1. Spirit Fanfics >
  2. O encontro de dois mundos >
  3. Inconsolável!

História O encontro de dois mundos - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei seus caras de nada!

Capítulo 8 - Inconsolável!


Fanfic / Fanfiction O encontro de dois mundos - Capítulo 8 - Inconsolável!

Marcel PoV:

Faz 2 horas que estamos procurando o Klaus, ele não pode ter sumido assim, não sem deixar rastro.

Marcel: alguém está cobrindo o rastro dele com magia, é a única explicação.

Hayley: não, Scott tirou o hollow da cabeça dele, e não tem muitas bruxas dispostas a ajudar ele.- isso é verdade.- além do mais, onde ele acharia uma bruxa aqui?

Scott: você nem perceberam né?- como assim?

Marcel: do que você está falando?

Scott: estamos seguindo o rastro dele por terra e parece estarmos andando em círculos.- tá isso eu já percebi.- só tem uma explicação plausível.

Hayley: scott, esse não é o momento de fazer suspense, desembucha!

Scott: como vocês são chatos!- era só o que me faltava, um lapso de adolescência.- ele foi por cima das árvores, por isso não conseguimos acha-lo, fazendo isso, o cheiro vai embora mais rápido.

Marcel: esse é o Klaus, sempre me surpreendendo.

Hayley rapidamente subiu em uma árvore, e pela cara dela, achou algo.

Hayley: peguei o cheiro dele, realmente, está muito mais forte aqui em cima.- isso, assim achamos ele.

Fomos rápidos, Scott e eu pelo chão, pelo que percebi ele não é fã de altura, Hayley nem se quer olhava para trás, estava tão focada em acha-lo, que se esqueceu que não estava sozinha. E eu não a culpo, se algo do gênero acontece com a Rebekah, eu agiria da mesma forma ou pior.

Caminhando por mais ou menos 19 minutos, até chegarmos em um carro todo quebrado.

Marcel: o que um carro faz tal longe da estrada?

Scott: longa história.- pelo tom de voz, isso realmente foi algo cansativo.

Hayley: eu não entendo, o cheiro dele está forte até aqui, mas quando eu ando mais 3 metros para frente, ele some.- isso já está ficando problemático demais.

Marcel: droga, o Klaus sabe sem se esconder.

Scott: nos já achamos ele.

Marcel: como assim?

Scott: conheço bem esse lugar, tão bem, ao ponto de saber que aqui era o lar de uma coiote, que por sua vez tem o cheiro fortíssimo.- Hayley se aproxima da gente, com um olhar sugestivo, para que Scott continuasse.- então é fácil mascarar o cheiro dele com o dela, se vocês entrarem na gruta logo ali, acredito que irão encontrar ele.

Hayley e eu nos olhamos, meio que uma conversa para ver que iria, por mim eu iria e o levaria de volta a força, mas esse não é o momento para isso, a situação é muito mais delicada, se o que ele passou tiver sido um feitiço, ok, podemos contornar, mas se tiver sido uma visão, bom, o Klaus pode ficar meio paranóico com isso, e aí ele talvez ele volte a ser o velho Klaus, e seu lema de "o fim justifica os meios".

Marcel: vai você Hayley, Scott eu esperamos aqui fora.- logo ela se dirige para o interior da gruta, agora é torcer para que as coisas corram bem.

Scott: então foi o Klaus que te transformou não é?- como ele sabe disso?

Marcel: quem te disse isso?

Scott: ninguém, eu vi, quando estava na cabeça do Klaus, vi todas as memórias dele.

Marcel: então você sabe quantas pessoas ele matou, sabe quantas vidas ele arruinou, sabe que ele foi o maior mal que já caminhou por esse mundo.

Scott: sim, eu vi, mas também vi um homem desesperado por amor, o sofrimento a qual ele foi submetido, tanto pelas mãos do Mikael, quanto pela sua.

Marcel: você não sabe o que está falando.- esse muleque só pode estar brincando comigo.

Scott: na verdade, sei sim. Isso faz parte daquela habilidade que eu usei para tirar o Klaus de lá, eu sinto tudo que ele já sentiu, senti a fome de quando ele se transformou, senti o medo de perder a tão estima família, senti a tristeza da rejeição, senti a alegria de ser pai, o amor dele para com a Hayley e para a família, e caso você não acredite, ele também te ama.

Marcel: ama? Ele me transformou, me impediu de ficar com a Rebekah no século passado, tudo isso por que? Por causa de um ciúmes idiota?

Scott: não vou discutir com você, sei que ele te fez sofrer, a morte da Cami, da Davina, do golpe para tomar New Orleans de você, mas isso tudo passou, você não pode viver sua eternidade magoado com coisas que já passaram, onde estamos hoje? Você está com a Rebekah não está? Casado. Klaus encontrou a redenção dele ao lado da Hayley e da Hope, ele é um homem melhor hoje do que já mais foi.

Por mais que me doa admitir, as palavras dele bateram em mim como um caminhão. 

Será que Klaus mudou mesmo? Ou é só uma fase, algo passageiro como os tempos de paz.

Hayley PoV:

Realmente, o cheiro aqui dentro é bem forte, mas dá pra sentir o cheiro do Klaus aqui. Caminho por mais alguns metros e ele está sentado de costas para a entrada, ele fez uma fogueira, me aproximo mais e logo escuto alguns fungados, ele estava chorando.

Hayely: klaus.- o chamo e ele nem faz mensão e se virar para me olhar.

Klaus: vai embora Hayley.

Hayely: sabe o que é, é que não vai dar mesmo.- e me aproximo mais um pouco dele, fica do a pouco mais 2 metros.- não posso deixar o meu rei passar por isso sozinho.

Klaus ficou calado, então e finalmente acabo com a distância entre nós e sento ao lado dele.

E realmente ele estava chorando.

Klaus: você não pode ficar perto de mim, nem você nem ninguém, eu sou perigoso demais.

Hayley: não você não é perigoso, isso foi coisa daquela bruxa, ela mexeu com você,  isso não vai acontecer novamente.

Klaus: você não entende, eu sou um monstro, enquanto você e a Hope estiverem comigo, irão está em perigo, é melhor que eu vá embora da vida de vocês, antes que eu as machuque.- a voz dele era carregada de tristeza e dor, algo de partir o coração.

Hayley: Klaus olha para mim - digo, mas ele continua olhando para frente, então me aproximo mais, ponho minhas mãos no rosto dele e faço ele olhar para mim.- se você é um monstro, eu também sou Klaus, matei pelos mesmo motivos que você, e estou aqui agora, disposta a me arriscar, pronta para dar minha vida pelo homem que eu amo, então, onde você for eu e Hope estaremos, porque somos uma família, sempre e para sempre!

Término falar e lhe dou um beijo, calmo granítico Togo que eu sinto por ele, esperando que isso tudo passe.

Ainda que meio receioso, mas correspondeu, o beijo durou até que mais do que eu esperava, no fim, ele me abraçou, e eu deixei que ele chorasse um pouco mais.

Scott PoV:

Scott: pelo visto eles vão demorar mais um pouco, volte e avise os outros que achamos o Klaus.

Marcel: e por que você não faz isso?

Scott: se você ser contado do Lucien e do Mikael coso eles apareção, eu vou contente.- vejo o mesmo fazer uma cara de desgosto, ele sabia que só eu conseguiria tal feito, assumindo a possibilidade que eles viram atacar nesse momento de debilidade.

Marcel: eu vou, mas não pense que você manda em mim, porque isso não é verdade!

Scott: e por que você acha que eu estou mandando em você?- começo a fazer minha parte Alpha falar um pouco mais alto.

O vejo ficar ofegante e desviar o olhar.

Marcel: eu tenho no mínimo 130 anos a mais que você, se comparado a mim você é uma criança?

Scott: e o que isso tem a ver?

Marcel: ... Não enche.- é a última coisa que ele fala, antes de se virar e começar a caminhar.

Scott: tá bom velha guarda, faça como quiser.- digo e escuto uma rosnada, não posso deixar de sorrir com isso, não que eu tenha algo contra o Marcel, é só que é engraçado tirar ele do sério.

Marcel PoV:

Droga, odeio essa sensação de impotência contra ele, é como se eu perdesse minha vontade própria, e ficasse totalmente submisso a ele, a vontade dele parece sempre superior a minha.

Resolvo ir mais rápido, ja que eu não tenho que me preocupar em procurar nada, afinal de contas, já achamos o Klaus. Com poucos minutos estou na porta de casa.

Assim que eu entro, Elijah, Kol, Rebekah, Davina e Vincent estão na sala.

Rebekah: e então? Achou ele?- o olhar preensivo de todos caiu sobre mim.

Marcel: sim, mas eu não cheguei a vê-lo.

Elijah: explique-se.

Marcel: no final das contas, ele tava em uma caverna, demoramos para acha-lo, porque ele foi por cima das árvores, fazendo com que o cheiro se prendesse nas copas r dificultando rastrear pelo solo, e ele usou o cheiro forte de uma coiote como camuflagem.

Kol: Niklaus sempre foi bom em esconder o próprio rastro, de nós todos ele sempre foi o melhor em se esconder.

Marcel: e por mais que eu odeie admitir, se o Scott não tivesse lá, não teríamos o encontrado até agora.- todos ficam pensativos por um momento.- somente a Hayley entrou na caverna.

Vincent: vocês só podem estar de brincadeira, deixar ela com um Klaus com o estado debilitado, podendo atacar ela.

Elijah: eu entendo a preocupação, mas Niklaus nunca atacaria Hayley.

Vincent: não podemos arriscar, ainda mais se o hollow tiver na cabeça dele ainda.

Marcel: quanto a isso não tem problema, Scott tirou ela de lá quando estiveram na cabeça do Klaus, e ele também sabe de tudo.

Rebekah: e esse "tudo" seria o que especificamente?

Derek: tudo, todas as memórias, sentimentos, ideias.- ainda bem que esses caras estão do nosso lado.- inclusive, ele poderia tirar memórias exatas da cabeça do Klaus se quisesse.

Kol: tipo uma lavagem cerebral.

Derek estava acompanhado por Freya, e pela proximidade dos dois, eles estão tendo algo.

Derek: não específicamente, ele pode tirar uma memória ruim, a localização de um local por exemplo.

Freya: isso é bem forte.

Derek: não se preocupem, todos os lobisomens podem entrar na cabeça dos outros dessa maneira, somente Alphas podem tirar informações.

Marcel: olha que coincidência, conhecemos um Alpha que pode fazer isso.- quando digo isso, o mesmo começa a rir, e obviamente ninguém entendeu.- vocês vieram pedir ajuda para o Scott, sem saber que tipo de pessoa ele é, por isso estou rindo.

Freya: então nós esclareça por favor.

Derek PoV:

Derek: Scott é a melhor pessoa que vocês poderia conhecer, ele luta pelo que acredita, e até poucos anos atrás, ele nunca tinha tirado uma vida.- os olhos de todos estão presos em mim.- como vocês sabem, ele é um Verdadeiro Alpha, por isso ele é tão forte, ele não precisou matar outro Alpha para se tornar um, isso mostra o carácter dele.

Elijah: mas o que me garante que ele secretamente não está trabalhando com o hollow ou sendo controlada por ela.

Derek: não sei se vocês sabem, e Freya, Davina e Vincent podem confirmar, um Verdadeiro Alpha está no topo da lista em força de seres sobrenaturais, logo então, o hollow não pode controlar quem é mais forte que ela não pode controla-lo.

Os olhos de todos correm para os 3 bruxos e ele confirmaram com um balanço de cabeça.

Elijah: e por que você voltou Marcel?

Marcel: Scott achou que ia demorar, e não estava errado, ele disse que se não existisse a possibilidade do Lucien e do Mikael atacarem, ele teria vindo.

~Time break 2 horas~

Droga Scott, cadê você?

Elijah: isso virou palhaçada, vou atrás deles, alguém vem comigo?- prontamente todos se apresentam.- 2 pessoas tem que ficar com a Hope.

Todos se olham e como não era problema meu, resolvi sair da casa.

Derek: quando vocês decidirem quem for ficar, me encontrem lá fora.

Com pouco mais de 2 minutos, Elijah, Kol, Marcel, Rebekah, Gia e Josh saem de casa.

Elijah: vamos?- balanço a cabeça afirmando em resposta a pergunta.- Marcel mostre-nos o caminho.

Entro em minha forma lupina e olho para a casa, Freya e Davina e Vincent haviam ficado.

Freya: tomem cuidado.- diz olhando para mim.- todos vocês.

Quando nos pusemos a correr, ao longe vemos 3 formas caminhando até nós.

Scott vinha a frente carregando Klaus, e Hayley vinha um pouco atrás.

Elijah: o que aconteceu com vocês?- Scott era o melhor dos 3, mas ainda sim estava vem machucado.

Scott: como eu havia pensado, Mikael e Lucien nos atacaram com um Mini exército.

Rebekah: aí meu deus Nik.- fomos todos na direção deles.- eles estão mal, olha o estado da Hayley.

Hayley: eu estou bem, só preciso comer e descansar, cuidam do Klaus, por favor.

Scott: Derek.- minha atenção vai rapidamente a ele.- vai atrás do Deaton e o trará o mais rápido possível.

Scott PoV:

Que problemático, fomos emboscados.

Elijah: como isso aconteceu?

Hayley: tinha acabado de convencer Klaus a voltar, assim que saímos da gruta, e nos encontramos com Scott, eles apareceram, não trocaram nenhuma palavra, simplesmente vieram e começaram a nos atacar.

Scott: com excessão dos dois, eram mais ou menos 30 vampiros.

Hayley: e tem algo errado com eles.

Marcel: como assim?

Scott: eles são muito mais fortes que os outros que enfrentamos.

Kol: de alguma forma o hollow deve estar ajudando eles a se fortificarem, na base da magia negra.

Hayley: essa é a única explicação.

Assim que chegamos na casa, freya e Davina vieram nos receber na área, mas quando viram o nosso estado, rapidamente entraram em desespero, principalmente Freya.

Freya: o que aconteceu com vocês?

Scott: Mikael e Lucien juntamente com um mini exército vieram consolar o Klaus.

Davina: no final das contas você acertou mesmo.

Elijah: não é questão de acerto ou erro, é assim que uma guerra funciona, quando o hollow foi expulso da cabeça do Niklaus, ela deve ter mandado os capachos dela atrás, para conseguirem concluir seja o que ela quer com ele.

Kol: essa é a questão, o que ela quer com ele? Tipo, essa obcessão, 2 ataques em menos de 24 horas e tudo direcionado ao Niklaus.

Freya: vocês nem se deram conta das reais intenções dela não é?

Marcel: como assim?

Freya: Klaus assim como todos os Mikaelson tem mais que um pé na magia, vocês não foram treinados para isso, mas antes de se tornarem vampiros, todos eram bruxos, Klaus veio com o diferencial de ser filho de um lobisomem, então assim que se tornou vampiro, o lado bruxo dele adormeceu, a hollow deve ter encontrado uma maneira de fazer o lado bruxo do Niklaus acordar.

Rebekah: isso seria potencialmente destrutivo, Klaus já é um híbrido, se o lado bruxo for ativado ele se tornará um dos seres mais poderoso que já caminharam sobre a terra.

Elijah: não vamos permitir que isso aconteça.- fico somente de telespectador nesse assunto, e consigo ver a preocupação que os Mikaelson tem para com os seus.- antes temos que tratar do Niklaus agora.

Scott: Derek ja está vindo com o deaton.- vejo todos respirarem mais tranquilos.- vamos colocá-lo no quarto.

E assim fazemos, levo ele para o quarto, e o acomodo, Freya e Rebekah tratam de limpar as feridas, que começam a cicatrizar, mas em um ritmo bem desacelerado. 

Hayley assim que chegou foi tomar banho, e nesse momento entrou no quarto, se colocando ao lado de Klaus na cama.

Caminho até os pés da cama e seguro nos pés dos dois.

Hayley: o que está fazendo?- quando eu ia responder Derek e Deaton entram no quarto.

Derek: 2 de uma vez? Não é demais?

Scott: calma Derek, eu dou conta.- nyoa eu sugo a dor deles, e participante de forma instantânea a respiração de Klaus fica mais calma.- respondendo sua pergunta Hayley: eu tirei a dor que vocês estavam sentindo, não que total, mas já deu uma ajuda.

Deaton: agora vão para a sala, vou tratar esses dois.- acentimos ensaiamos de lá.

Derek: Malia também veio.

Finalmente vou poder ve-la hoje.






Notas Finais


É isso pô, boa quarentena para vocês.
Tenham os cuidados necessários aí rapaziada e até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...