1. Spirit Fanfics >
  2. O Encontro >
  3. Choque de realidade

História O Encontro - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal, então... Resolvi mudar o nome da história, me desculpem por isso, estou colocando ela no Wattpad também então achei que esse nome cairia melhor, por favor não me apedrejem kkkk
Agora, boa leitura.

Capítulo 10 - Choque de realidade


Fanfic / Fanfiction O Encontro - Capítulo 10 - Choque de realidade

 

Eu estava pronta para ver Haji, as borboletas no meu estômago indicavam que eu estava bem nervosa, e eu estava de verdade.

Tinha tomado a decisão de falar dos meus sentimentos a ele, fazia pouco tempo que estávamos saindo e eu estava com medo de estar me precipitando, na real eu nunca cheguei a me declarar a alguém e de certa forma aquilo me assustava.

Minhas experiências de relacionamento foram bem ruins, por duas vezes eu estive apaixonada no colegial, mas não deu em nada, as coisas ficaram mais complicadas na faculdade,tive algumas paixões que também acabaram sendo decepcionantes, e depois em alguns no trabalho e também não foi nada legal, por fim decidi me dedicar exclusivamente ao meu tal futuro promissor,que acabou não sendo tão promissor assim... Não que eu não me orgulhasse do que eu era, sim eu me orgulhava, mas costumo me perguntar o que eu estaria fazendo e o que teria acontecido com a minha vida se não tivesse cruzado com Harry.

Ao pensar nele meu estômago revirou, o que estava acontecendo com frequência, sacudi a cabeça o expulsando de meus pensamentos, o que estava sendo difícil com todas aquelas flores me lembrando de seu gesto, peguei o celular e enviei uma mensagem para Haji dizendo que eu esperaria por ele em frente a empresa, ele queria me buscar e até pensei em recusar, mas se eu quisesse levar minha vida normal com Harry não poderia ficar me escondendo dele com medo do que ele pensaria, Harry teria que aceitar que seriamos apenas amigos, nada mais que isso.

Quando saí Harry estava em sua sala e falava energicamente ao telefone, não o avisei que estava saindo, apenas fui, fiquei em frente a empresa esperando Haji, não demorou para que ele aparecesse.

-Nossa, você está linda. - Haji disse me cumprimentando.

-Assim você me deixa sem jeito. - falei beijando seu rosto.

-Estou apenas dizendo um fato. - ele sorriu, Haji tinha a capacidade incrível de me fazer sorrir fácil, talvez fosse seu jeito calmo e doce, talvez fosse seu jeito atípico de ser, sempre ouvi dizer que os indianos tinham um charme fenomenal, e agora eu estava vendo que isso era verdade.

-Vamos. - ele disse abrindo a porta do carro para que eu entrasse.

Haji colocou uma música lenta no carro e fomos em silêncio para o restaurante.

Durante o jantar conversamos sobre muitas coisas, eu já estava ficando agoniada de adiar, eu precisava falar…

-Haji, tem uma coisa que eu quero muito te dizer.

-Eu também. - ele disse, e segurou a minha mão, meu coração parou por um segundo, ele iria falar o mesmo que eu? - Estou apaixonado por você, estou perdidamente louco por você e não sei o que você queria falar comigo mas eu precisava…

-Eu também -  falei o interrompendo - Eu também estou apaixonada por você. - Ao dizer as palavras por  alguns segundos senti meu interior me dizer que aquilo não era verdade e resolvi pensar que era apenas meu nervosismo falando mais alto.

-Você quer namorar comigo? - ele perguntou com um sorriso bobo no rosto.

-Achei que não fosse pedir. - Falei também sorrindo, Haji apertou minhas mãos e as beijou.

Depois que terminamos o jantar Haji me levou para casa e apesar de eu querer passar o tempo com ele, estava cansada pelo dia no trabalho, marcamos de passar o final de semana juntos, então ele se despediu.

-Essa noite foi ótima, você é maravilhosa. - ele disse me segurando em seus braços, estávamos parados em frente a minha casa.

-Você também. - falei e o abracei.

Haji saiu do abraço e me beijou, seu beijo era bom, me transmitia paz, inconscientemente o comparei ao beijo de Harry, que me deixava completamente decomposta, me forcei a levar aquele pensamento para longe eu não poderia ficar pensando nele em um momento como aqueles, então parti o beijo.

-Dirija com cuidado. - falei e nos separamos. 

-Até sabado. - ele disse e entrou no carro, deu partida e foi.

Entrei em casa e fui surpreendida com o Amy sentada no sofá pulando os canais na TV, assim que me mudei fiz uma cópia de chave para ela assim como eu tinha a sua para algum tipo de emergência.

-Amy!- gritei e corri até ela me jogando no seu colo.

-Olá amiga que me abandona.

-Ah que isso, eu estava muito atolada no trabalho. - disse e apartei mais.

-Sei, desde que voltou de viagem que eu não te vejo e a gente não se fala direito. - ela diz e me dá um tapa na cabeça.

-È… - falei me encolhendo em seus braços.

-Iiiih, já vi que tem coisas que eu preciso saber. - ela diz, e fico em silêncio - Tudo bem, eu espero. 

Pensei rápido na viagem a Grécia e como eu contaria a ela tudo que aconteceu e como cheguei a decisão de ficar com Haji, era bastante coisa para se processar se pensasse bem então resolvi ser mais direta.

-Transei com Harry. - falei rápido.

-VOCÊ O QUE? - ela gritou, me empurrando para o lado.

-Calma, não grita. 

-COMO ISSO ACONTECEU? - ela continuou gritando - ONDE FOI ISSO? - Amy andava de um lado para o outro na sala, deixando marcas no carpete.

-EU NÃO SEI O QUE ME DEU. - gritei também. - EU SÓ...Eu só, não conseguia mais reprimir isso. - falei, me sentindo estranhamente exausta e relaxei o corpo no sofá.

-Jordan. - ela veio até a mim e sentou ao meu lado - Me explica, você sempre jurou para mim que não sentia nada por ele, como deixou isso acontecer? - ela me olhava intrigada.

-Eu…- tentei começar algo mas desisti, eu não tinha respondido essa pergunta nem pra mim, como poderia responder a outra pessoa.

-Eu sei a resposta, no fundo eu sempre soube que isso iria acontecer, você acha que eu não percebo mas minha amiga você é uma péssima mentirosa.

-Haji me pediu em namoro e eu aceitei. - disparei.

-MAS O QUE? - ela gritou novamente. 

-Eu estou apaixonada por ele.

-Não, você não está. 

-Eu estou sim, me sinto bem com ele, me sinto feliz.

-Jordan, você não está apaixonada por ele, está usando ele para preencher algo que ele não pode.

-Isso não é verdade…

-Você sabe muito bem o que sente, e sabe por quem sente. 

-Amy, eu já estou com trinta anos, não tenho mais idade para brincar com alguém, eu quero um relacionamento de verdade com alguém em que eu possa confiar.

-Mas você gosta do Harry.

-Não, eu não gosto eu nem sei o que sinto por ele, talvez seja só gratidão.

-Ah não venha com essa de que se sente grata, já se passaram três anos, acorda, Harry te vê como mulher, ele te deseja, eu vejo como ele te olha, o jeito que ele te trata, todo mundo vê, apenas você se faz de cega.

-Eu não quero sentir isso. - soltei o que meu coração guardava - Sim, eu posso estar gostando dele, eu também o desejo mas aquela viagem só serviu para me mostrar o quanto um relacionamento com ele poderia ser perigoso.

-Como assim?

-Eu me senti completa com ele Amy, me senti bem, na verdade foi perfeito, eu me conheço, sei que não demoraria para me apaixonar, para eu o amar de verdade, mas eu o conheço, eu passei três anos vendo quantas mulheres passaram pela cama dele e sinceramente eu prefiro não ter ele e continuar com a nossa amizade, do que me deixar levar por um surto e perdê-lo de vez, porque eu tenho certeza Amy, que não vou ser única na vida dele.

-Não posso te convencer do contrário, só espero que isso não termine mal, eu te amo Jô, quero o seu bem. - ela disse e sorriu meiga

Me joguei novamente em seus braços a abraçando, eu tinha tomado a minha decisão, eu queria ter um bom futuro não poderia ter lugar para incertezas em minha vida.

 


Notas Finais


Gente esse capítulo foi bem calminho, porque a Jordan realmente precisa colocar a cabeça no lugar, mas parece quanto mais ela pensa, mas coisa errada ela faz, RSRS.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...