História O Diário - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Sehun
Tags Angst, Baekhyun, Exo, Sebaek, Sehun
Visualizações 9
Palavras 764
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá baunilhas!!
Voltei com o segundo capítulo da minha nova fanfic. Ele está cheio de sentimentos e emoções do personagem.
Boa leitura ♡

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Rabiscos


Fanfic / Fanfiction O Diário - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Rabiscos

Quarta-Feira

16 de Maio de 2018

00:13 AM


Olá, bom, parece que eu voltei, não é?

Hoje foi um dia péssimo pra mim, durante a aula eu me senti entediado e comecei a rabiscar no caderno, fiz um desenho do Sehun no meu ponto de vista, hoje ele se sentou na janela ao meu lado e quando eu percebi já estava o desenhando. O problema nisso é que alguém acabou vendo e começaram a comentar muito pelas minhas costas. Alguns me defendem dizendo que "talvez ele apenas quisesse ser um artista e goste de desenhar qualquer um", mas outros estão especulando "será que ele gosta de homens?". Não sei o que fazer além de negar isso quando alguém vem me perguntar, é tudo o que está ao meu alcance eu acho.

Pra piorar essa situação toda, agora há pouco bateram na porta do dormitório. Chanyeol foi quem a abriu e disse que era para mim. Quando fui até lá, era ele, Sehun, ele havia vindo conversar comigo sobre o desenho. Eu entrei em desespero, me bateu um nervosismo tão grande, eu fiquei com tanto medo... Mas no final deu tudo certo. Ele me perguntou a razão de eu tê-lo desenhado, respondi que gosto de desenhar pessoas que parecem estar distantes desse mundo, distraídas, disse que acho interessante fazer desenhos que mostram a naturalidade inexpressiva de alguém, o que não é totalmente mentira. Ele também comentou sobre os rumores e quis saber se eu realmente sou gay, mas eu neguei, disse que era tudo bobagem da cabeça das pessoas. Nunca imaginei que ele seria tão simpático e doce comigo, achei que ele estaria bravo ou coisa do tipo por um cara estar "supostamente" a fim dele.

Pra ser sincero, não sei se ele engoliu minha negação, não tenho certeza se fui claro o suficiente, se pareci sincero o suficiente, ou se alguma expressão facial ou meu nervosismo me entregaram. De qualquer forma, acho que o que importa de verdade é que ele foi muito gentil, não pareceu demonstrar qualquer tipo de preconceito ou deboche enquanto fazia aquelas perguntas, também não pareceu estar desconfortável com a situação, mas sim curioso. Cheguei a pensar por um momento se por acaso ele não é gay, mas é claro que não, talvez eu seja o único por aqui...

Enfim, minha vontade agora é rasgar esse desenho, amassar, queimar, fazer qualquer coisa para me livrar dele, mas gostei tanto que não sou capaz. Olhar para esse rabisco me faz bem, apesar da situação complicada. Me traz a sensação que tive enquanto o observava. Olhar para Sehun é tão bom...

Vou assumir algo aqui, estou começando a me preocupar com essa paixão. Já gosto dele há 3 anos, desde que me apaixonei nunca mais tive olhos para outra pessoa, é só ele. Agora estou começando a me sentir extremamente curioso sobre quem ele é, pois até o momento tudo o que sei é seu nome, os cursos que estuda e o fato de que é meu vizinho de porta. Eu quero saber mais, quero saber tudo, sua idade, seus gostos pessoais como filmes, música e livros, o que ele gosta de fazer no dia a dia, se ele tem namorada fora da universidade (tenho medo de descobrir isso, mas quero mesmo assim), de onde ele vem, qual é o seu maior desejo na vida...

É, esse é um dos meus maiores problemas amorosos, quando me apaixono de verdade eu fico um tanto quanto obcecado pela pessoa. Talvez eu devesse falar disso com meu psicólogo...?

Mudando um pouquinho de assunto, tem algo entalado dentro de mim há muito tempo e não sei o que fazer, é desesperador. Eu sinto que realmente preciso contar à alguém que gosto de outros garotos, preciso ter alguém de confiança para falar disso e também falar sobre o Sehun, quero dividir esses sentimentos com algum amigo. Mas tenho medo de contar ao Kyungsoo ou ao Chanyeol e eles me deixarem. Cada dia que passa, quanto mais guardo esse peso dentro de mim, mais desesperado e ansioso eu fico. Às vezes quando penso a respeito acabo tendo ataques de ansiedade. Eu só preciso de alguém para conversar, quero ter uma pessoa com quem eu possa tirar essa máscara do rosto e mostrar meu verdadeiro eu. Estou cansado de mentiras e de esconder minha essência única como ser humano.

Em 23 anos da minha vida, essa é a primeira vez que coloco tudo o que sinto pra fora com tanta sinceridade. Eu queria que meu diário fosse uma pessoa, assim eu poderia me sentir melhor e até pedir conselhos... Por quê você não fala, hein???

Ah, eu realmente preciso de ajuda...


Notas Finais


Bom gente, é isso.
Muito obrigada por ler, espero que tenha apreciado bastante a leitura.
Se tiverem sugestões de como deixar a história mais emocionante, basta comentar e tentarei incluir ao longo dos capítulos.
Até logo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...