História O elfo da floresta - Capítulo 16


Escrita por: ~

Visualizações 5
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


voltamos, foi mal gente é que eu ando ocupado com o grupo do spirirt

Capítulo 16 - A fuga do feiticeiro


Fanfic / Fanfiction O elfo da floresta - Capítulo 16 - A fuga do feiticeiro

Enquanto os dragões de Thalos e Telac se encaravam, o rei e o feiticeiro se preparavam para um combate corpo a corpo e fora isso estava Indir a lutar junto com seu guerreiro, o mago, enfrentando o lanceiro de Telac.

Fazia um bom tempo que os espíritos heroicos estavam lutando, porém com pouco sucesso nenhum deles conseguia derrotar o outro, porque possuíam igual força. Tudo dependia de Thalos e seu dragão espectral que teriam que vencer o dragão ancestral do feiticeiro, então um grito vindo de Thalos fez o dragão espectral atacar o dragão ancestral. Com uma tremenda força os dois se digladiaram fazendo o chão tremer, o feiticeiro olhava perplexo, porque não era costumeiro que seu dragão não finalizasse um espectro rapidamente. Logo após isso o rei dos sindar embainhou a espada e avançou sobre Telac, só que quando o bruxo foi se defender o rei desapareceu na sua frente e reapareceu gritando:

-Força da terra! – Dando um chute no feiticeiro que foi arremessado para longe.

-É assim? Vou te mostrar uma coisa ser insignificante! – Disse Telac e logo se pôs a falar – velocidade de raio. – E o feiticeiro desapareceu e reapareceu na frente de Thalos com uma espada espectral, quando foi deferir o golpe o rei sumiu.

O bruxo ficou procurando o rei, mas não conseguia encontrar de repente o Thalos reapareceu em cima do feiticeiro e tentou golpeá-lo enquanto caia, mas Telac desviou e tentou atacar o rei, mas este recuou e conseguiu não ser ferido perante a investida do feiticeiro, então o rei disse:

-Sabe o que me é interessante? Não? Bem vosso dragão tem sido muito bem distraído pelo meu, mas tu esqueceste que tenho uma carta na manga, como conjurador posso fazer mais de uma conjuração, então como eu posso dizer isso de uma forma sutil? Ah sim! Você se deu mal!

Então outro dragão surgiu atrás do feiticeiro e então Telac sorriu e disse:

-Tores on. – Do nada várias correntes prenderam o dragão ao chão.

O que aconteceu foi que o feitiço proferido por Telac era para garantir que o dragão não se mexesse embora ele não pudesse matá-lo, então o feiticeiro sorriu novamente olhando para o rei que estava perplexo com o ocorrido, mas logo voltou a si e pensou consigo mesmo:

‘Não posso vencê-lo se eu continuar usando só magia de conjuração, mas eu posso afasta-lo do meu dragão e liberta-lo’

Então o rei dos sindar correu a toda a velocidade para cima do feiticeiro que desapareceu e reapareceu na frente do rei, então Thalos disse:

-Eu não errei.

-Será mesmo, você não me feriu. – Disse o feiticeiro.

-Verdade, mas ele vai te ferir. – Disse Thalos com um imenso dragão atrás dele que se levantava e estava irado por ter sido preso.

O feiticeiro tendo olhado a situação pensou em fugir, mas seu dragão estava preso em um combate acirrado, sou única escolha era enfrentar a besta fera, o feiticeiro se preparou para atacar o dragão quando uma grande chama surgiu no meio do campo de batalha com uma voz fria que ecoou pelo campo de batalha:

-Saiam daqui reis élficos essa luta é única e exclusivamente minha! – Era o Maquiavel o deus da guerra de arda e os céus ficaram vermelhos

Então como viram que estavam em desvantagem lutando com o deus da guerra ambos os reis fugiram indo em direção a cidadela dos elfos que ficava à alguns quilômetros, enquanto as majestades fugiam o deus da guerra olhou o feiticeiro e disse:

-Volta a tua fortaleza, infante, esta guerra é minha. – Apontando a mão para o feiticeiro

-Eu quero te ajudar a derrotar esses seres insignificantes. – Disse feiticeiro

-Que assim sejas, fizeste tua escolha verme. – Retrucou o deus da guerra, de repente raios saíram das mãos do deus da guerra e arremessaram o feiticeiro para longe.


Notas Finais


ficou curto mais amanhã teremos um capitulo thu-thu-ca com novos personagens e uma serie de batalhas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...