História O filho da diretora (jikook) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Amor, Colegial, Drama, Escolar, Investigação, Jeon Jungkook, Jikook, Kim Taehyung, Park Jimin, Policial, Romance, Sexo, Vkook
Visualizações 117
Palavras 575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Policial, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


voltei!
Estou muito cansado, mas não ia deixa vocês esperando! ( não é do meu feitio)
sou muito responsável ( sqn )
espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 6 - Conversinha com vovó


Fanfic / Fanfiction O filho da diretora (jikook) - Capítulo 6 - Conversinha com vovó

            Saio rapidamente do carro com meu rosto corado, fui em direção a porta da minha residência, empurrei a porta e adentrei e me deparo com minha avó sentada na cadeira de balaço me encarando, ela me olha de maneira alegre e sorridente, eu acho que foi porque finalmente tinha chegado, a mesma me chamou, parecia que queria me pergunta alguma coisa, me aproximei dela, me sentando no sofá que tinha na varanda de casa.

            -O que foi vovó?- falei de maneira alegre.

            -Já escureceu algum tempo, a onde você estava?-sua expressão estava calma e falava de maneira tranqüila.

            -Eu... Estava numa sorveteria com um amigo e não vi o tempo passa.

            -Amigo ou “peguete”?- arregalei os olhos, como ela pode fala uma coisa dessas de uma maneira tão debochada.

            -Vovó! Não tem nada de “peguete”, ele é só um amigo da escola.

            -Ta, mais não faça isso de novo, você sabe como seus pais são, agradeça á deus por eles não terem chegado porem se um dia você chega tarde e se eu já estava ido embora pra minha casa eu não vou pode te ajuda tá filho!

            -Tá vovó- minha avó é uma das melhores pessoas do mundo.

-x-

            Mais um dia e como normalmente estou me dirigindo lentamente à escola e pensando um pouco sobre o que minha avó falou sobre meus pais, eles são muitos rígidos no que eles acham que é o “certo”, teve uma vez que ele me “fizeram” namora a filha de um dono de uma agencia de advocacia só pra nossa família subi ainda mais na vida, garça a deus que a menina se achava muito nova pra namorar.               Voltando dos meus devaneios me deparo com um garoto me esperando na frente da escola, era o Tãetãe com um cara não muito feliz na verdade estava muito frustrado com alguma coisa.

            -Bom dia tãe!- falei com um grande sorriso no rosto, mais foi se desfazendo por causa da irritação dele.

            -Pra onde você foi ontem?!- reclamou com muito ódio nas palavras.

            -Ontem... Eu fui toma sorvete, por quê?

            -Por quê?! Você se lembra que ontem era o teste em dupla de português, você sabe muito bem que eu não sou bom em português, eu tive que fazer dupla com o J-hope, ta eu sei que ele é muito bom na matéria e também em me irritar, eu tive que agüenta ele durante o teste todo e é tudo sua culpa!- quanto ele mais falava, mais se lembrava, mais se irritava.

            -Desculpar Tãetãe, me - esqueci completamente do teste, me desculpar, por favor- falei de um jeitinho meigo.

            -Se esqueceu por causa do jimin, você prometeu kookie, mais parece que não quer cumprir, você só fica com ele.

            -Oh tãe, eu sei que estou passando muito tempo com ele, mais é por que ele me pediu ajuda com umas coisas, e eu estou ajudando com isso. – eu sei que ir à sorveteria não ajudou em nada com o problema da mãe dele, mais se divertir um pouco não é pecado.

            -Com que tipo de coisas você esta ajudando? Você sabe como os seus pais são, se eles desconfiarem ou descobrirem alguma coisa, eu não quero nem pensa!- sempre adorei o jeito que o tãe se preocupa comigo.

            -Relaxa tãe, não tem nada com que se preocupar, e meus pais estão muito ocupados pra pensa em mim.

            -Espero... Mais vamos entrando porque não quero perde ponto por chega atrasado.

-x-


Notas Finais


gente! se quiserem interagir comigo...
eu tenho o kpop amino
perfil: kyukicaio ;-)
boa noite!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...