História O feitiço virou contra o trouxa - renhyuck - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Haechan, Personagens Originais, RenJun
Tags Bruxaria, Haechan, Magia, Maldição, Nct, Renhyuck, Renjun
Visualizações 40
Palavras 410
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, LGBT, Magia, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Expecto Patrono


As luzes dos postes e das lojinhas próximas estavam levemente fracas, deixando aquela rua escura com um leve tom macabro.

— Você é sempre assim? — perguntou donghyuck. Por um momento eu havia me esquecido de que ele estava presente.

— Assim? — uma expressão confusa se pôs sobre meu rosto — Assim como? — perguntei.

— Observador. Não sei se você percebeu, mas está sempre olhando ao redor de onde estamos, parece até que está fugindo e com medo de ser encontrado — soltou uma gargalhada baixa — É claro que você não está fugindo, você tem cara de bom moço.

— Ei! Não sou bom moço, sou praticamente um bad boy — cruzei os braços sendo seguido de gargalhadas altas vindo de Donghyuck.

— Ei bad boy, cuidado com o vento, ele pode levar você — bufei revirando os olhos, Donghyuck você não é nada engraçado.

Assim que chegamos em frente ao prédio onde morávamos, Donghyuck tratou de entrar rapidamente com seu cachorro nos braços.

Eu preciso contar pra ele...

— Lee Donghyuck, espera! — Donghyuck olhou para trás, fixando seus olhos em mim, e então eu pude perceber o seu olhar, que antes era cheio de vida, agora está perdido.

Encarei o seu rosto levemente vermelho e suspirei, como eu vou falar que ele está amaldiçoado.

— Não acredito que você já se apaixonou por mim, eu sei que sou irresistível mas eu sou hetero tá bom — eu estava assustado, será que eu queimei os neurônios dele também? — Ei! Não precisa ficar sério, estou brincando. Vai, pode falar.

Droga...

— Você está amaldiçoado, eu fiz isso! — e então, o silêncio se fez presente, um silêncio angustiante.

— Pare de brincadeiras — riu — Você é bruxo ou algo assim? — suas risadas continuaram.

— Não acredito que eu vou fazer isso — peguei a minha varinha que estava escondida e mostrei para donghyuck, quem sabe ele acredite em mim agora — Expecto Patrono.

Uma bola de luz surgiu, logo criando uma forma de águia. Era o meu Patrono.

Agradeço por Donghyuck não ter surtado com isso, mas a cara de assustado dele me preocupou.

— Então... você me amaldiçoou? — sussurrou. Assenti me aproximando — Era melhor você ter falado que gostava de mim, um fora doeria menos.

Donghyuck se afastou, sem olhar para trás. Pude sentir a sua tristeza e a confusão que eu acabei fazendo em sua mente.

Que droga, Huang Renjun. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...