História O diabo veste Gucci - VRene - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Red Velvet
Personagens Irene, Kim Taehyung (V)
Tags Bangtanvelvet, Bts, Irene, Red Velvet, Taehyung, Vrene
Visualizações 88
Palavras 868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atrasado demais, mas taí

Boa leitura ❤️❤️

Capítulo 3 - Capítulo 3


Não, aquela não foi a melhor decisão que eu tomei, me arrependi na mesma hora, sabia que era questão de tempo até a mãe de Joohyun fosse embora para ela poder me matar.

Mas, inevitavelmente, cedo ou tarde todos morreremos então quando morrer ao menos poderei dizer que por um breve momento fui considerado namorado de Bae Joohyun.

— Joohyun como pode, nunca nos falou desse rapaz — Repreendeu a mãe.

— É um relacionamento recente, planejava o apresentar no justamente no jantar — Se justificou.

Era incrível como Joohyun nunca se deixava abalar, mesmo em uma situação repentina como essa ela sabe como dizer as coisas de forma convincente, enquanto eu tentava apenas não sujar ainda mais minha roupa.

— Entendo — Respondeu ainda achando meio suspeito — Bem, então, você me acompanha até a sala de Joohyun? — Perguntou para mim

— Claro — Respondi prontamente abrindo caminho.

Naquele momento em que acompanhava minha sogra pelos corredores da empresa só conseguia pensar em uma coisa: Eu não ia ganhar o bolinho de graça da Joy.

— É aqui — Abri a porta e deixei ela entrar primeiro.

A Sra. Bae andou pela sala observando a decoração.

— Minha filha tem um bom gosto para decora… — Sua fala foi interrompida pelo toque do celular — Alô, sim posso falar agora.

Fechei os olhos por alguns segundos tentando processar a bagunça que havia me metido.

— Taehyung onde tem folhas que posso usar? — Perguntou enquanto tampava o telefone.

— Na segunda gaveta tem — Respondi ainda meio aéreo.

Ela abriu a gaveta e anotou provavelmente o que a pessoa falava do outro lado.

— Obrigada, anotei, entrarei em contato depois — E assim encerrou a ligação.

— Está tudo bem? — Perguntei ao notar que ela havia parado abruptamente olhando para gaveta.

Deu um sorriso pervertido e levantou para cima o chicote que Joohyun guardava ali.

Gaguejei um pouco tentando formular algo para falar, mas não tinha explicação para aquilo.

— Bom, acho que devem se divertir bastante por aqui — Olhava do chicote para mim ainda sorrindo.

— Não é o que está pensando — Foi a única coisa que fui capaz de dizer.

E não era bem uma mentira, provavelmente a Sra Bae pensava que e a filha dela fazíamos sexo sadomasoquista, e a verdade é que nunca nem ao menos segurei a mão de Joohyun.

— Não precisa se envergonhar — Guardou o chicote no lugar  — O que fazem dentro de quatro paredes não é da minha conta.

Forcei um sorriso tímido.


***


Joohyun me examinou de cima a baixo, realizando meu sonho que a muito tempo tinha de um dia ela me olhar, mas pela sua expressão parecia avaliar qual seria o melhor jeito de me matar.

— Me desculpe por hoje mais cedo — Fiz uma longa reverência — Assumo que foi um grande erro da minha parte se meter em seus assuntos com sua mãe.

— Reconhecer que errou era o mínimo que pode fazer — Continuou me olhando — Minha vontade é de preencher sua folha de demissão e te mandar para bem longe daqui

Engoli seco, era meu fim, estava ferrado, também, quem mandou fingir ser namorado da chefe

— Mas não farei isso — Suspirei aliviado ao ouvi-la — O estrago já está feito, e agora terá que lidar com as consequências que você mesmo arrumou

— Eu irei, o que devo fazer? — Perguntei tentando soar confiante.

— Eu não quero conhecer Suho ou qualquer outra pessoa que minha mãe planeje arrumar para mim — Suspirou pesadamente, o lance de pretendente não parecia algo novo para ela — Então percebi que devido às circunstâncias que me encontro concordarei com sua ideia, e o levarei ao jantar em família, te apresentarei como meu namorado.

Sabe quando você assiste um filme e pensa “muito fora da realidade, é impossível acontecer isso na vida real”? No momento me sentia o próprio Andrew Paxton de a proposta, e Joohyun seria minha Margaret Tate.

Ela olhava para mim, parecia esperar algum tipo de resposta, deveria soar normal, não demonstrar meu desespero mas também não demonstrar desinteresse.

— Farei o possível para ajudá-la — Fiz outra reverência tentando segurar meu sorriso de felicidade.

— Precisamos criar uma história, como nos conhecemos, como começamos a sair, esse tipo de coisa — Explicou andando de um lado para o outro na sala.

Isso não seria um problema, agora as noites em que passei sonhando acordado sobre nosso utópico futuro juntos seriam de alguma serventia — Você cuida disso, tenho mais coisa para fazer.

— Pode deixar — Aceitei a tarefa — Amanhã já te entregarei tudo

— Ótimo, por hoje está dispensado — Começou a guardar uns papéis dentro de sua bolsa — Aproveite o tempo e compre roupas novas, não vou permitir que se apresente a minha família com roupas como está.

— Cla-claro, eu irei providenciar — Mordi a língua ao notar que havia gaguejado.

Ótimo, agora precisava de dinheiro para roupas novas, o que ela esperava que eu comprasse, roupas da Gucci? Nem se eu ficasse sem comer usando todo meu salário daria pra comprar um peça se quer.

Fechei os olhos com força, precisava arrumar dinheiro rápido.

A solução brilhou na minha mente como em desenhos, a aposta, é lógico, amanhã mesmo contaria as boas novas para meus amigos da onça que não acreditaram nos meus poderes de conquista.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...