História O filho da minha patroa - Jackson Wang (Got7) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ba madrugada pessoas 💞💖 Estou por aqui trazendo um capítulo fresquin e cheio de emoções aqui procês, tenho certeza de que esse capítulo pode ser um pouco confuso mas pra quem entender mesmo vai ficar mais fácil no próximo capítulo.

LEIAM COM CARINHO 😍❤😘

Capítulo 4 - Aflições


Sábado, 08:30PM.

Aisha

Hoje eu e a S/n acordamos cedo como de costume, e ela me levou denovo pra casa onde ela trabalha. Quando chegamos, encontrei a tia Phia, ela estava tomando café da manhã e mandou que a Tia Dami trouxesse uma comida para mim, ela chegou com um bolo de chocolate delicioso e suco de laranja para mim, eu comi muito e depois a tia Phia ligou a TV pra que eu assistisse desenho, lá em casa a nossa TV não pega sinal pra canais, então eu assisto desenhos pelo DVD, mas essa TV daqui é enorme e tudo que eu quero ver eu posso procurar pelo controle. Eu me deitei no colo da tia Phia e fiquei assistindo um desenho que era chato no começo mas depois ficou legal, ai a Tia pediu licença, disse que voltava logo ai eu respondi "tá" Depois aparece um rapaz e senta no sofá do meu lado, ai ele pega o controle da minha mão e muda de programação.

Eu: Moço, eu estava assistindo, moço. - Falo com um tom de voz chorosa então ele olha pra mim.

Xxx: Quem é você em pirralha? - Ele chega perto de mim e bagunça meus cabelos e fica dando uns sorrisos debochados, ele vai ver só. 

Eu: eu que pergunto moço, eu estava na paz quando o senhor resolveu encrencar comigo, e quem é o SENHOR?? - falo ficando em pé no sofá de braços cruzados enquanto ele só ria de mim, vou dizer pra tia Sophia, esse cara não me cheira bem, quem ele pensa que é

Xxx: Ei pirralha, relaxa, eu sou o filho da "Tia Phia" - Fala fazendo aspas com a mão - Eu só coloco no seu desenho se você me contar como veio parar aqui.

Eu: Moço eu ainda nem sei seu nome, a tia Phia disse que eu poderia ficar aqui assistindo desenho mas você tirou eles então eu vou contar tudo pra ela, ela não vai gostar nada de saber disso hummm - Digo e saio correndo do sofá, ele se levanta e me puxa pelo braço, me pega no colo contra a minha vontade e do nada eu escuto a tia Phia descendo as escadas e vendo a gente, o filho dela fica sem reação e me coloca no chão, então eu faço um nariz empinado e fico esperando a tia Phia falar alguma coisa.

Phia: Jackie, vejo que já conheceu a irmãzinha da S/n, estão se dando bem? - Fala com um sorrisão no rosto

Jackie: Sim mãe, claro. - Nunca vi um cara tão falso ele sorriu muito forte acho que os dentes dele vão ser levados pela fada do dente se eles continuar sorrindo assim sempre que mente. Eu olhei pra ele fom uma cara desconfiada e ele engoliu em seco.

Phia: Aisha querida, a tia vai ter que ir até o hospital, mas volto logo, certo?

Eu: Mas tia, você não pode me levar com a senhora?? - Chego perto dela mas ela faz uma cara triste 

Phia: Lá não pode entrar crianças, meu amor, mas a tia volta logo pra levar você pra passear tá bom? - Ela se abaixa chegando perto da minha cara e me dá um abraço e quando ela se solta eu dou um sorriso animado - Comportem-se crianças!! - Diz pegando sua bolsa e saindo.

Jackie: Hum.. então você vai passear com a minha mãe né.. Vamos ver se você sai primeiro!!

Eu: espera, eu descobri o seu nome!!

Jackie: Af, você deve ser igual sua irmã! É Jackson pirralha!! - Vocifera indo de volta pro sofá

Eu: Ei eu não sou nenhuma pirralha, tá bom? eu tenho nome! - Coloco as mãos na cintura e faço uma cara feia para ele

Jackie: Não me faça rir, pequena adulta hahaha! - Ele debocha de mim denovo isso não vai ficar assim

Pego o controle da mão dele e vou para trás do sofá mas ele nem se meche atrás de ter o controle de volta, ué

Jackie: Escuta aqui pirralha, espero que você se comporte na minha casa está bem, ou se não eu não irei te mostrar a surpresa - Ele fala de braços cruzados e me olha sério, eu tive medo - Melhor você se comportar e me devolver o controle.

Eu: Surpresa? Eu só irei te dar se você me disser que tipo de surpresa é essa, minha irmã me ensinou a não confiar em estranhos - Faço uma cara de "desembucha" 

Jackie: Oque? mas se eu falar não será mais uma surpresa! Enfim, já que você não quer me dar, terei que jogar video-game sozinho. - Assim que ouvi isso fiquei contente em saber que eu iria ver um video-game pela primeira vez na minha frente, tudo isso é verdade mesmo?

Eu: Jackie, eu posso ver seu video-game e não vou mais aprontar eu vou obedecer agora, posso possso???? - Pedi entregando o controle e implorando pra ele que nada diz mas me dá um controle de video-game e ele fica com outro eu fiquei feliz e abracei ele e começamos a jogar, mas como eu não sabia como funcionava ele me ensinou, acho que quando eu crescer eu vou fazer video-games para todas as criançinhas do mundo, é muito bom jogar video-game. 

Horas depois..

Jackie: Pirralha, cansei. Vou tomar um banho de piscina para resfrescar, por favor não quebre nada e não toque em nada! - Diz ele se levantando do sofá e indo em direção a escada, eu fico seguindo ele sorrateiramente pra que ele não me veja, subo as escadas devagar e vejo ele entrar em um quarto então vou procurando o quarto e a porta estava aberta, ele estava de costas pra mim mechendo no celular e com uma toalha no ombro, então vou até ele e o cutuco, ele dá um grito bem grande e olha pra trás jogando o celular no chão.

Jackie: CÉUSSSS!!! MEEEU iPHONEEEE SOCORRO - ele para de gritar e olha pra mim tentando se acalmar - Você vai virar meu celular e ver se ele está ligando - depois que ele fala isso ele fecha os olhos e fica receoso - Eu pego o celular dele e vejo uma maçã acendendo depois aparece a tela inicial e eu procuro ver se tem joguinho ele abrr um dos olhos e toma o celular da minha mão - Se algo acontecesse com este celular a culpa seria sua garota, nunca mais faça isso! - Ele me repreende e eu me senti culpada apenas assenti com a cabeça, vejo ele pegando um creme e passando por mim mandando eu sair do quarto, em seguida ele sai também e eu o puxo pelo short que ele tava usando então ele para de andar e me olha.

eu: Jackie, desculpa eu ia perguntsr se podia ir pra piscina com você - Falo olhando pros meus pés e segurando minhas mãos

Jackie: *Silêncio* - Vamos logo com isdo pirralha - ele dá um sorriso

Foi tudo muito animado, a piscina era grande e funda então o Jackie pegou uma boia pra mim e eu jogava água nele sempre ele ficava nadando na água.

Eu: Jackie, você fica nadando querendo ser um sereio né? eu também queria ser uma Ariel, mas tipo, você tem patas ao invés de calda então você não vai conseguir ser um sereio, desculpe por acabar com o seu sonho - Disse eu respirando fundo antes dele me olhar sério e me tirar da piscina.

Jackie: Por acaso, está me chamando de cachorro? - Ele levanta uma sobrancelha e aquilo foi muito engraçado, ele sai da piscina e fica esperando eu parar de rir dele, eu só falei a verdade, ele não tem calda!

Jackie: Por que você disse que eu tenho patas??

Phia: *Risos* - Jackie, ela quis dizer pernas - Com a risada da tia Phia, eu me assustei e parei de rir na hora, o Jackson pode contar pra ela o que eu fiz com o celular dele mais cedo estou com medo que ela não goste mais de mim. - Venham queridos, está na hora de almoçar. 

Quebra De Tempo..

Depois do almoço o Jackie foi dormir, aproveitei pra assistir desenho, as horas se passarão tão rápido que nem vi mais a minha irmã, e logo a tia Phia desceu dizendo que eu fosse me arrumar pra sairmos, eu dei um pulo de alegria e fui chamar a S/n na cozinha pra ela ir me arrumar, ela estava na cozinha com a tia Dami e a mãe dela, quando ela me viu ela ficou surpresa.

S/n: Aisha, por quê você está tão queimada do sol?? Onde você estava em??? 

Eu: S/n eu estava na piscina com o Jackie. - Ela arregalou os olhos 

S/n: Aisha, por quê você não me consultou antes? - Ela me olha me advertendo, eu confesso que errei por não ter avisado ela, mas eu não vi mais ela depois que cheguei :/ - Vamos, eu vou dar um jeito em você.

Ela me leva pra um quartinho nos fundos, e me arruma lá, depois eu corro pra sala e vejo a tia Phia ficar em pé ao me ver chegar depois de me despedir da S/n nós saímos.

Fomos até uma sorveteria, eu fiquei encantada com uma sorveteria tão grande como essa, quando escolhemos uma mesa eu de longe vejo uma menina super estilosa com uma senhora, quando ela me vê, eu reconheço ela, era a Aimee! 

Eu: Tia Phia, minha amiguinha está ali, posso ir lá? Eu volto logo!

Phia: Tudo bem, estou de olho viu.

Depois que ela fala isso vou até a mesa da Aimee e cumprimento ela, a senhora que estava me olha sorrindo eu falo "Oi" pra ela e ela retribue.

Eu: Aimee, eu preciso te apresentar pra uma pessoa! - Empolgada, a puxo pelo braço e a levo até a tia Sophia - Tia, essa é minha amiga Aimee! Aimee essa aqui é a tia Phia ela é muito legal! 

Phia: Olá Aimee, a Aisha fala bastante de você - Aimee sorri envergonhada e ainda estava muito tímida - Você está sozinha aqui querida? 

Xxx: Aimee com.. - A senhora que estava com Aimee fica paralisada quando ver o rosto da tia Phia, imediatamente tia Phia fica em pé, e a senhorinha puxa Aimee para fora da sorveteria sem dar tchau ou tempo pra eu me despedir dela. 

Eu: Tia, o que deu nela?

 Tia Phia ficou paralisada mas aos poucos ela foi voltando ao estado normal e me olhou, depois saímos correndo da loja, ela não me disse nada, mas ligou o carro e começou a seguir o táxi que a Aimee estava dentro e quando chegamos perto do carro em que ela estava, eu a vejo pelo vidro de trás ela se vira para trás e ao me ver dá um tchau que é retribuído por mim. 

Eu: Tia, nós não iamos ao parque? - Quando eu falo isso ela olha pra mim e estava com os olhos cheios de lágrimas - Tia a senhora está bem?

Phia: Tem razão meu amor - Respira fundo - Vamos ao parque.

Ela dirige com o carro até o parque e quando descemos do carro ela se senta em um banquinho e eu começo a brincar num balanço que fica a frente do banquinho que ela estava. Alguns minutos depois, eu tinha acabado de descer do escorregador, ela me chama até ela e pergunta se eu quero algodão doce, claro que aceitei, ela compra pra gente e eu me sento ao lado dela comendo meu açucar na cor verde.

Phia: Aisha, o que você sabe sobre sua coleguinha, a que você me apresentou hoje? - Ela fala me olhando esperando uma resposta minha, ela estava séria demais.

Eu: A-ah, a Aimee? Bem, ela chegou ontem na escola, pelo que sei ela estava em Xangai com os pais de.. -Sou interrompida por tia Phia.

Phia: Os pais dela, o que você sabe sobre?? - Ela segura minha mão desesperada e eu a olho.

Eu: A mãe dela trabalha com essas coisas de moda, o pai dela eu ainda não sei, mas sei que Aimee viaja muito, ela até foi pra Disney, mas que eu lembre, eu ouvi ela falar o nome do pai dela mas eu não me lembro do nome dele, eu esqueci.. - Falo colocando minha mão na testa.

Phia: Aisha, por acaso a mãe dela não seria a estilista Roseanne Park e o pai dela não se chama Winston? - Ela engole em seco esperando minha resposta

Eu: WINSTON TIIIA! é isso ai! - Eu falo alto me lembrando do nome dele, eu vejo lagrimas cairem dos olhos da tia Phia, mas resolvi deixa-la em paz, alguma coisa deve ter feito mal a ela - Tia podemos ir pra casa agora se você quiser a senhora não está se sentindo muito bem.. vamos

Phia: *Ela enxuga as lágrimas e respira fundo* Eu estou bem, Aishinha, mas vamos para casa. - Ela sorri pra mim e eu me sinto mais aliviada.


S/n..

Era 17:00PM, Aisha ainda não chegou, desde cedo estamos nós três aqui na cozinha, eu estou me apegando tanto a essas duas.. Agora a pouco, fui até o jardim já que não tinha nada para fazer no momento, eu vi Jackson passando perto de mim, talvez indo até a garagem da casa, quando eu o olhei eu percebi que ele também estava me olhando, mas revirou os olhos eu aproveitei que ele estava ali e o chamei.

Eu: Eerh.. Senhor, posso perguntar uma coisa? - Ele não se vira para trás mas mesmo assim me responde.

Jackson: Já está perguntando.. - Percebo o desinteresse em sua fala.

Eu: O que o fez levar minha irmã para a piscina hoje? - Assim que ele escuta isso se vira para mim e me responde.

Jackson: Algum problema, criada? A pirralha pode até ser sua irmã mas tenho certeza que não é tão descarada como você. - Ele praticamente joga as palavras em minha face.

Eu: Do que está falando, senhor? Por quê me trata assim? - Eu olho em seus olhos e minha voz vai abaixando de tom.

Jackson: NÃO SEJA TOLA! Acha mesmo que não sei por quê você está aqui? A vovó está fazendo de tudo para que eu me case logo e assuma aquela empresa medíocre, mas para seu desespero, S/n, você não vai conseguir isso, está me ouvindo? Meus pais querem me forçar a ser o que eu não sou e a fazer o que eu não quero, mas de uma coisa eu sei: Você não vai durar muito tempo nesta casa, você não passa de uma criada e não tente ficar dando em cima de mim por quê suas chances ao menos existem! - Ele fala e continua andando, eu não sei onde arrumei tanta coragem para empurrá-lo, ele olha pra trás e com uma cara indignada eu respondo.

Eu: Você não tem ideia do quanto eu tenho sofrido todos esses anos sendo órfã e cuidando de uma inocente sozinha! Você sabe o que é não poder cursar a faculdade que você quer, por não ter dinheiro? Você sabe o que é perder a idade, perder amigos, perder momentos? Você sabe o que é se ver sozinha nesse mundo, você sabe o que é não ter ninguém? - Ele fica calado e começa a olhar para o chão - Antes de se referir tão ríspido comigo, procure saber minha história antes de me julgar como você fez aquele dia, eu sei que esse não é você, Jackson! Quem fez isso com você? Quem te tornou assim? - Já chorando, tento me aproximar do mesmo mas ele estava muito calado e olhava para baixo, ao perceber que eu estava chegando perto ele sai correndo então não o vejo mais. 

Depois desse ocorrido, me senti aliviada por ter falado isso tudo na cara dele, ele acha que sou um brinquedo para me tratar como se a família dele estivesse o chantageando, mas ele está muito enganado e eu farei o possível para que ele mude, eu vou ir mais fundo nessa história de agora em diante. 




















Notas Finais


Meninas comentem ai o que vocês entenderam desse capítulo, quero saber o que eu faço no próximo, Ah, e eu quero agradecer a cada uma de vocês que tiraram um tempo para ler e que estão acompanhando esta história, a força que vocês têm me dado é inexplicavel, que Deus abençoe cada uma ❤❤❤❤ Beijoks, até a próxima! 😘😻🌟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...