História O Diário de Lee Chan - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~teamingyu

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Soonyoung "Hoshi"
Tags Diário, Gyuhan, Seventeen, Soonchan
Visualizações 127
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


a, espero que gostem

é isto.

Capítulo 1 - Prólogo


Hoje a diretora da escola havia me pedido pra arrumar a sala de estudos, já que todo dia ela pedia a um aluno diferente, hoje foi à mim. 

 Não tentei negar porque poderia ser pior, então eu o fiz. 

 Arrumei a sala toda, organizei os livros, as cadeiras, limpei o quadro. 

Enfim, fiz tudo depois de 2h e 30min arrumando aquela sala gigantesca, eu peguei as coisas e saí, senti que havia esquecido algo mas não voltei atrás.


 -x- 

 

Andava com o Mingyu pelos corredores, já havia tocado pra ir embora mas eu e o Kim sempre antes de ir embora passávamos na cantina pra almoçar, eu e ele morávamos juntos e na maioria das vezes não faziamos almoço, então sempre depois da aula a gente aproveitava e comia na escola mesmo. 

Mingyu sentou em uma cadeira na minha frente, coloquei a mochila na outra cadeira ao meu lado. 

 — Vamos comer o que hoje? — Perguntou aparentemente faminto. 

 — Não sei, enquanto você pensa no que quer, eu vou terminar a lição que a professora de matemática passou — falei abrindo a mochila.

 Tirei o caderno, mas não consegui encontrar o meu estojo. Procurei por toda a bolsa, perguntei ao Mingyu se ele havia o visto e ele falou que não. Optei sobre o estojo estar na sala. 

 — Não consigo achar, vou na sala procurar. Devo ter o esquecido embaixo da carteira — falei me levantando. 

 — Então volta logo Soonyoung. — Respondeu. 

 Cheguei na sala e procurei o meu estojo, achei ele em cima da mesa do professor, acho que o aluno que veio arrumar aqui hoje pensou que fosse do professor.

 Ao me virar para ir embora, vi de relance um diário em cima de uma mesa e o peguei. 

 — Diário do Lee Chan — estava escrito na capa do pequeno caderno. — Isso deve ser do aluno que veio arrumar, provavelmente ele já foi embora, amanhã eu o entrego.

 Sai da sala correndo, chegando na cantina Mingyu já tinha pedido a comida e como de costume ele já estava devorando a mesma. Comi o meu almoço e fomos embora. 

 Chegando em casa o Mingyu entrou no quarto dele e eu entrei no meu. 

Coloquei minha mochila em cima da cama e o diário junto. Me sentei na cadeira do computador e fiquei a observar o diário de cor amarela.

 Eu estava com muita vontade de ler, mas isso seria muito estranho. Estaria invadindo a privacidade de alguém.  Mas eu não me importei, peguei o diário e o abri. 

Em cada coisa que o Chan escrevia ele sempre colocava um polaroid e em cima o título do que ele ia escrever ali. 

As páginas eram bastante enfeitadas e tinham a cor azul claro.

 Passei algumas folhas rápidas e parei em uma que havia uma foto minha, ele pelo menos tinha bom gosto pra escolher foto.

 No título tinha "Poxa crush, por que não me nota?" 

 Eu não queria ser curioso mas cara, tinha uma foto minha com um título meio estranho, então eu li. 

 "Esse é o Kwon Soonyoung, o meu crush. Ele não é da minha turma, isso me faz não vê-lo frequentemente, mas isso não importa, eu posso vê-lo no intervalo. Eu tenho uma quedinha por ele, não pera, quedinha não, eu tenho uma quedona por esse desgraçado. Como ele consegue ser tão lindo?

 Em todo esse tempo que eu crusho ele, eu não consigo achar um defeito sequer. Ele dança bem, fala bem, é bonito pra caralho. Oh porra, o que você quer de mim?

 Eu não sei nada sobre ele, só sei que ele mora com um tal de Kim Mingyu, também não sei se ele é gay, mas que eu tenho uma paixonite nele, eu tenho."

 Depois de ler isso, eu fiquei de boca aberta, eu já peguei ele me olhando algumas vezes, ele sempre tentava disfarçar mas ele era um pouco desajeitado e sempre se atrapalhava. Ele é fofo.

 Amanhã irei entregá-lo o seu diário, espero que ele não fique bravo por eu ter lido o que ele escreveu sobre mim.


Notas Finais


:v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...