História O diário de um suicida- Taekook, vkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Suícidio, Taekook, Vkook
Visualizações 62
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente
Espero que gostem dessa fic
Ela vai ser um pouco triste
Mas
Vai ser boa
Eu espero
Bjuus
Boa leitura

Capítulo 1 - Taehyung


Fanfic / Fanfiction O diário de um suicida- Taekook, vkook - Capítulo 1 - Taehyung

06:00

Mais um dia... Vai você aguenta mais um dia..

1
2
3

Isso, você aguentou respirar mais três vezes, você consegue fazer isso no resto do dia?
Calma, só mais um dia...
Conta até três e respira fundo

1
2
3

Isso mesmo Taehyung, só mais um dia, você consegue aguentar até a noite... E se não aguentar, a gente finge que aguenta... Melhor fingir que tem uma vida feliz do que explicar as próprias tristezas... Foi isso que te ensinaram não foi?...


E após tudo que disse em frente ao espelho para si mesmo mentalmente, Taehyung finalmente sai do banheiro com seu moletom preto que cobria até depois de suas mãos e uma calça também preta.
Mesmo que Taehyung tentasse se convencer, ele sabia que hoje não era só mais um dia, afinal, além de ser o seu primeiro dia de aula em uma escola nova, hoje era o dia 32°, ou seja, só faltavam mais 32 dias...
Não, não pense que Taehyung era burro de não saber que o mês tem 30 dias, pelo contrário, Taehyung era bem esperto para um simples garoto da sua idade. Afinal o que ele estava contando não tinha nada haver com o nosso mês.
Taehyung colocou seu fone de ouvido e nos mesmos começou a tocar "Manual do suicídio pt1" no volume máximo, fazendo assim com que a única coisa que Taehyung escutasse fosse a música.
No caminho para a escola ele pensava mil e uma maneiras de passar despercebido entre os alunos da escola nova. Porém sua mente não conseguiu pensar em nenhum plano que o impeça de receber os famosos olhares julgadores que todo novato recebe.
E assim ele entrou na sua nova escola, de cabeça baixa e tentando impedir os alunos de verem sua face. Sem dificuldades ele achou sua sala e se sentou na ultima cadeira da fila de um canto qualquer...
Não é como se taehyung tivesse medo de pessoas ou do seu primeiro dia de aula... Ele só... Não fazia questão, não fazia questão das pessoas, dos seus pais, da sua escola antiga e da nova e muito de sua vida... Não fazia questão de nada.. E as vezes queria ficar sem todas as coisas citadas acima.
"Por que?"
A pergunta que todos o faziam..

•Por que você quer tirar a própria vida?
•Por que você não aproveita que ainda é jovem e cheio de saúde?
•Por que você não deixa pra morrer da forma natural, da forma que todos deveríamos morrer?

E o Taehyung?... Ah, ele sempre respondia a mesma coisa...

"E por quê você quer tanto viver?"

A maioria das pessoas não sabiam como responder essa pergunta, então acabavam sempre respondendo as mesmas coisas como:

•Porque é a vontade de Deus.
•Porque eu ainda tenho que realizar meus sonhos.
•Porque depois de todo o meu sofrimento eu terei uma recompensa.

Tão clichês... E quando Taehyung ouvia aquelas respostas tão vazias ele sabia exatamente que aquela pessoa sofria da mesma maneira que ele..
Só ainda não havia aceitado a si mesmo... Afinal, nem sempre nosso orgulho nos permite aceitar que temos problemas.
Já Taehyung... Ele já havia aceitava faz tempo, ele tinha plena certeza de que tinha sérios problemas... Mas não queria pedir ajuda, ao seu ver aquilo não era necessário, afinal, ele não fazia questão de nada, nem de tirar sua dor.
Na verdade ele até fazia coisas para aliviar sua dor... Mas esse ato não era de se orgulhar.
Esse seu ato já fez Taehyung quase morrer não só uma mas várias vezes... Algumas vezes de propósitos outras como apenas uma válvula de escape que foi longe de mais.
Pobre Taehyung, sempre tão frio consigo mesmo, sempre tão pessimista... Mal sabia ele que ainda assim com todos os seus defeitos haviam pessoas no mundo que o amavam e que infelizmente sentiriam muita falta dele em 32 dias..
Podre Taehyung, sempre tão traiçoeiro consigo mesmo, sempre planejando coisas para tirar aquilo de mais valioso que havia em si: A sua vida... A única coisa que se ele perdesse nunca mais teria de volta, a vida... Mas no estado de Taehyung, aquilo pouco importava, ele só queria fugir de todos os seus medos e conseguir sair do inferno que ele considerava sua vida... Pobre Taehyung...
E aqueles que o queriam vivo... Só conseguiam chorar de ver o doce menino Taehyung fazer tudo aquilo a si mesmo... Aquele menininho que corria na rua com os amigos fazendo bolinhas de sabão... Aquele menininho que só se preocupava em chegar da escola e poder encontrar todos os amigos... Aquele menininho que ria com a família nos jantares contando casos e histórias engraçadas... Aquele pobre menininho que se perdeu em uma imensa escuridão... Aquele menininho que se perdeu de todos os sonhos e objetivos... Aquele menininho que perdeu o brilho do mundo... Aquele pobre menininho que se perdeu de si mesmo..
E pensar que um dia tudo foi diferente... Que antes, o sorriso de Taehyung não era escondido... Era um sorriso espontâneo e fácil de se encontrar... Um sorriso que despertava alegria em todos que o viam... Um pobre sorriso que em 32 dias seria apagado para sempre...
E esses 32 dias não apagariam somente o sorriso brilhante de Taehyung... Mas também apagaram todas as possibilidades de um dia Taehyung encontrar o menininho que se perdeu.
Apagava todas as possibilidades de ter um jantar em família divertido novamente... Apagaria qualquer possibilidade de um dia Taehyung construir a familia que sempre disse que teria... Apagaria qualquer possibilidade de Taehyung se formar e se sentir realizado em trabalhar em algo que goste...
Apagaria qualquer possibilidade de um dia Taehyung ser feliz igual um dia ele foi..
Porém toda história tem dois lados, e a chegada desses 32 dias também prometiam que em poucos minutos toda essa dor iria realmente embora, prometia que independente de tudo, todo o vazio que ocupava o grande espaço em seu coração sumiria, prometia que ele iria tirar o peso das costas de todos aqueles que ainda tentavam salvar Taehyung... E principalmente... Prometia que Taehyung nunca mais iria sofrer.
E com a certeza de todas essas promessas, o pobre menininho Taehyung estava decidido em relação aos 32 dias de vida que lhe restavam...
E o pobre menininho Taehyung mal sabia que naquela mesma sala de aula, do outro lado, Jungkook o encarava tentando desvendar os sentimentos do pobre Taehyung... 

Continuo?


Notas Finais


Gente depois vai explicar pq ta tudo em itálico, tem um motivo ok?
E ai?
Gostaram?
Ou tá muito ruim?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...