1. Spirit Fanfics >
  2. O diário de Ocean Evans >
  3. Relações inquebráveis

História O diário de Ocean Evans - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo 2 - Relações inquebráveis


A chuva já tinha cessado quando Ocean abriu os olhos pela manhã. Ela se espreguiçou na cama e esperou o despertador tocar.

 Cinco minutos depois,  o barulho estridente do aparelho ecoou por todo o quarto. Seis da manhã, preciso me preparar para o colégio, Ocean pensou e respirou fundo. Primeiro dia de aula, ela pensou, segundo primeiro dia de aula do ano.

Resmungando, ela levantou da cama e caminhou preguiçosamente até o banheiro em seu quarto. Quando encerrou o banho quente, organizou sua estante de livros e anotou a quantidade de páginas que leu na noite passada de “Imaginary Friends”, um de seus livros preferidos.

Vestiu o uniforme do colégio novo e arrumou sua mochila. Fez uma trança lateral nos cabelos castanhos e anotou alguns títulos dos livros que compraria após a aula, num bloco de notas azul. Sua cor preferida.

Desceu as escadas, colocou a mochila em cima do balcão da cozinha e pegou uma garrafa de leite na geladeira.

Oliver já estava tomando café e,  quando desviou a atenção dos seus papéis para Ocean, abriu um sorriso brincalhão.

— Estou parecendo uma garota rica e esnobe. — Ocean reclamou, revirando os olhos.

— O uniforme não ficou tão ruim como achou que ficaria... — Ele disse, avaliando a filha e contendo um riso. Não ficou ruim, mas superficial, ele pensou e se controlou para não pronunciar tais palavras.

Ocean bufou e revirou os olhos.

— No primeiro colégio eu não precisei usar uniformes — Ela reclamou, direcionou um olhar insatisfeito para a saia curta e rodada, na cor preta com listras azuis. Pelo menos tem azul.

— É seu último ano, — Oliver esboçou um sorriso orgulhoso. Às vezes nem acreditava que Ocean estava terminando o colégio. Ela cresceu tão rápido... — tem de ser no melhor colégio da cidade.

Ocean soltou um suspiro, sabendo que nada do que dissesse faria o pai colocá-la em outro colégio. Que fosse particular, mas não precisava ser um de Elite. Ela ficou observando o pai levar a xícara vazia à boca e não conteve o breve riso.

— Café invisível, é sério? — Tomou o roteiro das mãos do pai que estava distraído.

Oliver se levantou da cadeira rapidamente e tomou os papéis a tempo de Ocean começar a ler.

— Ainda não está pronto. — Falou, um pouco desengonçado. — Está ansiosa para seu segundo primeiro dia de aula do ano? — Ele tentou mudar o assunto. Esboçou um sorriso simples.

— Grandes expectativas.

— Sério? — Oliver perguntou, não contento a surpresa. Ele sabia que ela odiava os primeiros dias num colégio novo.

— Não. — Ocean não escondeu o mau humor imediato.

###

Assim que Ocean sentou no banco do carona, foi tomada por memórias ruins e uma adrenalina tomou seu corpo, a deixando muito ansiosa. Se lembrou das coisas que lhe aconteceram no ano anterior, no primeiro colégio em que estudou.

— Você transa com ele para viver bem?

Uma garota lhe perguntou, quando a viu beijar a bochecha do pai, antes do mesmo entrar no carro e ir embora.

Surpresa e perplexa com o tipo de pergunta absurda e direta que a garota lhe fizera, Ocean não soube o que dizer de início.

— É... — Ela gaguejou, nervosa. Pergunta absurda, pensou a cada segundo perto da desconhecida. — Ele é meu pai! — Exclamou e, ainda assim, se atrapalhando com suas palavras.

A garota olhou Ocean com desprezo. Deu uma risada sarcástica e, cuspindo em seus pés, falou, tão alto que sem dúvida outros alunos ouviram:

— Se quer riqueza, gracinha... — Ela encarou Ocean com nojo. — ganha teu próprio dinheiro.

Ela não deixou que Ocean se defendesse, passou por ela e lhe deu um empurrão.

 A partir daquele dia, Ocean nunca entendeu o porquê de tanto ódio gratuito que começou a receber diariamente.

Ocean sabia que seu pai ainda era um desconhecido profissionalmente naquela cidade e, até descobrirem que Oliver era seu pai, os Evans já estavam indo para outra cidade.

Durou seis meses até irem para a próxima cidade. E Ocean ficou insegura desde então.

###

— Quer ler o roteiro agora?

Oliver perguntou, tirando a filha dos devaneios. Ela não lhe respondeu, pegou os papéis marrons no porta-luvas e começou a ler para si. Quando terminou, o olhar que direcionou para o pai era radiante; orgulhoso.

— Está maravilhoso — Elogiou, encantada.

Vendo a reação de Ocean, Oliver abriu um sorriso satisfeito enquanto dirigia. Ocean guardou os papéis onde os pegou e perguntou animada:

— Irá gravar essa cena hoje?

— Sim. Mas espero que minha equipe não precise ficar até tarde no set.

— Isso quer dizer que não vamos ver um filme hoje à noite? — Seu tom foi de desapontamento.

— Nem se eu quisesse — Oliver disse, o tom brincalhão e Ocean riu. — Qual será o filme de hoje?

— É a minha vez de escolher?

Oliver assentiu com a cabeça. De alguma forma, Ocean havia esquecido completamente. Decidiu, então, culpar a correria da recente mudança de uma cidade para a outra.

— O que está achando da leitura dessa semana? — Ele perguntou, minutos depois.

— Sem spoilers, pai. É contra as regras.

— Estou ansioso para debater sobre Imaginary Friends, esperar está me deixando louco! — Oliver exclamou, a animação divertindo Ocean.

— Legal, mas eu preciso de dinheiro. 

Oliver a olhou de esguelha.

— De novo? — Seu sorriso foi de surpresa.

— Sim, para comprar os próximos livros. — Ela deu de ombros e pegou o post-it na mochila depois o colou no volante do carro.

Oliver entregou um de seus cartões para Ocean e se sentiu realizado por fazê-lo. Até dois anos atrás, Ocean odiava ler e seu ódio inexplicável por livros era tão intenso que ela não suportava ver um em sua frente.

Mas isso mudou quando seu pai leu O Pequeno Príncipe para ela em um dia nublado, quando a mesma queimava de febre. Depois daquele dia, Oliver passou a acreditar que finalmente sua filha havia se apaixonado pela leitura.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...