1. Spirit Fanfics >
  2. Como Conquistar o Namorado Perfeito, por George Nicolson >
  3. Capítulo 10

História Como Conquistar o Namorado Perfeito, por George Nicolson - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Capítulo 10


Quarta-Feira, 2 de setembro.

Cinco dias pra o purgatório.

10:00

Ah, não. Ele já chegou. Numa "oferta" especial, meu primo James vai dormir hoje à noite aqui em casa.

Quero dizer, eu gostava dele e éramos muito íntimos quando criança e tudo o mais, mas ele agora ficou tão bobão. Sua voz é toda esquisita e ele cheira mal.

Não é cheiro de hamster como o de Libby, e sim um odor que parece uma mistura de fedor de queijo com morrinha de cachorro. Não acho que todos os garotos cheirem assim, talvez isso

aconteça porque ele é meu primo.

14:00

Na verdade, James não deixa de ser divertido. Ele parece muito mais novo que eu e ainda gosta de dançar loucamente ao som de discos velhos, como a gente costumava fazer. Nós

elaboramos umas coreografias baseadas em velhos discos de soul da minha mãe.

"Reach Out 1'11Be There" dos Four Tops, foi bastante dramático. Eram dois passos muito legais: a gente colocava uma mão no coração, a outra na cabeça, dava um bamboleio e um giro completo. Infelizmente não tem muito espaço no meu quarto e James pisou em Angus, que, como de costume, endoidou. Na verdade, o que seria estranho era dizer "Angus ficou calmo".

De qualquer forma, ele subiu pelas cortinas e finalmente se encarapitou em cima da porta, onde ficou agachado, sibilando (isto é, estou falando de Angus, não de James).

Tentamos fazê-Io descer e também tentamos ir ao banheiro, mas ele não nos deixava ir. Se tentássemos passar pela porta, ele nos golpeava com sua enorme pata. Acho que ele é metade gato, metade cobra. No fim, minha mãe conseguiu fazê-lo descer com algumas

sardinhas.

19:00

Depois do "chá", James e eu estávamos ouvindo discos e falando sobre o que faríamos quando a gente se livrasse dos velhos (que é como nós chamamos nossos pais). Eu vou ser um ator de filmes de comédia ou alguém como aquelas garotas badaladas que na verdade nada fazem além de badalar. Os jornais as seguem o dia inteiro e as manchetes dizem: Ah, olhem só kilye Jenner saindo para comprar biscoitos!! ou Halsey esquiando num

biquíni de pele. E elas simplesmente ganham dinheiro com isso. Isso tem tudo a ver comigo. James quer fazer algo eletrônico (seja lá o que isso quer dizer. Eu não o animei a explicar porque senti a ameaça de um coma chegando).

Ele quer viajar primeiro, contudo, eu perguntei para onde ele queria ir, pensando em lugares como o Himalaia, com manteiga de iaque, casas de ópio e todas essas coisas, e ele disse:

- Bem, queria ir para as Ilhas Scilly, especialmente.

13:00

Aconteceu algo meio estranho. Fomos para cama - James dormia num saco de dormir em cima de umas almofadas no chão, e a gente estava conversando sobre o Pulp e coisa e tal, e aí eu senti uma pressão na minha perna. Ele tinha estendido o braço e segurado a minha perna. Eu não sabia o que fazer, por isso fiquei quietinho, para que ele pensasse que estava segurando um pedaço da cama ou algo assim. Fiquei quieto durante séculos, mas acho que devo ter

caído no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...