1. Spirit Fanfics >
  2. O Duque e Eu >
  3. Dois meses sem o Duque

História O Duque e Eu - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Lindinhos aqui estou eu atualizando, espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 3 - Dois meses sem o Duque


Tomamos café juntos, estávamos na mesma sala, sentados em lados opostos da mesa. Ele tinha o jornal na mão e toda sua atenção era dirigida para as folhas que ainda pareciam mornas, pois, os criados passavam ferro para que a tinta não sujasse as mãos do Duque.


— Viajo hoje à noite. — Falou ainda olhando às folhas em preto e branco. — Voltarei em dois meses e espero que tenhamos conseguido dessa vez.


— Concordo. — Caso tivesse engravidado, ele não me visitaria por nove meses e isso, por si só, era um grande presente.


[...]


Não estava alegre em júbilo, mas estava feliz ao acenar da porta enquanto a carruagem subia rumo ao portão principal.

O Duque Park Yoon, meu marido, o primogênito herdeiro de um Ducado próspero, é meu primo em terceiro grau, sou dez anos mais novo que ele e casei-me aos dezesseis como uma tradição de família.

Os casamentos são dentro da família, minha omma é casada com o primo e a omma dela da mesma maneira. Uma tradição comum em famílias nobres. Ainda tenho sorte, já que meus sogros são falecidos ou teria que viver com eles na mesma casa, e o único irmão do meu marido mora no Japão e cuida das terras que herdou do falecido Duque. Não sei como ele é, nunca o vi, mas conhecendo o Yoon imagino que ele deva ser igual.

[...]

Dois meses passaram rápido e quando já estava resignado com o retorno dele, fui informado que levaria mais um mês antes do seu regresso. Confesso que estou feliz, apesar de não ter engravidado e vamos voltar a tentar quando ele retornar. O médico da família, Dr. Kim, vem constantemente me examinar para garantir que eu esteja saudável.

[...]

Estamos no meio da primavera e a chuva forte parece não ter fim. Meu cômodo favorito ainda é a biblioteca, fico aqui todas as horas livres sonhando com mundos imaginários e lugares que nunca conhecerei.

Abandonei o livro que estava lendo, quando uma luz amarela de um provável lampião que vinha da janela, chamou-me atenção. Tenho à visão da entrada da mansão e para minha surpresa, dois cavaleiros chegaram a pleno galope e logo atrás deles uma carruagem com o lampião preso ao lado do condutor. Sinto meu sangue gelar, meu marido chegou uma semana antes.

— Senhor Jimin. — À senhora Lee entrou desesperada. — Uma tragédia!


Ela estava transtornada, fiquei aflito enquanto era arrastado até à sala.

Dois alfas estavam ali, eu os conhecia; o advogado do Duque, Min Yoongi, e o conselheiro Kim Namjoon.

— Boa noite, senhor Park. — O tom sério do mais alto me deu um arrepio.

— Boa noite. — Não consegui esconder minha surpresa em tê-los no meio da noite em minha casa — O que fazem aqui há essa hora?

— Temo que sejam péssimas notícias. — O advogado disse e senti o peso das palavras.

— Melhor o senhor sentar. — Kim disse, ainda mantendo o tom sério na voz.

Sentei e eles fizeram o mesmo, à senhora Lee permaneceu ao meu lado.

— Houve um acidente na estrada e o Duque Yoon não sobreviveu.

Às palavras foram ditas lentas e firmes, senti meu corpo estranho, perdi à força nas pernas e uma afiliação me dominou. Eu não o amava, sequer o suportava, porém, era meu marido e o choque em saber da sua morte me fez tombar.

Tudo ficou silencioso e escuro por um longo tempo, e quando voltei a razão estava em meu quarto, com um médico ao meu lado.

— Como se sente?

— Estou zonzo. — Tentei sentar, mas a cabeça girou e fez-me deitar novamente. — O que aconteceu? Foi um sonho?

Eu queria que tivesse sido um sonho, um terrível pesadelo.

— Sinto dizer que é verdade. O Duque Park faleceu.


Notas Finais


Bjuss no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...