História O dia em que tudo mudou - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse Zumbi, Gore
Visualizações 30
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - Night Demon - Parte 1


Já era 6; 30 da tarde, o pôr do sol já tava perto, nuvens laranjas tomavam conta daquele céu mortífero, cada um do quarteto portava uma mochila militar grande, mas que não afetavam os seus movimentos. 


Santana estava usando uma camisa branca com um simbolo grande de caveira no centro, junto de uma calça um pouco folgada vermelha, já o Takeshi, Leo e Reinehr usaram as mesmas roupas do dia em que se conheceram.


-Ei, Ale, eles podem pegar seu hummer? - perguntou Eric, fitando o Alexandre, que tava com um olhar pensativo. 


-Podem, desde que eles não batam o carro ou o explodam- respondeu o jovem, lançando as chaves pro Eric, que jogou pro Santana.


-Beleza, Takeshi, Leonardo, Santana, vamo lá pra baixo nos preparar- disse o Rin, pulando no alçapão, sendo seguido pelo trio, todos foram em direção às armas e tentavam escolher uma das armas corpo a corpo que tava ali.


Takeshi pegou uma faca de sobrevivência e uma pistola silenciada


Santana pegou um bastão de baseball, uma kukri e uma pistola silenciada


Reinehr pegou uma Espada samurai, e uma pistola silenciada.  


Já Leonardo ficou com as luvas de boxe.


Todos saíram da mansão já preparados e entraram no hummer do Alexandre, Sandra, Bruno, Christa e Eric já estavam no portão esperando pelo carro, ao executarem o carro dar a partida Bruno e Eric começaram a abrir o portão, enquanto Sandra e Christa matavam os zumbis do lado de fora com 2 pistolas silenciadas que elas pegaram mais cedo.


Ao saírem da mansão o albino pediu pro Santana parar, o que foi feito ao entender do que se tratava, Leonardo abriu a janela e deu de cara com uma Christa preocupada.


-Não fique com essa expressão, eu ficarei bem. Não se preocupe, linda-disse Leonardo, acariciando o lindo rosto de sua namorada.


-Tem certeza? - perguntou a Christa, sendo respondida com um sim. 


-Eu prometo que ficarei bem!- respondeu o albino, se aproximando de sua amada e a dando um beijo.


Ao ver a cena, Takeshi ficou emocionado com o amor que seus amigos nutriam um pelo outro.


-Já terminou? - perguntou Santana, dando partida no carro todos os zumbis que se aproximavam do carro ou da mansão era recebido com uma bala no cérebro.


-Sim!- Respondeu o albino, fechando a janela. 


Santana acelerou o mais gentilmente possível o hummer, pra não ter preocupação com o mimimi do Ale sobre ele ter arranhado o carro. 


Quando o Hummer saiu da vista da Sandra e Christa, elas entraram imediatamente na mansão, dando assistência pra Bruno e Eric fecharem o portão. 


-Beleza, vamos voltar antes de anoitecer- falou Reinehr com uma certa preocupação.


-Por que antes de anoitecer? - perguntou Takeshi, olhando diretamente para o Reinehr.


-Porquê é de noite em que o filho chora e a mãe não vê- respondeu Rin, olhando o horizonte pela janela. 


Santana sempre evitava ruas que podiam ter hordas de zumbis, sempre evitando atropelar zumbis desnecessariamente.


Foi mais rápido de carro, mas eles chegaram no supermercado mais perto deles, o supermercado em que Takeshi e Leo encontraram Reinehr pela primeira vez.


-Vamo nos separar em duplas, Leonardo e eu ficaremos com o corredor 1 ao 5 enquanto vocês 2 ficam com o corredor 6 a 10. Nos encontramos aqui quando acabar.-Falou Reinehr, sendo o mais curto possível. 


-Francamente- murmurou Leo- vamos logo.


E então eles se separaram pelos longos corredores do supermercado, o quarteto achou apenas 3 zumbis no supermercado, nada mais que isso.


Os geradores por algum motivo ainda estavam funcionando, o ar gelado passava pelos corpos de Leo e Reinehr, fazendo eles se arrepiarem.


-Me desculpe por ter te desmaiando no dia em que nos conhecemos, e por quase ter matado você e o Takeshi- Falou Reinehr, do nada.


Ambos estavam pegando suprimentos no último corredor, que era o corredor dos enlatados, 50 minutos se passaram depois que eles se separaram de Santana e Takeshi .


-Não se preocupe, você estava apenas se defendendo, agora sobre os zumbis... você precisa se desculpar mesmo- disse Leo, pegando o máximo que conseguiu de enlatados- você já se desculpou com o Takeshi? - perguntou o albino .


-Já me desculpei com ele - disse o Assassino- Aqui já tá cheio . 


-Vamos colocar as mochilas no carro, aqui também tá cheio- completou Leo, ambos começaram a caminhar em direção a porta do supermercado, ao chegarem lá eles encontraram o Akari e o Santana, que estavam esperando pela dupla.


-Finalmente chegaram- Disse Santana, ao perceber a presença da dupla.


-Encheram? - perguntou Takeshi, olhando diretamente para a dupla. 


-Enchemos- disse Leo, num tom vitorioso- Vamos sair daqui.


O quarteto andou em direção ao carro, que estava estacionado a alguns segundos dalí, abriram o porta-malas e colocaram as mochilas dentro, e depois fecharam.


A escuridão da noite tomou conta das ruas de Emerald, quando eles iam entrar no veículo, uma coisa deu um pulo e foi parar em cima do carro. 


Todos tomaram um susto com a aterrisagem do que tenha sido, eles sacaram as pistolas e miraram em cima do carro, a criatura se virou lentamente pro quarteto, e revelou a sua aparência; os lábios não existiam mais, foi substituída por longos dentes afiados que entravam dentro da boca por apenas 1cm , as suas unham eram longas e tinham uma cor negra, e usava apenas uma calça jeans rasgadas.


-Mas o que diabos é essa coisa?- perguntaram Santana, Leonardo e Takeshi, cada um terminava a frase do outro numa sincronia inacreditável.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...