História O dia em que tudo mudou - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse Zumbi, Gore
Visualizações 35
Palavras 1.060
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Night Demon - Parte Final


-Tomem cuidado, é um Night Demon- falou Reinehr, alto o suficiente para apenas os sobreviventes presentes ouvirem.


-Night o qu- dizia o Leonard, sendo bruscamente interrompido pela criatura que tinha pulado em cima dele, o derrubando no chão sujo do estacionamento do supermercado.


A criatura abriu a "boca" e estava prestes a abocanhar o rosto do albino inteiro, quando um bastão de baseball acertou o rosto da coisa em cheio.


Ela se desequilibrou e o seu torso foi um pouco pra trás, não importava o quanto ele se debatia, o demônio o prendia no chão com uma força incrível, a coisa se instabilizou e estava prestes a repetir o ato quando dessa vez um chute em dupla atingiu o demônio, fazendo ele cair no chão de vez.


Leonardo ainda no chão, usou as mãos como 2 pés improvisados e se afastou da criatura. 


 Ele olhou pra cima e viu que as pessoas que chutaram a criatura foram o Santana e Reinehr, que pegaram as suas armas melee e colocaram na mão direita, enquanto na mão esquerda estava as pistolas silenciadas. 


-Belo chute no rosto- elogiou Reinehr, assumindo uma posição de defesa.


-Valeu, bela sincronia- disse Santana, olhando cada detalhe da criatura para ver se ela se mexia.


-Você tá bem?- perguntou Takeshi, se aproximando do albino e o ajudando a se levantar.


-Eu tô bem- respondeu Leo, ofegante.


O demônio se levantou e se jogou em direção ao Reinehr, a tentativa foi falha, Santana jogou sua pistola com toda a sua força pra cima e com ambas as mãos, ele pegou o taco e desferiu um golpe de cima pra baixo na criatura, fazendo com que ela caia novamente no chão, quebrando alguns dentes.


Ele trocou o taco de mãos e com a mão direita ele pegou a pistola que que estava caindo com uma velocidade incrivel, ele mirou na criatura e descarregou o pente no cérebro dela.


-Se importa? - perguntou Santana, Reinehr também mirou na criatura e descarregou o pente.


-O que diabos era aquela coisa!?! - Exclamou Leonardo, olhando para a criatura morta no chão.  


-Era um Night Demon...- Respondeu o Rin, fitando o Leonardo- eu explico no carro. 


O quarteto foi em direção ao carro e entraram nele, Santana respirou um pouco e deu a partida, acelerando logo em seguida. 


-Takeshi, a minha mochila tá ai atrás, pode pegar o meu caderno de anotações? - pediu o assassino, como o porta-malas não tinha nenhuma tampa no lado de dentro do carro, Takeshi abriu a mochila e vasculhou cada canto da mochila, a achando no bolso da frente, ele também conseguiu achar uma lanterna, o jovem avermelhado entregou ambos os itens pro Reinehr, que começou a vasculhar o caderno em busca de alguma coisa. demorou um pouco, mas ele conseguiu achar o que tava procurando. 


Ele acendeu a lanterna e entregou o caderno e a lanterna pro albino, que viu do que se tratava a situação.


A página do caderno tinha um desenho do Night Demon bem detalhado e fiel no lado esquerdo e uma anotação dele no direito.


"Night Demon; 

Eu vi essa criatura em ação várias vezes nesse apocalipse zumbi, mas eu cheguei a enfrentar ela apenas uma vez e foi quando eu estava numa missão de assassinato na Itália, foi no mesmo dia em que a merda bateu no ventilador e tudo isso aconteceu. 


A rapidez e agilidade dele me colocou em maus lençóis, mas eu consegui dar conta dela, mas não sai ileso, ele quebrou uns 5 ossos meus antes dele morrer, se não fosse por uma mulher eu já teria sido morto. Nada é de graça nessa vida. O que será que ela quer?"


-O que tem aí?- perguntou Takeshi, o albino entregou o caderno na mesma página, alguns segundos depois o jovem deu sua opinião, boquiaberto com o que acabou de ler - Caramba...


Quando Reinehr olhou pela janela do banco de passageiros, ele visualizou um veículo militar capotado, com uns 5 zumbis o rodeando, imediatamente ele pediu pro Santana parar o carro, ao parar, o Rin apontou pro veículo militar, o quarteto desceu do carro e foram em direção aos zumbis, que avançaram lentamente em direção a eles, 2 zumbis avançaram em cima do assassino que num movimento rápido decapitou os zumbis, 1 zumbi foi em direção do Takeshi que com um pesar no coração atravessou o crânio do zumbi , o matando. 


Leo avançou em direção de um zumbi e deu um soco no crânio dele, o estado podre da pele do zumbi ajudou um pouco a luva. 


Santana correu em direção ao zumbi e deu um pulo, com o taco em mãos ele desferiu mais um golpe de cima pra baixo, quebrando o crânio do zumbi e fazendo se espatifar no chão, quebrando a mandíbula com tudo.


Reinehr se aproximou do carro capotado e deu uma rápida olhada nele, tinha uma pessoa com vestes de soldado no banco do motorista. 


-Me... ajude...- disse o soldado, com uma certa dificuldade em falar, ele estava em mal estado.


-Leonardo, uma mãozinha aqui- disse Reinehr, começando a tirar o soldado do carro capotado, ele usou o seu ombro como apoio e o Leo se aproximou, fazendo o mesmo gesto, com dificuldades eles caminharam até o hummer e abriram a porta do veículo, depositando o soldado logo em seguida. 


Santana entrou agachado no carro capotado em busca de coisas úteis, e com sorte achou uma AR-15 carregada, 3 pentes cheios, 4 walk talkie, 5 granadas e um rádio de caminhoneiro, ainda intacto. 


-Takeshi, me ajuda a carregar essas coisas- disse Santana, entregando a AR-15 com os pentes de munição pro avermelhado, que levou em direção ao carro, deixando no porta-malas recém aberto pelo Leonardo para ajudar. 


Um tempo depois todos os itens do carro capotado já estavam no hummer de Ale, e os sobreviventes já estavam a caminho da mansão. 


Desaa vez nenhuma interrupção desagradável atrapalhou a viagem, Santana usou as mesmas ruas que ele usou na ida e conseguiu chegar na mansão, quase inteiros.


Christa, ao visualizar o carro chamou o Bruno e o Eric, que ao saberem que o quarteto chegou foram ao portão imediatamente, o abrindo, como não tinha nenhum zumbi perto do portão foi fácil de entrar lentamente, sem se preocupar com os mortos.


Ao estacionar o hummer, Christa, Eric e Bruno perceberam que eles não tavam sozinhos.


-Me ajudem aqui- falou Reinehr saindo do hummer , apoiando o soldado no seu ombro com a ajuda de Leo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...