1. Spirit Fanfics >
  2. O empregado alfa >
  3. Cio de Alexander

História O empregado alfa - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei, mas tá ai. Espero que gostem.Agora começam minhas provas, talvez demore um pouco para postar.

Capítulo 38 - Cio de Alexander


POV ALEC

Como sabia que não aguentaria muito, só deixei que meu lobo assumisse o controle de uma vez e logo meus olhos voltaram a ficar vermelhos de novo.

Eu até queria retribuir a linda declaração que Magnus falou para mim, mas quando ia responder, meu cio começou e fiquei com medo de, por estar no cio, meu lobo se tornasse agressivo pelos anos de opressão que sofreu, mas, ele não fez isso, só se aproximou de Magnus e começou a beijá-lo.

Desci as minhas mãos até sua cintura o puxando para perto de mim. Apertei ela entre minhas mãos sentindo Magnus arfar enquanto me beijava. Minhas mãos foram ao encontro da sua bunda e dei um aperto forte nelas ouvindo ele arfar surpreso. Impulsei seu corpo e trouxe ele para o meu colo e, ainda em pé, andei até a árvore mais próxima colocando suas costas nela.

Rapidamente retirei a camisa que ele usava, mas não a rasguei, não quero que quando acabar ele saia pelado da floresta e um monte de alfas fiquem o olhando, então não poderia rasgar suas rupas assim.

Desci minha boca da sua e fui ao encontro do seu pescoço e que, para a minha sorte estava todo branquinho, desesperado par ser marcado e logo vi sua marca, a minha marca. Lambi ela sentindo o corpo de Magnus tremer e comecei a chupar seu pescoço vendo as marcas que eu ia deixando.

Desci novamente e me vi olhando seus mamilos, tão rosinhas e logo comecei a chupá-los, lambe-los e mordiscá-los ouvindo seus gemidos baixinhos, o que era delicioso de ouvir. Em seguida retirei sua calça junto com sua cueca e deixando nu, e pelo anjo, que corpo maravilhoso.

Nu, retirei ele do meu colo vendo me olhar confuso, mas ignorei e peguei no meu membro que a cada gemido de Magnus, ficava mais ereto. Olhei para ele e falei:

- Ajoelha e me chupa.

Vi Magnus tremer e se ajoelhar em minha frente, com os olhos quase formando sua cor natural. Coloco meu membro em sua boca e sem mais delongas, enfio tudo em sua garganta ouvindo ele gemer surpreso. Sinto seus lábios em toda minha extensão, começo a estocar sua garganta olhando diretamente para Magnus que chupava e sugava meu pau com toda sua vontade. Ele me chupava rápido e meus gemidos pareciam que instigavam ele a fazer mais rápido. Logo gozo em sua boca vendo ele engolir tudo dando um sorriso sapeca para mim quando tiro da sua boca.

POV MAGNUS

 Sentia minha entrada se contrair por ver a cara de tesão que Alexander fazia toda vez que eu chupava com mais força seu pau. Depois que ele goza e engulo tudo, ele me pega no colo de surpresa e me coloca sobre a grama macia e sinto uma leve ardência na minha bunda, eu iria gemer, mas logo sou interrompido por dois dedos na minha boca e logo entendi e comecei a chupá-los como se fosse seu pau novamente. Olho diretamente para Alexander, com seus olhos vermelhos e cheios de desejo. Ele logo retira os da minha boca e direciona para a minha entrada, que continuava se contraindo pela excitação e desejo de tê-lo dentro de mim.

Sinto seus dedos me invadirem indo e vindo fazendo meus gemidos aumentarem, sento minha entrada se alargar para receber Alexander, e de repente ele retira de dentro de mim e olho para ele novamente.

- Me fode Alexander. – Falo vendo seus olhos se tornaram um vermelho mais escuros e ele logo sorri.

- Com prazer.

Sento seu membro me invadindo e logo começo a gemer novamente, ele vai com cuidado e quando entra tudo, espera um pouco para eu me acostumar, vejo em seus olhos que estavam vacilando, provavelmente ele e seu lobo discutindo para ele ir devagar comigo.

- Me fode Alexander, com tudo. – Falo e senti ele me levantar em seu colo ainda com seu membro dentro de mim, ele se senta na pedra e fala:

- Cavalga para mim Magnus.

Faço o que ele fala e começo a subir e descer em cima dele, sentindo seu pau indo cada vez mais forte e fundo chegando a atingir meu ponto várias vezes, não me controlo e começo a gemer cada vez mais alto sem me importar se alguém está escutando. Depois de um tempo, sinto minhas pernas fraquejarem e Alexander percebe isso, já que segura em minha cintura ajudando nos movimentos fazendo eu quicar mais rápido. Ele se levanta da pedra e me coloca deitado de frente para ele com as pernas mais abertas possíveis.

Senti seu pau se enterrar em mim de uma vez só me fazendo gritar. Ele repete essa ação de vai e vem várias vezes sentindo seu membro ir cada vez mais fundo e puxando meu corpo para ficar cada vez mais perto. Ele ergue minha perna e a coloca sob seu ombro e senti meu membro ir mais fundo ainda, me fazendo quase ver as estrelas pela força que ele usava para me estocar. Passamos um tempo assim e ele acaba gozando em meu interior, sentindo seu gozo me preencher maravilhosamente bem saindo de dentro de mim.

Ele olha para mim sorrindo malicioso e logo cai de boca no meu pau, que estava mais duro do que pedra. Não consigo evitar e gemo alto falando seu nome.

- ALEXANDER. – E gozo em sua boca, vendo ele engolir tudo passando a língua fora para pegar os que estavam escorrendo.

Estava cansando e ofegante, Alexander tinha acabado comigo, eu não conseguia nem sentir minhas pernas, elas estavam tremendo e logo vi Alexander se deitar ao meu lado ofegante também.

- Nossa, você acabou comigo. – Falei virando a cabeça para olhá-lo.

- Nossa, isso é só o começo. Temos mais dois dias ainda. – Falou depois deum tempo.

- Pelo anjo. – Falei chocado me perguntando se aguentaria e ouvi Alexander rir. – Do que está rindo? Não é você que está todo dolorido.

- Calma.... Esquece. Eu queria ter respondido a sua declaração mais cedo, mas não deu tempo, e acredito que não teremos tempo, então eu falo quando meu cio acabar. – Ele fala se colocando em cima de mim novamente.

- Ok, de novo? – Perguntei.

- Agora. – Tremi quando ele falou com sua voz de alfa.

E fomos tudo de novo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...