo me embebedar por que, hein, Hizashi? - Puxou a nunca dele e lhe encarou nos olhos com uma expressão de falsa raiva, o loiro novamente só fez rir.

 

                              ~ . . . ~

 

Aizawa estava nervoso, iria contar aos seus pais sobre o relacionamento de mais de cinco meses com o loiro.

Hizashi já tinha sumido a seus pais a um tempo, mas quanto ao moreno apenas sua mãe sabia.

Desceu as escadas tremendo já havia pedido para seus pais lhe esperarem na sala pois desejava falar com eles.

Sua mãe tinha um olhar incentivador e então, se sentou no sofá, encarando os mais velhos e tentando manter a calma respirando fundo.

- Mãe, pai, eu estou namorando e bem, é um homem. - Abaixou a cabeça envergonhado e sua mãe sorriu, feliz pela coragem do filho.

- Você é gay? - A voz raivosa de seu pai foi ouvida pela cômodo e ele já sentia as lágrimas alcançarem seus olhos.

Concordou com a cabeça.

- Só o que me faltava, filho meu, ser bicha! - Esbravejou entre dentes e então, Aizawa se levantou, correndo para o quarto.

E sua mãe virou para conversar com o marido.

 

                                 ~ . . . ~

 

Depois de uma semana o pai já parecia mais adaptado a ideia e então, pediu desculpas ao filho.

- Olha, Shota, eu sei que eu fui o errado da história, desculpe por gritar com você e por ter sido babaca, quero que saiba que isso não importa para mim eu sou seu pai, e te amo mesmo assim! - O mais velho olhou nos olhos do filho e a criança se jogou nós braços do pai, o abraçando.

 

Talvez o pai tenha tido uma leve crise de ciúmes ao descobrir que Hizashi era tão mais velho que Aizawa, mas isso a gente conta outro dia."

 

 

 


Notas Finais


Bem clichê pq a gente gosta

Um pouquinho mais sobre o nosso casal hehehe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...