1. Spirit Fanfics >
  2. O Filho Da Vítima >
  3. A escolha errada

História O Filho Da Vítima - Capítulo 1


Escrita por: Moon_11

Notas do Autor


Parte 2 chegando em breve...... Boa leitura 📚 By Moon 🌙

Capítulo 1 - A escolha errada


Fanfic / Fanfiction O Filho Da Vítima - Capítulo 1 - A escolha errada

Na vida tem de tudo, tanto santos, crentes, quanto psicopatas, criminosos, e eu estava na lista dos psicopatas.

A coisa era tão séria que com 18 anos eu fui expulsa de casa pela minha própria mãe, e eles pagaram um apartamento pra eu morar, e enquanto eu não arranjasse um emprego eles continuariam pagando as minhas despesas. 

Mas eu me sentia mal por ter que fazer eles me sustentarem, até que com 19 anos eu decidi arranjar um emprego e pedi ajuda para o meu irmão, e eu fiquei surpresa com o que ele me disse:

Akemi- *sento na cadeira* Oi mano...

Mitsuki- Oi... o que te trás aqui?

Akemi- Bom, eu vim pedir sua ajuda para arrumar um emprego

Mitsuki- Ué? Mais a mamãe já não paga o seu apartamento e sua comida?

Akemi- sim, mas eu já tô cansada de ser a coitadinha, eu quero viver sem precisar dos outros!

Mitsuki- Hum, depois de 3 anos você finalmente mudou, parabéns *bate palmas*

Akemi- HAHA,que engraçadinho, sério, por favor me ajuda!

Mitsuki- *Falando baixo* Okay, eu tenho um trabalho, mas você não pode contar pra ninguém sobre isso

Akemi- O que é?

Mitsuki- Assassina de Aluguel

Nesse momento eu gelei, minha garganta ficou seca e eu não conseguia acreditar no que estava ouvindo....

Akemi- O QUE!?

Mitsuki- Fala baixo! Você tá louca

Akemi- A única pessoa louca é você, desde quando o meu irmão virou um chefão do crime?!

Mitsuki- Akemi, entenda, eu cresci, e descobri novas oportunidades no mundo a fora

Nesse momento eu ergui a minha mão sobre o rosto dele e perguntei:

Akemi- O que... o que aconteceu com você mano?...

Mitsuki- Não começa, e não reclama, aceita ou não?

Eu não sabia o que fazer, fiquei parada e pálida, eu realmente não sabia o que responder...

Akemi- eu..... Eu aceito

Mitsuki- Hum, parece que eu não sou o única que se transformou em outra pessoa, eu também não te reconheço mais...

Akemi- ...

Mitsuki- Bom, você primeiro vai passar por um treinamento com outras pessoas, pra você se preparar, mas vou logo avisando, não conta pra NINGUÉM SOBRE ISSO

Akemi- O-Ok

Mitsuki- Olha, se você não quiser não precisa aceitar

Akemi- Não, eu vou participar, mas...

Mitsuki- *levanta* Okay, você começa Sexta!

Akemi- Okay

Bom, eu sou louca, mas naquele momento eu não sabia nem quanto era 1 1 de tanto que eu fiquei chocada.

O meu irmão era tão atencioso, carinhoso, eu não tenho nem palavras pra dizer o quanto ele mudou, eu amava ele, quer dizer, ainda amo, mas ele mudou E MUITO!

Eu não quero contar pra ninguém, porque ele é meu irmão, e irmãos tem que se ajudar, que dizer, o jeito dele me ajudar era totalmente diferente, mas eu não contei, porque tenho ele guardado no meu coração.

Enfim, depois disso eu voltei pra casa, peguei uma xícara de café, sentei no sofá, e depois eu peguei a bacia de açúcar e fui colocando os cubos, eu fiquei tão assustada na burrada que eu tinha feito, que a minha mente foi ao extremo e eu acabei colocando cubos demais no meu café e me sujei toda de açúcar e café, eu dei um grito tão alto que o porteiro veio correndo preocupado:

Porteiro- SENHORITA AKEMI, TÁ TUDO BEM?!

Akemi- S-Sim, que exagero *sorri* só foi um acidente

Porteiro- Tem certeza?! Você gritou horrores parece que tava morrendo!

Akemi- Morrendo? *sorri desesperada* claro que não! Não precisa se preocupar

Porteiro- Tá bom... se precisar já sabe

Akemi- Obrigada, tchau

Porteiro- tchau

Meu coração tava acelerado, eu tava cada vez mais gelada, realmente parecia que eu tava morrendo aos poucos, eu não conseguia pensar em nada, eu juro, eu JURO, eu senti a minha alma sai do meu corpo, então eu decidi tomar banho, colocar uma outra roupa e tentar dormir.

Depois de um tempo eu me conformei com o que eu tinha feito

Sexta - Feira

Chegou o dia.... SOCORRO, eu estava desesperada, mas a culpa foi minha em ter aceitado, e quando eu ia saindo de casa, eu recebi uma mensagem do Mitsuki, era uma foto de uma lista, tinha o nome e uma foto de uma pessoa, eu perguntei o que era isso, e logo me liguei, era o registro da vítima que eu ia.... Bom, você sabe, eu sentia o meu coração acelerado, ai eu eu fui ver o nome da vítima, e quase chorei quando li a descrição da sua família....


Notas Finais


Essa história é totalmente inventada, por favor não repita nada do tipo, Violência não leva em nada, essa história foi criada como uma lição de vida, a historia não ofende nenhum tipo de trabalho, desde que ele seja hulmide, obrigada pela atenção...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...