História O Dominador - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Dominação, Drama, Kim Taehyung, Romance
Visualizações 388
Palavras 1.370
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegueyyyyyyyyy

Ele tá com ciúmes, ele tá com ciúmes.....kkkkkkkkkkkkkkkk

Leiam e comentem!!!

Capítulo 12 - A decisão é sua


Fanfic / Fanfiction O Dominador - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 12 - A decisão é sua

                Taehyung acordou cedo, mas desta vez, tinha dormido como há muito tempo não conseguia. Talvez, a sua última noite bem dormida tivesse sido em Bali, também ao lado Dela. Ela estava fazendo o que ninguém jamais havia conseguido com ele: mexer com seus sentimentos. Justo ele, que era visto como o pior dos pesadelos de qualquer um que se colocasse em seu caminho, o pior dos chefes que alguém poderia ter. Uma pessoa fria, manipuladora, sem caráter, sem escrúpulos. Não era à toa que o seu apelido dentro da sua própria empresa, entre os seus funcionários era “O Dominador”. Todos ali tinham muito medo de dizer uma palavra diferente do que ele quisesse ouvir.

                Aí, chega uma American Girl, do nada e consegue mudar tudo dentro dele. Consegue quebrar a tal “pedra de gelo” que ele tinha no lugar do coração. Desde que eles chegaram de Bali, Kim Taehyung estava menos grosseiro com seus funcionários. Alguns ousavam dizer que ele estava mais educado e gentil. Algumas jovens já conseguiam suspirar pelos corredores, quando o viam passar. Afinal de contas, ele era um homem bastante atraente. E ele sabia disso.

                Levantou antes de todos e preparou o seu café sozinho. Saiu de casa antes de Lana acordar e deixou seu motorista à disposição dela para leva-la onde quisesse. Parou em uma praça e sentou na beira de um lago, pensativo. Ficou lá por um bom tempo, refletindo em tudo o que estava acontecendo em sua vida. Quando resolveu olhar para o relógio, viu que estava bastante atrasado e seguiu para a NKJ. Chegando lá, ligou para Andrew:

- Andy, poderia vir até a minha sala, por favor? Precisamos conversar sobre alguns assuntos sérios e tem que ser agora cedo ainda...

- Sim, senhor. Já estou indo.

- Andy...me chame somente de Taehyung, por favor, ok?

- Ahmm... ok Taehyung.

 

(...)

 

Lana acordou e se assustou ao perceber que estava no quarto dele. Olhou em volta para procurar, mas não o encontrou. Ficou aliviada ao perceber que estava sozinha e vestida. Quando foi para o seu quarto, viu no relógio o quanto estava atrasada para trabalhar e já imaginava o escândalo que Taehyung faria quando ela chegasse. Enquanto tentava escolher uma roupa apropriada para trabalhar e sair à noite com Jungkook, ouviu seu telefone tocar:

 

*Ligação ON*

- Oi minha linda, bom dia! Acabei de chegar na empresa, mas não te achei. Aconteceu alguma coisa?

- Oi Kookie, bom dia...me desculpa. Acabei dormindo mais do que devia e acordei agora. Mas já estou indo, ok?

- Não se esqueça de hoje à noite, ok?

- Ok, não vou me esquecer.

- Quer que eu vá te buscar?

- Não precisa... eu já estou saindo. Daqui a pouquinho eu chego aí.

- Ok então. Se precisar de qualquer coisa, me liga.

- Não se preocupe. Até mais. Um beijo.

- Outro prá você.

 

*Ligação OFF*

 

                Lana se arrumou rapidamente, desceu as escadas quase tropeçando nos pés e ficou preocupada quando viu a sala vazia e somente alguns empregados de Taehyng arrumando o escritório e outras duas senhoras na cozinha. Tentou perguntar onde ele estava, mas como ela não entende nada do que eles falam, só conseguiu identificar quando uma das cozinheiras apontou para a porta de entrada da casa. Do lado de fora, encontrou o motorista, que lhe cumprimentou com um inglês quase tão perfeito quanto o dela mesma:

- Senhorita Harris, bom dia. O sr. Kim já foi para a empresa e me colocou à sua disposição para leva-la onde a senhorita quiser durante todo o dia hoje.

- Como se chama?

- Park Young, senhorita

- Então podemos ir Young? Me leve para a NKJ, por favor.

- Imediatamente, senhorita.

                Lana estranhou o fato de Taehyung não tê-la nem sequer acordado para não se atrasar para o trabalho. Na verdade, Lana estava estranhando tudo em Kim Taehyung. Ele estava mais disperso, mais pensativo, às vezes até mais calmo. Ele só se zangou com o fato de Lana não ter comentado nada a respeito do jantar que teria naquela noite com Jeon Jungkook e ela sabia que tinha errado em não falar nada antes e ele ter descoberto de uma forma não apropriada: o certo era ela ter contado e não ficar sabendo por Jungkook. Mas...já tinha acontecido. Ela tentaria se desculpar com ele mais uma vez...

“Por que será que ele tá tão diferente? O que tá acontecendo? Será que ele se arrependeu de ter me trazido prá cá? Ele disse algo parecido com isso, ontem à noite... Será que ele bebeu ontem porque eu não falei nada com ele? Por que ele não fala nada comigo?? Argh!!!! Droga, droga, droga e...”

- Senhorita Harris, chegamos. A senhorita ainda vai precisar de mim?

- Ahn? Ah, não, Young. Pode voltar para a mansão. Vou voltar para casa mais tarde, hoje. Muito obrigada!

- Ao seu dispor, senhorita.

                O jovem motorista abriu a porta do carro e Lana entrou logo na empresa, sendo recebida por Andrew:

- O Chefão tá louco querendo saber toda hora se você já chegou.... Ele sabe que Jungkook tá na sua sala te esperando...

- Bom dia prá você também, Andy...Me faça um favor, peça uma xícara de café bem forte para mim, na minha sala?

- Acho melhor você ir falar com Taehyung primeiro, minha linda...

- Tá bom, tá bom...

                Lana seguiu direto para a sala de Taehyung. Jungkook a viu passar correndo, tentou falar com ela, mas ela só acenou como que dissesse “Depois...”. Ele entendeu o recado e voltou para a sala dela.

- Bom dia, sr. Kim. Perdoe o atraso... é que...

- Bom dia Lana. É que você dormiu bem como há muito tempo não dormia...Acertei?

- Er... por aí... – Lana sorriu, sem graça.

- Sem problema...eu não quis te acordar justamente porque percebi que você tava num sono tão gostoso... Tava tão linda dormindo....

                Lana corou com a última fala de Taehyung.

- Mas eu pedi para que você viesse até a minha sala antes de começar o seu expediente porque eu tenho um assunto muito sério para tratar contigo agora cedo: você acha melhor ir para um hotel? Está desconfortável em minha casa? Eu pedi para o Andrew fazer uma reserva para você no melhor hotel da cidade, tudo por conta da empresa e coloquei o meu motorista à sua total disposição. Achei que ficaria mais à vontade...

- Não!!!! Er... desculpa... Eu estou muito bem na sua casa. Eu saio somente se o senhor quiser, é claro...

- Tá bom, então... se você não vê nenhum problema.... A reserva continuará feita. Se mudar de ideia é só pedir que o Young faz a sua mudança.

- Não precisa mesmo, sr. Kim! Eu estou bem... Estou incomodando?

- De forma alguma. A sua presença me acalma, me deixa feliz. Eu é que não posso forçar a minha presença. Já não basta ter que me aturar o dia todo aqui? Rsrsrs

- Se eu puder continuar na sua casa, eu vou ficar muito feliz, Tae...

- Então, fique. O tempo que você quiser...

                Lana já estava saindo da sala, quando Taehyung chamou novamente:

- Lana?

- Sim?

- Obrigado por me chamar de Tae, novamente. Você não tem noção do quanto me faz bem te ouvir me chamar assim...

                Ele se aproximou dela e lhe deu um longo beijo na bochecha. Ele queria mais do que um simples beijo no rosto, mas o ambiente de trabalho não era apropriado. Ele era o Chefão e ela, apenas mais uma funcionária. Ela sentiu um arrepio correr por todo o seu corpo somente com esse beijo e, por um instante, também desejou mais do que isso.

- Hoje à noite vou jantar sozinho, é isso?

- Sim... Tae, eu queria...

- Não se preocupe, tá tudo bem...

                Taehyung ficou olhando para Lana enquanto ela se afastava para sua sala. Quando ela sumiu de sua vista, ele sentou em sua cadeira e começou a rabiscar um papel qualquer que estava na mesa, com raiva.

                “Não, Lana...não está nada bem!!!! Que droga!! O que é isso que você tá fazendo comigo, garota?? Isso não vai dar certo! Não pode ser!! Vou enlouquecer!!! Que merda!!!!"

 

***Continua***

 

 

               

 

 

               

 


Notas Finais


No comments...
Agora vem o tal jantar com o Kookie e...
Sei lá, neah???

Fui
Xau

~Winnie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...