História O Explorador - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Linkin Park, The Rasmus
Personagens Aki Hakala, Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Eero Heinonen, Joe Hahn, Lauri Ylönen, Mike Shinoda, Personagens Originais, Rob Bourdon
Tags Aventura, Bennoda, Chester Bennington, Ísis, Lauri Ylonen, Mike Shinoda, Personagens Originais, Seth
Visualizações 22
Palavras 1.858
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mike tem a brilhante ideia de ir ao templo ...

Capítulo 5 - O templo de Seth


Fanfic / Fanfiction O Explorador - Capítulo 5 - O templo de Seth

Era uma noite fria, alias, uma das peculiaridades do deserto é essa. De dia chegar a quase 50° de temperatura, porém a noite chega a quase 10 graus. Sobre um lindo luar que ajudou bastante na iluminação do caminho. Dentro do jipe , eu fico vendo os desenhos do livro com a ajuda de Eero com a lanterna.

 

- Mate minha curiosidade, Senhor Shinoda...

-Diga, querido.

-O que tem neste livro que o faz ir ao Templo de Seth a esta hora?

-Eero, eu também quero saber . Mas é o que tem no Templo de Seth que me faz ver este livro. Entende?

-Não, senhor.- ele diz confuso

-Olhe, já viu estes desenhos antes? – Mostro o livro com desenhos de meu pai.

Ele olha com certa dificuldade os desenhos .

-Esse homem parece uns que nosso pai desenhava , pra contar historias

-Historias pra acalmar crianças travessas, senhor Shinoda? –Eu digo.

-Sim, - Diz Aki – Nosso pai contava historias sobre os filhos de Seth e Isis.

-Como assim? Lendas?

-É só uma historia , senhor Shinoda. Uma lenda sobre as divindade de Isis e Seth.

-ME conte, vamos.

Ele pega o livro e me mostra a imagem do ser negro .

-Meu pai contava sobre dois primos. Um filho de Isis , outro filho de Seth. O filho de Isis foi gerado meio humano pois sua mãe de sangue foi morta pelo próprio esposo embriagado e ciumento. Ele abandonou o filho pra morrer de fome , mas Isis com pena o criou transformando num semideus , onde ele se tornou um filho obediente e muito amado.

-Que interessante, mas e o outro.

-O Outro, foi uma oferenda de uma mãe infértil, ela prometeu a Isis se ela tivesse filhos o primeiro iria ser da deusa, mas o esposo o ofereceu a Seth isso fez com que a esposa não tivesse mais nenhum filho. E Seth se aproveitou  da situação e o criou. Transformou ele num semideus que faz o oposto do primo. Ele é arrogante , indisciplinado e malvado como pai.

-Quer dizer que Seth o criou só de pirraça?

-Mais ou menos isso.- Diz Aki.

-Mas...- Continua Eero.- Por ironia do destino , eles se apaixonaram. Isis e Osiris com amor pelo filho , também viram um sentimento verdadeiro entre eles. Então foram prometidos um ao outro, e iriam se casar no próximo eclipse solar , onde Iah e Rá se encontram . Mas...

-Mas?- Eu digo

-O filho de Seth foi seduzido por um homem e uma mulher mortal. Ele se deitou com eles e tomou gosto por isso.

-Nossa, e como ficou o casamento?- eu pergunto

-Chegamos ao Templo de Seth! - Diz Aki

-Continue Eero – Eu digo

-Bom, o que foi contado é que , desde dai o noivado  foi rompido. Com receio do filho ceder as seduções do primo, Isis os proibiu de se tocarem em forma de deuses, dizem que o filho de Seth ainda o ama. Mas Isis o castigou, o fez ser um ser que infertiliza as mulheres e homens com quem ele deita. Ele provoca doenças e matar os fetos nos úteros das mulheres.

-Papai dizia que Seth quem fez o casal o seduzir , para que o filho de Isis sofresse.- Diz Aki.

-Eles são inimigos?

-Não se sabe ,mas o filho de Seth se transforma num corvo.

-Seu olhos ficam negros- Diz Aki – Quem invade o templo de Seth jamais volta, não se encontra nem sinal...

-É como uma maldição!- Diz Eero – Muitos já tentaram pegar o lendário Livro dos Mortos. Mas nunca voltam.

-Livro dos Mortos.  O que dar o poder sobre a morte? – Eu digo

-Pode ressuscitar também.- Diz Aki saindo do Jipe.

-Meu pai dizia que ele trazia muitos no Templo de Seth. Quando via , um ser sombrio o mandava ir embora. Depois ele não sabia mais dos que ele trazia.

-Ser sombrio?

-Papai dizia que ele tinha olhos negros.- Diz Aki.

-Chega, estão tentando me assustar!- Digo

-Senhor Shinoda. Veio atrás do Livro dos Mortos?- Pergunta Eero.

-Não, vim achar resposta. Pouco me importa o Livro dos Mortos. Mas creio que meu pai queria acha –lo.

- Senhor, cuidado! –Diz Aki.

-Se uma criatura sombria os mandar ir embora... vão!- eu digo.

-Sinto muito , senhor. – Diz Eero – Mas vou entrar com você.

-O que? Não!

-Senhor, cresci ouvindo essa historia, se eu tiver que morrer, quero ao menos saber se é verdadeira.

-Eu também  vou! –Diz Aki.

-Sem juízos! Certo, ao menos não morrerei sozinho. – Eu digo, mas admito, estou bem apavorado.

Entramos no Templo , ele parecia bem assustador. Mas seguimos o caminho do turismo, depois fomos um pouco mais adiante, usamos lanternas pois o breu era terrível, chegamos até uma parte aberta.

-O que são isso? – olho três grandes pedras com marcas de que foram feitos fogueiras.

-Altares de sacrifícios , senhor Shinoda.- Dzi Aki.

-Como? Já vimos os la dentro?

-Esse são diferentes. – Eles se olham- Os seguidores de Seth sacrificam aqui, animais, pessoas...

-Pessoas?

-Os seguidores de Seth não são tão bonzinhos , senhor Shinoda.

Olhei pra aquelas pedras. Decidir voltar pra dentro. Seguimos de volta pelo salão principal até que lembro do pequeno corredor de mais cedo.

-Meninos , fiquem aqui, qualquer barulho voltem ao hotel.- eu digo a eles.

-Eu vou com o senhor.- Diz Eero.

-Você é teimoso!- eu digo

-Eu vou voltar pro jipe. Tenho esposa e ela está gravida do meu primeiro filho.- Diz Aki.

Ele sai do Templo , eu e Eero fomos pelo estreito corredor, o bom é que tínhamos duas lanternas , então a iluminação estava melhor.

-Esses desenhos ... – eu digo abrindo o livro. – Parecem com esses...

Olhei os detalhes dos desenhos. Papai tinha escritos palavras embaixo deles.

-O que significa estas palavras?  Será que é um tipo de verso. – Eu falo olhando ainda os detalhes.  Cada desenho , cada um tinha um significado naquela parede.

-Papai descreveu o que acontece com quem usa o Livros dos Mortos? Oh meu Deus, esta sala leva até o livro!!- Eu falo pasmo.

-Descobriu então, Shinoda?- Olho pra tras e vejo Lauri com olhos negros , miro a lanterna bem em seu rosto.

-La-lauri..?

-Agora que já sabe o que é esta câmara, farei você se arrepender de ter tentado invadi-la.

- Invadir? Não quero invadir esta camara.

-MENTIRA!- Ele levanta a mãos fazendo eu e Eero voarmos pra tras.

-Lauri, eu vim por outro motivo..- eu tento ficar em pé.

-SAIA DAQUI, OU OFERECEREI SUA CARNE PARA SETH.- Ele faz o mesmo gesto e joga nós dois pra fora da câmara.

-Senhor Shinoda, as lanternas..- diz Eero.

-Vamso tentar sair daqui. – eu digo mas o breu é grande.

-SHINODA!!!- Lauri grita.

Quando vemos ele está em nossa frente.

-Lauri, olha, deixe Eero ir embora. Seu problema é comigo.- eu digo

-Serio? Ainda bem que você sabe . – ele se aproxima de mim.

Eu procuro proteger Eero. Lauri  se aproxima de meu rosto.

-Sabe que você é bonito, Shinoda.- ele diz já com seus olhos verdes.

-Obrigado, não posso dizer o mesmo de você , desculpe.- eu falo

-Claro, eu sei quem te atrai , Shinoda, meu querido primo, Chester.

Quando ele disse isso meu coração disparou.

-Uuuhh posso ouvir o pulsar da emoção. Está apaixonado por ele?

Não respondo de imediato, sinto que se eu falar demais será pior.

-Vamos Shinoda, seu coração vivo e quente te denuncia, posso sentir daqui. Ama Chester.

-Você sente a mesma coisa.- Eu falo e ele me olha. – Não é Lauri? Sabe o que sinto porque tem o mesmo sentimento por ele.

Lauri fica com olhar serio. – Porque diz essas coisas? Não sabe de nada , Shinoda.

-Sei sim  filho de Seth. Sua  promiscuidade te fez perder seu noivo.

-Cale a boca! – ele diz.

-E teu medo é esse ...ele se apaixonar por outro?

-CALE-SE !- ele faz seus olhos negros de novo e com a pele escurecendo eu pego Eero começamos a correr . Lauri vem atrás de nós.

-VAI EERO! VAI PRO JIPE!!- Eu grito

-AKI! LIGA O CARRO!!- Eero grita .

Entramos no jipe e não vimos mais Lauri atrás de nós.

-Ele voltou?- Eu pergunto

-Vamos embora, senhor- Diz eero.

Mas antes de pensarmos em qualquer coisa, Lauri pula em cima do carro.

-Vou te matar, Shinoda!- Ele diz com seu rosto bem diferente do que vi antes.

-VAI AKI!!!_ Eero grita . Aki no desespero da ré fazendo Lauri cair na areia do deserto.

 Aki volta a dirigir pelo deserto. Olhamos pra tras e vemos lauri correndo . De repente ele se transforma em algo que parece uma grande pantera negra.

-Ele vai pegar a gente!!- Diz Aki.

-Voltem pro hotel! Avisem que eu me perdi no deserto , digam exatamente onde me deixaram.

-Senhor Shinoda , não!- Diz Eero.

-Vão embora!!!- eu digo pulando do Jipe.

Caio sobre a fria areia do deserto . Vi o jipe indo, me viro e Lauri se joga por cima de mim.

- Quem pensa que é, mortal inútil!- Ele diz mostrando suas garras e dentes.

A única reação que tive foi colocar as mãos sobre meu rosto enquanto ele se prepara pra me golpear.

 

 

Quando abri os olhos ,Joe me sacudia:

-Acorda Mike, acorda porra!

-Joe? Onde eu estou?- Eu digo olho confuso

-No quarto né Mike, estava ai agitado, tive que te acordar do seu pesadelo.

-Pesadelo??- Eu? Eu estava sonhando??- Eu pergunto me olhando. Eu ainda da estava de roupão. - mas como??

-Olha maninho, quando cheguei do cassino você já estava dormindo.Você estava ae ao berros.- diz Joe tirando sua roupa.

-Eero? Onde esta Eero e Aki?

-Eero esta no corredor, mas quem é Aki?-ele diz

Eu saio correndo de roupão , abro a porta e vejo Eero vindo com Aki. Eu os abraço.

-Ah Meu Deus vocês estão bem.!!! Graças a Deus!!!

-Se-senhor Shinoda....esta mo sufocando!!- Diz Eero

Eu os solto.

-Trouxe meu irmão Aki. Como lhe falei.

-Ola, senhor. Mas diga, aonde vai a essa hora?- Aki fala

Eu continuo confuso, mas penso ter entendido o que houve.

-Deixa pra lá. É tarde e perigoso. Você tem uma esposa gravida Aki. Eu acho melhor desistir.- eu digo e eles ficam se olhando e concordam.

-Boa noite ,Rapazes.!- Eu volto pro quarto.

-Eero, porque contou a ele da minha esposa?- diz Aki.

-Mas eu não contei.- Diz Eero.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

-Por que fez isso, Chester?- Diz Lauri sentado a porta do Templo de Isis.

-Sinceramente? Não achei prudente o que ia fazer! - Chester Diz olhando o primo. – Pedi ajuda a Khonsu e Thoth pra mexer na linha do tempo.

-Acha que ele vai esquecer?

-Não sei, mas talvez um pesadelo o faça parar. Matar ele só ia piorar tudo.

-Ele estava invadindo a câmara! Ele quer o livro dos mortos!

-Eu ouvi ele dizer que não!- Diz Chester se aproximando dele. – Está amanhecendo, precisamos voltar como mortais. Lauri, tem capacidade de fingir que nada aconteceu?

-Onde , no hotel ou no Templo?

-Em ambos.

Lauri balança a cabeça e volta ao Templo de Seth. Chester olha pra Isis .

-Ah minha mãe...não suportaria ver ele morrer.


Notas Finais


Acho que há muito amor envolvido ai...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...