História O Feio Mais Belo - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias A Feia Mais Bela, Angélica Vale, Beauty & the Beast, Betty, A Feia, Jaime Camil, You're Beautiful
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral, Tomás Moura Gutiérrez
Tags A Bela, A Feia Mais Bela, A Fera, Amor, Angélica Vale, Bela A Feia, Betty A Feia, Drama, Fanfic, Historia De Amor, Jaime Camil, La Fea Mas Bella, Livro, Mexicana, Novela, Romance, Trama
Visualizações 77
Palavras 2.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente deixo com vocês um capítulo para encher o estômago de borboletas cor de rosa! Espero que gostem! (Depois e tantas tragédias um pouco de love para vocês)

Capítulo 32 - Uma prova de amor


Fanfic / Fanfiction O Feio Mais Belo - Capítulo 32 - Uma prova de amor

Fernando estava começando a estranhar o sumiço repentino de Letícia, pois já era quase hora de reunir os sócios novamente para discutir os próximos passos do novo projeto que a empresa seria responsável. No momento em que o presidente começou a procurar por seu celular para poder ligar para Letícia, Márcia entra na sala do Mendiola.

-Oi, com licença Fernando tem um minuto?

-Oi Márcia, claro! Eu só estava… Bem deixa para lá… Como tem passado?

-Bem… Cada dia é um novo recomeço para mim… Não é fácil chegar em casa e ver que ele não vai estar lá, esperando por mim…

-É… Eu sei como é… Eduardo… Era muito mais do que meu irmão… Ele era meu melhor amigo…

-Bom… Eu vim aqui para falar de algo que envolve o Edu Fernando…

-Como assim Márcia, eu não estou entendendo… O que você quer dizer com isso?

-Eu quero dizer, Fernando, que eu to grávida… Eduardo me deixou esse presente dentro de mim antes de partir…- Disse a Villarroel com os olhos marejados e um sorriso terno nos lábios. Fernando, levantou-se da cadeira a qual estava e olhou com um incrédulo olhar de felicidade para a cunhada.

-Você… você pode repetir? Eu ouvi certo? Meu Deus…

-Sim, Fernando… Você será titio…

Fernando correu em direção a cunhada e a abraçou calorosamente. Aquela criança era muito mais do que um presente para ambos, pois de certa forma ela era traria a vida novamente a uma das pessoas mais queridas que já havia pisado na Conceitos: Eduardo Mendiola. 

-Márcia que notícia incrível… Meu Deus… Como eu gostaria que meu irmão estivesse aqui! Ele ficaria tão feliz… Ele sempre te amou…

-E eu a ele, Fernando… Nossa, se eu pudesse voltar atrás, eu teria aproveitado cada segundo ao lado dele…

-Eu sei, Márcia… Eu faria exatamente a mesma coisa! E sabe… Pode parecer bobo, mas sempre tive a sensação de que eu e ele nos tornaríamos pais ao mesmo tempo… Mas pelo andar da carruagem… A única pessoa a quem eu amei não parece estar simpatizando muito a minha pessoa…

-Mas Fernando… Convenhamos… A Lety tem os seus motivos, não é?

-Então está tão na cara assim que é ela a pessoa mais importante da minha vida?

-Perdão, né… Mas vocês dois são tão sutis, que acho que até um cego perceberia o que existe por aqui… Além do que eu conheço minha amiga, Fernando, e Letícia te ama a muito mais tempo do que até ela imagina… Mas depois daquele lance com a tal Carla… E o seu interesse na empresa…

-Opa, pera ai… Como assim? Desde quando eu estou interessado na Conceitos? Eu só assumi essa presidência para evitar maiores problemas para quando a Letícia fosse assumir… Eu jamais visei esse cargo… Do que você está falando?

-Outro dia eu ouvi um papo estranho da Santiago, falando que vocês dois, junto, levariam a empresa para o buraco…

-Como é que é? Me explica isso direito!

Márcia então contou tudo que ouviu naquele dia, deixando Fernando Mendiola perplexo, pois tudo aquilo que Márcia relatava não era nem de longe aquilo que o presidente pretendia fazer. Porém o rumo da conversa fora interrompido quando o telefone da presidência toca. Era Paula Maria avisando que Letícia havia acabado de chegar na empresa. Fernando optou por continuar aquela conversa após a sua tão esperada conversa com Letícia. Muitas coisas precisavam ser explicadas, pois ele não queria passar nem mais um segundo com sua Lety suspeitando de sua pessoa. No momento em que Fernando passou pela porta de sua sala, ele por um momento, observou todas as pessoas ao seu redor, e por alguma razão aquela rotina o deixava feliz. De repente ele ouviu abrir-se a porta do elevador, que era o mesmo no qual havia ficado preso com Letícia em seu primeiro dia na empresa, e dela sair ninguém menos do que a própria Lety, com uma indecifrável expressão. Assim que os olhos da acionista encontram-se com os de Fernando, Letícia deu o primeiro passo para fora do elevador e em direção ao presidente. Para cada passo mais perto de Fernando, um novo pensamento era tido por ele, sem que o mesmo soubesse se aquela atitude representasse algo bom ou ruim para eles. Para surpresa do Mendiola, Letícia não disse um só palavra. A acionista, ao estar a apenas alguns centímetros do presidente, parou por alguns instantes olhando bem no fundo de seus olhos e o beijou, na frente de todos que aqueles por quem ela teve medo de ser julgada. Ao afastar seus lábios dos de Fernando Mendiola, Letícia sorriu apaixonada para o presidente que não conseguia conter a felicidade ao dar-se por conta de que aquilo estava realmente acontecendo. Quando ele tentou falar, Letícia coloca sobre os lábios dele um de seus dedos o impedindo de falar, tomando então ela a palavra.

-Eu quero que todos da Conceitos saibam… Que eu amo, como jamais pensei que seria capaz de amar alguém assim na minha vida, Fernando Mendiola! 

-Uhuuuu isso ai dona Lety! Bota para quebrar! - Falou Paula Maria enquanto as outras secretárias a acompanhavam com palmas.

-Fernando eu te amo… - Disse Letícia num sussurro, pouco antes de ser tomada por uma beijo apaixonado do presidente da Conceitos.

-Eu… Eu te amo também meu amor… Te amo como um louco!

Carla assistia aquela cena, escondida atrás de uma coluna próxima ao elevador da Conceitos. "Meninas fortes não choram”, era o que a modelo passou a vida ouvindo de sua mãe, e por anos ela aprendeu a reprimir todas as lágrimas que uma vez já tentaram escapar de sua face. Carla Santiago estava experimentando um sentimento de vulnerabilidade muito forte do qual não tinha o menor controle. Quando a modelo menos esperava, sentiu um puxão em seu antebraço, que a tirou daquele ambiente que da mesma forma que despertava o amor em todas as pessoas, em Carla só suscitava o sentimento de ódio e rancor.

-Já chega, Carla… para de se torturar! - Disse Ariel em uma postura conformada.

-Ariel?! - Disse a modelo limpando o rosto com as mãos. - Eu não vi você chegar…

-É eu percebi… -  Disse Ariel quanto entrava com Carla em sua sala.

-Letícia não perde por esperar… Quem ela pensa que é? Sonsa… - Resmungava Carla enquanto sentava-se na cadeira frente a Ariel.

-“Sonsa”, nunca foi bem a palavra que melhor definiu Letícia, Carla… Ela sabe ser uma verdadeira leoa quando se trata de perseguir aquilo que ela é…

-Mas que droga Ariel… Não defenda essa “embuste" na minha frente!

-Mas é a verdade, Carla… Você não vai conseguir nada dela batendo de frente… Quanto antes você se der por conta disso, melhor…

-Eu não estou te reconhecendo, Ariel… Você está desistindo de se tornar presidente da empresa? De se vingar por tudo que ela fez você passar?

-Mas é claro que não desisti, Carla! Aliás, enquanto você estava fazendo não sei o que e sei lá onde, eu estava dentro da sala de reuniões pensando em como me vingar dela… E acho que tenho uma ideia… tudo indica que a próxima produção da empresa acontecerá em Acapulco… Então enquanto temos algumas semanas até acontecer, podemos pensar em algo que a fará se arrepender de ter cruzado nosso caminho… - Enquanto Ariel falava mais detalhadamente sobre esse novo negócio que a Conceitos estava para fechar Carla começava a sorrir, pois a ideia do Villarroel não lhe parecia ruim. Contudo, o que passava na mente da bela modelo era muito mais cruel do que Ariel poderia supor.

-Sabe de uma coisa Ariel?

-O que? 

-É melhor você trancar sua sala… - Disse Carla levantando-se da cadeira enquanto lançava um olhar sedutor para Ariel.

-Hum… Posso saber o porquê?

-Digamos que a sua fala me animou… Mas eu posso te dizer… Ou eu posso fazer… Carla desabotoou o vestido escuro que vestia, deixando com que a peça escorregasse por seu corpo, revelando uma lingerie de renda escura.

-Uau… Eu não sei o que eu disse, mas que bom que disse! - Ariel trancou a porta de sua sala e afrouxou a gravata que vestia. Carla então aproximou-se do acionista puxando-o para si e o beijando com desejo. A ruiva segurava nos cabelos loiros do executivo enquanto os lábios de Ariel deslizavam pelo pescoço da modelo causando arrepio por todo o seu corpo. Carla retirou a camiseta de Ariel quase que ao mesmo tempo em que ele a deitou no sofá de sua sala. Já era possível sentir o corpo do Villarroel clamar pelo da bela e sedutora ruiva que praticamente o enfeitiçou com seu toque. Ariel, desejoso deixou-se levar pelo ritmo proibido dos amantes penetrando dentro da modelo com volúpia, até sentir seu corpo relaxar junto ao dela após a explosão de viciantes sensações.

No final do dia, enquanto Lety aguardava por Fernando na recepção da empresa, Márcia se aproxima da amiga com um sorriso contagiante no rosto. Letícia então abraça a miga cumprimentando-a.

-Que sorriso radiante é essa Márcia? Fazia tempo que eu não te via assim…

-Você não está muito diferente, Lety… Eu cochilei por alguns minutos na minha sala e tive um sonho muito lindo. Sonhei com Eduardo carregando nosso filho nos braços… Era um menino lindo… Aliás… Você já contou para o Fernando… do “você sabe o que”?

-Hahahah, ainda não… Hoje vamos jantar fora, pois temos muito a conversar, e dependendo do rumo da conversa, eu largarei a bomba hoje, caso contrário… Deixarei para falar em uma outra hora…

-Ai amiga… Fiquei tão orgulhosa de você hoje… Que beijão hein? Eu havia acabado de falar que o nosso presidente iria ser titio, quando você apareceu e fechou o dia com chave de ouro… Aliás, Lety… Toma cuidado com a descarada da Carla, Fernando vai te explicar melhor porque…

-Nem me fale… Tive uma conversa muito tensa na hora do almoço, nem sabe… Mas te conto melhor uma outra hora… - De repente Letícia e Márcia observam Carolina sair do elevador com uma feição emburrada, completamente diferente do que todos estavam habituados a vê-la.

-O que aconteceu, Carolina? - perguntou Márcia.

-NADA, por que?

-Porque “nada”, normalmente não causa essa tromba na sua cara… - Brincou Letícia. No mesmo instante a porta do elevador ao lado se abriu e dela saiu o irmão de Letícia acompanhado de Alice Ferreira.

-Lety, acho que acabo de descobrir o motivo… - Brincou Márcia.

-Hahahaha, eu ia dizer a mesma coisa…

-Com licença que vou ali vomitar e já volto! - Disse Carolina visivelmente incomodada.

Letícia estava dentro do carro acompanhada de Fernando, enquanto ele dirigia até o restaurante, o qual disse que levaria Letícia. Coincidentemente na rádio do carro de Fernando começou a tocar a mesma música que ele e Letícia cantaram no Megatron na mesma noite em que fizeram amor pela primeira vez, o que imediatamente resultou em duas pessoas completamente felizes cantando feito loucos a mesma música dentro do carro. A noite mal havia começado e eles já estavam se divertindo muito. Quando chegaram ao restaurante sua felicidade era tão reluzente que contagiava a todos. Parecia que se conheciam desde sempre. Fernando e Letícia estavam sentados a mesa, enquanto aguardavam os pedidos recém feitos, quando Fernando tomou a mão de Letícia, dando um terno beijo.

-O que foi? - Disse a acionista num sorriso apaixonado.

-Nada, é só que… Isso é real? Ou eu estou apenas sonhando?

-É real sim, meu amor… Acho que é a coisa mais real da minha vida…

-Lety, posso te fazer uma pergunta?

-Claro, o que é?

-Como… Como você descobriu que aquilo tudo foi uma farsa? Que aquele beijo não significou nada para mim?

-Na verdade, eu não descobri Fernando… Apenas me dei conta de algo que eu já sabia… Que eu te amo, e sei pelo seu olhar que também me ama… E nada, vai mudar isso… Nem uma sombra do passado como aquela perua ruiva… Aliás vamos trocar de assunto, porque falar nessa “Carla” só me aborrece…

-Você tem razão, meu amor… Não vamos falar nela… Nem em obrigações com a Conceitos… Nem em nada disso…

No mesmo instante uma doce canção começa a ser tocada, e vários casais levantam-se da mesa para dançar em sua melodia. Fernando então segura mais uma vez na mão de sua amada e a convida para dançar. Com as mãos em volta de sua cintura e o corpo bem próximo ao seu, Fernando contata com cada parte de seu corpo o quanto amava aquela mulher e o quanto faria de tudo para que nada pudesse estragar aquele amor. Lety, apoia seu rosto no peito de seu amado e escuta seu coração palpitar rapidamente, como só os corações dos apaixonados faziam. O perfume de Fernando era inconfundível, aquele cheiro ficaria guardo em sua memória para sempre, pois traria a lembrança não apenas do homem da vida de Letícia, mas também pelo o que ele faria em seguida.

-Letícia… Eu te amo… - Disse o presente da conceitos afastando-se alguns centímetros da acionista.

-Eu também te amo, meu amor… - Disse Letícia em um inconfundível sorriso apaixonado.

-Meu amor… Eu sei que pode parecer meio repentino, talvez até meio inusitado, mas a verdade é que eu simplesmente não consigo parar de pensar que quero passar o resto da minha vida ao seu lado… Pode ser que pareça até um pouco presunçoso de minha parte, mas não vejo mais meu futuro sem que você esteja ao meu lado… O que eu estou querendo dizer Lety, é que te amo, como louco, como jamais pensei que um ser humano poderia amar a outro… Te amo hoje, e tenho certeza que te amarei amanhã e depois de amanhã, de depois de depois de amanhã… Te amo agora nesse momento em que tudo está incrivelmente perfeito, como te amei quando tentei te odiar, por… Por sentir ciúmes! Quero ficar bem velhinho com você, contar histórias a nossos netos de quando éramos jovens e cantamos na frente de um monte de estranhos… O que eu estou querendo dizer, Lety… Ou melhor dizendo, lhe perguntar é… - Nesse instante Fernando ajoelhou-se na frente de Letícia, que estava emocionada com as palavras de seu amado, fazendo com que todos olhassem para eles. O presidente da Conceitos tirou do bolso uma caixinha vermelha, qual a abriu revelado um anel com um lindo brilhante. -  Aceita casar comigo, e fazer de mim o homem mais feliz desse mundo?


Notas Finais


E aiiii galera, será que ela aceita? O que vocês acham que a Carla irá aprontar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...