História Diário Do Dongsaeng - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens BamBam, Chen, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Lisa, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun, Youngjae
Tags Adolescente, Agust D, Bangtanboys, Bts, Comedia, Drama, Hoseok, Jeon Jungkook, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Minimini, Namjin, Namjoon, Oneshot, Park Jimin, Romance, Seokjin, Suga, Sugamin, Suji, Taegi, Taehyung, Taekook, Vhope, Vkook, Yaio, Yoongi, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 147
Palavras 4.389
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Joguei a bomba e sai correndo.
Hoje começa minha tortura, então flw 💜
Antes de me xingar, se vocês soubessem o quanto eu chorei...
Bom, vão saber em breve.

Capítulo 31 - Sherlock Holmes - Parte 2


Fanfic / Fanfiction Diário Do Dongsaeng - Capítulo 31 - Sherlock Holmes - Parte 2

_Yoongi, eu... - era agora, deveria ser. A hora de finalmente acabar com todas as mentiras e viver sem ele e sem esse maldito peso na minha consciência por sempre machucar a ele e as outras pessoas ao meu redor, mas para a minha tristeza, ele não me deixou terminar, por que será que eu já esperava por isso?

_Eu sei. - murmurou, senti automaticamente meu coração parar por um segundo, minha garganta fechar e minha respiração ficar acelerada mesmo que eu tentasse disfarçar. Eu só digo uma coisa, eu tomei no cu querido diário. Sabe aquele momento em que você fica de boca aberta apenas olhando para o nada e vegetando? Esse sou eu agora.

_Você sabe? - sabe aquele esquema de se fazer de desentendido até a morte? Então eu vou, eu te garanto isso.

_Sim, eu sei que não vai se desculpar e particularmente não me importo, eu já me acostumei com isso. - disse Yoongi. A única coisa que consegui fazer foi esconder a minha cara nos meus braços debruçados na mesa, suspirei aliviado. Eu nunca tinha tomado um susto tão grande em toda a minha vida miserável! - Tudo bem?

_Sim, eu só...deixa pra lá. - murmurei de forma abafada por ainda estar com o rosto escondido.

_Ia me dizer alguma outra coisa? - perguntou Yoongi. Agora voltei a estaca anterior, contar ou não contar.

_Não, nada importante. - ergui meu rosto e forcei um sorriso o mais falso o possível, apenas para disfarçar, porque não será hoje e talvez nunca que eu terei a coragem o suficiente pra olhar no fundo dos olhos negros de Min Yoongi e dizer a ele o quanto o amo e o quão importante ele é pra mim.

_Parecia ser, vamos lá, diga o que tem pra dizer. - insistiu o rapaz de madeixas esverdeadas e eu balancei a cabeça em negação, não é como se eu fosse dizer a ele a verdade. - Tudo bem então, mas ao menos me diga se vai me desculpar.

_Considere-se desculpado. - murmurei e ele assentiu e logo se virou para a frente. Sabe quando uma angústia muito forte toma conta de você e te diz que algo está errado? É assim que eu me sinto, mas se quer sei explicar o que é isso e porque estou me sentindo assim.

É quase que como se eu estivesse em um carro em movimento em uma estrada com fones de ouvido e observando a paisagem na janela enquanto sinto que algo ruim vai acontecer. Cutuquei o garoto a minha frente com o dedo indicador e ele se virou murmurando um "Quê?", depois de alguns instantes mastigando palavras em uma tentativa fútil de dizer algo, apenas murmurei as duas palavras mais difíceis de serem ditas por mim em toda a minha vida.

_M-me...desculpa? - murmurei em meio a um gaguejo inevitável que querendo ou não entregou o fato de eu estar nervoso.

_'Cê 'tá me pedindo desculpas? Isso é sério? - indagou o garoto incrédulo levemente engasgado com a própria saliva.

_Sim, não precisa ser assim tão dramático, não é como se eu nunca tivesse pedido desculpas na vida.

_É a primeira vez na vida que eu escuto essas palavras saírem da sua boca, Jimin. - disse Yoongi, exagerado. Eu já pedi sim desculpas quando..., ele realmente está certo, eu nunca pedi desculpas a ele.

_'Tá 'tá, eu sou um pouco orgulhoso demais, admito. - murmurei e ele riu.

_Não esperava por essa, mas pode ficar tranquilo, como eu disse, já estou acostumado com a sua ignorância, por isso já até desculpei.

_'Tô começando a me arrepender por isso. - sussurrei. Logo voltei minha atenção para a porta e vi Youngjae entrar na sala de aula acompanhado do BamBam, o que me fez instintivamente fingir que não estava falando com Yoongi e vice versa. Não é como se estivéssemos escondendo algo, só que é melhor assim.

Não demorou muito para que a sala ficasse lotada e consigo a professora logo chegou, para nossa tristeza a professora de Português. Não que eu não goste da matéria, eu só não gosto dela, entende? Ela tem uma tremenda cara de bruxa, e ela é uma.

_Cada um no seu lugar. - a anciã disse e todos se sentaram, pela cara dela, ela está de mau humor, bom, somos dois. - Como vocês sabem já está chegando o fim do ano e como é de costume preciso passar um trabalho pra vocês. - suspeitei, 'tava escrito na testa dela. - Bom façam as mesmas duplas da última vez, vou passar os temas na lousa. Sem alvoroço! Entenderam?

Mano, eu vou me matar, só pode estar brincando que de novo vou ter que aturar esse cara falando no meu ouvido. Mas que merda! Bufei e vi que SeokJin estava rindo, eu bem que podia jogar o caderno na cabeça dele, mas não quero ir pra diretoria. Lisa jogou um papelzinho na minha mesa e achei aquilo estranho, desdobrei e vi que ela havia escrito algo ali - o que esse povo tem na cabeça pra ficar mandando bilhetinhos? - "Não discuta com ele, ok? Mantenha a calma.", dizia no papel, eu ri baixinho e pisquei pra ela, é óbvio que isso vai acabar mal. Yoongi colocou sua cadeira ao lado da minha e ficou em silêncio enquanto a professora anotava os temas na lousa.

Fato, quanto mais eu me afastar do Yoongi, mais a vida vai me chutar pra perto dele.

_O que acha de romantismo? - perguntou o garoto me fazendo sair dos meus pensamentos.

_Ãn?

_O tema, podemos fazer sobre romantismo, eu sei que você curte. - explicou Yoongi.

_É, me parece uma boa ideia.

_Pelo que ela escreveu na lousa vamos precisar fazer um redação explicando o que é. - disse Yoongi. Quem é esse nerd e o que ele fez com Min Yoongi? - Seria bom que fizéssemos uma pesquisa antes para entender melhor o assunto. - completou o garoto. - Tudo bem?

_Claro que sim!

_Você parece estar em outro planeta. - brincou o garoto.

_E realmente estou, hoje não é o meu dia! - disse e voltei a afundar o rosto em meus braços. Eu realmente queria entender o que está acontecendo comigo, mas não sei explicar, eu simplesmente não consigo me concentrar ou prestar atenção em nada.

_Fica tranquilo, é pra amanhã, podemos fazer depois da aula, assim você consegue colocar a cabeça no lugar, certo? - perguntou o garoto apoiando uma das mãos no meu ombro, mas tirou assim que eu o encarei.

_Acho melhor mesmo.

_Tem uma lanchonete perto da minha casa, lá é um ótimo lugar para se estudar. O que acha? - sugeriu Yoongi e eu apenas assenti, assim é bom que ele não vem a minha casa de novo e isso evita mais problemas.

_É uma boa ideia. - murmurei e ele se levantou para voltar para o seu lugar.

_Te vejo depois da aula.

Yoongi voltou para o seu lugar e eu fiquei ali encarando meu próprio caderno enquanto tentava entender o que diabos havia acontecido.

Poxa, é sempre a mesma coisa, brigamos e depois ele age como se nada tivesse acontecido, eu só queria que ele realmente me esquecesse pra que eu pudesse finalmente esquecê-lo, mas ele sempre volta atrás e estraga tudo com isso, ele não entende que não somos e não podemos mais ser amigos.

Maldita hora que eu o conheci e me apaixonei por ele, maldita hora. Eu fui otário o suficiente a ponto de me apaixonar pelo meu melhor amigo que se quer sente alguma coisa por mim, idiota.

Senti alguém cutucar meu ombro e me virei:

_Tudo certo? - perguntou Jungkook em forma de sussurro e eu assenti. - Que bom!

•••

As aulas se passaram surpreendente mais rápido do que deveriam e o dia estava ainda mais estranho. Sabe quando você sente que algo está errado? Aquele cheirinho de merda? Exatamente.

Sai apressado da sala assim que ouvi o som do sinal pois precisava falar com meus amigos, talvez eles pudessem me dar algum conselho ou algo do tipo.

_Gente posso falar com vocês? - perguntei assim que consegui alcançar Namjoon e SeokJin.

_Também precisávamos falar com você, mas vamos lá, diga primeiro. - disse Namjoon.

_Sou só eu, ou o dia está estranho?

_Pra mim 'tá tudo normal. - respondeu SeokJin encarando Namjoon.

_Pra mim também.

_Então o problema sou eu mesmo. - sussurrei.

_Eu não preciso de muito pra sacar que tem a ver com o Yoongi. - murmurou Namjoon.

_Vocês estão brigados, não estão? - perguntou SeokJin.

_'Pra ser sincero, eu não sei se estamos ou não. Ele veio falar comigo hoje e...

_E você fez as pazes com ele, típico de vocês dois. - disse SeokJin.

_Deixa ele falar Jin!

_Eu quase disse a verdade.

_E por que é que você não disse? - perguntou Namjoon incrédulo.

_Por dois motivos, eu perdi a coragem e a um tempo atrás vi ele e o Hoseok se beijando. Minha consciência não me deixou fazer isso, entende? E se eles estão juntos e eu atrapalho tudo?

_Você fez bem. - disse SeokJin.

_Fez bem porra nenhuma! Jimin, 'tá escrito na testa dele que ele gosta de você, entendeu? De você e não do Hoseok! Para com essa palhaçada e conta logo a verdade!

_Claro, gosta tanto dele que estava beijando outro. Francamente Namjoon, você está piorando a situação. - disse SeokJin.

_Não estou não, Jimin, você deve contar pra ele o que sente de uma vez. Vai esperar o ano acabar e vocês nunca mais se virem pra deixar ele saber? - disse Namjoon e eu fiquei em silêncio. - Jimin, ano que vem cada um vai seguir o seu caminho, alguns pra faculdade, alguns não, e provavelmente vocês nem vão mais se ver. É isso que quer, que a última lembrança de vocês seja uma briga? Amigo, se o ama, diga antes que seja tarde demais. - Namjoon disse e notei que seus olhos ficaram marejados, eu não fui o único a notar, SeokJin percebeu e o abraçou, eu achei a cena tão fofa, é tão raro vê-los sendo carinhosos. SeokJin separou o abraço e - senta senão você cai - beijou o garoto. Ok produção, por essa eu não esperava! Meus amigos estão se beijando aqui e eu estou de boca aberta fazendo papel de candelabro - porque do nível vela já passei faz muito tempo -. Eu só digo uma coisa, EU SABIA! Sempre soube que Kim SeokJin também gostava dele! Jimin, o cupido nunca se engana! Finalmente!

_Eu sabia! - gritei e eles se separaram. Eu deveria ter ficado quieto mano! - Eu sempre soube que vocês se amavam! - disse e SeokJin escondeu o rosto com as mãos, tanto ele quanto Namjoon estavam com os rostos extremamente corados.

_Jimin, sossega. - murmurou Namjoon.

_Sossega o cacete! Pede logo o Hyung em namoro antes que eu dê uma surra em você! - disse sério e eles riram.

_Aqui não seu insensível, tenho que fazer direito e pedir a autorização a minha sogra primeiro. - disse Namjoon e SeokJin deu um soco no braço do garoto. Doeu até em mim.

_Se continuar assim eu não caso com você!

_Cala a boca Kim Namjoon! - disse SeokJin, eu nunca vi o Hyung tão vermelho assim em toda a minha vida. Eles são tão fofos!

_Vocês são tão fofos! Eu nunca fiquei tão feliz assim em toda a minha vida! Felicidades meninos! - disse quase sem conseguir enxergar, isso acontece quando sorrio demais.

_Sabe o que eu acho, Jiminnie? - disse Namjoon. - Eu acho que agora Park Cupido Jimin pode se aposentar.

_Eu também acho, mas ainda vou ficar de olho em vocês! - ameacei.

_Você tem mesmo que se aposentar Jimin, e correr atrás do amor da sua vida. - disse SeokJin.

_Olha eu não sei do que vocês estão falando, sinceramente. - me fiz de desentendido e eles riram. - Eu já vou indo, tchazinho casal! - disse e sai correndo, vai que o SeokJin 'taca o sapato na minha cabeça.

"Porque assim como uma flor, não podemos forçar um amor a florescer em um jardim sem vida."

Caminhei até o lado de fora da escola e lá estava Yoongi esperando entretido com seu telefone celular.

_Você demorou. - murmurou o garoto de madeixas esverdeadas, embora elas já estivessem bem desbotadas, mas isso não o deixava menos bonito, muito pelo contrário.

_Estava conversando com os garotos. - disse e ele assentiu e guardou o telefone. Não sei porque diabos estou dando satisfações do que eu faço ou deixo de fazer a ele.

_Tudo bem. Podemos ir? - Yoongi perguntou e eu assenti. - Antes vou precisar passar em casa, será que tem algum problema?

_Não, 'tá tudo bem. - começamos a caminhar em silêncio e depois de umas cinco quadradas paramos na frente de uma casa, uma casa comum diga-se de passagem, era até um pouco parecida com a minha. Paramos em sua porta e ele pareceu um pouco desconfortável.

_Pode esperar aqui fora? - perguntou e eu assenti. - Não que eu seja mal educado, só que meus pais não gostamos eu traga amigos aqui.

_'Tá tudo bem Yoongi, vai lá. - disse e ele sorriu sem mostrar os dentes antes de entrar na casa. Me encostei na parede exterior da casa e fiquei encarando a rua até que ouvi um voz um pouco conhecida, mas não podia ser ele. Caminhei até a porta da frente e olhei pelo olho mágico da mesma e é aí que você me pergunta o que eu vi, mas antes acho melhor eu te perguntar o que diabos Kim Taehyung faz na casa do Yoongi? Ele estava lá, em carne e osso, parecia até mentira. Eu já deveria ter imaginado. Tirei o rosto da porta e andei até a calçada, não quero que ele pense que eu estava bisbilhotando, eu não tenho nada a ver com a vida dele afinal. Alguns minutos depois eu o vi saindo de casa mais sério que quando chegamos, ok, isso é estranho.

_Vamos? - indagou e eu dei de ombros. Como agir normalmente agora? Só queria saber. Não demorou muito para que chegássemos a tal lanchonete, era um lugar calmo, não haviam muitas pessoas lá, tinha uma aparência simples e pouco antiga na questão dos móveis. Nós nos sentamos no fundo do lugar e logo começamos a fazer a bendita redação. Mas era inevitável, assim que eu me distraía e olhava para ele eu me lembrava do que havia visto, primeiro ele beijando o Hoseok, agora o Taehyung na casa dele. Será que tem como ficar pior?

_E então o que achou do final? Ficou bom? - questionou o garoto sorrindo, e me fazendo sair dos meus pensamentos novamente neste dia.

_O quê?

_A redação que está na sua mão Jimin, ainda não terminou de ler?

_Ah sim, ficou perfeito, você escreve muito bem! - disse tentando ao máximo disfarçar minha cara de paisagem. Ele riu.

_Ah Jiminnie, você está no mundo da Lua hoje.

_É talvez eu esteja um pouquinho fora de órbita. - murmurei puxando os cabelos para atrás com as mãos e olhei para o nada.

_Você só deve estar assim porque o ano já está acabando, sei como é estar apreensivo e ansioso a espera do amanhã. - disse Yoongi.

_Eu diria que eu estou é com medo do que vai acontecer. - debrucei os braços na mesa. - Sabe quando você não tem certeza das suas decisões e tem medo de estragar algo? - perguntei e ele assentiu. - Pois eu tenho, eu ainda nem sei que faculdade quero seguir e nem o que vai acontecer, isso me deixa tão aflito junto com todo o resto, Yoonie.

_Sei como se sente.

_Sabe?

_Sei sim. - ele disse e colocou uma das mãos sobre a minha. Eu se quer tive reação, estou muito na merda no momento. - Você tem a sensação de que tudo vai dar errado e tem medo do que pode acontecer depois, porque sabe que dependendo da sua escolha não há como voltar atrás, mas sabe Park, você vai descobrir o que quer fazer quando menos esperar. Vai encontrar quem é você em um lugar que nunca procurou e vai ver que tudo acontece como e quando tem que acontecer.

_É, você tem razão Yoongi. 

_Se precisar sabe que pode contar comigo, não sabe , Jimin? - Yoongi perguntou e eu assenti. - Quando eu te chamei pra sair naquele dia, não foi só pra comemorar, mas sim porque eu queria conversar e passar um tempo só com você, adoraria que tivesse acontecido.

_Bom, já acabamos a atividade e ainda tenho um tempinho antes de voltar pra casa. - disse e ele sorriu.

_Eu sugiro comer alguma coisa, já que estamos em uma lanchonete.

_Jura? Pensei que fosse uma delegacia. - brinquei e rimos.

_Vamos pedir algo pra comer! - ele acenou para a garçonete e ela logo veio para a nossa mesa já que o lugar não estava muito movimentado.

_Em que posso servir? - perguntou a moça jovem, provavelmente era pouco mais velha que nós dois, ela tinha uma aparência doce e cabelos num bonito tom de vinho.

_Nem me cumprimenta mais é senhorita Rosé? - disse Yoongi colocando uma das mãos no peito e se fazendo de ofendido.

_Aquieta o facho Suguinha, 'tô em horário de trabalho, não quero levar uma bronca da minha mãe. - disse a garota rindo de um jeito disfarçado, pelo menos até me notar ali e ficar me encarando, provavelmente esperando que Yoongi nos apresentasse.

_Ah Rosé, desculpa, esse é o Jimin, meu colega de sala. - Yoongi disse apontando para mim e eu sorri sem mostrar os dentes, mamãe me deu educação. Agora vem cá, "colega de escola"? E aquele papo de melhor amigo mais cedo, agora estou vendo como é o verdadeiro Min Yoongi. - Jimin, essa é Rosé, minha amiga. - não surta Jimin, respira e fica calminho, você não tem direito de falar nada pra ele, lembra?

_Prazer em te conhecer Jimin, o Yoongi fala muito de você, mal obviamente, imagino que você conheça o jeitinho dele e já esteja acostumado. - disse Rosé. Minha vontade? Socar a cara dele, mas eu sou uma pessoa civilizada, aliás, dane-se Min Yoongi. Nem ligo! (ATA!)

_Nossa Rosé, você não presta! - afirmou Yoongi e ela riu.

_É a convivência com você. - provocou a garota. Jimin candelabro parte 2. É impressão ou estou sobrando aqui? - Bom, agora o que vão querer?

_Eu dispenso. - murmurei sério e indiferente.

_'Tá brincando né? Mas é claro que vai comer algo, estamos aqui a muito tempo e você não comeu nada, além do mais eu trouxe você aqui para aproveitar a deixa, a comida daqui é ótima! - disse Yoongi.

_Puxa saco. - murmurou a garota.

_Eu não quero nada Yoongi, por que é tão difícil assim entender? Quer que eu desenhe? - disse e ele cruzou os braços e fez bico, eu até acharia fofo se eu não estivesse zangado e tendo um ataque de ciúmes interno.

_Para com isso! Podemos pedir Manggaetteok já que é a sua comida favorita. O que acha?

Por que foi que não reparei antes?

Senti meus olhos ficarem marejados e não consegui segurar as lágrimas, isso não poderia estar acontecendo.

_Jimin? O que foi? Foi algo que eu disse? - Yoongi perguntou, parecia preocupado, mas não fui capaz de responder. - Rosé, pode nos dar licença? - ele pediu e ela assentiu e foi atender outra mesa. - Você sabe que ela estava brincando, não sabe? Eu nunca falaria mal de você!

_Como pode fazer isso? - murmurei em fio de voz, eu se quer conseguia falar direito.

_Jimin, ela estava só brincando! - justificou o garoto de madeixas de madeixas esverdeadas.

_Para de se fazer de idiota! - disse aumentando o tom de voz. - Eu nunca te disse que Manggaetteok era minha comida favorita!

_Você me disse Jimin!

_Para com isso! Para fingir que não entendeu!

_Eu realmente não estou te entendendo! Você deve ter se esquecido! - disse o garoto.

_Eu só disse isso pra uma única pessoa, e esse alguém não era você. - disse pressionando os olhos e sentindo as lágrimas caírem com ainda mais intensidade.

_Jimin, para de chorar, as outras pessoas já estão olhando pra nós.

_Foda-se! Eu não me importo! - gritei já me esquecendo que estava em uma lanchonete. - Como você pode ser capaz de mentir pra mim desse jeito?

_Eu posso explicar, mas por favor para com isso!

_Parar de quê? De dizer a verdade? Você é um mentiroso! A pior pessoa que eu já conheci em toda a minha vida! Você mentiu pra mim, se fez de meu amigo e me enganou, você sabia de tudo, sempre soube mas mesmo assim continuou fingindo e me enganando como se aquilo não significasse nada! Você é um monstro Min Yoongi! Brincou comigo e com os meus sentimentos sem se importar se me machucaria, eu te contei tudo, toda a verdade nua e crua, todas as vezes que eu chorei você sabia!

_Por favor para de chorar e me escuta. - tentou argumentar, mas a única coisa que eu estava sentindo agora era ódio, ódio por ter sido enganado.

_Cala a boca! Agora é você quem vai me escutar! Foram meses me engando e mentindo pra mim! Como acha que eu me sinto agora? Você me fez de otário Yoongi, me fez acreditar e confiar em você, você se fingiu de amigo pra me destruir, enquanto eu me preocupava com você. Eu te odeio! Você poderia ter feito qualquer coisa, menos isso. Era isso que queria? Se vingar por eu ter trocado a sua amizade pelo Jungkook? Presta muita atenção no que eu vou te dizer! Eu não me arrependo! Eu faria de novo! Sabe por quê? Porque ele não é tão baixo quanto você, ele nunca fingiria ser alguém que não é, e ainda por cima fingir me amar. Ele nunca faria isso, diferente de você que foi o mais sujo que pôde pra se vingar de mim. Espero que esteja muito feliz com tudo isso, você conseguiu o que queria, me destruiu por completo de novo, mas é a última vez que você faz isso, 'tá me ouvindo?

Ele mentiu pra mim, foi tudo uma grande mentira.

_Por favor, para e me escuta! Não é o que você 'tá pensando Jimin! - ele é tão bom ator que até sabia fingir que estava chorando.

_Para de fingir que 'tá chorando! Você não me engana mais com essa merda desse teatrinho! Você foi uma serpente esse tempo inteiro, estava esperando o momento certo para me apunhalar pelas costas. - passei as mangas da blusa no rosto para secar parte das lágrimas mas foi meio inútil. - Sabe Yoongi, eu me arrependo amargamente de ter confiado e me apaixonado por você, mas fica tranquilo, você acaba de destruir isso, porque agora eu te odeio com todas as minhas forças. Nunca mais, 'tá me ouvindo? Nunca mais volte a me procurar ou se aproximar de mim, você acaba de morrer. - peguei minha mochila e sai correndo, foi a única coisa que eu consegui fazer. Nem olhar na cara dele agora eu conseguia.

Ele mentiu pra mim, esse tempo inteiro, eu deveria ter imaginado! Ele foi tão ardiloso a ponto de inventar tudo aquilo só pra se vingar de mim, e conseguiu, mas uma vez ele conseguiu o que queria, mas essa é a última vez que eu derramo as minhas lágrimas por causa dele.

Corri pelas ruas de Seul aos prantos, tudo que eu queria agora era fugir, me esconder, morrer. Eu costumava me importar, mas eu nem ligava mais, simplesmente esbarrava em pessoas e vez ou outra atropeçava em meus pés, mas isso não era nada comparado a todo o resto.

Cheguei em casa depois de alguns longos minutos e corri para o meu quarto, mas antes que eu pudesse fechar a porta Lisa entrou no cômodo com um semblante preocupado e apenas me abraçou forte, eu apenas retribuiu e me permiti chorar com o rosto enterrado em seu pescoço, ela parecia saber que eu precisava daquele carinho, e pra minha sorte ela estava ali. Talvez as vezes eu tenha sorte no azar afinal.

_Eu nem preciso perguntar pra saber que foi aquele babaca! - murmurou a ruiva acariciando meus cabelos. - O que foi que esse idiota fez agora?

_Lisa, por favor, eu não quero falar sobre isso. - murmurei, só eu sei a dor que estou sentindo, e você não faz a mínima ideia do quanto doeu! - Você tinha razão, eu deveria ter me afastado enquanto tive tempo prima! - quanto mais eu tentava fazer com que minhas lágrimas cessassem, mas elas escapavam.

_Eu sei, mas agora não é a hora. Fica calmo Minnie, eu 'tô aqui com você agora e vou ficar.

•••

Eu passei a tarde toda chorando e a Lisa tentando me acalmar. Eu achei melhor dizer a verdade e acabei contando tudo pra ela. Ela ficou bem zangada com ele e mais ainda comigo por ter quebrado a promessa que fiz de não voltar a falar com ele, mas agora, agora nada do mundo vai me fazer perdoa-lo.

Achei justo procurar o SeokJin e o Namjoon pra contar a verdade, querendo ou não eles faziam parte de tudo isso. A Lisa já havia ido para o quarto dela, eu tomei um longo banho e ela tomou o meu celular e bloqueou o Yoongi e o Manggaetteok, mas dessa vez também apagou os números dele, ou seja, mesmo que ele tentasse, não teria como se comunicar comigo mais. Sem mais delongas mandei mensagens para os garotos e esperei até que respondessem.

Eu:

Eai pais ^-^

SeokJin:

Não gostei desse tom.

Alguma merda ele fez, Nam.

Namjoon:

E quando é que ele não faz?

SeokJin:

Exatamente.

O que você fez Dongsaeng?

Eu:

Eu nada.

Só descobri que era o Yoongi que estava mandando mensagens pra mim como Manggaetteok pra se vingar por eu ter trocado ele pelo Jeon.

SeokJin:

PQP

Sério isso?

Eu:

Pois é, assim é a vida ^-^

SeokJin:

Eu te conheço, quando tu coloca essa carinha é porque está um caco por dentro.

Eu:

Você me conhece perfeitamente, dou o braço a torcer Hyung.

SeokJin:

É impressão ou o Namjoon está quieto demais?

Eu:

Verdade, ele nem ficou surpreso.

Pera, por que é que ele não ficou surpreso?

Namjoon:

Desculpa Jimin, mas eu já sabia.

SeokJin:

VOCÊ O QUÊ?

Eu:

Você também Namjoon?

Olha só que coisa linda.

Em um único dia eu descobri dois traidores.

Por que é que não 'tô surpreso?

Namjoon:

Jimin, você se quer escutou o cara?

SeokJin:

Você não podia ter feito isso Namjoon.

A nossa amizade em primeiro lugar sempre, ou será que se esqueceu de como nos tornamos melhores amigos?

Você vacilou muito feio dessa vez.

Namjoon:

Eu sei disso Seok! Acha que eu não estou arrependido?

Estou, mas ajudei e não posso negar.

Jimin, você não respondeu a minha pergunta!

Você bloqueou Namjoon

Sair do grupo ToddynhosSemAgitarEver?

Sim (x) Não ( )

Eu fui traído por um dos meus melhores amigos e pela pessoa que eu mais amava. Sherlock Holmes se sentia tão solitário assim? Ao menos nunca foi traído por seu fiel escudeiro, John Watson.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...