1. Spirit Fanfics >
  2. O Diário de Azusa Mukami >
  3. Número três

História O Diário de Azusa Mukami - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Modificações nas datas foram feitas.

Curiosos? Vão no Cap do "o diário de ayato sakamaki" onde nele tem o cap mais recente explicando a mudança. Mas faça isso antes de ler esse capítulo do Azusa.

Ai quando ler lá, volta pra cá pra aproveitar esse novo capítulo :D

Capítulo 3 - Número três


Fanfic / Fanfiction O Diário de Azusa Mukami - Capítulo 3 - Número três

Dia 2 de Dezembro de 1829.

Azusa - 9 anos.

Querido Diário,

Ainda estamos planejando nossa fuga mas...não sei se quero fugir.

Eu gosto daqui. É onde sinto dor. Se eu ir com eles, não sentirei mais dor e vivirei triste.

Porém vendo o Kou, eu vejo que ele sofre estando nesse lugar. Ele diz que o que ele sente não é uma dor boa e sim ruim.

Eu queria muito que eles fossem sozinhos pelo bem do Kou mas...eles querem me levar junto.

Eles dizem que não querem me abandonar e que estando aqui não é bom pra mim.

Deus, o que eu faço?

----------------------------

Dia 4 de Dezembro de 1829.

Azusa - 9 anos.

Querido Diário,

O plano vai ser executado amanhã.

Estou meio nervoso para isso então...a única forma de eu colocar isso pra fora é escrevendo aqui.

Afinal você é minha única amiga que me entende, querido diário.

Eu me lembro que te ganhei quando comecei a aprender a escrever.

Sinto falta da música.

Sinto falta da senhorita Martha.

Sinto falta da anciã Utruses que cuidava de mim.

Isso é tudo...tão difícil.

Mas bem...não posso ficar escrevendo muito aqui.

Ruki está me chamando pra explicar o plano de amanhã.

----------------------------

(AAAAAAAA FINALMENTE CHEGOU A HORAAAAAA)

Dia 6 de Dezembro de 1829.

Azusa - 9 anos.

Querido Diário,

Não escrevi por um tempo sabe...

Aconteceu uma coisa muito cabulosa nesse plano.

Porém, quando parecia que minha existência não mais valia sentido, alguém me deu um novo objetivo a seguir onde somente assim terei o que quero no futuro: Esse tal amor.

Como explicarei? Bem...ontem executamos nosso plano como prometemos.

Para atrair os homens que vigiavam o orfanato, Yuma pôs fogo em um dos cômodos para chamar a atenção deles como distração.

Eu estava relutante se fico ou vou com eles mas...Ruki* me deu um soco e me disse que não tenho escolha, era para meu bem.

Esse soco do Ruki...eu não sei o que dizer mas...ele tava chateado comigo, uma coisa que não era minha intenção.

Com isso...escapamos...nós corremos...e corremos.

A distração foi pouca durante a fuga assim que...

Levamos tiros dos homens do orfanato na perna.

Sobre o Kou eles so disseram que não davam a mínima para o estado dele.

"Quanto mais danificado melhor para os clientes", um deles ouvi dizer. E olha que Kou furou o próprio olho um dia desses. E foi horrível de acordo com ele.

Nós quatro fomos levados para o chão onde lá nos castigaram com ferros quentes.

Os gritos de nós ecoavam naquele momento e quando chegou minha vez...

Aquilo queimava e muito em mim.

Eu gritava em um misto de alívio mas...o desconforto superava assim que me senti muito mal.

Então era aquilo? Eu...iria morrer?

Se eu morrer, não sentirei mais dor. Na verdade, eu vou pra junto de Deus onde a anciã que me cuidava antigamente disse que junto dele não existe dor. Só felicidade.

Então quer dizer que...era assim que tudo ia ser? Iria para um lugar sem dor que era o que me sustentava? Eu...fui...EU FUI MENTIDO O TEMPO TODO???

PORQUE FAZ ISSO COMIGO, DEUS?? PORQUE?? PORQUEEE???

Até que...um homem de cabelos brancos longos se aproximou de nós que...estávamos desmaiados.

Todos nós sentíamos abandonados por Deus...

Ruki...Yuma...Kou...e eu...

Sentíamos traídos por ele.

A voz...esse homem...

"Que criança lamentável"**

"Você quer uma vida eterna?"

Uma vida...eterna...sentirei dor...para sempre...

"Você quer se vingar do mundo? Você é privado de tudo e viu esses humanos cruéis tirar tudo de você".

Eles me tiraram...a chance de viver...a chance de ser feliz...que humanidade imunda...

"E como um vampiro, você nascerá de novo".

E...tudo resultou em um branco...

O resto contarei a vocês na próxima.

----------------------------

Dia 6 de Dezembro de 1829.

Azusa - 9 anos.

Querido Diário,

Como prometi...vou contar o resto porque a outra página estava muito grande.

Depois daquele branco...o senhor nos levou até sua casa em um lugar que achamos meio assustador mas...nós quatro nos acostumamos.

Ele disse que estávamos no Makai, também conhecido como reino demoníaco por alguns ou simplesmente o mundo interno. Nós acabamos de sair do Gekai ou mundo humano como ele diz.

Ele nos explicou do nosso novo objetivo de vida: O plano Pomo de Adão.

Devemos futuramente achar a Eva que no momento ainda não nasceu.

Ele disse que ainda não estava na hora de ela nascer. Que ela nasceria no ano de 1995***.

Mas espera...isso demoraria anos.

Mas...ah sim...nós vivemos pra sempre. O que seria cento e sessenta e seis anos para um vampiro? Não é nada.

E também...com isso teremos tempo de sobra para crescer como disse esse homem.

Ah e esqueci de avisar.

Ele se apresentou como Karlheinz, rei dos vampiros.

Um homem com poderes comparados a de um deus.

Porém esse deus me salvou. Não como aquele que me abandonou na hora que eu mais precisava dele.

Mas bem...estou escrevendo esse diário em um quarto enorme com duas beliches. Eu durmo na cama de baixo e em cima o Yuma.

E bem...estou sentado nessa mesa de estudos escrevendo meu diário.

Ao Yuma foi apresentado o açúcar do qual ele amou e ainda ganhou um pote de cubos só para ele. O Yuma é a força bruta de nós.

Ao Ruki lhe foi apresentado a leitura e o chá. E Karlheinz-sama o designou como o cérebro do nosso quarteto por ser o mais equilibrado e inteligente.

Ao Kou lhe foi dado um olho de vidro no lugar daquele que ele furou no orfanato, quase me esqueço de contar isso. Esse olho enxerga os sentimentos das pessoas já que Kou não confia muito nas pessoas. Na verdade é quase zero a confiança.

E bem...Karlheinz-sama tinha uma afinidade de facas assim que vi uma delas na cozinha e a roubei. Agora ela é minha.

Karlheinz-sama viu isso e resolveu me presentear com ela.

"Se é isso que o mantém com a certeza de que há vida dentro de você, não vejo a razão de te impedir de ter essa faca".

Eu só tenho que agradecer a ele por tudo que ele está fazendo a nós. E como gratidão, eu prometi a ele me converter em Adão quando a hora de pegarmos a Eva chegar.


Notas Finais


Aaahhhh gente eu tava escutando a musica tema do Azusa dos jogos. Ahhhh eu amo essa trilha sonora, alguns nao gostam: https://m.soundcloud.com/monsieur-agripino-josemir-9856/diabolik-loversmore-blood-azusaazusa-mukami-theme

* - Não me lembro direito quem deu esse soco no Azusa se foi o Yuma ou o Ruki. So sei que um deles deu esse soco de "acorda pa cuspir" no pequeno Azusa. Eu acho que foi o Ruki. Se for o Yuma me corrijam.

** - Falas tiradas da rota do Azusa e do Ruki de More blood em seus ecstasy epílogos.

*** - Sim, eu calculei aqui. A Yui por ter 17 anos em 2012 (ano do jogo criado), ela nasceria em 1995.
2012 - 17 = 1995
MATEMÁTICAS, MEUS FILHOS!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...