1. Spirit Fanfics >
  2. O falso badboy e a patricinha - Jeon Jungkook >
  3. Capítulo 3; SM

História O falso badboy e a patricinha - Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por: JeonPark500

Notas do Autor


Oii, td bom??

Demorei para aparecer??

Boom, conseguiu me organizar direitinho e agora toda atualização da fanfic vai ser as Sextas ou Sábados. Só estou postando hoje porque é especial, para comemoramos.

Bora pro capítulo??

Capítulo 3 - Capítulo 3; SM


Fanfic / Fanfiction O falso badboy e a patricinha - Jeon Jungkook - Capítulo 3 - Capítulo 3; SM

 

O som da risada dele era contagiante, S/n só conseguia sorrir junto. Yoongi achava que a amiga estava começando a gostar do vizinho e sim, ficaria muito feliz se ela namorasse o Jeon. E Jimin, começava a dar uma chance pra morena. 

Os quatro estavam no karaokê, quer dizer S/n e Jungkook acompanhavam os amigos, esses que trocavam beijos esquecendo que tinham plateia. 

O loiro e ela conversavam sobre assuntos banais entre si. Pode afirmar que desde o encontro na cafeteria, a relação deles melhorou. Passaram a ficar mais próximos, como na universidade tanto onde moram, e sempre inventam uma desculpa pra ir na  casa um do  outro. 

 

 

Cansados de segurar a vela dos amigos, S/n colocou uma música bem conhecida entre eles. 

Assustados com a melodia que saía das caixas de som, Yoongi e Jimin se separam abruptamente e os mais novos só sabia rir. 

 

A Moon começou a acompanhar a voz da Rihanna, nem olhava para a tela, sabia a letra de cor. E nos versos seguidos não conseguiu desviar o olhar do vizinho. Jungkook não parava de olhar para a cintura da amiga, estava hipnotizado. 

 

O tesão entre os mais novos era tão grande, que Jimin e Yoongi começaram a se sentir sufocados. Nem eles eram assim. 

 

Em momento nenhum s/n deixou de atiçar Jungkook e no refrão ele sabia que cantava para si. 

 

Love is great, love is fine, Out the box, out of line,The affliction of the feeling leaves me wanting more(O amor é ótimo, o amor é bom, Fora da caixa, fora da linha, A aflição do sentimento me deixa querendo mais).

Ela não tirava os olhos do Jeon, e ele não tirava do quadril dela. 

 

Yoongi compreendeu as intenções da amiga e queria ver onde ia chegar. Será que realmente faria o que prometeu ao Min? 

 

'Cause I may be bad but I'm perfectly good at it, Sex in the air, I don't care, I love the smell of it, Sticks and stones may break my bones, But chains and whips excite me(Porque posso ser ruim, mas sou perfeitamente bom nisso, Sexo no ar, não me importo, adoro o cheiro disso, Paus e pedras podem quebrar meus ossos, Mas correntes e chicotes me excitam). 

 

***

Depois de terem saído do karaokê e terem esperado Jungkook resolver o probleminha — ou problemão —, foram para casa. 

 

No caminho, S/n e Jungkook não trocaram nenhuma palavra, apenas escutaram os amigos falarem de como a noite foi boa. E quando entraram no elevador o clima entre eles pareceu piorar ou aumentar o tesão, aquela típica música de elevador fazia os desejos mais obscuros de Jeon virem à tona. Como queria provar aquela mulher, queria sentir o corpo dela colado no seu, saber como seria a expressão de prazer. E lembrando da forma que S/n cantou S & M e dançou, fez querer prensar contra o metal gelado do elevador e fazê-la gemer como nunca na vida. 

Só com esses pensamentos, sentiu o zíper da calça ficar apertado e tentou de tudo para a mais velha não perceber, mas não adiantou. 

 

— Gukkie? -- chamou e Jungkook queria se estapear por ter soltado um gemido. 

Por que está demorando tanto?, pensou. 

 

Para a sorte do loiro, as portas do elevador abriram e ele saiu correndo para o apartamento. S/n foi atrás do maior e virou o corpo do mesmo, riu dos olhos arregalados dele e fez um carinho na bochecha. 

 

— Acho que você vai precisar de uma mão a mais, que tal? - propôs antes de dar um selinho. 

 

Ajudou a abrir a porta e separando do selinho, empurrou Jungkook para dentro do apartamento e fechou a porta atrás de si. 

 

Assim que chegaram no quarto, deram início a um beijo calmo e que aos poucos foi se formando em um beijo cheio de vontade e desejo. As línguas dançavam para cima e para baixo dentro da boca uma da outra, até que não havia diferença da boca da S/N e de Jungkook, apenas as bocas entrelaçadas. Ela tinha gosto de vodka, carne de porco e bala de menta. Ele, de soju e churros. Pararam o beijo por falta de ar e ficaram alguns segundos se entreolhando.

 

 

S/n sentiu ficar mais molhada ao ver Jungkook, as veias saltadas nos braços e mãos, os lábios inchados e avermelhados e os fios loiros bagunçados, tudo nele era uma perdição.

 

S/n deitou Jungkook na cama, ficando por cima; dava para ver o brilho da luxúria no olhar deles e não era pouca. Com ajuda de Jungkook, S/n tirou a blusa e ficou maravilhada em finalmente ver as tatuagens e o abdômen, e logo tirou a calça junto com a cueca. Vê-lo totalmente nú levava a Moon à loucura. 

 

Entrar em um território diferente é considerado, para Moon, perigoso, muito perigoso. Você não conhecia os limites daquela pessoa e muito menos, as zonas erógenas dela. Por isso sempre preferia estudar e conhecer mais o corpo de quem iria transar. 

Fora que preferia mandar em tudo e nunca ficava embaixo. 

 

Mas naquela ocasião, abriria uma brecha para Jungkook. 

 

Deixou o mais novo mudar as posições e tirar suas roupas. As bocas se chocaram novamente, as línguas brigavam por espaço. Tateando o corpo da Moon, o Jeon penetrou dois dedos na intimidade de S/n, o que a fez arquear as costas e deixar o pescoço exposto pro moreno, que logo deu atenção deixando várias chupões fortes enquanto a estocava lentamente. 

Não demorou para os gemidos ficarem presentes no quarto, o que fez Jungkook acelerar o ritmo dos dedos; ele sentiu que ela ia gozar, mas não ia deixar, não daquele jeito. Retirou os dedos e ficou olhando para ela. 

S/n não ia mentir, fazer sexo desse jeito também era gostoso mas jamais trocaria suas algemas, os tapas e os brinquedos. 

 — Eu quero você, apenas você. - falou distribuindo beijos nos mamilos eriçados da vizinha. — Preciso de você. 

Em um movimento rápido S/n muda as posições novamente, ficando bem acima do membro duro e exposto. Sem demoras, S/n posicionava só a glande na intimidade e ia sentar devagar, senão fosse Jungkook que jogou a cintura para cima acertando bem o ponto dela; Jungkook ficou por cima novamente e começou a penetrar. Os gemidos foram ficando mais altos e claros a cada vez que Jungkook vai acelerando as estocadas. S/n revirava os olhos diversas vezes por puro prazer e arranhava as costas do Jeon sem dó, precisava descontar o prazer que sentia; coitado dele deveria estar todo marcado. Os lábios dela também devem estar em uma situação grave. Os pescoço de ambos não estavam em um estado agradável. 

Quem vê-los saberão o que aconteceu naquele quarto, mas não se importavam, apenas precisavam liberar aquele prazer. Pelo menos uma parte dele.. 

 

O corpo da Moon estremece ao sentir o ápice chegar e logo sente Jungkook gozar dentro de mim. Putz, sentir aquilo era uma sensação tão boa e satisfatória para ela. Jungkook saiu de dentro dela e ficou sentado, apoiando as costas na cabeceira. 

Sem receio, S/N coloca o membro na boca, fazendo um boquete profundo que fez Jeon começar a gemer manhoso enquanto agarrava o cabelo dela. Os gemidos davam a S/n mais força de continuar, até que acelerou a velocidade e rapidamente fazendo ele chegar em seu ápice. Ele puxa ela para cima e fica por cima novamente. Ele estava ofegante, sua respiração, que bateu na pele dela, estava quente fazendo estremecer.

Logo repetiu o mesmo ato que recebeu, deixando S/n com as pernas bambas.

     

 — Prometa que depois que eu for embora, não vai agir diferente comigo. -- A Moon pediu ofegante. 

E antes de fechar os olhos, Jungkook concordou. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Está bom?? Foi muito rápido??

Deixe seu comentário e seu favorito caso tenha gostado

Beijos e até sexta-feira 😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...