1. Spirit Fanfics >
  2. O encontro >
  3. Primeiro.

História O encontro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui a primeira parte do pedido, feito por @sweetlies-chan! Ai mds se eu não morrer de nosebleed antes de terminar isso daqui é lucro 😂😂🙈🙈

Boa leitura 🦈♥️

Capítulo 1 - Primeiro.


Fanfic / Fanfiction O encontro - Capítulo 1 - Primeiro.

— Então é verdade que você vai mesmo embora? — perguntei triste.

— É! Mas você tem que ficar feliz por mim! Afinal eu vou embora pra ficar mais forte! — ele disse com os braços na cintura, todo orgulhoso.

— Eu tô feliz... Mas é que eu nunca mais vou te ver.

— Não diga bobagens S/n! A gente ainda vai poder se comunicar por cartas!

— Não vai ser a mesma coisa!

— Tá bom tá bom... Quando eu ganhar um celular a gente pode conversar por ele, vai ser mais fácil. Que tal? — ele sorriu mas eu dei as costas.

— Hmpf, pra você é tudo fácil... Mas não imagina a falta que vai fazer pra mim... — sussurrei a última parte.

— Ei S/n, quando eu estiver falando com você, tem que olhar pra mim! — logo senti seus dedos na minha cintura, me enchendo de cócegas.

— Ai! Você sa-sabe que eu odei— PARA! — não conseguia falar nada pois eu dava altas risadas.

— O que você fez foi falta de educação! Peça desculpas já! — ele gargalhava junto.

— Tá bom! Me-me desculpe! Eu prometo te mandar cartas todos os dias e não ficar mais triste. — ele parou com as cócegas e me olhou com as bochechas um pouco vermelhas.

— Você é a melhor amiga que eu já tive S/n! — ele me abraçou apertado e eu fiz o mesmo. — Jamais vou esquecer de você!

— Eu também Rin, mas por favor, não pare de falar comigo!

— Eu não vou! Prometo! — ele colocou a mão no peito sorrindo, mostrando seus pequenos dentes afiados.


◈━≫ Tᴇᴍᴘᴏ ᴘʀᴇsᴇɴᴛᴇ.


— E no dia seguinte ele pegou o avião. — Suspirei. — Mas eu até entendo que ele tenha parado de mandar notícias depois de um tempo, nós éramos crianças então... Ele deve ter esquecido.

— É, naquela época ele também parou de falar comigo, eu e a minha mãe ficamos muito preocupadas. Mas agora ele sempre manda notícias! Ele está mudado, dá até saudades dele, ele nem tem tempo pra nós! — Gou falava com um sorriso no rosto.

— Eu até acredito em você mas... Da última vez que nos encontrarmos foi horrível, pelo menos pra mim. — Virei o rosto.

— Vocês se encontraram?! E não me contou?! — Ela se debruçou sobre mim surpresa.

— Não foi nada demais... Foi só um "oi". — Falei tentando não chorar ao lembrar da cena.

— Quando?? Onde?! Como?! Me contaaaa! — Ela me chacoalhou e eu dei risada.

Ela sim sabia como me distrair sem perceber.

— Calma! Tudo bem, eu conto. Faz pouco mais que um ano...


◈━≫ 1 ᴀɴᴏ ᴀᴛʀᴀ́s.


— Finalmente troquei de celular, aquele treco velho tava travando toda hora! — Exclamei guardando a caixa do aparelho na bolsa.

Até que enfim, depois de uns bons meses trabalhando eu consegui juntar dinheiro suficiente pra isso! Obrigado!

— Agora sim eu vou poder conversar com—

Paralisei.

Eu o encarei por pelo menos uns 10 segundos pra ter certeza de que era ele mesmo. Fiquei meio na dúvida em me aproximar dele porque... Ele tava tão alto e diferente!

Chega de hesitar! Se eu não for agora, não vou mais!

Estava encostado na parede e mexia no celular, nem se dava o trabalho de prestar atenção nas pessoas a sua volta e só desviou a atenção do aparelho quando eu cheguei bem perto e perguntei:

— Rin...?

— ... S/n? — Ele me encarou por alguns segundos meio boquiaberto.

E eu pude confirmar que, pelos seus dentes pontiagudos. Era ele.

— É você mesmo? — Dei um leve sorriso.

— O que você quer? — Meu sorriso se desfez na hora.

Que tom de voz era aquele?

Guardou o celular no bolso e cruzou os braços.

— Como assim...? — Arqueei um sobrancelha e ajeitei a minha bolsa um pouco sem graça.

— Eu que pergunto, parece que tá vendo um fantasma. — Agora foi a vez dele fazer uma expressão engraçada, porém bem fria.

— É que você sumiu! Nunca mais deu notícias... Eu tava—

— Preocupada? Por que se deu o trabalho? Se eu não mandei notícias é porque eu tava ótimo.

— Eu nem sabia que tinha voltado da Austrália! Os outros já estão sabendo? — Tentei mudar o clima da conversa.

— Quem? O Haru e aqueles caras? Fala sério, é pra isso que tá falando comigo? — Acho que eu só piorei as coisas.

— Não! É que... Faz muitos anos e eu pensei que... — Droga, fala alguma coisa.

— Senpai? — Um garoto de cabelo cinza saiu da loja de esportes com uma sacola na mão.

— Ah Nitori, já pegou o que precisava? — Ele me deu as costas falando com o menino.

— Sim! Desculpe por fazê-lo vir até aqui comigo... — Ele inclinou a cabeça com os olhos fechados numa forma de se desculpar.

— Vamos voltar então. — Os dois começaram a andar.

— Mas...!

— Se não tem mais nada pra falar, tchau S/n. — Ele nem olhou pra trás.


◈━≫ Tᴇᴍᴘᴏ ᴘʀᴇsᴇɴᴛᴇ.


— Aí ficou por isso mesmo, ele foi embora e nunca mais falei com ele.

— Que grosseiro! Eu vou falar pra ele na próxima vez que eu tiver chance!

— Não Kou! Não faz isso... É melhor deixar como está.

— Como eu posso "deixar como está" se você ainda sofre por isso?! Vocês era tão amigos! Deveriam conversar, ele está diferente da última vez que se viram! — Ela argumentou.

— Não sei... Tenho medo de ficar parecendo uma boba na frente dele de novo... Também não sei como ele iria reagir. É melhor deixar assim e se o destino quiser mudar, quem sabe. — Me levantei do banco.

— Você não pode depender desse "destino"! Tem que fazer alguma coisa! Eu te ajudo! Eu faço de tudo pra você e o meu irmão voltem a se falar! — Ela segurou as minhas mãos com força.

— Kou e-eu... Não sei se tô preparada pra encarar ele de novo... — Falei num tom preocupado.

— Vem aqui. — Ela me puxou para um abraço confortante e eu a abracei também, era disso que eu tava precisando. — A gente— eu vou dar um jeito tá? Daqui umas semanas vai ter uma festa especial aqui em Iwatobi pra comemorar o aniversário da cidade, os meninos querem muito ir pra fazer algo diferente e eu vou dar um jeito de arrastar o meu irmão também! Não que será difícil. — Ela sorriu com seu plano mirabolante.

— Kou por favor, eu—

— Confie em mim S/n-chan! Vai dar certo! — Ela pegou o celular e escreveu uma mensagem pra ele. — Ele deve estar ocupado treinando mas ele vai me responder assim que terminar!

— Ai meu Deus, tem certeza do que tá fazendo?

— Tenho sim! Pode confiar em mim! Daqui a um tempo nós vamos estar rindo dessa situação! — Gou afirmou e eu não pude deixar de sorrir.

— Estou contando com você.

— Pode escrever! — Fez um positivo.

— Já tá ficando tarde, temos que ir pra casa.

— A gente se vê amanhã na aula então S/n-chan! — Me deu um beijo na bochecha e foi embora pra casa.

Eu fiz o mesmo.


◈━≫ Aʟɢᴜᴍᴀs sᴇᴍᴀɴᴀs ᴅᴇᴘᴏɪs...


O tempo passou muito rápido e chegou o dia da festa. Como era um festival especial, o povo se vestia de quimono, tradição nossa.

Eu nunca tive coragem de usar o meu mas hoje eu usaria por ser uma ocasião especial e porque a Gou mandou eu ir vestida assim.

"Vai de quimono sim senhora! Onde já se viu?!"

— Só você mesmo minha amiga... — Terminei de me arrumar, prendendo meu cabelo num coque e amarrando o meu quimono de cor (cor).

— Está pronta, minha princesa? — Ouvi minha mãe, ela se escorou na morta com um sorriso.

— Não me chama de princesa mãe... É embaraçoso. — Falei saindo do quarto.

— Não vai comer nada antes de sair?

— Não, eu combinei com os meus amigos e vamos jantar lá. — Peguei meu dinheiro e guardei no bolso.

— Se divirta tá? — Ela beijou a minha testa.

— Obrigada mãe, eu já vou. — Saí de casa.

Eu não morava muito longe do festival e cheguei rapidinho no ponto de encontro onde eu e Gou tínhamos combinado.

— Te fiz esperar muito? — Perguntei ao me aproximar dela.

— Não! Pra falar a verdade acabei de chegar. Vamos encontrar os meninos?

—Sim... A propósito, você tá muito bonita. — sorri segurando um pedaço do tecido. — Eu adoro esse tecido, é tão gostosinho e fresco.

— Eu também! Não troco nunca!

Nós caminhamos por entre as barraquinhas e haviam muitas crianças, típico.

Mas nada tirava a minha ansiedade e medo... Será mesmo que ele estava mudado?


Notas Finais


Fique a vontade pra pedir :)


https://www.spiritfanfiction.com/historia/pedidos-para-oneshots-19335613
Bye bye!

Até o próximo ♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...