1. Spirit Fanfics >
  2. O drama da insegurança >
  3. O primeiro dia que te vi

História O drama da insegurança - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Toda a menina que enjoa da boneca, é sinal de que o amor já chegou no coração"

kkk música de Luiz Gonzaga

Capítulo 2 - O primeiro dia que te vi


Era apenas uma menina linda e fofa, que gostava tanto de brincar com suas bonecas.

Mas as bonecas foram deixadas de lado, sua maturidade estava florescendo assim como as flores depois das chuvas.

Embora crescesse e suas pétalas se abrissem, o amadurecimento ainda não tinha se despertado na jovem de 13 anos que sonhava em encontrar o príncipe encantado.

Muito nova e infantil, ainda tinha muito para sofrer, antes de encontrar o verdadeiro amor.

Talvez seu verdadeiro amor fosse mesmo o menino em quem se apaixonou, quem sabe? Mas ainda estava cedo, nem ao menos sabiam da sua própria identidade.

Rin:

“Que face eu devo mostrar para o mundo?”

Em casa de um jeito, na igreja de outro, na escola eu mudo.

 “inspirarei em quem? Na menina boazinha ou na garota imponderada?”

Qual é a face que devo mostrar para o mundo?

Será que a face que me apresentam é mesmo real?

Não sei, já me cansei de toda aquela bajulação, só quero encontrar alguém que me faça sentir emoção.

Na onde encontrar? Meus colegas de escola são tão imaturos e bobos... Eu não sou imatura e nem sou boba...

Mas ao mesmo tempo me sinto como uma princesa dos desenhos...

Como viverei um romance dos desenhos rodeado desses bobos, imaturos? Por sorte a escola não ocupa todo meu tempo, tenho a tarde inteira pra fazer outras coisas...

 Fui incentivada pelos meus pais a aprender tocar um instrumento musical, talvez assim pudesse expressar "as canções da minha alma".

Quando ingressei na escola de música, na minha sala só havia um aluno.

Ficamos nos três, ele, o professor e eu.

Estava tão nervosa... Fiquei assustado quando vi o instrumento que iriamos tocar, era maior que eu... Não conhecia muito esse tal de violoncelo. 

Na escola de música havia outras classes de instrumentos, porém não tinha mais vaga, então vai esse mesmo

 Estou realmente nervosa, sou uma novata que não sabe de nada... E se eu tocar mal, o menino irá rir de mim... Espere... O menino nem olha para mim... Que menino indiferente, bom, melhor assim, pelo menos não serei zombada por ele...

Escutei a sua voz quando falou com o professor, era calma e grave, combina com seu jeito maduro...

Vejo que certa melancolia esconde-se naqueles orbes dourados, e harmoniza com sua música.

De repente desejei que olhasse para mim.

Por que não olha para mim?...  Mas se ele olhar e perceber que... Aí que vergonha...

Acabou a aula, vou embora.

Professor: Tchau Rin

Rin: Tchau professor.

Não posso esperar pela próxima aula, acho que isso vai ser legal.

Finalmente vou poder viver um romance como nos desenhos?  Já me sinto uma princesa, olha essas escadarias, vou pisá-las nas pontinhas dos pés.

***

Perspectiva de Sesshoumaru

Sesshoumaru: A menina nova parece assustada...

É Seu primeiro dia de aula... Será que devo dar as boas vindas e cumprimentá-la?

Para que? Não precisa

Afinal ela será como todos humanos...

Parece tímida, não escutei sua voz, só fica balançando a cabeça ao ouvir as instruções do professor, é melhor assim, uma pessoa tímida que não olha para mim...

 

A aula acabou... A menina vai embora.

Não trocamos uma só palavra

Professor: Tchau Rin

Rin é o seu nome

Sou dispensado da aula e caminho logo atrás dela

Não percebe minha presença...

Então eis que vejo a menina tímida e assustada descendo as escadarias com passinhos saltitantes, e as mãos suspensas, segurando um vestido invisível...

Que infantil... Aposto que morreria de vergonha se soubesse que estou a vendo


Notas Finais


Será que vai rolar algo entre eles? Sesshoumaru quer nem pensar nessas coisas.
Mas Rin...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...