História O filho da empregada...(Jikook,Namjin e Taeyoonseok) - Capítulo 61


Escrita por: ~ e ~Morceguinea

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bambam, Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 613
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie meu amores❤️

Capítulo novo. Aproveitem.

Desculpa qualquer erro e me avisem se quiserem que eu mude.

Bjsss.

~ Boa Leitura ~

Capítulo 61 - Capítulo 57


Fanfic / Fanfiction O filho da empregada...(Jikook,Namjin e Taeyoonseok) - Capítulo 61 - Capítulo 57

Capítulo 57 - [...] -  Você não presta Kim Namjoon...


P.O.V Namjoon


Minha viagem de lua de mel com o Jin está sendo maravilhosa, além de conhecermos vários lugares, estamos aproveitando muito esse tempo sozinhos, se é que vocês me entendem. Agora nós estamos na cidade de Amsterdã, e sinceramente, a cidade é maravilhosa, muito bonita, uma comida deliciosa, e uma ótima hospitalidade. Eu e Jin estamos saindo para comer agora, já que ele não parou de me encher o saco enquanto eu não levasse ele para comer fora do hotel.

- Vamos Namjoon, eu estou morrendo de fome. - Fala Jin colocando a mão em sua barriga.

- Terminei de me arrumar, agora vamos. - Falo saindo do banheiro, então eu e Jin saímos do quarto do hotel e fomos para um restaurante que tinha lá perto, e então entramos no local e escolhemos uma mesa perto do vidro, que mostrava tudo do lado de fora.

- Sabe Namjoon, eu quero votar para a Coreia, não que eu não esteja gostando, por que eu tô amando, mais é porque eu estou com saudades dos meninos, das minhas crias. - Fala Jin com o semblante meio entristecido.

- Ok Jin, se você quiser voltaremos amanhã mesmo para a Coreia, por mim tudo bem, eu estou com saudades dos meninos também. - Falo e Jin abre um sorriso.

- Obrigado, é por isso que eu te amo, você está sempre me apoiando. - Fala Jin acariciando meu rosto.

- Eu também te amo, minha princesinha rosa. - Falo para irritar Jin, pois sei que ele não gosta quando eu, ou qualquer pessoa chama ele assim.

- Tu olha bem, tu para de me chamar assim, se não vou fazer se engolir a minha mala. - Fala Jin em um tom ameaçador.

- Sua mala não tem graça de pôr na boca. - Falo chegando perto de seu ouvido. - Ela não geme meu nome. - Falo e saiu de perto de seu ouvido, e Jin cora instantaneamente.

- Namjoon, para isso não é coisa de se falar em um lugar público. - Fala Jin dando um tapa de leve em meu ombro.

- Eu só falei a verdade, além do mais ninguém ouviu, além de você. - Digo e dou um sorriso, um tanto malicioso.

- Se você continuar falando essas coisas você vai ter que me fazer um favor lá no quarto. - Diz Jin com um sorriso malicioso no rosto, eu já tinha entendido o recado e era o que eu mais queria.

- Vou continuar falando sim, que você fica lindo gemendo meu nome, que você gosta quando eu "meto" com força, e que você vai a loucura quando eu começo a te chupar. - Falo provocando ele, sabia que uma hora dessa Jin já estaria duro, pois eu sei que ele é daqueles que se excitam fácil.

No minuto em que Jin iria falar alguma coisa a garçonete chega, então fazemos nossos pedidos, em poucos minutos a mulher traz a comida, então comemos, e estava uma delícia, não melhor que a comida do Jin, mas estava bom. Assim que terminamos de comer, Jin praticamente me arrastou para o quarto, quando entramos no mesmo, Jin me joga contra parede e começa a me beijar ferozmente.

- Você não presta Kim Namjoon. - Diz Jin após cessar aquele maravilhoso beijo.

- Você que me joga contra a parede, começa a me beijar desesperadamente, e é eu que não presto. - Falo com deboche.

- Então você está reclamando do beijo. Achei que você gostava, mas achei errado. Vou ali me aliviar sozinho no banheiro. - Fala Jin virando as costas para mim, com a intensão de ir no banheiro, mas eu o agarro pela cintura, fazendo nossos corpos juntarem.

- Nem pense nisso Seokjin, eu estou aqui para isso. - Falo virando Jin e o beijando. Começamos a caminha e paramos na cama, coloco Jin na mesma e vou para cima dele, onde começo beijar ele. Meu beijo não se limita apenas em sua boca, ele vai descendo até seu pescoço, onde vou deixando vários chupões.

Começo a tirar a roupa de Jin, enquanto ele fazia o mesmo comigo, em poucos segundos nossas roupas estavam espalhadas por algum lugar da casa, e eu e Jin estávamos completamente nus. Ambos os dois necessitávamos daquilo, mesmo que tivéssemos feito a mesma coisa a algumas horas atrás.

Meu beijo desce mais, até chegar a seu ao seu ABS, que ao meu ver, era perfeito, começo a chupar e morder o local, pois queria deixar a marca, levo uma de minhas mãos até o membro de Jin, onde começo a masturbar ele. Jin apenas gemia, e aquilo era musica para meu ouvido, pois significava que ele gostava, e sentia prazer com o meu jeito que eu fazia.

Meus movimentos vão se acelerando, quando Jin está perto a atingir seu ápice, eu paro, e abocanho, arrancando um alto gemido dele. Depois de alguns movimentos, Jin chega ao seu ápice dentro da minha boca.

- Minha vez. – Falo após engolir todo aquele líquido. – De quatro. – Eu ordeno e assim Jin faz.

Vou para o banheiro, pego uma camisinha e coloco em mim, e volto para cama.

- Chupa. - Falo levando dois de meus dedos na boca do Jin, então ele faz o que eu peço, assim, com meus dois dedos lubrificados, adentro um na entrada de Jin, o fazendo gemer de dor, quando ele começa a rebolar contra meu dedo, eu coloco o outro dedo, arrancando outro gemido dele, assim que ele se "acostuma", eu começo a fazer movimentos de tesoura, mas logo paro, Jin dá um gemido de reprovação, então me posiciono em frente a sua entrada, e começo a penetra-lo, fazendo ambos os dois gemer alto, quando meu membro já está dentro dele por completo, eu espero um minuto para Jin se acostumar, quando Jin rebola contra meu membro, eu começo a dar estocada fortes, e rápidas, no quarto só se ouvia nossos corpos se chocando um contra o outro, e ambos nos dois gemendo alto, uma cena totalmente erótica para mim, e com certeza para Jin também. Depois de alguns minutos, Jin chega ao seu ápice novamente, se em ao menos tocar nele, após algumas estocada eu também chego ao meu ápice, então saio de dentro de Jin, tiro a camisinha e jogo a mesma no lixo do banheiro, volto para a cama, onde encontro Jin deitado, coberto pelo plano fino de um lençol. Eu me deito ao seu lado, colocando sua cabeça em meu peito. Em alguns segundo eu durmo sem perceber.


Notas Finais


Surpresa!!!!!!

Um lemon não muito bom, porém, eu tentei.

Descidi de última hora, presente para vocês.

Comentem o que achou! É super importante vocês comentarem.

Tenho que avisar a vocês. Amarrem seus forninhos, por que vai acontecer tanta coisa, boas, e ruins.


Soltei a bomba e sai correndo.

Kissus de luz ❤️ ❤️

Tchaus amores ❤️❤️

Fiquem bem e saudáveis ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...