1. Spirit Fanfics >
  2. O diário de Mary Bennet. >
  3. Prefácio

História O diário de Mary Bennet. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Mais uma história de amor e ódio, dessa vez com os personagens de orgulho e preconceito, mas a personagem principal é Mary Bennet.

Capítulo 1 - Prefácio


Fanfic / Fanfiction O diário de Mary Bennet. - Capítulo 1 - Prefácio

Prefácio:

Eu sou Mary Bennet a terceira de cinco irmãs, Não sou tão bonita e doce como Jane e nem tem vívida e voraz como Lizzy, duvido até que seja tão corajosa como Lídia ou tão alegre como Kitty. 

A verdade é que sou a mais sem graça de minhas irmãs pelo menos é o que minha mãe sempre dizia, quando pensava em nos arrumar casamentos, em pleno século 21,  minha mãe achava que nós nos casariamos com  arranjos como no século 19, eu porém  pensava que não, sonhava que todas nós casariamos por amor como nos romances que eu lia todos os dias, sempre pensei que me casaria com um príncipe encantado e andaria em seu cavalo branco , mas  depois que mamãe morreu as coisas mudaram, não me lembro de um dia mais triste que esse.

Meu pai bebeu muito naquele dia e até uns dias atrás era o que fazia bebia e chorava essa era a rotina de papai, nós perdemos tudo, tudo o que tínhamos e agora o que nos restou foi uma pequena fabrica em uma cidadezinha do interior e nossa casa que fazia divisa com a fábrica, não estávamos dispostas a perder isso também então meu pai em um de seus poucos momentos de sanidade veio até a sala, chamou Jane, Lizzy e eu, não era novidade ele chamar as duas mais velhas para o escritório ele sempre fazia isso,  mas eu porque ele me chamou eu não compreendia o que ele queria comigo.

Quando entramos no escritório meu pai fez um sinal para sentarmos, assim que o fizemos ele começou a falar:

-Nós perderemos tudo que temos a não ser que vocês façam um sacrifício para salvar toda nossa família. Meu pai falou seco.

Minhas irmãs se entre olharam, Lizzy como era de costume foi a primeira a falar:

-Que sacrifício Pai?

Nós todas nos olhamos, pois queríamos a mesma resposta.

-Preciso que se casem com os filhos de um empresário que conheci em uma viagem que fiz meses atrás.

Lizzy riu muito alto, exclamando em seguida:

-Achei que meu pai havia parado de beber.

Jane e eu nos olhávamos aterrorizada, com as palavras de papai e as de Lizzy que vieram a seguir.

Meu pai pediu para   Jane e eu nos retirarmos, nós saímos sem entender muita coisa papai e Lizzy ficaram no escritório, após muito choro e gritos o assunto se encerrou Lizzy abriu a porta do escritório nos chamando para voltar.

Ao entrarmos ela estava ao lado de papai que parecia exausto pela longa discução que teve com Lizzy.

Ela agora era quem falava por ele.

-Conversei com papai e ele tem razão para salvarmos a família e o pouco que nos restou precisamos nos casar com esses rapazes.

Eu não conseguia acreditar no que estava ouvindo Lizzy olhou para Jane como se falasse algo com o olhar. Jane  conhecia Lizzy muito melhor que qualquer outra pessoa no planeta concordou com a cabeça eu fiquei ali sem saber o que pensar ou dizer para eles que  olhavam ansiosos por uma resposta rápida.

Até que meu pai passa a mão por seu cabelo massageia sua testa e fala:

-Só vai funcionar se as três aceitarem Mary do contrário não haverá acordo.

Como sou a mais fraca de minhas irmãs, também a mais submissa não consegui contestar meu pai, apenas abaixei minha cabeça olhei para meus dedos e concordei com a cabeça. 

Meu pai se levantou e disse que apartir daquele momento cuidaria de tudo.

Eu apenas suspirei e saí do escritório, Jane me seguiu, mas Lizzy como sempre ficou onde papai estava.

Só havia um pensamento em minha mente o que está acontecendo.

O resto desse dia passou e eu só queria dormir e acordar desse pesadelo.


Notas Finais


Então a família Bennet como você nunca viu e Mary no olho do furacão, como vai ser agora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...