1. Spirit Fanfics >
  2. O Faraó >
  3. A batalha dos deuses - penúltimo

História O Faraó - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Tut e Nefertari na imagem abaixo👇😢

Capítulo 24 - A batalha dos deuses - penúltimo


Fanfic / Fanfiction O Faraó - Capítulo 24 - A batalha dos deuses - penúltimo

Nefertari - 

Kant levou Tut nos braços para seu quarto meu coração está apertado todos ainda continuam alarmados eu me aproximo de vizer.

Nefertari - a festa acabou tire todos daqui, e diga que o rei apenas se ecedeu no vinho, enquanto o rei estiver indisposto governe.            ele me reverencia e sai eu e o sacerdote fomos até o quarto do rei Kant estava de pe ao lado de sua cama me aproximo ainda sem saber bem oque estava acontecendo.

sacerdote - permita-me senhora eu preciso examina-lo para saber as ervas que vou precisar.          ele ja estava a um tempo examinando que eu ja estava agoniada de tanta preocupação.

Nefertari - Ele..foi envenenado como o nosso pai ?         falo com medo da resposta e o sacerdote me olha parece aflito. 

Sacerdote - não os sintomas são outros.           eu respiro aliviada.

Nefertari - porque me olha assim, ele vai viver não é ? 

sacerdote - a doença está o matando..nos não podemos fazer nada, não tem cura conhecida pelo homem.           eu perco o chão na mesma hora minhas pernas enfraquecem e minha voz não  sai cubri  meu rosto com as mãos chorando como se tudo acabasse e nada mas inportasse, Kant me segura quando eu perco as forças.

sacerdote - minha rainha precisa sair daqui, o quarto do rei será fechado até a sua morte por cautela.          olho para ele furiosa.

Nefertari - então saíam todos, porque eu não o deixarei...SAÍAM.

eles sai rapidamente, me aproximo de Tut com as mãos na boca de algum jeito também me sinto morrendo por dentro ele abre os olhos com dificuldade.

Tut - e..eu, q-quero...que..saia.            ele fala com muita dificuldade como se ele esgotasse suas forças, eu passo a mão em seu rosto encostando meu rosto ao dele permanecendo assim por longos minutos chorando me deito ao seu lado até adormecer.*

sinto uma luz em meu rosto que me faz acordar estou em uma cama revestida de Ouro procuro Tut e não o vejo penso no pior até a luz se apagar e Tut aparecer de pé exatamente como ele estava hoje na festa ele fala com alguém que segura em sua mão o levando eu grito o mas auto que eu posso mas ele parece não me ouvir tento me aproximar dele mas cada vez ele parece mas distante, e quando finalmente ele para, me assusto com quem esta o levando.

Nefertari - Seth..? o Deus do caos não..solte ele... OSÍRIS NÃO DEIXE QUE ELE O LEVE.          Seth sorri e me olha fico sem ar então ele pode me ver mas ele continua levando Tut com ele cai de joelhos clamando chorando pedindo a os deuses clemência fecho os olhos por não aguentar mas, quando eu sinto uma mão tocar meu onbro e uma paz enexplicavel invadir meu coração abro os olhos e olho rapidamente e não posso acreditar Isis e...a Deusa Isis mãe de Amon-rã ela está bem ao meu lado apenas sorri quando eu olho em direção a Tut não o vejo mas até que Seth volta e caminha em nossa direção com sua espada dourada me assusto quando Osíris chega do nada e eles começam a lutar com violência até que a luz volta tão forte que eu não consigo ver nada so umas asas enormes brancas e o brilho saia dele eu pude ver sua coroa de Ouro e sua armadura de Ouro não consigo olhar direto para ele a luz e muito forte e..amon-rã ? dizem que os faraós são a reencarnação de Amon na terra por isso os chamam de Deus vivo e são adorados como deuses e considerados filhos de Osires.* 

Kant - senhora acorde..porfavor.          escuto a voz de Kant um pouco distante mas logo vai ficando mas auto e eu acordo em seus braços com o sacerdote com um frasco nas mãos. 

Nefertari - oque ouve ?           falo passando as mãos no rosto sem me lembrar de absolutamente nada.

Sacerdote - encontramos a senhora..gritando palavras estranhas ao lado do rei, achamos que também teria contraído a doença a senhora demorou para acordar nos ja estávamos preocupados.           me lembro de um sussurro em meu ouvido e as palavras saim da minha boca.

Nefertari - va até o templo dos deuses e pegue umas ervas que crescem ao lado da estatua de Amon-rã pouco conhecidas estão escondidas o sacerdote deve saber onde, kant pegue óleos virgens e água do Nilo morna e pratos fundos, traga para o quarto do rei imediatamente.           eles saiem praticamente correndo olho para Tut ele está com os olhos fechados todo suado eu tiro suas roupas pesadas da festa suas joias o deixando nu apenas coberto com um lençol respiro nervosa tremendo ele está queimando em febre me ajoelho perto de sua cama orando a Osíris pedindo pela vida dele.

Núbia - 

Tut me enganou e me humilhou diante de todos, logo eu que sempre o amei mas agora eu quero que ele morra mesmo que isso não aconteça para mim ele já está morto vou pedir a Anúbis para que o leve, depois que thot me arrastou da festa nos fomos para o quarto ele nem se atreva a me tocar, ou eu sou capaz de matar ele sem me inportar com os castigos de Tut.

Núbia - não se aproxime de mim...desgraçado.          ele sorri e deita na cama.

Núbia - qual e a graça infeliz..te odeio.        

Thot - pobre Núbia, quase que eu senti pena de você.            ele se aproxima de mim arrancando as minhas joias e arrasgando minhas roupas me desespero e tento bater nele que me segura me jogando na cama.

Núbia - NÃO..SE ATREVA..           ele gargalha.

Thot - veja so ela realmente se acha, venha tenho presentes para você ficar ainda mas linda.            fico sem entender ate a porta se abrir e tudo fazer sentido desgraçada traidora.

Yunet - Coitada parece assustada, acho que o mal que você desejou tanto se virou contra você.            ela se aproxima de mim batendo em meu rosto. 

Núbia - Desgraçadaaa, eu odeio vocês.. Não tem o direito de fazer isso comigo thot Eu sou uma princesa do Egito e vocês NÃO SÃO NADA.         

Thot - e o seguinte eu confesso que até gostei de você, mas depois que yunet me contou tudo que fez e seus planos fiquei enojado, você é minha mulher mas jamais tocarei em você, e se por acaso tentar me trair ou me matar eu te mato primeiro.             eles se beijam e eu abaixo o olhar chorando em silêncio, eu odeio todos eles e me odeio por ter confiado em yunet. 

Horas depois. Nefertari - 

depois de um tempo Kant e o sacerdote aparecem com as coisas que eu pedi eu estava no quarto deitada ao lado de Tut eu podia escutar seu coração fraco e o meu apertado sufocando quando eles entram eu me levanto da cama rapidamente.

Nefertari - ja estava na hora, vamos sacerdote faça exatamente oque eu disser.           começamos a machucar as ervas no prato com a água do Nilo e depois os óleos.

Sacerdote - rainha admiro suas tentativas mas como tem tanta certeza que essa composição pode salvar a vida do rei ? 

Nefertari - Eu apenas tenho fé nos deuses você como representante deles devia ter também.           me aproximo de Tut passando as ervas em seu peito massageando em todo o seu corpo.

Sacerdote - de qualquer forma a alma de Tutancâmon ja deve estar com Osíris.           olhei para ele seriamente.

Nefertari - Não está, saíam agora.           eles saiem nos deixando sozinhos, continuo passando o óleo nele que continua desacordado.   

Naira - Você podia pelo menos o deixar respirar um pouco..sua preocupação e até convincente.           nem percebi que ela avia entrado no quarto, ela fala parada na porta.

 Nefertari - Seja breve.         falo friamente.    

 eu me afasto dele para que ela possa se aproximar mas ela fica imóvel apenas o olhando. 

 Naira - Eu me apaixonei perdidamente mas agora acabou Osíris vai levá-lo, eu estou esperando seu único herdeiro vivo, pode partir tranquilo meu amor sua dinastia vive em mim.          segurei minha mão para não acertar a cara dela,  ela sai em seguida e eu vou atrás fechando a porta. 

 Nefertari - como pode falar como se ele realmente fosse morrer ? você não tem caráter algum.

 Naira - Uma rainha infértil não serve para nada, Você sempre tentou me humilhar mas veja quem conseguiu ? eu ou você.         lhe dou um tapa no rosto e pego em seu pescoço. 

 Nefertari - Com o rei doente eu mando aqui, fique em seu quarto até ele melhorar, e se eu te ver de novo alguém vai acabar perdendo a cabeça.           falo com raiva quando Kant me segura ela já estava sufocando em minhas mãos. 

Naira - não me entenda mal estou sofrendo tanto quanto você rainha, você está preucupada com o Egito e eu com o homem que eu amo. 


Notas Finais


Espero que gostem 😙💋💋❤
Tema de Tut e Nefertari -> https://youtu.be/hgC-Rv5r5F4


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...