1. Spirit Fanfics >
  2. O empregado do meu pai (short fic) >
  3. Pt. 12

História O empregado do meu pai (short fic) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


AVISO DE SENSIBILIDADE

se você é sensível a coisas como relações sexuais não leia esse capítulo

ele conterá descrição explícita de sexo e nudez.

é isso, basicamente capítulo pra bater uma, beijos 👉👈😳

Capítulo 12 - Pt. 12


° Taehyung pov °

Ontem, depois que eu fui embora da casa de Jungkook eu confesso que tive a sensação de que aquela minha ideia de provocar ele foi péssima. Jungkook é uma pessoa bastante vingativa quando se trata de coisas assim, sem um final bem resolvido, e eu tenho plena certeza de que estou fodido hoje, literalmente. Suspirei um pouco antes de sair de casa diretamente para a casa dos Jeon's, chegando junto de Jeon e entrando depois dele.

O pai do menino me deu bom dia e eu retribui, sorrindo gentil para ele que logo depois que chegamos, saiu. Peguei as louças e fui ligeiramente até a pia para lava-las. Não posso dizer que não me sentia ansioso em pensar que Jungkook não ia aguentar me provocar por muito tempo sem que fizéssemos nada, então seria bom, eu acho.. Estava terminando de guardar as louças quando senti as mãos de Jeon em minha cintura, apertando ela levemente enquanto esfregava "discretamente" a sua parte íntima na minha bunda. Ok, esse garoto acha que eu sou burro? Obviamente ele sabe que não, e é por isso mesmo que ele está fazendo isso.

— Jeongguk-ah, o que está fazendo?

Jungkook— Hm? Nada. Só, carinho. Você disse que podíamos fazer isso.

Ele sussurrou no pé do meu ouvido, me rendendo muitos arrepios por conta daquela voz firme e levemente rouca chegando de pouco em pouco nos meus tímpanos, me deixando com dor nas pernas só de pensar em coisas impuras.. Tira isso da sua mente Kim.. Ele desceu os lábios lentamente até o meu pescoço e alí deu uma leve fungada com o nariz, me fazendo revirar meus olhos discretamente, continuando com as atividades que agora eram poucas.. Quando senti a língua dele entrar em contato com a minha pele eu notei que aquilo estava começando a ficar sério. Minhas pernas tremiam e eu sequer havia feito esforço, todos os pêlos do meu corpo arrepiados e mãos já suadas, todas essas sensações se intensificaram quando aqueles beijos molhados foram sendo depositados calmamente por todo meu pescoço exposto para ele..

— Jungkook, eu disse pra você não fazer isso milhões de vezes.

Jungkook— Quem disse que você manda em mim, hm?

Senti o garoto forçar a intimidade contra a minha, me fazendo fechar os olhos um pouco e suspirar baixinho. Aquilo estava me deixando não só excitado, mas nervoso por ficar excitado. Que coisa.. Terminei de guardar as louças e fiz com que Jeon se afastasse.

— Preciso fazer as coisas na casa Jungkook, depois a gente fica junto.

Jungkook— Mas eu quero..

— gguk, você sabe como a gente faz. Depois tá bom? Vou terminar rápido, não tem muitas coisas pra fazer hoje.

Jungkook pareceu satisfeito com aquela ideia. Ele assentiu levemente e se afastou, indo se sentar no sofá e ligando sua televisão. Assim que ele fez isso, eu subi para limpar os quartos de cima. Nossa, eu fiquei muito nervoso com aquela situação.. Eu nem sei como reagir..

[...]

Assim que eu terminei meu trabalho, - algo que foi rápido - Jungkook me puxou para ir com ele rapidamente até o andar de cima, local onde nós dois nos sentamos na cama dele e ficamos nos olhando.. O clima entre nós estava bastante estranho na verdade. Nós não estávamos acostumados com aquele tipo de interação sexual que tivemos ontem e hoje, talvez isso sem nenhuma conversa tivesse feito o clima estranho.

— Jungkook, precisamos conversar.

Jungkook— Eu acho. Vamos, falar sobre aquilo?

— É, exatamente.

Percebi que ele estava sim envergonhado, e isso me fez rir fofo com a reação.. Jungkook não era alguém fácil de deixar envergonhado, mas quando ficava era tão fofinho. Fez um leve carinho nos cabelos do garoto e puxei ele para um abraço carinhoso e amigável. Dei um beijinho na bochecha alheia e decidi que falar assim seria melhor.

— Se você quiser tentar, a gente pode.

Jungkook— Hoje?

— Uhum, hoje.. Estou disposto a, dar prazer pra você.

Jungkook pareceu feliz com aquilo. Afastou rapidamente o rosto do nosso abraço e segurou o meu com suas mãos, apertando minhas bochechas e rindo fofo com aquilo. Ele parou de rir mas manteve uma expressão amigável e gentil no rosto, me fazendo sorrir também..

Jungkook— Eu não quero sentir isso sozinho, também quero dar o melhor pra você.. Mas, eu nunca fiz isso com garotos.

— Não precisa ficar assim, é a mesma coisa que com garotas.

Eu disse simples, dando uma mordida leve no nariz de Jeon que fez uma careta e soltou meu rosto. Ele corou mais uma vez e suspirou baixinho em sinal de derrota, me fazendo ficar confuso com a reação dele. Provavelmente seria melhor ele pensar que é igual a ficar com uma garota, talvez eu tenha dito algo errado? Ele pareceu tão, chateado?

Jungkook— Eu, nunca fiz isso nem com uma garota.

Jungkook porque você é tAO FOFINHo?????? A carinha que ele fez pra dizer aquilo me derreteu todinho. Ele ficou muito envergonhado com a situação, e isso me fez rir todo boiolinha. Tenho que parar de ser baitola pelo Jeon, que saco. Beijei o nariz dele e parei de rir quando vi ele ainda mais envergonhado.

— Não estou rindo disso, é da sua carinha. Você é fofo gguk.

Fiz um carinho nas madeixas de Jeon e beijei a testa dele, sorrindo minimamente enquanto olhava ele, que ficou ainda mais vermelho. Abracei-o novamente e me sentei sobre o colo do mesmo, beijando o rosto dele com carinho antes de ajeitar meu corpo sobre o dele.

— Ok amor. Vamos  fazer isso com calma tá? Eu te ensino tudo que precisa saber.

Jungkook assentiu levemente e me beijou, um beijo romântico porém intenso, com um toque de calor de ambos os corpos que já necessitavam tanto um do outro..

° autora pov °

Os dois corpos quentes aos poucos foram se juntando, o beijo os deixava ainda mais envolvidos naquele próximo ato que fariam. Kim segurou firme nos ombros do menino que por sua vez segurou na cintura, um ponto bem frágil de Taehyung. Jeon sabia tão bem disso que queria o provocar pelo menos um pouco. Ficou apertando o local bem definido e fino do mais velho, que suspirava contra os lábios selados com os seus.. Aos poucos, o beijo foi se afastando e eles finalmente se olharam. Aquele mesmo olhar intenso e romântico de sempre. Taehyung sorriu um pouco para o menino antes de firmar novamente as mãos nos ombros dele, massageando o local antes de começar a rebolar levemente sobre o colo do garoto que tomou um pequeno susto.. Aquilo foi ótimo para Jungkook, ele se sentiu extremamente bem com aquela esfregada em sua intimidade, e a sua reação foi um gemido e um pequeno espanto pela sensação tão satisfatória.

Taehyung— O que foi? Doeu?

Jungkook— N-Não.. Isso foi bom, faz de novo?

Taehyung achou aquilo extremamente fofo, mas tentou agir sem surtos.. Fez mais uma vez aquele movimento, e  vendo que Jeon virou sua cabeça para trás continuou, fazendo repetidas vezes enquanto soltava leves suspiros. Levou rapidamente os lábios até o pescoço exposto do menino começando a beijar ele de forma lenta, com selares molhados e as vezes arriscando em chupões leves, apenas para ver a pequena marca vermelha alí. Mordiscou levemente o local antes de afastar rapidamente, continuado com seus movimentos até que sentisse o membro duro abaixo de si. - coisa que não foi difícil - Depois de pedir permissão ao mais novo, retirou a camisa dele e a sua, fazendo um leve carinho nas madeixas de Jeon antes de levar suas mãos até os mamilos do menino, massageando eles delicadamente para ter certeza que a reação dele seria positiva.

Jungkook— Isso é estranho..

Taehyung— Estranho ruim?

Jungkook— Não, estranho bom...

Taehyung sorriu minimamente e continuou fazendo aquilo, amassando os mamilos alheios vez ou outra ouvindo os leves gemidos de Kook, que puxou a cintura do menino acima de si e roçou seu volume na entrada dele. Kim gemeu levemente e riu baixinho olhando Jeon, descendo do colo dele e indo lentamente até o volume presente entre eles. De pouco em pouco, abaixou a calça do garoto e observou com atenção o músculo; Não era muito grande, porém era grosso e tinham veias saltadas mesmo que não fossem em excesso. Era bonito o suficiente para render de Taehyung um sorriso. Tocou nele levemente antes de levar sua língua com cuidado até alí e passar em toda a extensão, sugando apenas a glande quando chegou no topo. Ouvir os gemidos de satisfação do Jungkook era maravilhoso.

Taehyung— Eu, posso?

Jungkook olhou para Taehyung ao ouvir a voz dele, assentindo rapidamente com a pergunta do garoto que se apressou em, calmamente, colocar o membro de Jeon em sua boca.. Ouviu mais um gemido alto do menino, este que agora estava com os olhos fechados fortemente e contorcia seu corpo. Taehyung riu com sigo mesmo e continuou chupando todo o falo do garoto até que chegasse na base, proporcionando a melhor sensação possível ao mais novo contendo o sorriso em ouvir os gemidos clamando por Kim.. Obviamente, Jeon não iria durar muito tempo. Praticamente cinco minutos depois ele chegou no ápice, sujando a boca de Taehyung com seu esperma e gemendo arrastado conforme o líquido ia se esvaindo de seu corpo. O mais velho sorriu para Jeon, engolindo todo o líquido dentro de sua boca enquanto ainda sorria minimamente para o mais novo, este que parecia surpreso com o ato de Kim. Nenhum deles disse nada, Taehyung apenas retirou suas calças e fez o mesmo com as de Jungkook, deixando ele encostado na cabeceira da cama para assim poder se apoiar melhor. Sentou sobre o colo do mesmo e novamente voltou a fazer movimentos de traz para frente, agora tendo mais contato com a pele do garoto abaixo de si. Sorriu satisfeito e deu alguns beijos nos lábios alheios, abraçando os ombros deste que levou as mãos até as nádegas lisinhas de Kim, apertando elas com força e dando um tapa firme. Nunca se sentiu tão satisfeito em toda sua vida por fazer algo, essa com certeza foi sua maior satisfação. Apertar a bunda do Kim e estapear a mesma era um desejo forte dentro de Jeon, finalmente realizado. Taehyung apenas gemeu baixo e riu um pouco, afastando os rostos levemente assim podendo olhar Jeon durante cada ato seu.

Taehyung— Você quer tentar fazer ou quer que eu fique por cima?

Jungkook— Eu, não sei como fazer.

Taehyung— Não se preocupa tá? Eu vou fazer ser gostoso.

Jungkook ficou encarando os olhos de seu futuro namorado, dando um selar nos lábios dele e ficando por esperar Kim concluir aquela fala. Não queria que fosse bom só para ele, queria que Taehyung também saísse satisfeito, que fosse bom para os dois. Se sentia inseguro em não fazer aquilo ser bom o suficiente, então daria o máximo para ser. Ficou olhando o mais velho, este que riu e concluiu;

Taehyung— Para nós dois.

Jungkook sorriu satisfeito antes de ajeitar suas costas na cabeceira da cama, subindo suas mãos das nádegas a cintura definida do Kim, qual apertou levemente durante cada esfregada de ambos um contra o outro. Jeon se contorcia enquanto Kim, gemia baixo durante cada movimentação. Sorriam mínimo enquanto encaravam um ao outro de maneira intensa, sentindo-se cada vez mais envolvidos com aquelas simples provocações. Kim estava ansioso por aquele momento, mas com certeza não mais que Jeongguk, que ansiava do mais velho e transparecia isso apenas pelos suspiros em uma forma de súplica para que aquelas provocações acabassem logo, podendo finalmente meter no mais baixo.


Taehyung— Você quer?


O garoto perguntou olhando Jeon atentamente, segurando no membro dele e apenas fazendo pequenas ameaças de penetra-lo em si. Sorria mínimo durante cada provocação, e Jungkook sabia exatamente que fazia aquilo de propósito. Revirou seus olhos e assentiu várias vezes, querendo muito penetrar o garoto acima de si, mas devia ter muita paciência pois não queria machucar Taehyung. Não sabia como ele podia se sentir, não sabia quanto tempo não fazia isso, se já tinha mesmo feito isso, então ficou bastante receoso em avançar tanto. Quando finalmente o membro de Jeon entrou em contato com a entrada apertada de Kim, um gemido sofrido de Jeon foi solto, vindo mais deles logo depois que o falo já estava completamente dentro do mais velho, este que apenas suspirou baixinho não querendo gemer por pura vergonha de Jeon. Já havia transado várias vezes, mas nunca com alguém de maneira tão pessoal e amorosa como queria agora, então gemer para ele não parecia uma boa ideia. Seus gemidos eram grossos demais ou finos de mais muitas das vezes, e também era escandaloso. - pelo menos diziam isso - Por estas razões, dedicou que não gemer seria melhor. Enquanto esses pensamentos rolavam, Jungkook parecia desesperado para que aquilo começasse logo. Mexia sua cintura levemente em uma quase estocada olhando intensamente para Kim, apertando forte a cintura dele por culpa do tesão que sentia. Kim fez leves movimentos circulares no membro dentro de si, até que pudesse se adaptar com o pênis alheio antes de começar a movimentar-se de cima para baixo. Virou seu rosto para cima levemente sem desviar seus olhos dos de Jeon, gostando de ver as tantas expressões de prazer quais o menino esboçava. Era engraçado ver como ele se sentia satisfeito com coisas tão simples como as reboladas do Kim. Levou as mãos do mais novo até suas nádegas e este ato rendeu uma rápida abertura dos olhos até então fechados do Jeon.

Taehyung— Preciso da sua ajuda agora.. Você, só precisa levantar meu bumbum, entendeu?

Jungkook sempre achou fofa a forma como Kim não usava palavrões, apenas quando era necessário. Dessa vez não foi diferente. Sorriu fofo com aquilo e respirou ofegante, assentindo algumas vezes ajeitando seu corpo para que pudesse ajudar o garoto. Segurou firme nas nádegas do mais velho, que firmou as mãos nos ombros igualmente fortes aos braços de Jeon. Aos poucos foi fazendo movimentos de cima para baixo, fechando seus olhos fortemente e choramingando baixo para si mesmo. Passou a fazer movimentos um pouco rápidos toda vez que sentia bem, soltando suspiros e alguns gemidos clamando para que fossem mais altos. Jeon observava toda a cena, forçando as nádegas do garoto igualmente no ritmo qual ele quicava sobre seu membro, gemendo um pouco alto sem pudor algum do garoto a sua frente. Não tinha vergonha do Kim, e jamais acharia algo nele ruim, ainda mais naquele momento. Queria muito ouvir os gemidos dele, suplicando o seu nome. Seu maior desejo era ouvir Kim gritar para si, tendo ainda mais vontade disso em imaginar as lágrimas satisfeitas do garoto enquanto Jeon metia metia forte nele.. Revirou seus olhos e segurou a cintura do mais velho fortemente, surpreendendo ele quando o ato foi bruscamente interrompido e as posições foram trocadas. Jungkook ficou encima do garoto e segurou as pernas dele, posicionando-se entre as duas não demorando em penetrar o menino mais uma vez. Taehyung ficou tão surpreso com tudo aquilo, sorria orgulhoso do mais novo e teve um choque tão grande que acabou soltando um gemido alto e agudo, pela primeira vez. Cobriu rapidamente sua boca e apertou seus olhos fechados, sentindo cada estocada firme do menino que segurava nas suas coxas com vontade. Jungkook queria ouvi-lo gemer, não soltar aqueles murmúrios a cada estocada sua.

Jungkook— Amor, geme alto, geme pra mim, geme por mim..

Taehyung abriu seus olhos lentamente quando ouviu a fala do Jeongguk, sorrindo pequeno para o mais novo e retirando a mão de sua boca, indo rapidamente de encontro com os lençóis e seguraram firmemente alí.. Ficou olhando para o namorado de forma intensa e ele retribuia também, socando agora mais rápido na entrada dele enquanto gemia de maneira manhosa e arrastada, gostando de ter aquela sensação de aperto em seu pau enquanto suspirava. De pouco em pouco, Taehyung começou a soltar gemidos baixos, que foram aumentando cada vez mais até que fossem o suficiente para apenas ele dois ouvirem. Kim revirou os olhos e arrepiou-se completamente quando sentiu que eles estavam próximos do ápice. Jeon estocado ele fortemente enquanto seu corpo tremia, e Kim arrepiava-se completamente com aquilo, sentindo seu membro pulsar. Pegou a mão do mais novo e rapidamente pôs em seu membro, este que foi masturbado rapidamente pelo namorado. Fechou seus olhos e gemeu alto enquanto sentia seu rosto estremecer, cada movimentação de Jeon era prazeroso e extremamente bem feito, com bastante carinho e atenção por conta do medo que ele ainda tinha em machucar ele.

Jungkook— Amor.. Eu quero, gozar.

Taehyung estava encarando Jeon, então não teve que ficar envergonhado em fazer outro contato visual já que ele ainda não havia sido quebrado. Kim, com seus olhos semicerrados apenas balançou sua cabeça várias vezes, só conseguindo gemer por conta do seu quase orgasmo, este que logo depois de um grito com o nome de Jeon, veio. Soltou jatos não tão longos de esperma no próprio peito e arrepiou-se completamente, tremendo seu corpo enquanto apertava os lençóis sem parar de olhar Jeon, que por sua vez olhava atentamente cada expresso feita por ele se sentindo ainda mais estimulado a gozar. Como ele podia ser tão sensual? Não aguentou mais segurar e nem teve tempo de tirar seu membro do garoto, gozou dentro do mesmo gemendo rouco e arrastado com o orgasmo. Ambos suspiraram juntos e se deitaram na cama, completamente cansados. Os pensamentos de Taehyung estavam a mil, dividos entre o momento de prazer que teve com Jeon, - algo que durou quase uma hora - o erro que cometeu em ter feito aquilo tão cedo, no fato do pai de Jeon pudesse ter ouvido tudo, ou os vizinhos podiam contra a ele.. Estava com medo de ser descoberto fazendo esse tipo de coisa com um menor de idade, mas ele confiou em Jeon, daria tudo certo, e se ninguém soubesse estaria tudo bem. Abraçou Jeon que estava ofegante, deitado ao lado dele na cama enquanto pensava sobre tudo o que aconteceu, não esperando que fosse tão gostoso e cansativo quanto foi.

Jungkook— E eu achei que era hetero.

Taehyung apenas riu e beijou a bochecha do menino, este que roubou um curto selar dos lábios inchados e levemente suados de Kim. O mais velho deitou a cabeça no peito do menino e fez carinho no abdômen alheio, sorrindo mínimo enquanto acariciava cada gominho bem definido daquele local. Jeon era um garoto forte, afinal, fazia academia, e não que isso fosse algo importante mas deixava o menino ainda mais lindo, tinha o seu charme o corpo malhado.. Jungkook apenas rodeou a cintura de Kim com seu braço, fazendo carinho no local enquanto regulava a respiração..

Eles não levaram muito tempo para dormir, ficando alí, juntos e suados até tarde..


Notas Finais


gostaro? 😳👉👈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...