História O Diário Do Príncipe - Capítulo 14


Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Visualizações 35
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Capitulo 14


Snape aparatou em Hogwarts, ele estava cansado e sentindo um felicidade imensa pelo o que fez Lucio Malfoy passar, nada poderia estragar sua alegria hoje pensou ele.

Mais na hora que ele chegou viu que na porta de seus aposentos tinha uma pessoa deitada.

Ele chegou perto e reconheceu era a irritante sabe tudo Granger.

- Por Salazar o que essa idiota está querendo.

Ele deu um sorriso malioco. Pegou sua varinha e lançou um feitiço.

Em minutos Hermione estava ensopada.

Ela levantou assustada.

- O que você quer aqui Granger?

- Eu vim lhe agradecer, se não fosse pelo senhor eu não sei o que teria acontecido comigo.

Snape não ligou para o que Hermione estava lhe falando o que ele mais queria era tomar um banho demorado e dormir.

Ele abriu a porta de seus aposentos e antes que a fechasse Hermione entrou.

- O que quer sua menina insolente?

- Lhe agradecer.

- Já fez então suma.

Hermione não sabia o porquê mais queria conversar com ele e não só lhe pedir desculpas.

- Professor por favor. Quero lhe pedir que não me expulse.

Snape tinha até esquecido que a culpa de seu plano de interrogar o Weasley deu errado por causa de Hermione.

- Ora, tinha até me esquecido 200 pontos a menos para a grifinória pela senhorita estar fora do castelo, 200 pontos a menos para a grifinória por estar importando o meu descanso e se as minhas contas estão certas a grifinória está com saldo negativo.

Hermione chorava enquanto caminhava em direção ao seu Salão Comunal. Ao chegar  em frente ao quadro da mulher gorda, não sabia mais como ditar sua senha e teve que agüentar a mulher do quadro tentar quebrar uma taça com sua voz. Quando finalmente conseguiu se acalmar, e entrou em seu salão, tudo estava calmo e Quase vazio. Uma moça de cabelos ruivos estava sentada chorando próximo a lareira. Gina estava abatida. Outra vez se iludiu com um “namoro” com Harry Potter. Hermione se aproximou da mais nova e não disse nada. Aquilo foi o bastante para Gina compreender que Granger estava ali para lhe ouvir. Depois de muitos choros e até confidências as duas foram para a suas camas quando já se passava das duas da manhã.

Lucius entrou em seu quarto enfurecido, assustando Sua esposa que estava lendo um livro em sua cama. Luciu estava vermelho de tanto ódio e amaldiçoava todos e até mesmo seus antepassados.






- Maldito! - Gritava com ninguém em especial. - Maldito Severus Snape! Aquele homem é minha ruína. Narcisa, você não sabe o quanto o odeio. Eu fui criado para servir ao lorde e ser seu braço direito e comandar ataques e coisas do tipo. EU sou o sangue-puro EU!

A senhora Malfoy se aproximou do homem lentamente passando as mãos por seus ombros e retirando aos poucos as pesadas vestes.

- Calma meu amor, sabes que é temporário. Você nasceu para governar, e isso é inegável. Mas não se destrua por um mestiço lixo como o Snape.

- Cissa, eu o trouxe para cá. Eu o apresentei ao lorde das trevas. EU. Mas o ingrato tomou minha posição e lugar de confiança. O lorde o tem como o melhor comensal e eu sou tratado como um qualquer. Como um Elfo.

Narcisa logo sentou no colo do homem e beijava languidamente o pescoço do mesmo.

- Esqueça o Snape um pouco sim. Se concentre em mim.









Hermione acordou muito indisposta naquela manhã. Sabia que todos iriam lhe odiar depois que vissem que ela foi a causadora dos saldos negativos de sua casa.

- Eu tenho que recuperar os pontos que perdi.–pensou consigo mesma de frente ao espelho.

Arrumou seu material e rumou para o salão principal onde poucos alunos se encontravam lá. Minerva já estava na mesa dos professores junto a Dumbledore e o seu algoz, Severus Snape.

Snape se sentou para tomar café da manhã, Alvo e Minerva olhavam para o mestre das poções com uma certa mágoa.

- O que foi Alvo acabou o seu estoque de doces?

- Não. Um certo professor zerou os pontos da grifinória. E para isso só alguém que seja capaz de fazer.

- Disse Alvo servindo-se de um cálice de suco de abóbora.

- Mas você não pode tirar os pontos sem motivos - Disse Minerva o olhando feio.

- Dois motivos os contarei para o diretor da escola que por sinal não é você Minerva. Agora já tenho que ir tenho uma aula tediosa com sua querida casa, e o ano que darei aula e da aluna que conseguiu perder todos os pontos.

- Severo por favor antes da aula quero que venha comigo até minha sala.

Alvo se levantou e Snape o seguiu até sua sala.

- O que aconteceu agora Severo que o deixou tão irritado a ponto de zerar uma casa.

- A Granger ela saiu de Hogwarts e se eu não a tivesse achado, essa hora eu estaria assinando presença em seu funeral.

Snape contou tudo para Alvo e o homem mais velho não conteve o riso.

- Severo você está perdendo a cabeça, ela é apenas uma aluna. Que mal tem em quebrar regras algumas vezes, e pelo que me contou ela estava fora de Hogwarts por sua culpa.

- Alvo você está rindo muito. Será que você não está com algo que me pertence.

- Ainda com essa história que foi roubado. Deve ter guardado em algum lugar tão bem guardado que você próprio não o acha.

- Alvo ele sumiu por sua causa. Reze para todos os deuses que conhece para que eu o ache. Se cair nas mãos de algum comensal. O lorde das trevas terá conhecimento que eu menti para ele e que minha lealdade nunca foi dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...