1. Spirit Fanfics >
  2. O errado virou certo >
  3. Indo e vindo

História O errado virou certo - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Indo e vindo


Fanfic / Fanfiction O errado virou certo - Capítulo 16 - Indo e vindo

Noah



Hoje já é quinta feira, e por sorte hoje e amanhã não vai ter aula já que é feriado aqui. Acordei cerca de oito da manhã e Josh continuou dormindo. Ontem de noite assistimos filme até umas duas da manhã, ele deve estar cansado pra caralho. Fui no mercado e comprei açucar que eu vi que estava terminando, Tang, e refri. Estava voltando pra casa. Quando cheguei na esquina vi uma cena que quase me matou. 



Josh



Acordei com batidas na porta. Lembrei que Noah me disse antes de dormir que iria sair cedo e ir ao mercado, e os pais dele iriam em uma palestra logo cedo de manhã. Que bosta. Eu tinha que ir ver a porta. Já estou com bermuda então só coloco uma camiseta e vou até a porta. 



-J: oi Naber. O que você quer?



-Naber: Essa é a casa do seu namoradinho não é?



Eu saio na rua e fecho a porta. Me escoro nela.



-J: Naber, a não ser que seja uma coisa muito importante que você veio me falar, vaza da qui. 



-Naber: Eu só vim aqui fazer uma coisa. 



Ele se aproxima de mim e me beija. Ele beijava bem não posso negar. Mas assim que minha cabeça raciocina e afasto ele e dou um soco no ombro dele e vou correndo pra dentro de casa.



Noah



Naber beija Josh, josh no início não faz nada mas depois o afasta e vai pra dentro de casa. Naber não me vê, mas quando está vindo em minha direção ergue a cabeça e quando percebe minha presença da um sorriso. 



-Naber: Meu Deus. Desculpa, ahh olha só, eu e ele não tlanzamos mas eu fiz um boquete nele. Cara, ele gemia meu nome. Uma delícia. Ahh, e libera ele pra mim. Ele está com você por obrigação e por dó. Comigo ele vai ficar por que é apaixonado.



Ele saiu, e me deixou ali. Raciocinando tudo. Vejo Josh sair de casa e sentar nos degraus a área da frente. Eu vou caminhando. Não acredito que ele deixou Naber faze um boquete nele. Eu confiei tanto nele. E nesse momento eu vi que como acabou nosso namoro acabou também a nossa amizade. E e o que mais me dói é que eu perdi o Josh namorado mas tambem perdi o josh amigo. O maior erro que eu fiz foi Tranzar com ele. Naquele momento era só isso que eu pensava. Que ele me traiu. Chego até a área e só então que ele me vê. 



-J: Noah, eu preciso falar com você. Vamos até a seu quarto.



-N: Não precisa falar nada Josh, não quero mais você com os pés no eu quarto entendeu? Volta pra sua família de merda. E você me trair fez você se tornar igual ao seu pai. Um babaca. 



-J: Noah, eu não te trai.



-N: Ata, então vou pedir pra alguém me fazer um boquete também. Vamos ver como você vai se sentir.



-J: caralho Noah, depois que nos começamos eu nunca mais dei e no fiz nada com ninguém. Hoje o Naber veio até aqui...



-N: Cala boca Josh. Olha só. Eu trago suas coisas aqui ta bom? Você não vai no meu quarto nunca mais. Nunca. Então só um momento pra mim buscar suas coisas.



Vou até meu quarto tentando não chorar, josh já estava em prantos e isso me quebrava, vou até meu quarto lego as coisas dele e faço tudo dentro da muchola quando pego sua calça jeans cai um papel. Abro:


Noah, um nome tão comum. Mas pra mim esse nome é tudo. Essa carta nunca vou entregar a ele. Ele nunca vai ler. Mas como o que eu mais amo no mundo é ele, eu resolvo escrever sobre ele quando não está por perto. Eu o amo. Amo de verdade como nunca amei ninguém.



Essa carta não fazia sentido, eu estava chorando mais ainda. Odiava fazer o que eu estava fazendo, mas ele que deixou Naber fazer um boquete nele. A culpa não é minha. Coloco a mochila pela janela. Eu não seria capaz de ver o rosto dele novamente. 



Josh



Escuto um barulho do lado da casa de noah e quando vejo levo um susto, ele realmente não queria me ver novamente. Eu choro, vou chorando até a casa da minha mãe. Entro e vou pro meu quarto. Fecho a porta e choro. Deito na cama e choro. Odiava mais que tudo aquele Naber que mentiu pro Noah. Ele deve ter dito que ele me fez um boquete e Noah acreditou. Agora eu não sabia de quem eu estava com mais ranço, do Naber por mentir pro Noah, ou do Noah por acreditar naquele malafrario. Eu fudi Noah apenas duas vezes e tudo já tinha acabado? Eu dei menos de 50 beijos nele e tudo já tinha acabado? Quem sabe aquilo realmente era errado. Quem sabe eu nunca divia ter me apaixonado pelo Noah.



Noah



Meus pais já chegaram e eu subi pro meu quarto, eu realmente não queria ficar com eles. Na verdade com ninguém. Por volta das oito da noite alguém bate na porta.



-N: Obrigada mãe, mas não quero jantar. 



Alguém abre a porta e escuto barulhos estranhos. Olha pra cima e vejo sina com uma cadeira de praia e Heyoon em sua cadeira de rodas. 



-N: o que vocês estão fazendo aqui?



,Sina: sua mãe ficou tão preocupada com você que nos chamou. Ela disse que você não fez nada hoje, nem lavou a louça, o que você sempre faz, não comeu o seu almoço e o mais interessante não viu e nem quis falar sobre o Josh. Pode desimbuchar o que está acontecendo.



Ela senta na cadeira do lado da minha cama e eu apenas deito minha cabeça no travesseiro e começo a chorar novamente. 



-N: ele está comigo por dó...



Elas se entreolham e Heyoon vem com a cadeira de rodas bem perto de mim e escora sua cabeça na minha. E sina segura minha mão. 



-Heyoon: Pode botar pra fora Noah, nos estamos aqui para te ouvir. Te amamos. Então nos fala. O que aconteceu. 


-N: ele me traiu com aquele puto do Naber. Esse idiota fez um boquete no Josh, e Josh gostou. 


-Heyoon: ele falou que gostou?



-N: Não, mas é óbvio que ele gostou, o Naber me disse que Josh só está comigo por dó.



Sina me dá um tapa na mão.



-Sina: Tu é um idiota Porra. O Naber é um mentiroso de merda. É óbvio que isso é mentira. 



-N: Então me explica por que eles estavam se pegando na porta da minha casa?



-Heyoon: Sua casa.l???



Sina fica calada, apenas me abraça. Eu estava maguado. Mas sina e Heyoon dormiram aquela noite comigo. Como coube três pessoas em uma cama de casal? Não sei.



Sexta pela manhã:



Narradora:



-H: Sina, vamos, já é umas oito da manhã. 



As meninas se levantam e vai em bora. Cada uma dando um beijo no rosto de Noah. 



-Heyoon: Olha como ele é gato dormindo.


-Sina: odeio ver meu irmão do coração sofrer.



-Heyoon: Eu também. 



Noah



Acordo umas duas da tarde. As meninas conserteza já foram. Levanto e vou pra cozinha. Lá embaixo dos jornais acho um convite pra uma festa que haveria na casa da nossa vizinha solteira. Achei estranho, já que minha mãe odeia aquela vizinha. E meu pai, nao sei, meu pai nunca falou dela. Resolvo que eu vou ir de penetra. 



Já eram oito da noite. Minha mãe estava em casa e meu pai tinha ficado em uma reunião importante da Impresa. Eu estava pronto. Então deci e sai de casa. A festa realmente era bem privada. Entro na casa que estava aberta e vejo só pessoa mas chiques. Provavelmente eram so para lessoas importantes. Vou ate um sofa e me sento. Fico olhanso pro nada ate que uma coisa me chama a atençao. Meu pai. Nao pera. MEU PAI? Ele tinha ficado na reunião? Calma. Vamos penssar direito. MEU PAI NA CASA DA VIZINHA EM UMA FEATA MUITO PRIVADA. Ok, o que eu devo penssar? Acho que é melhor eu ir em bora. Quando me levanto do sofá vejo a cena que quebra meu coração em 1 milhão de pedaços. Meu pai beijando a minha vizinha. MINHA MÃE NAO TINHA VALOR? Eu só queria chorar. Saio daquele lugar correndo. Feixo a porta e cou correndo até a pista de skate que tem lá em minha cidade. Sento um um dos bancos encoatado na parede puxo minhas pernas e coloco minha cabeça entre elas e choro. 


Josh: 



Eu estoucançado de ficar em casa chorando. Então eesolvo ir na pra cá do skate. Ninguém da cidade frequenta aquele lugar. Então é um lugar fora de casa e solitário. Tudo o que eu precisava. Quando chego lá percebo que no lugar onde eu sento tem um ser humano. Ele parecia estar chorando. O cabelo castanho meio grande, parecia ser parecido comigo. Não era gordo. E o cabelo era até parecido com o de Noah. Resolvi me compadecer e vou até o menino.



-J: Com licença, você está.... Noah?



-N: Porra Josh. Sai daqui. 


Ele se levanta para sair mas eu seguro seu braço o deixando cara a cara comigo.


-N: Me solta Porra.


-J: Tudo bem. Mas antes me escuta. Aquele puto escroto do caralho me agarrou e me beijou, eu empurrei ele. E sabe o que me dói. Me dói saber que meu melhor amigo de infância e meu namorado acreditam mais em um ser humano que do nada entrou na escola do que em mim. Na verdade não me deixou nem falar. Simplesmente colocou as coisas na cabeça e sai falando por aí. E sabe o que mais forte o meu coração. Você me comparar ao meu pai. Isso doi. Porra Noah, eu te amo. Te amo de verdade. E você vai fazer o que. Fugir e acreditar no Naber e jogar todo meu amor por ti fora. Se é isso que você quer tudo bem. Mas por favor. Não me faça de bobo. 


Eu acabo de falar já sem fôlego. Seus olhos enchem de água.  Ele me abraça.


-N: Meu pais era traindo a minha mãe com a minha vizinha. 3u vi eles se pegando hoje. 



Ele chorava em meu pescoço.



-J: Porra Noah, sinto muito.



Depois de um tempo deitamos no chão e ficamos olhando as estrelas.


Notas Finais


Olha só gente. A pedido de vocês um capítulo um pouco maior😁❤❤
Comentem o que acharam. Amo ler tudo o que vocês colocam❤🇧🇷😁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...