1. Spirit Fanfics >
  2. O fetiche de um virgem - Sasusaku >
  3. Teme?

História O fetiche de um virgem - Sasusaku - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Quem sentiu saudades?! Estrelinhas, voltei e talvez irei postar um capítulo de mãe de aluguel ksksks bjs

Boa leitura <3333

Capítulo 4 - Teme?


Fanfic / Fanfiction O fetiche de um virgem - Sasusaku - Capítulo 4 - Teme?

"Tô numa fase em que eu simplesmente não quero namoro sério, ficante sério ou amor convicto, se eu quiser que me dê um não." 

Hoje eu concluí que quem estraga a minha vida não são as pessoas, mas sim eu mesma, sendo a idiota que sou.

Ontem, eu não sei que merda - a de sempre - que deu na minha cabeça para beber, e não só um copo ou dois, mas tantos que me fizeram perder a conta! Ansiedade, certeza, pois ela nos deixa assim.

Eu estava ansiosa, mais tão ansiosa para ver o irmão do Itachi, que, falando sério, ele é um mal caminho todo. Acabei bebendo mais do que deveria, quando eu o vi, com certeza eu fiz muita besteira, mas eu não sei se ficar naquela posição com ele foi o auge da vergonha alheia ou ele ter me visto desmaiada, já que tem muita chance de ter acontecido isso.

Imagina, como deve ter sido vergonhoso: você vai para bagaceira, bebe de graça enquanto espera o boy magia, vocês se vê na festa, mas numa posição sexual, então você na maior cara de pau o convida para beber, ambos vão, então tu linda e maravilhosa desmaia e o menino te leva para o hospital, no outro dia você acorda com ele do lado.

Mas, pelo menos ele se preocupou comigo e não me deixou lá ou foi pedir para minhas amigas me levarem - meu sexto sentido está dizendo que ele esqueceu que minhas amigas existem - vou relevar esse fato, mas sim da horrível dor de cabeça. Acho que me atropelaram.

— Oi... — aquela linda voz de sono, nossa qual imagem estou passando?

— Bom dia. — ele falou mexendo no celular. — O médico falou que, quando você acordar, pode ir para casa.

— Ha... — nada mais saiu, perdi a fala. — Obrigado.

— Nada não. — ele se levantou e esticou-se um pouco, mas eu ouvi o estalo da coluna dele.

— 20 anos e com a coluna de 80. — comentei e ele soltou um risinho.

— E a raiva que o SketchUp me faz passar. — ele sorriu. Meu Deus, que porra é essa de SketchUp?

— O que é SketchUp? — perguntei me sentando na cama, pois eu já estava melhor, minha pressão só deve ter caído. 

— Um aplicativo que usamos, ele é muito bom, mas trava direto. — justificou.

— Em medicina... nem te conto. — dei de ombros. 

— Só vejo meu irmão reclamando, principalmente das aulas práticas. 

Embrulhei o estômago agora, poxa... aula prática é igual a amiga, não sabe que merda vai acontecer, mas tem certeza que vai tomar na cara junto.

— Pois é, pois é — ri de nervoso.

— Vou chamar o médico, te levo em casa.

— E seus amigos? — perguntei e ele deu de ombros. 

— Eles devem estar morrendo de ressaca agora, depois eu busco eles. — Poderia perguntar o nome dele, mas seria muita filha da putagem, você conversa com a pessoa e não sabe o nome.

— Okay. — fiz um joinha com a mão. 

Dor de cabeça dos infernos, quero ir embora! 

[...]

— Vamos lá... você quer o número do irmão do Itachi? — perguntou minha amiga novamente. 

— É, eu quero. — falei sem paciência alguma. — Que tal você me passar hein?

— More, eu moro com meu lindíssimo primo e meus tios, mas eu não conheço os amigos dele! — Karin falou brava. 

— Pede pro Naruto! — usar o cérebro pros outros prejudica minha beleza, mas eu lembro que não tenho... dói, dói muito e temos que acostumar, ainda mais eu que nem sou tão bonita.

— Ele tá fazendo um trabalho. — ela justificou.

— Manda mensagem que depois ele vê. — informei, já vendo minha paciência dando bye.

— Faz assim, vou te mandar o número do Naruto, ai você pede para ele. — ela bufou de raiva. 

Será muito fácil, Naruto não deve ser tão cabeça dura.

Karin, muito sentimental, desligou na minha cara sem mais e nem menos, contudo ela logo mandou o número dele que estava escrito "Loirin de meia tigela" que amorosa, nunca vi igual.

Ele ficou online então mandei um oi, que ele logo respondeu, amei! Responde rápido, mas vamos ver se ele dá o número do amigo dele.

"Sakura? O você quer?" Li a mensagem indignada, está tão na cara que eu quero algo?

"Me descola o número do Sasuke?" Mordi o lábio e enviei a mensagem.

"Não" filho da puta!

"Pq?" Mandei com uma figurinha de um pensador.

"Pq eu não quero mandar o numero dele" seguida de um joinha. Vou te matar, Naruto!

"Pelo amor que tu tem em sua mãe, me envia!!!" Já estou em desespero.

"Não é não" 

Você é um viado, Naruto! Quando for namorar com a Hinata, espero que ela te dê chifres com o Kiba!

"Naruto... por favor, eu nunca te pedi nada!" Desse jeito, você pede uma ajuda e a pessoa fica assim. 

"Me pede um empréstimo, ai você pediu" ele mandou com mais joinha.

"Mas por quê?" Mandei sem paciência alguma, quando eu ver o Naruto vou quebrar a cara dele e fazer purê. 

Depois de dois minutos veio a resposta "Salva aí, Sakura" 

Teme...

Teme é o nome que está salvo o número do irmão do Itachi?! Como vou saber o nome agora? 

Teme é idiota, maldito e imbecil em japonês, não o nome do moreno. Minha cara está aonde para perguntar o nome dele? Poxa, tenho vergonha.

[...]

Não nego, estou preocupado com a Sakura após sairmos do hospital, pois ela ficou reclamando da dor de cabeça.

Quando cheguei me joguei no sofá, fiquei fazendo nada por um tempo, depois vi que tinha mensagem dos meu amigos falando para buscá-los às duas da tarde, após alguns minutos resolvi tentar fazer um almoço.

Não sou bom em cozinhar, mas fiz o básico: arroz, feijão, tomate e bife, coloco batata palha e pronto, está ótimo. Como sou bom irmão fiz para Itachi e Izumi, se eles quiserem melhor que venham fazer.

Não sou obrigado.

Previ e aconteceu, meu irmão e namorada chegaram com a maior cara de pós-sexo e bebi sem parar, nada novo de baixo do sol.

— Levei seus amigos em casa. — ele informou, se abaixou procurando alguma coisa na gaveta do suporte da TV. — Naruto falou que vai vir aqui estudar.

— De boa. — dei de ombros, peguei meu prato pondo na pia. — quem cozinha não lava a louça. 

— Você faz mais bagunça que eu na cozinha! — gritou irritado, ai que dó.

— Manda papai e mamãe comprar uma lava-louça, temos uma geladeira caríssima, oque custa? — sorri de lado, contra fatos não a argumento.

— Lava-louça não congela carne e nem cerveja, tolinho. — Itachi arrumou argumentos, que condizem com a realidade. 

— Achou a droga do remédio? — perguntou Izumi já irritada.

— Tá aqui meu bebê. — ele entregou para ela, deu um beijo na testa... 

Itachi caminhou para cozinha, voltou com copo de água e dois pratos de comida. 

Irmão mais velho e esquisito, trata o sangue de seu sangue que ele viu nascer como lixo e a namorada como uma rainha, cada coisa.

— Ninguém merece. — bati a mão na testa, fiquei concentrado no meu celular vendo projetos. — vai lavar essa louça. 

— Vai você! 

— Você, desmiolado!

— Teu rabo! — ele rebateu com pose de indignação. — Te encotraram no lixo, adotaram você por dó! 

— Eu sou sua cópia! Só não tenho esse trem ai na cara e o cabelo de marica! 

— Meninos, vamos fazer assim... — Izumi interrompeu a nós dois. — eu lavo.

— Fada sensata, disse tudo. — falei fingindo importância, pois o que vale e eu não ter que lavar nada.

Depois do filho da pu... do desgraçado do meu irmão e sua namorada comerem da comida que eu fiz, a morena foi arrumar a cozinha do almoço, logo a campainha tocou e é o Naruto.

Hoje tem! 

Hoje vamos ter uma partida de vídeo-game, vamos enfiar a cara de Shikamaru e Neji na lama, eles perdem para nós direto. 

— E ai? Vi que você saiu mais cedo com a Sakura, o que rolou? — perguntou após eu fechar a porta. — Você pegou ela?

— A rosinha desmaiou, levei ela no hospital. — informei caminhando para o meu quarto.

— Merda hein! — ele deu uma gargalhada. — Transei com a Hina ontem.

— Hum, legal. 

— Cara, ela é boa de cama... — queria tanto saber disso. — amei fazer uma espanhola nela.

— Sinceramente, prefiro peito pequeno, cabe tudo na boca. 

Intimidade é uma merda, pois você sempre fala essas coisas contrangedoras.

— Gosto é gosto. — ele deu de ombros.

— Então. — meu é melhor que o seu, se contete meu amigo.

Abri a porta do quarto, logo nos jogamos na cama e começamos a jogar. Depois de ganharmos 4 partidas e perder 2, demos uma pausa, mas Naruto estava ligado no celular rindo feito idiota.

— Ai meu Deus — ele deu outra gargalhada.

— Por que está rindo a toa assim? — falei tentando ver qual meme idiota ele está vendo, mas não era memê é sim uma conversa dele com a Sakura. 

— Nada não. — ele riu ainda mais.

Enquanto Naruto estava vermelho de tanto rir, peguei o celular dele e corri para o corredor, tranquei ele no meu quarto e fui ler as mensagens.

Tem razão dele estar rindo tanto. Coitada da Sakura, está sendo zoada pelo Naruto, senti empatia agora... acabei mandando meu número, depois apaguei para mim. 

Peguei toda minha atuação e entrei no quarto rindo, pois eu conheço meu amigo e sei que ele vai me zoar.

— Essa foi boa. — cai na gargalhada, ele riu também. 

7 × 1, para mim.



Notas Finais


Revisada por uma pessoa q esqueci o nome e ela ñ tá on pr mim perguntou, amanhã eu coloco ;-;

Sakura não sabe o nome do irmão do Itachi até hoje hahhaha

Bjs <333 nó próximo cap vou expricar oq é bdsm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...