1. Spirit Fanfics >
  2. O Encontro com o ninja renegado Uchiha Itachi (Itachi e sn) >
  3. Capítulo 8

História O Encontro com o ninja renegado Uchiha Itachi (Itachi e sn) - Capítulo 8


Escrita por: ClaryGrigori

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction O Encontro com o ninja renegado Uchiha Itachi (Itachi e sn) - Capítulo 8 - Capítulo 8


P.O.V S/N:
Konan abre a porta de seu quarto, nós entramos, o quarto dela é bem organizado, tem uma cama grande e impecavelmente arrumada, um guarda roupas simples, uma estante com livros e fotos dela com Yahiko e Nagato, além de outras pessoas com manto da akatsuki, ela se senta na cama e faz um gesto para que eu faça o mesmo, eu me sento:
" Imagino que esteja difícil pra você lidar com toda essas revelações, eu sinto que você está perdida Konan."
" Já era difícil conviver com o Yahiko do meu lado e saber que ele não estava lá, mas agora saber que ele poderia estar comigo, que se..."
 A Konan desatou a chorar, quando ela me olhou eu entendi o que ela queria conversar comigo:
" Oh, Konan, Sinto muito, mas meu poder de manipular o tempo não me permite voltar o tempo em pessoas que já se foram, acredite em mim, eu daria minha vida pra poder te ajudar, mas não posso reverter a morte" A garota me olha surpresa, ela nem precisou me falar nada:
" Como você...?"
" Eu, entendi pelo seu olhar, porque quando Itachi foi ferido, eu senti uma dor que tirou de mim toda felicidade, no pouco tempo que pensei que ele estivesse morto, eu morria por dentro aos poucos, e foi esse sentimento que vi em seu olhar, sei que você amava Yahiko, e vê-lo na sua frente e não poder toca-lo ou conversar doí, sei que esse foi o jeito do Nagato tê-lo por perto, mas ainda assim dói muito."
Ela não falou nada, só continuou a chorar, eu à abracei e ela se permitiu ficar vulnerável, durante um tempo só ficamos ali abraçadas até eu romper o silêncio:
" Acho que você se esquece de que tem alguém da sua família que você e o Nagato podem procurar, tenho certeza de que ele sente muita falta de vocês."  ela me olha confusa:
" S/N de quem você está falando?
" Do seu mestre, Jiraiya, ele acha que vocês morreram a muito tempo, mas ele vai para a vila da chuva para investigar a akatsuki, acho que vocês poderiam, procura-lo e conversar."
" Não posso, não sei o que ele pensaria do caminho que tomamos, acho que ficaria decepcionado"
" Não acredito nisso, na verdade sei que ele entenderia e guiaria vocês pelo melhor caminho, sei que ele foi mais que um mestre, ele foi um pai pra vocês."
" Como você sabe de tudo isso?" percebo que despejo muita informação sobre a garota, ela me olha confusa e surpresa:
" Quando toquei em você e em Pain e até mesmo em Itachi, não só passei informação, mas pude ver o que vocês escondiam no íntimo, a dor que compartilhavam, não de proposito é claro, mas eu pude ver e sentir o que vocês sentiam naquele momento."
" Você me surpreende cada vez mais, mas acho que tem razão, vou falar com Pain, para que a gente possa colocar um fim no nosso passado e seguir em frente."
"Sei que tomarão a melhor decisão.
" Depois que tudo for resolvido, não sei que rumo tomará a akatsuki , mas não quero acabar com o sonho que Yahiko começou, sei que Nagato pensa o mesmo. "
" Vocês sempre podem recomeçar, Konan." Ela me deu um sorriso tímido,  vi que estava mais calma, então seu semblante mudou, parecia curiosa:
" S/N você e o Itachi estão namorando?" Fico vermelha e de repente percebo que nós não conversamos sobre isso:
" Nós ainda não falamos disso." Ela me olha e começa a rir, então olho para ela confusa:
" Entendi, não tiveram tempo, hahaha, andaram muito ocupados" eu olho pra ela e entendo seu comentário:
" Konan, sua malvada." nós duas nos olhamos e  caímos na gargalhada
" S/N, sua primeira vez foi com ele?" eu fico um tempo pensativa, isso me trás lembranças, meu coração doí, mas ao mesmo tempo está feliz, Konan percebe minha relutância:
" Tudo bem, não precisa falar se não quiser."
" Não é isso, foi com ele sim, mas ele não se lembra."
" Como assim?"  Eu a fito com uma expressão seria:
" Você sabe guardar segredo?"
" Claro..."
Em algum lugar voltando da missão:
"Tobi, ande logo, Pain nos chamou de volta a base, disse que é uma emergência."
" O que será que aconteceu Deidara-senpai?"
" Não sei, por isso quero que ande logo, se eu soubesse não estaria com pressa." 
Os dois membros da akatsuki iam voltando apressados para a base, nem imaginavam que estavam sendo seguido e observados por alguém oculto nas sombras:
P.O.V Zetsu Negro:
" O que será que deu no Pain , tem algo acontecendo, mas o que será?"
P.O.V S/N:
Depois de revelar o meu segredo para Konan, pedi que não contasse a ninguém:
" S/N isso é inacreditável, você deve se sentir frustrada por não poder dividir isso com ele."
" Um pouco, mas tudo a seu tempo, agora eu vou indo preciso me encontrar com Itachi, e você tem que descansar e colocar as ideias no lugar."
" Tudo bem, obrigada ficar comigo e me ajudar." eu me levanto voo até a porta , antes de sair me viro:
" Imagina, foi um prazer, amiga."
Ela me dá um sorriso, eu fecho a porta e saio, quando me viro esbarro em alguém, eu caio no chão:
" Desculp..." Na minha frente está o zetsu , sinto uma pontada no estomago, e um calafrio me percorre todo o corpo, ele me olha:
" Quem é você? não te conheço, mas está usando o manto da akatsuki, deve ser nova aqui." sua voz grave me faz estremecer, não consigo responder minha voz está presa na garganta:
" Esta é S/N, nossa nova integrante, já terminou sua missão Zetsu?" Pain aparece e me salva daquela situação, ele me ajuda a levantar:
" Pain, sim já terminei, quero te apresentar o relatórios." ele fala com uma voz dupla, sua voz se mistura com a do Zetsu branco, e eu fico parada como uma estátua, Pain põe sua mão em meu ombro me tranquilizando:
" Muito bem, pode ir na frente e me espere na minha sala, eu já vou." ele fala com a voz fria, sem demonstrar emoção, mas sinto sua mão me apertar o ombro:
" Como queira, S/N bem vinda a akatsuki." Ele sai em direção a sala de Pain,  o ruivo se vira e fica de frente pra mim, me segura com as duas mãos com força e me olha nos olhos, posso sentir a tensão que ele emana:
" Você está bem?"
" Estou, só fiquei surpresa, obrigada você me salvou" Ele me olha e dá um sorriso, fico surpresa, sinto meu rosto corar:
" Não foi nada, tenho de ir agora então tome cuidado, S/N" Ele me solta e vai na mesma direção que o Zetsu.
Eu me viro na direção do quarto de Itachi e me deparo com ele parado olhando pra mim, sua expressão está fria:
" Itachi..." ele não me deixa terminar se vira e volta para o quarto e fecha a porta, eu o sigo e entro logo depois dele:
Ele está parado de costas para a porta, eu tento me aproximar seguro sua mão, mas ele a solta e se afasta de mim, ele vira de frente e posso ver novamente sua expressão fria:
" Ei, o que há com você? "
" Tem certeza de que não sabe?"
" Tenho, não sei do que está falando."
" O que você acharia se me encontrasse em um corredor com o rosto quase colado em outra garota, como você estava agora pouco?"
" Não é o que você está pensando, ele estava me ajudando, estava preocupado." ele me olha como se eu estivesse louca:
" E agora vocês dois são íntimos? e ele virou um doce se preocupando com alguém, que gentil ele é." Ele sorri, mas um sorriso sem nenhum traço de humor:
" A quanto tempo você estava nos observando?'
" Porque quer saber, está preocupada de eu ter visto vocês dois trocando carícias" depois desse comentário, meu coração se despedaçou dentro do meu peito:
" Seu idiota, se você não viu o que aconteceu não fale besteiras, ele me ajudou por que eu esbarrei com Zetsu, e fiquei apavorada quando eu o vi, ele me ajudou a levantar, porque eu não era capaz nem de falar de tão assustada, seu idiota, como pode pensar isso de mim" Quando me dei conta estava chorando, olhei em seu rosto, ele me olhou com surpresa e depois fez uma cara de preocupação:
" S/N, me perdoe, eu não pensei no que falei..." ele tentou se aproximar de mim mas fui eu quem me afastei dessa vez:
" Você desconfiou de mim, nem me deu uma chance de explicar" e não conseguia mais falar, quanto mais eu falava mais lágrimas vinha aos meu olhos, ele se aproximou e me abraçou dessa vez não o afastei:
" Eu sei sou um idiota, me desculpe, fique com muita raiva e não pensei no que falei, eu confio em você, por favor não chora." Ficamos um tempo em silêncio, encostada em seu peito ouvindo as batidas de seu coração eu me acalmei:
" Seu bobo ciumento, como não vê que só tenho olhos pra você?" ele se afasta de mim fica vermelho e vira o rosto com vergonha, estava fazendo uma expressão muito fofa, não consigo ficar zangada com ele, ele me olha e eu começo a rir:
" Sabia que você fica muito fofo envergonhado, parece um garotinho." O Uchiha me agarra pela cintura e me beija na boca com intensidade, antes de solta minha boca morde meu lábio inferior:
" Não me provoque, S/N, ou te mostro quem é o garotinho aqui." 
" G-A-R-O-T-I-N-H-O-F-O-F-O" eu começo a rir ele me joga na cama e começa a fazer coçegas em mim:
" Itachi para, hahaha..."
" Provocou agora aguenta." ele começa a rir também, e ficamos abraçados na cama parados por um tempo, eu me viro e lhe dou um beijo na bochecha:
" Garotinha, quero te pedir uma coisa."
" Pode pedir."
" Quando estivermos só nós dois, me chame de Querido" eu olho pra ele surpresa, ele fica levemente corado"
" Só vou fazer isso, depois que você se lembrar de mim, ok?"
" Do que está falando S/N?" eu olho pra ele achando graça e ele me olha confuso"
" Um dia você vai entender,  Itachi-kun."
 Eu falo essa ultima com uma voz doce e fazendo biquinho, ele segura meu rosto entre suas mão e me beija profundamente, enquanto sua língua invade minha boca, suas mãos descem até minha cintura em colam meu corpo no dele, então ele para de repente quando ouvimos alguém bater na porta:
" O que é?" ele fala com a voz um pouco alterada:
" Sou eu Deidara, Pain está chamando você e uma tal de S/N."
" Já vamos Deidara." ouvimos passos rápidos se afastarem, nos levantamos e saimos em direção da sala de Pain, quando chegamos na porta lhe dou um selinho e batemos na porta e entramos:
A sala está silenciosa Pain está sentado em sua cadeira como sempre e do lado de sua mesa está Tobi, ou talvez deveria dizer Obito, ele quebra o silêncio:
" Você deve ser S/N, é prazer conhece-la, eu sou Tobi." Ele fala com uma voz aguda, e aperta minha, eu aperto de volta mas começo a rir, ele me olha de lado sem entender:
" É um prazer Madara, ou devo dizer Obito" ele se afasta de mim e me olha assustado:
" Quem? o-que? como?" Sua voz volta ao normal, ele tem uma voz grave e imponente: Pain olha pra ele com um pequeno sorriso nos lábios:
" Nós já sabemos a verdade Obito, S/N tem algo muito importante pra te mostrar, confie em nós, e eu não levo á mal você ter mentido pra mim."
" O que está acontecendo? como assim me mostrar?"
" Só confie em nós, só por um momento, depois tire suas próprias conclusões, pra ela te mostrar o que queremos precisamos que tire a máscara." Itachi falou com sua voz séria:
" Obito sei que não tem motivos pra confiar em mim, não me conhece, mas me dê a chance de me explicar." ele me olha com curiosidade, mas então tira a máscara:
" Tudo bem, me mostre."
Eu me aproximo dele, sinto meu corpo mudando de forma então toco em sua testa, diferente dos outros quando toco nele sinto uma dor atravessar meu coração, as imagens vão passando da  minha mente para a dele, segundos depois eu me afasto dele, sua expressão é uma mistura de raiva com surpresa, ele se afasta e olha em canto pensativo, vejo lágrimas descerem por seu rosto:
" Itachi, Pain, posso ficar a sós com Obito por um minuto?"
" S/N.." Itachi me olha preocupado:
" Confie em mim, por favor." eu olho para ele e para Pain que nos observa:
" Tudo bem" Os dois respondem juntos e saem da sala:
" Obito, olhe para mim por favor, sei que é difícil e muito doloroso descobrir as coisas dessa maneira, mas é o jeito mais seguro, sem correr o risco de servos ouvidos, não imagino a dor que está sentindo, a sensação de ser traído, é a pior que tem." 
" Como você sabe de tudo isso, quem é você?"
" É uma longa história , que você conhecerá depois, não posso acabar com a dor que está sentindo, mas quero te dar algo para compensar tudo que você passou.
Ele se vira pra mim,  posso ver o lugar onde o seu sharingan foi transplantado, ele parece tão frágil, isso me parte o coração, eu me aproximo dele, estendo minha mão e toco seu rosto, uso me poder para voltar seu rosto ao normal, estendo o poder para o lado do seu corpo que foi substituído pelas células de Hashirama, eu termino ele me olha surpreso, e assustado, ao mesmo tempo que a porta se abre e Itachi e Pain entram na sala:
Eu me sinto tonta,  escuto três vozes  me chamando antes de tudo ficar escuro.
P.O.V Itachi:
Pain e eu estamos fora de sua sala, o fato de que minha garotinha está sozinha com Obito naquela sala me preocupa, Pain parece desconfiado :
"Não acredito que durante todo esse tempo que convivemos acreditei que ele era Madara, não desconfiei de nada"
" Engraçado pensar que nós fomo enganados esse tempo todo." Nós nos olhamos e rimos um do outro, de repente sinto uma dor que incendia todo meu peito, começo a tossir, novamente sinto o gosto de sangue na boca, essas dores e tosses estão cada vez mais frequentes, minha respiração falha, aos poucos minha respiração vai voltando ao normal, mas minha vista fica embaçada:
" Itachi..." Pain se aproxima e e me ajudar a recostar na parede, nós dois nos sentamos não chão aos poucos minha visão vai voltando:
" A S/N sabe disso?" Ele me olha com dúvida: 
" Não, e nem pode saber." 
" Você não pode esconder isso dela, ela precisa saber a verdade" 
" Não, não quero ela preocupada comigo, ela já tem muitos problemas, e isso logo não vai fazer diferença, só quero que ela saiba quando eu não estiver mais aqui, preciso que você cuide dela por mim." ele me olha com um olhar furioso:
" Você é um idiota sabia? acha que vai ser melhor pra ela saber que você estava morrendo e ela não fez nada, nem sabia, ela vai surtar, e por acaso ela é objeto pra você passar a responsabilidade de cuidar dela pra mim, não sou burro, sei que ela gosta de você, acha que não vi o olhar dela pra você, o que acha que vai acontecer quando você morrer, acha que ela vai se jogar nos meus braços, eu não vou mentir adoraria poder estar com ela, e queria que ela me olhasse como te olha, mas sei a quem o coração dela pertence. Ela vai sofrer, você tem que contar a verdade pra ela."
" Não posso, sei que ela vai sofrer, mas depois sei que ela vai seguir em frente, ela é forte, não quero que ela fique sofrendo com algo que não dá pra evitar, só queria ter tido mais tempo com ela, você tem de prometer não contar nada prometa Nagato!"
" Não concordo, mas se alguém tem de contar a verdade pra ela, esse alguém é você, eu prometo não contar. Mas o que vai fazer Itachi? pretende esconder dela até que ela te encontre morto?"
" Não, vou encontrar meu irmão e deixar que ele vingue o clã Uchiha, com minha morte espero que ele volte a Konoha. 
" Não vou me intrometer, mas acho que está cometendo um erro." Meu coração dói ao pensar em deixa-la, mas é o melhor pra ela:
" Vamos voltar, eles já devem ter terminado de conversar."
Eu abro a porta da sala e vejo Obito com seu rosto normal, então percebo S/N se afastando dele, ela me olha confusa antes sua forma volta ao normal, ela fecha os olhos e antes que possa agir, nos três gritamos seu nome e  ela desmaia,  mas Obito a segura, desesperado ao vê-la assim corro até ela e a tomo em meus braços, Obito nos explica o que ela fez, então a levo para o quarto ela deve estar muito cansada, devido ao esforço.
Em um canto escuro da sala, fora da vista de todos
P.O.V Zetsu:
"Interessante, pelo visto não vou precisar do Madara e desse outro idiota, vou usar essa garota para concretizar meu plano, mas preciso afasta-la de Itachi, hahahaha."
P.O.V S/N:
Quando abro meus olhos, está de noite, Itachi me olha apreensivo:
" Acho que já está virando um hábito" ele sorri pra mim, um sorriso triste, então ele me abraça e ficamos de conchinha tento me virar pra ver seu rosto, mas ele não deixa;
" O que foi, Itachi, está tudo bem?"
" Sim pequena, só quero ficar assim com você , quero sentir seu calor, minha cabeça está doendo um pouco, mas não é nada de mais, não se preocupe." Sua voz parece triste, mas pensei se por causa da dor de cabeça:
" Tudo bem, boa noite, eu te amo."
" Boa noite, meu bem, também te amo, sempre vou te amar. "
Mal sabia eu o quanto estava enganada.
Abro os meus olhos,  meu amor não está do meu lado, me levanto com uma dor no coração, não entendo porque estou sentindo isso, mas ao me aproximar da cômoda a minha frente encontro um bilhete:
" Garotinha
Quando ler isso, já não estarei com você, quero que você saiba que não te contei nada porque queria te poupar, por favor não se desespere, mas a muito tempo venho sofrendo de uma doença autoimune incurável, tomo muitos medicamentos para ficar vivo, mas cheguei no limite, então com o pouco de tempo que me resta, devo consertar os erros do passado, quero que siga em frente, sei que vai sofrer por um tempo, mas preciso que seja forte e siga em frente, seja feliz por nós dois, nunca se esqueça você foi a melhor coisa na minha vida ,te amo muito.
Serei seu hoje e sempre.
Itachi Uchiha."
Antes que eu pudesse processar tudo minhas pernas fraquejaram, lagrimas caiam dos meus olhos sem parar, por isso estava tão estranho ontem, aquilo foi uma despedida, como pude ser tão egoísta, não lembrei que ele estava doente, eu sou uma idiota, eu preciso encontrá-lo, meu corpo doí por causa do esforço que fiz ontem , mas não dói  mais que meu coração, eu preciso, juntar forças para encontra-lo. De repente me dou conta de que sei pra onde ele foi, ele foi atrás do Sasuke, preciso correr não tenho muito tempo, me levanto, o mais rápido que consigo, preciso pedir um favor ao Deidara, abro a porta do quarto," Por favor Itachi, espere por mim", corro pelos corredores quando esbarro com alguém.
" S/N, o que aconteceu?"
Continua....
 


Notas Finais


Não sei se tem relação, mas depois que terminei de escrever este capítulo me deu uma tontura.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...